Coritiba faz homenagem a ídolo no Atletiba

01/02/18 às 17:05 - Atualizado às 20:23 site oficial do Coritiba
(foto: Divulgação/Coritiba)

Antes de a bola rolar neste domingo (04), dia de Atletiba, o Coritiba irá homenagear o eterno goleiro Jairo, que vestiu a camisa alviverde nas décadas de 1970 e 1980. Foram 410 jogos no total. Entre suas conquistas estão seis Campeonatos Paranaense, além do Torneio do Povo, em 1973, e o Campeonato Brasileiro de 1985.

Esta será a primeira de uma série de homenagens que devem ser promovidas pelo clube nos próximos jogos no Couto Pereira. O objetivo é exaltar e registrar a história destes importantes jogadores que passaram por aqui.

Uma placa deve ser entregue ao ex-atleta às 16h20, no gramado do estádio. Além disso, Jairo deve deixar uma mensagem para a torcida. Os portões do estádio estarão abertos às 15h e a bola vai rolar no clássico Atletiba a partir das 17h. O torcedor poderá levar para casa um copo personalizado sobre o ídolo, que estará sendo vendido nas lanchonetes do estádio.

Sobre Jairo — Catarinense de Joinville, Jairo foi revelado no Caxias. Aos 21 anos foi para o Fluminense, do Rio de Janeiro. Depois, durante cinco anos o goleiro fechou o gol do Coritiba. Herói do Torneio do Povo, Jairo chegou a Seleção Brasileira e foi para o Corinthians. No total, ele defendeu a camisa de nove clubes do Brasil, retornando ao Coxa para encerrar sua carreira.

Sua estreia com a camisa alviverde foi no dia 09 de fevereiro de 1972, em um amistoso entre Coritiba e seleção do Zaire, que terminou empatado em 3x3. Foram seis títulos estaduais conquistados em 1972, 1973, 1974, 1975, 1976 e 1986. Além disso, Jairo foi campeão do Torneio do Povo, em 1973, e do Centrais Elétricas de Goiás em 1975. O goleiro também conquistou o título da Taça Akwaba, disputada na Costa do Marfim e participou do elenco Campeão Brasileiro em 1985.

Os 152 jogos disputados pelo Campeonato Brasileiro da Série A fazem de Jairo o segundo jogador que mais vestiu a camisa do Coritiba na competição nacional em toda a história. O recordista é o ex-volante Reginaldo Nascimento, com 177 partidas. 

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop