Atlético joga pouco, mas empata e avança na Copa do Brasil

Time fica no 0 a 0 com o Caxias e garante vaga na segunda fase. Desempenho foi fraco na estreia de Diniz

30/01/18 às 23:23 - Atualizado às 10:13 Silvio Rauth Filho
Atlético, de camisa laranja, enfrenta o Caxias (foto: Lucas Erbes/Futura Press)

O Atlético Paranaense empatou em 0 a 0 com o Caxias, nesta terça-feira (dia 30) à noite, em Caxias do Sul (RS), pela primeira fase da Copa do Brasil. Nessa primeira fase, a disputa é em partida única. O time visitante avança se conseguir o empate. Não há decisão por pênaltis. Com isso, o time paranaense está classificao e enfrentará na segunda fase o vencedor de América-RN x Tubarão-SC.

Só por estar na primeira fase, o Atlético recebeu cota de R$ 1 milhão. Por chegar à segunda fase, ganha mais R$ 1,2 milhão – ou seja, acumula R$ 2,2 milhões na competição.

ESTREIAS
O jogo marcou a estreia de Fernando Diniz, coordenador técnico geral do Atlético. Ele comanda a equipe principal, que ainda não havia atuado em 2018. No Paranaense, o clube vem usando o time de aspirantes, dirigido pelo técnico Tiago Nunes.

Três reforços também estrearam na partida: o lateral-esquerdo Carleto (ex-Coritiba), o meia Raphael Veiga (ex-Palmeiras) e o atacante Bergson (ex-Paysandu). Clique aqui para ver uma análise do desempenho individual dos jogadores do Atlético.

DESEMPENHO
Os jogadores mostraram dificuldades de adaptação ao estilo de jogo ousado de Diniz. O time não foi bem na marcação e só dominou o adversário em determinados momentos. O desempenho individual também ficou abaixo da média, com muitos erros de passes e outras falhas dos atletas. O Caxias, que é líder do Gauchão, com quatro vitórias nos quatro jogos, mostrou organização tática e força física, mas também decepcionou no aspecto técnico.

ESCALAÇÃO
Diniz armou o Atlético nos moldes do 3-4-3 do Chelsea, de Antonio Conte. A linha de quatro tinha Carleto (esquerda), Jonathan (direita), Rossetto (centro) e Raphael Veiga (centro). Na frente, Nikão (direita) e Guilherme (esquerda) jogavam como pontas. Sem a bola, o time se defendia no 5-4-1.

PRIMEIRO TEMPO
O Atlético teve dificuldades em vários aspectos. Os laterais erraram passes e foram mal na marcação, permitindo avanços constantes do Caxias pelos lados. Guilherme não se adaptou à função de ponta. Nikão participou pouco do jogo. O time paranaense até conseguiu ter um domínio de posse de bola maior, mas atacou pouco. E levou quatro contra-ataques perigosos no primeiro tempo. Sem a bola, o Furacão não conseguiu pressionar forte e acabou recuando demais.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou com o Atlético melhor ofensivamente, criando duas boas chances em dez minutos. No entanto, o Caxias continuou perigoso nos contra-ataques e a equipe paranaense seguiu com muitos erros individuais e problemas na marcação.

TROCAS
A primeira substituição no Atlético veio aos 25 do 2º. Saiu Guilherme e entrou Bergson, que ficou na ponta-esquerda. O esquema não mudou. O Caxias só avançou e partiu para o 'abafa' a partir dos 35. O time paranaense passou a ter espaço para contra-atacar, mas Ribamar perdeu as melhores chances do time no jogo, uma aos 37 e outra aos 41.

CAXIAS 0 x 0 ATLÉTICO
Caxias: Gledson; Cleiton, Júnior Alves, Laércio e Julinho (Ramon); Régis; Túlio Renan (Daniel Cruz), Rafael Gava, Diego Miranda e Nicolas; João Paulo (Carlos André). Luís Carlos Winck
Atlético: Santos; Paulo André, Wanderson (Pavez) e Thiago Heleno; Jonathan, Rossetto (Bruno Guimarães), Raphael Veiga e Carleto; Nikão (Pablo), Guilherme (Bergson) e Ribamar. Técnico: Fernando Diniz
Cartões amarelos: Guilherme (A). Régis (C).
Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Estádio: Centenário, em Caxias do Sul (RS)

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
5 – Nicolas avança na esquerda e cruza. Tulio Renan, livre, cabeceia para fora.
18 – Raphael Veiga chuta de longe. O goleiro espalma no cantinho.
33 – Cleiton cruza fechado. A bola vai direto no ângulo. Santos espalma.
34 – Julinho chuta de fora da área. Santos espalma.

Segundo tempo
2 – Depois de escanteio e bate-rebate, a bola chega até Ribamar, na pequena área. Ele gira e chuta em cima do zagueiro.
5 – Nicolas chuta de fora da área. A bola vai ao lado, perto do gol.
6 – Jonathan cruza da direita. Guilherme recebe na área e chuta no canto. O goleiro espalma.
10 – Diego Miranda chuta de fora da área. Santos segura.
15 – Bola alta. Santos fura. João Paulo desperdiça na cara do gol.
20 – Contra-ataque. Daniel Cruz recebe na entrada da área e chuta para fora.
33 – Contra-ataque. Bergson toca para Ribamar, que chuta cruzado e fraco. O goleiro segura.
34 – Santos erra passe na defesa. Régis chuta para fora.
37 – Contra-ataque. Bergson para Nikão, que parte livre e toca para Ribamar, na cara do gol. Ele chuta e o goleiro salva.
41 – Contra-ataque. Ribamar entra livre na área, mas o goleiro salva.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop