Bar temático traz a Curitiba filho sueco de Garrincha

Ulf Lindberg participa das comemorações do cinqüentenário do título de 1958

25/06/08 às 00:00 - Atualizado às 12:07 Redação Bem Paraná

O filho sueco do craque Mané Garrincha estará em Curitiba (PR) para o cinqüentenário da conquista da Copa do Mundo de 1958, que será celebrado domingo (29 de junho). Fruto de uma aventura amorosa do “anjo das pernas tortas” durante uma excursão do Botafogo pela Europa em 1959, Ulf vive na Suécia e vem ao Brasil a convite do Torto Bar, um bar temático de Curitiba decorado com fotos e recordações da carreira do maior ponta-direita da história.

Na véspera do cinqüentenário da final da Copa de 58, sábado (28), o filho de Garrincha participará de um bate-papo com freqüentadores do bar e convidados como o ex-jogador Sicupira, que jogou com Mané no Botafogo, e o cronista esportivo Vinícius Coelho, que conviveu com o craque no Sul-Americano de 1959.

O encontro de Lindberg com os fãs do pai será no Torto Bar (Paula Gomes com Duque de Caxias) a partir das 15 horas. Para participar, basta levar um agasalho. As doações serão entregues à Fundação de Ação Social (FAS) de Curitiba. Além do bate-papo, serão exibidas imagens da carreira de Garrincha e narrações originais dos jogos da seleção nas copas de 58 e 62.

Já no domingo (29), Lindberg irá ao clássico Atletiba, na Arena da Baixada, e fará uma homenagem aos campeões de 58 no intervalo do jogo. Ainda em Curitiba, o filho de Mané conhecerá o programa social Bola Cheia, da Secretaria municipal de Esporte e Lazer, que abre as portas de escolas públicas para a prática de esportes durante a madrugada, como forma de afastar os jovens da criminalidade.

O filho de Garrincha herdou do pai sua principal característica, as pernas tortas. Mas, ao contrário de Mané, não nasceu com o dom dos dribles desconcertantes. Mesmo assim, a semelhança física deles é impressionante.

Lindberg, de 48 anos, foi abandonado pela mãe um ano após o nascimento e não chegou a conhecer o pai, mas acredita saber quase tudo da vida de Garrincha graças a livros e filmes. Em 2005, fez sua primeira visita ao Brasil, quando teve contato com as 10 irmãs brasileiras.

O Torto Bar, na esquina das ruas Paula Gomes e Duque de Caxias (São Francisco) surgiu em 2003 da paixão do seu proprietário, Arlindo Ventura, pela trajetória de Mané Garrincha. Encantado pelas histórias que ouvia, Ventura tornou-se um aficionado pelo craque e passou a colecionar material biográfico sobre Mané. Ele já visitou várias vezes a cidade em que Mané Garrincha nasceu, Pau Grande (RJ), e conheceu as origens do jogador falecido em 1983

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop