Paranaense é o que mais troca de 'parceiros' no Carnaval

31/01/18 às 20:59 - Atualizado às 08:52 Da Redação Bem Paraná com assessoria
(foto: Cido Marques/ SMCS)

O Carnaval já está chegando e, claro, os foliões mal podem esperar para muita diversão, não é mesmo? Por isso, o Sexlog, maior rede social adulta do Brasil, fez uma pesquisa entre os seus usuários para saber mais como se comportam e o que esperam do Carnaval 2018. De acordo com os dados, 48% dos paranaenses afirmaram que costumam ter de 3 a 4 parceiros durante o Carnaval, o que faz o estado ficar na frente de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Espírito Santo que tiveram uma média de 40%.

A pesquisa também revelou outros dados mais “quentes” em diferentes regiões do Brasil. Os cariocas lideram o ranking e são os mais “fogosos” com 87% das respostas afirmativas sobre o aumento das chances de fazer sexo no primeiro encontro no Carnaval. Em segundo lugar estão os foliões do Paraná e São Paulo, ambos com 86%, na sequência vem os baianos com 85% e, por último, a galera do Espírito Santo com 83%.

Embora estejam super animados para a pegação, 88% dos usuários garantem que não abrem mão do sexo seguro e disseram que usariam camisinha! “No Sexlog oferecemos o espaço para que o usuário se liberte, procure parceiros com quem se identifique para realizar todas suas fantasias, pois somos super a favor do prazer, mas sempre incentivamos a conscientização do sexo seguro com o uso da camisinha. No Carnaval, o cuidado é redobrado, sem dúvidas”, afirma a diretora de Marketing do Sexlog, Mayumi Sato.

O Sexlog também descobriu mais algumas curiosidades do “Folião Brasileiro”:


1 é bom, 2 é melhor e 3 é ótimo!

Dos respondentes, 44% afirmaram que mantêm de 2 a 3 parceiros sexuais rotineiramente e 56% afirmaram que esse número pode aumentar no Carnaval.


Nem só de pegação vivem os carnavalescos

Embora o interesse predominante no Carnaval seja a pegação seguida de sexo (92% disseram que querem "o pacote completo" e que saem para a folia com intenção de chegar nos “finalmentes”), 70% dos entrevistados disseram acreditar que um “Caso de Carnaval” tem chances de virar um relacionamento sério.

 

Brasileiro é praiano

Brasil, um país tropical, e no Carnaval não tem como ser diferente 55% dos entrevistados citaram a praia como o melhor lugar para farrear. Em segundo lugar vem os bloquinhos de rua e festas específicas para Carnaval.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop