23º

Reforma da área de serviço exige impermeabilizante

Busca pelo menor preço de materiais pode resultar em problemas e mais quebra-quebra

31/05/08 às 00:00 - Atualizado às 20:11   |  Eduardo Diório Agência Estado
Escondida, a área de serviço é a parte funcional da casa. Nela, é preciso investir na qualidade dos materiais da reforma, pois o local, também chamado de ‘área molhada’, abriga as colunas de esgoto, água e gás. Sendo assim, antes de começar a quebradeira, é imprescindível analisar a planta do imóvel. Confira nessa reportagem opiniões de profissionais que enumeram dicas para evitar complicações futuras.
“Por ser um espaço que sempre está em contato com a água, em cima do contrapiso é interessante passar um impermeabilizante”, sugere o arquiteto Marcel Furias. Segundo ele, também vale a pena instalar pisos de cerâmica, que são mais resistentes à umidade e fáceis de limpar. “A ardósia pode ser uma outra opção, mas a manutenção é um pouco mais complicada e o produto é um pouco mais caro.”

Na parede, dependendo da idade do imóvel, o ideal é avaliar a qualidade do encanamento e trocá-lo por peças de cobre, que duram mais, são mais seguras e raramente desgastam. A instalação elétrica é outra parte da reforma que merece destaque, já que nessa parte da casa ficam eletrodomésticos que puxam muita energia. “Na hora da reforma, os clientes esquecem que ali mora a máquina de lavar, secadora, ferro e aquecedor. É importante prever diversos pontos de alimentação de eletricidade, água e esgoto”, diz Fúrias.

Na hora de escolher o revestimento há duas opções mais comuns: azulejo ou tinta acrílica. “Tem gente que segue o padrão da cozinha e deixa padronizado, mas dependendo do tamanho do espaço nem compensa. É muito mais econômico pintar quase todas as paredes e só revestir com azulejo os locais que têm mais contato com a água”, explica a arquiteta e decoradora de ambientes Joana Ern. Se optar pela pintura, é necessário fazer um rodapé de no mínimo 10 centímetros de altura para evitar infiltrações.

Para fazer o acabamento, tanto no piso quanto na parede (se optar pelo azulejo), os profissionais aconselham a aplicação do rejunte de epóxi. “Mesmo sendo mais caro, é mais fácil de ser limpo e não pega tanta sujeira”, garante o arquiteto Carlos Eduardo Dias. De acordo com ele, depois de aplicado, o epóxi deixa a superfície mais lisa do que o rejunte tradicional, valorizando o acabamento.

Luz — A localização da área de serviço é outro ponto importante a ser analisado. É interessante que o espaço receba muita luz e seja ventilado, o que favorece a secagem das roupas. “Escolher janelas com boa abertura também ajuda na ventilação. Elas podem ser por folhas deslizantes ou basculantes”, completa Dias. 
Publicidade
1 Comentário
  • Leandro 16/02/10 às 16:38
    gostei do blog postado