séries-para-empreendedores-o-socio

Separamos algumas séries que todos os empreendedores deveriam assistir

18 janeiro, 2017 às 17:43  |  por Maximilian Santos

Ainda existe aquele velho preconceito entre os empreendedores e executivos com relação à televisão. Atualmente, longe de ficarmos somente em canais de noticiários, as emissoras, tanto abertas como fechadas, estão cada vez mais buscando uma aproximação com esse público. Uma forma de aproveitar o momento de lazer e aprender um pouquinho é assistindo algumas séries que nos ensinam muito sobre empreendedorismo, gestão e negócios.
O blog People S/A separou algumas opções para você! Que tal chegar em casa, descansar, pegar o controle remoto e se atualizar ao mesmo tempo se divertindo? Confira:

Suits

A série é rodada em torno de casos jurídicos sempre bem resolvidos, e com um toque de humor sarcástico, tudo isso dentro do escritório de advocacia “Pearson Hardman”. Michael “Mike” Ross (Patrick J. Adams) é um garoto que foi expulso do colégio, mas com uma brilhante memória que lhe permitiu excelentes notas no teste de admissão em cursos de Direito, sem nunca ter obtido o diploma por não poder entrar em nenhuma faculdade. Harvey Specter (Gabriel Macht), um dos melhores advogados de Manhattan, testa-o e o aceita-o como um de seus associados. Devido à política da firma de aceitar apenas ex-alunos da Escola de Direito de Harvard, ambos mentem que Mike é um graduado que frequentou Harvard. Ao contrário do veterano Harvey, Ross cria vínculos com seus clientes. Harvey, com seu jeito frio, evita contato com Mike em assuntos que não sejam sobre trabalho. Mas no decorrer da série eles criam um forte vínculo de amizade um com outro, o que faz de Mike Ross o pupilo de Harvey, que ensina ao novato todos os truques sobre o ramo jurídico.

“Suits” está agora na 5ª temporada e você pode ver as 3 primeiras no Netflix.

O Negócio

O Negócio é uma série de televisão brasileira transmitida pela HBO Brasil, criada por Luca Paiva Mello e Rodrigo Castilho, e escrita por Fabio Danesi, Camila Raffanti e Alexandre Soares Silva. Conta com Juliana Schalch, Rafaela Mandelli e Michelle Batista como as protagonistas da série.
A série conta com a produção da HBO Latin America em parceria com a Mixer. A primeira temporada estreou em 18 de agosto de 2013. O Negócio conta a história de Karin, Luna e Magali, três belas mulheres que buscam fazer uma revolução na sua profissão. Sem perspectiva de subir na carreira, elas aplicam uma nova estratégia de marketing para a profissão mais antiga do mundo: prostituição, e se tornarão mulheres de negócios. A série brasileira, da HBO, mostra a força da mulher empreendedora (independente de qualquer controvérsia sobre prostituição) e passa aprendizados pelas decisões estratégicas que as diferenciam de qualquer concorrente.

“O Negócio” reprisa nos canais da HBO e sua quarta temporada está programada para ser lançada em meados de 2017.

Silicon Valley

A primeira temporada conta com oito episódios de em média 30 minutos cada. A série foi bem aclamada pela crítica especializada e público, conseguindo 84/100 no Metacritic após o lançamento do terceiro episódio. Richard é um programador que desenvolve um algoritmo inovador na compressão de arquivos, que conforme a evolução da história ele sofre com um dilema entre vender sua criação para Gavin Belson (CEO da fictícia empresa Hooli) ou construir uma grande companhia startup com a ajuda do bilionário investidor Peter Gregory.
A série mostra de uma forma satírica como é a vida no Vale do Silício e seus moradores, usando como uma das referências a experiência do criador da série Mike Judge quando trabalhou no Vale no final dos anos 80, como engenheiro de testes para a Parallax. “Silicon Valley” é uma comédia, mas os dilemas que a permeiam, na vida real, seriam sérios: vender sua ideia de negócio por US$ 10 milhões ou receber um aporte de US$ 200 mil por 5% da empresa? Perder a chance de criar algo que possa te fazer sentir realizado ou assumir o risco de investir tempo e dinheiro por nada?

“Silicon Valley” está em sua segunda temporada disponível para assinantes da HBO.

Undercover Boss

O programa, que documenta o que acontece quando o presidente-executivo de uma empresa trabalha, incógnito, junto aos funcionários subalternos do grupo, estreou logo depois da transmissão do Super Bowl, e atraiu 38 milhões de espectadores, a maior audiência para um seriado estreado depois da decisão do futebol americano desde que a Nielsen introduziu o seu sistema de mensuração eletrônica da audiência domiciliar, em 1987.
A série convida CEOs (ou outros executivos) de grandes corporações a exercerem funções de um iniciante em sua própria empresa, sem poderem revelar suas identidades. É atendendo no balcão, lavando louça e fazendo entregas que os chefes realmente compreendem o valor do trabalho da linha de frente, avaliam se os valores do negócios estão mesmo presentes no dia-a-dia e sentem a resposta direta dos clientes.
Se você é um empreendedor pequeno que sonha grande, é bom acompanhar e ir se preparando para quando seu número de funcionários for bem maior. Aqui no Brasil o “Fantástico”, da Rede Globo, fez uma versão brasileira reduzida de “Undercover Boss”.

“Undercover Boss” está disponível no Youtube, o quadro do Fantástico na versão brasileira no Globo Play.

O Sócio – The Profit

Quando Marcos Lemonis não estpa administrando sua empresa multibilionária, a Camping World, ele vai em busca de empresas que estão desesperadas por dinheiro e a ponto de fechar. Nos últimos anos, reabilitou com sucesso mais de 100 empresas. Na série ele traz sua habilidade como O Sócio, com uma proposta bacana. Em cada episódio, Lemonis faz às empresas uma oferta impossível de ser recusada: seu dinheiro em troca de uma parte do negócio e uma porcentagem dos lucros. Uma vez dentro da empresa, ele então faz de tudo para salvar o negócio e torná-lo lucrativo, mesmo que isso signifique demitir o presidente, promover algum funcionário ou ele mesmo assumir.
Ele é um bilionário com apenas 43 anos. Gênio da administração (e do comportamento humano), atua em uma infinidade de ramos e negócios como investidor ativo. Para entrar no negócio ele leva em conta o Tríade P, que determina se ele entra ou não na sociedade. Ele varre a contabilidade, as ações internas e processos, analise as atitudes dos funcionários, em uma auditoria minuciosa.

“O Sócio” vai ao ar toda terça-feira, às 22 horas, no History Channel no Brasil.

Shark Tank Brasil

A versão brasileira do reality Shark Tank chegou no canal Sony no último ano. A dinâmica da atração coloca novos empreendedores em busca de aportes financeiros frente a frente aos “tubarões”, empresários já consolidados com disposição para investir. Assistimos ao episódio de estreia, e recomendamos!
Para convencer os chamados tubarões, os candidatos precisam fazer uma curta apresentação de seu produto e do plano de negócios. Se for convincente o bastante, pode sair de lá com um grande investimento e um novo sócio para sua empresa, caso contrário, pode ter seus sonhos destruídos pelos grandes empresários
No primeiro episódio foram apresentados um adubo orgânico, um tipo inovador de próteses ortopédicas, uma linha de alimentação saudável para crianças e uma marca de roupas para o ciclista urbano. Cada tubarão teve de tomar a difícil decisão de investir ou não no negócio.
O time de investidores do Shark tank Brasil conta com quatro tubarões fixos, o cantor e empresário Sorocaba, a empresária no ramo da moda Cristiana Arcangeli, o fundador da Polishop, João Appolinário, e o presidente do China in Box, Robinson Shiba. Na cadeira rotativa, Camila Farani, um dos principais nomes do investimento em start ups no Brasil, e Carlos Wizard, fundador da rede de idiomas Wizard.
O Shark tank original é exibido desde 2009 nos Estados Unidos e já ganhou dois prêmios Emmy de melhor estrutura de reality show. Ao todo, já teve sete temporadas. Os tubarões principais da versão americana são Barbara Corcoran, Robert Herjavec, Daymond John, Kevin O’Leary, Mark Cuban, Lori Greiner e Kevin Harrington. Entre os convidados estão nomes como Ashton Kutcher e Jeff Foxworthy. A versão brasileira chega com produção da Floresta Produções e do Canal Sony.

Shark Tank Brasil vai ao ar todas as quintas-feiras, às 21 horas, pela Canal Sony.

Editado por Maximilian Santos
Crédito das imagens: Youtube e divulgação.

franq7

Franchising prevê crescimento de 7% a 9% em 2017.

18 janeiro, 2017 às 15:57  |  por Maximilian Santos

Mesmo com a crise, o setor de franchising se mantém otimista! Segundo dados da ABF – Associação Brasileira de Franchising – o faturamento de setor em 2016 deve crescer 8% em relação ao ano anterior, passando de R$139,593 bilhões para cerca de R$150 bilhões. Para 2017, a projeção de crescimento é de 7% a 9%.

Investir em franquias pode ser um boa opção, principalmente por uma possível segurança para quem tem como meta ser o seu próprio chefe em 2017 já que apresentam um modelo de negócio já consolidado no mercado.

Abaixo, o blog People S/A selecionou algumas opções econômicas e interessantes de franquias que pretendem programar uma expansão no Paraná:

 

 

Alergoshop – Produtos hipoalergênicos

Investimento inicial: de R$140 mil à R$200 mil

Fundada em 1993, a Alergoshop (www.alergoshop.com.br) foi a primeira empresa no país a entender as reais necessidades das pessoas alérgicas. Especializada em produtos hipoalergênicos conta com 14 lojas e mais de 80 itens de fabricação própria e possui 10 diferentes linhas de produtos que incluem cosméticos, capas antiácaro, desodorantes, hidratantes, protetores solares, repelentes, produtos de limpeza, espaçador, desumidificador, umidificador purificadores de ar entre outros. Em 2012 a empresa decidiu apostar no mercado de franquias e já soma 10 unidades franqueadas, sendo sete no Estado de São Paulo, uma no Rio de Janeiro (RJ), em Vitória (ES), uma em Curitiba-PR e em breve uma em Recife (PE). A Alergoshop não testa seus cosméticos em animais e desenvolve seus produtos de forma criteriosa pesquisando profundamente cada matéria prima antes de incluí-la em seus produtos.

franq2

 

On Byte – Educação profissional

Investimento inicial: R$6 mil (modelo personal) R$ 168 mil (modelo full)

Rede de franquias de educação profissional com sede em Taguaritinga, a On Byte já está há mais de 20 anos no mercado. Com baixo investimento e rápido tempo de retorno, a rede oferece diversos modelos de negócio, com ou sem a necessidade de ponto fixo, e exclusividade territorial aos franqueados. A rede oferece os mais diversos cursos de capacitação para todas as faixas etárias, com horários flexíveis e sempre atualizados.

Franq1

 

 

GOU Franquias – Tratamento ortodôntico e clareamento dental

Investimento inicial: a partir de R$ 120 mil

Fundada em 2010, a GOU (Grupo Odontológico Unificado – http://goufranquias.com.br/) possui mais de 70 unidades pelo Brasil e tem como objetivo oferecer o mais alto padrão em tratamentos ortodônticos e clareamento dental  de forma personalizada e acessível a toda população. Todos os dentistas da rede GOU possuem especialização em ortodontia e, aliada a metodologia desenvolvida pela rede, garantem o melhor e mais rápido atendimento a um maior número de pacientes.  Com sede em Uberlândia, MG, a rede de franquias possui quatro modelos de negócio: para cidades até 20 mil habitantes com investimento inicial a partir de R$ 120 mil; para cidades até 50 mil habitantes com investimento inicial a partir de R$ 220mil; para cidades até 100 mil habitantes, investimento inicial a partir de R$ 260 mil; e acima de 200 mil habitantes com investimento inicial a partir de R$ 300 mil.

franq3

 

 

Estagilize – Agência de estágios

Investimento inicial: de R$13 mil à R$80 mil

Rede de franquias especializada no recrutamento, seleção e encaminhamento de estudantes para vagas de estágio, a empresa foi criada em 2002, na época chamada de Ideal Estágios.  Com sólida experiência no segmento, em 2015 a Estagilize (www.estagilize.com.br) se transformou na primeira rede de franquias do noroeste paulista e oferece o modelo consultor a partir de R$ 7 mil no qual é possível atuar via home office.

franq4

 

Sr. Sorvete – Fábrica de Sorvete

Investimento inicial: de R$109 mil à R$150 mil

Criada em 2014 no interior do estado de São Paulo, a Sr. Sorvete (http://www.srsorvete.com.br) , traz toda a tradição e alta qualidade dos mais de 20 anos de experiência do sócio fundador e chef Gelatiere, Leandro Sambini. Hoje, a Sr. Sorvete possui uma fábrica em Itápolis, com unidades em Cravinhos, Bauru (SP), Rio Branco (AC) e Uberlândia (MG) e um variado mix de produtos com mais de 191 sabores de sorvetes de massa, além de picolés, taças, tortas e bolos de sorvete, milk-shakes entre outros, além de café, chocolate quente e salgados. A empresa conta, ainda, com modernos equipamentos de última geração para maior precisão na fabricação de seus produtos.

Franq5

 

 

Bololô – Rede especializada em bolos caseiros

Investimento inicial: de R$140 mil

A Bololô (http://www.bolosbololo.com.br/) nasceu para trazer agilidade e praticidade, sem perder o gostinho de casa. Os produtos são feitos de forma totalmente artesanal, unindo um produto de baixo custo e de valor nutricional elevado, por utilizar somente produtos naturais (frutas, legumes), sem conservantes, aromatizantes e outros, para quem não tem tempo de preparar em casa, mas não abre mão de uma alimentação saudável.

franq6

 
Editado por Maximilian Santos.
Crédito das fotos: Divulgação.

 

Daniel Alegra

OPINIÃO S/A – As lições do vinho para a construção de marca das empresas

17 janeiro, 2017 às 13:03  |  por Maximilian Santos

*Por Daniel Agrela

A cada dia que passa, fico mais e mais apaixonado pelo mundo do vinho. É um universo inspirador. Digo isso porque quando uma garrafa chega à mesa do consumidor significa que a uva, matéria-prima da bebida, venceu todas as etapas de um complicado processo produtivo. Ela superou as pragas do vinhedo, as intempéries climáticas, a colheita, o rito meticuloso da fermentação, o descanso em ambiente apropriado após o engarrafamento até, por fim, chegar às lojas.

Mesmo que o consumo da bebida venha crescendo no mundo todo, ainda é possível dizer que o vinho é feito de maneira artesanal. Claro que a modernidade já chegou às vinícolas, há inúmeros processos de automação para que a garrafa chegue até você. No entanto, a mão do produtor faz diferença. A percepção de quem está dia e noite no vinhedo, analisando o desenvolvimento das bagas, desde a florescência – frutificação e amadurecimento da fruta -, é fundamental.

Fora isso, há outro complicador que diz respeito ao clima. Para se ter uma ideia, no último ano mais de 50% da safra do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, foram perdidos por conta das fortes geadas que atingiram a região. E não falo apenas do prejuízo financeiro, mas sim de tempo, dedicação e esforço. É uma perda irreparável. Aqui, o fator externo também é difícil ser controlado e pode arruinar todo um trabalho.

Mas o que isso tem a ver com a sua empresa? Tudo. Imagine que sua marca acaba de entrar no mercado. Ela é uma videira em estágio inicial. Ou seja, ainda não rendeu a primeira safra. Para que isso aconteça, ela vai demandar muito empenho e, principalmente, paciência algo que – como se sabe – anda bastante escasso ultimamente.

Durante o primeiro ano da videira, ou melhor, da sua empresa, você terá de se dedicar ao máximo com o objetivo de entregar o melhor produto ou serviço dentro das condições existentes. Continuando na analogia proposta, é preciso estar presente no parreiral para checar se as folha estão sadias, se há sinais de pragas na plantação, como está o teor de açúcar das uvas, enfim, é necessário fazer a lição de casa e tomar medidas emergenciais caso seja preciso. Há que estar atento.

Com o término do primeiro ciclo, chega o momento da colheita. Seu trabalho está quase chegando ao mercado. Mas ainda é preciso fazer o arremate final, transformar a uva em vinho de qualidade. Nessa etapa, a matéria-prima dará vida ao seu produto ou serviço.

Desse ponto em diante, é hora de se destacar no mercado. E como ser diferente em um período em que tudo parece igual? Como mostrar que seu produto ou serviço é melhor do que o dos concorrentes? Como diferenciar seu vinho na concorrida prateleira do supermercado?

É aí que surge um personagem importante: o relações públicas. É esse profissional que terá a função de contar histórias sobre o seu produto ou serviço. É ele quem vai pôr em prática inúmeras iniciativas que busquem impactar jornalistas e influenciadores, com o objetivo de conquistar o mercado, diferenciando sua empresa das demais.

É um longo caminho. Sem dúvida. Mas é um esforço que vale a pena. Sem contar que, ao final, poderá ser recompensado com uma deliciosa taça de vinho entre todos os envolvidos no trabalho.

* Daniel Agrela é jornalista e responde pela área comercial da Digital Trix. É também graduando em Viticultura e Enologia pelo Instituto Federal de São Paulo.

 

* Tem alguma opinião sobre assuntos que movimentam os negócios e a situação no Paraná, Brasil e no Mundo? Envie para peoplesa@bemparana.com.br e compartilhe sua ideia com nossos leitores.

shark

Goleiro de Aluguel conquista “tubarões” no Shark Tank Brasil

12 janeiro, 2017 às 18:47  |  por Maximilian Santos

“O Futebol é o esporte mais praticado no mundo. Quem é que não gosta de bater uma bolinha com os amigos? O difícil é escalar um goleiro. Para suprir esse problema, criamos a Goleiro de Aluguel e buscamos R$ 250.000 por 10% de participação”. Foi assim que o fundador Samuel Toaldo, 33 anos, começou sua apresentação aos “tubarões” do programa Shark Tank Brasil – Nadando com Tubarões do canal Sony.

A apresentação aos investidores não podia ter tido um final melhor. A dupla de sócios, completa por Eugen Braun e Samuel Toaldo , apresentou a proposta de valor da startup e conseguiu um aporte de R$ 250.000 de dois dos 5 “tubarões” do programa. “Entrar dentro do “tanque” é uma experiência inacreditável, a negociação é resolvida em minutos, mas parece que ficamos horas em frente aos tubarões. Exige domínio do assunto, ter tudo na ponta da língua, estar focado, concentrado e seguro do seu potencial”, comenta Samuel.

Quem empreende sabe, nada vem sem muito esforço. Nesse caso não foi diferente. No decorrer do pitch, alguns “tubarões” como Robinson Shiba, fundador da rede de restaurantes China In Box e o também cantor Sorocaba desistiram da negociação.

Mas o foco, segundo os próprios sócios era claro. Eles queriam ser investidos por Carlos Wizard. Mas, à primeira vista Carlos também optou por sair da negociação. Foi aí que entrou na jogada João Apolinário, fundador da Polishop. Ele propôs o aporte de R$ 250.000, mas por 50% da empresa.

Nesse momento, Samuel e Eugen pediram 2 minutos – tempo de avaliação permitido – para conversarem com seu mentor Bruno Medeiros para avaliarem rapidamente a viabilidade. No retorno a negociação, os sócios ousaram e pediram a entrada de Carlos no negócio, mesmo com sua negativa inicial.

“Nosso objetivo inicial era conseguir um acordo com o Carlos Wizard, para abrir o mercado nacional da Goleiro de Aluguel. Ele é dono de empresas ligadas ao esporte como a Ronaldo Academy, em parceria com o Ronaldo Fenômeno, Topper e Rainha. Entendemos que o negócio dele tem grande sinergia com o nosso e por isso queríamos muito a entrada dele junto com o João”, comenta Eugen Braun COO da Goleiro de Aluguel.

Na volta, os empreendedores propuseram um aporte de R$ 300.000 por 40% de participação, sendo 20% para João e 20% para Carlos. Nesse momento, Carlos trouxe outra opção: R$ 250.000 por 50%, mas com 25% de participação para ele e os outros 25% para João. Dessa vez, tubarões e empreendedores se entenderam e o acordo foi firmado.

E a startup já faz planos para esse ano: “Temos a equipe, domínio da tecnologia e o mercado, agora precisamos tracionar em canais on-line e off-line. Queremos manter o crescimento de 25% por mês durante o primeiro semestre de 2017 e fechar o ano com mais de 30 mil partidas realizadas em todo país. Com os tubarões tudo será mais rápido e fácil, além de já estarem surgindo novas propostas, baseadas em nosso modelo de negócio. Somos goleiros mas marcamos um gol de placa” completa Samuel.

 

Crédito da foto: Divulgação.
Editado por Maximilian Santos.

Roberto e Simone Bavaresco inauguram a nova unidade da Rede Bavaresco Praias (Créd. Nakamura)

Rede de Supermercados Bavaresco inaugura nova loja, agora em Praia de Leste, em Pontal do Paraná

21 dezembro, 2016 às 12:53  |  por Maximilian Santos

Mostrando mais uma vez sua força e o compromisso de levar o que existe de melhor e com preço acessível para o litoral paranaense, a Rede de Supermercados Bavaresco atinge mais um de seus objetivos de expansão e inaugurou nesta segunda-feira (19/12), no município de Pontal do Paraná, em Praia de Leste, a sua sétima loja. Com a presença de autoridades locais, imprensa, fornecedores, clientes e convidados especiais, a cerimônia contou com o tradicional corte da faixa inaugural, movimentado coquetel e grande show pirotécnico de fogos.

O empreendimento, gerido pelos empresários Roberto e Simone Bavaresco, teve início em maio de 2016 e irá gerar mais de 160 empregos diretos, com um projeto em uma área de 11 mil metros quadrados, sendo cinco mil e 200 m² de área construída,  com uma unidade ampla, moderna e que proporciona aos clientes, moradores da região e veranistas, conforto e um variado mix de produtos.

A nova unidade do Bavaresco conta com 18 caixas, extensa área de circulação, gôndolas modernas, atuais balcões de congelados e refrigerados (das mais novas tecnologias), uma das melhores marcas de carrinhos de compras, panificadora e confeitaria (com variados tipos de panificações e pâtisserie), açougue completo com cortes nacionais e internacionais, hortifrúti com produtos selecionados, adega moderna e completa, fiambreria, empório, entre outros setores.

Para o presidente da Rede de Supermercados Bavaresco, Roberto Bavaresco, é na crise e no momento apreensível que se encontram as oportunidades. “Acreditamos na recuperação do Brasil, pois já passamos por várias crises e as empresas que investiram, se reinventaram e apostaram, com pesquisa e consciência, sempre cresceram e se fortaleceram. Poder contribuir para o desenvolvimento do município de Pontal do Paraná, com uma loja moderna, gerando emprego, com as últimas tendências no mercado supermercadista, como uma opção que proporciona bom atendimento e economia para os consumidores, é mais que uma honra, é nossa missão”, explica.

Já para o prefeito eleito de Pontal do Paraná, Marcos Fioravante, a nova loja é um presente para a cidade de Pontal do Paraná, que comemora, neste dia  20 de dezembro, aniversário de emancipação. “Agradeço aos empresários Roberto e Simone Bavaresco por investirem em nossa cidade. Esse é um presentão para todos nós pontalenses. Temos a absoluta certeza que essa obra irá trazer mais desenvolvimento, um serviço de qualidade para nossa população e para os veranista, ajudando também no turismo. Só os mais de 160 empregos diretos são motivos de muita comemoração por nós”, comenta.

A loja em Praia de Leste conta com sistema de ar condicionado, estacionamento com capacidade para 110 vagas de carro, bicicletário e modernas instalações.


Sustentabilidade – A nova unidade da Rede de Supermercados Bavaresco procurou minimizar qualquer tipo de impacto ambiental na região, por meio de análises e planejamentos com profissionais capacitados. Foram encontradas as melhores soluções para a manutenção do local, com a utilização de lâmpadas de LED com baixo consumo, climatização com economia de energia, além do uso de gás glicol, que não é poluente ao meio ambiente.


Panificadora e Confeitaria Diretamente dos fornos e dos modernos utensílios do Bavaresco Praias, além dos variados tipos de pães, serão produzidos doces e salgados, a fim de agradar os vastos paladares de clientes. Na padaria, serão produzidos baguetes, broas, pão francês, pão d’água, pão de batata, pão de leite, caseiro entre outros. Entre os salgados, coxinhas, croquetes, risoles, croissants, empadões, fazem parte das variedades no setor. Já na confeitaria, produzidos pelos experientes colaboradores contratados, doces, tortas, bolos serão feitos com os melhores produtos do mercado.

Açougue e empório de carnes – Esse é um dos setores de grande destaque da Rede Bavaresco, já que o presidente, Roberto Baresco, é um dos mais premiados produtores de Nelore. Seu grande conhecimento em cortes pode ser conferido no cuidado e na higienização com que cada carne chega às unidades da marca. A apuração na escolha de fornecedores é um dos pontos marcantes. Na loja de Praia de Leste os clientes poderão encontrar peças e mais de 30 cortes. Opções assadas também estarão disponíveis.

Hortifruti – A Rede de Supermercados Bavaresco se preocupa com a escolha dos fornecedores de frutas, verduras, legumes e temperos naturais. Com rigoroso critério, os produtos chegam direto dos produtores para as prateleiras do setor, com a mais alta qualidade e totalmente frescas. Uma grande gôndola com produtos orgânicos também estará disponível para os clientes.
O Bavaresco Praias também conta com mercearia, bazar, rotisseria, pet, setor de área de limpeza, higiene pessoal entre outras. A loja fica localizada na Rodovia PR-407 – Eng. Argus Thá Eyn – Praia de Leste, em Pontal do Paraná. O horário de atendimento será de segunda a sábado, das 7h às 23h, e aos domingos e feriados das 7h às 22h.

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Nakamura.

 

 

Empreendedorismo novo

15 frases interessantes sobre o empreendedorismo

13 dezembro, 2016 às 16:39  |  por Maximilian Santos

1 – Se estivéssemos motivados apenas pelo dinheiro, teríamos vendido a empresa há muito tempo para viver na praia.

2 – Se você está passando pelo inferno, continue caminhando.

3 – Não tenha medo de mudar o modelo.

4 – Há pouco sucesso quando há poucas risadas.

5 – Acredito que um dos maiores riscos da vida é nunca arriscar.

6 – Chega de romantizar sobre quão legal é ser um empreendedor. É uma luta para salvar a vida de sua empresa – e a sua própria pele – todos os dias da semana.

7 – Ter uma melhora constante é melhor do que a perfeição adiada.

8 – 100% dos clientes são pessoas. 100% dos empregados são pessoas. Se você não entende de pessoas, você não entende de negócios.

9 – Você não deveria focar em por que você não consegue fazer algo, que é o que a maioria das pessoas faz. Você deveria focar em por que talvez você consiga, e ser uma das exceções.

10 – Acredito que uma regra simples do mundo dos negócios é: se você faz as coisas mais fáceis primeiro, então você pode de fato ter um grande progresso.

11 – Bem feito é melhor do que bem dito.

12 – O sucesso é a soma de pequenos esforços repetidos dia após dia.

13 – Os mais fortes de todos os guerreiros são estes dois: tempo e paciência.

14 – Vá em direção à dor.

15 – O sucesso é atingido duas vezes: a primeira na mente e a segunda no mundo real.

 
Editado por Maximilian Santos
Crédito da foto: ImageBank.

 

 

A Hidra

ESTANTE S/A – A Hidra: Contos de Exílio, Clandestinidade e Resistência

9 dezembro, 2016 às 10:00  |  por Rafaela Salomon


Marlene Rodrigues,  jornalista e educadora, lança nacionalmente em Curitiba, no dia 09 de dezembro de 2016, às 19:30h, na Livraria da Vila (Shopping Pátio Batel), o livro A Hidra – Contos de Exílio, Clandestinidade e Resistência. Patrocinado pela Itaipu Binacional, produzido pela Unicultura e publicado pela Geração Editorial, o livro reúne 42 contos que resgatam a memória da resistência à ditadura militar (1964-1985). Os contos são baseados em histórias verídicas ocorridas em diversas partes do Brasil com pessoas anônimas e conhecidas, como Luiz Carlos Prestes, Sobral Pinto, dom Paulo Evaristo Arns, Madre Cristina, Violeta Arraes, Enio Silveira, Juruna, João Pedro Teixeira, Edson Flosi, Paulo Duarte e Gontran Guanaes. As pessoas retratadas estiveram envolvidas com o movimento de resistência ao regime militar. Muitas delas foram presas, torturadas, exiladas ou condenadas a viver na clandestinidade. Entre elas estavam trabalhadores, estudantes, cientistas, artistas, jornalistas, professores, intelectuais, advogados, religiosos de várias crenças e  militares contrários às violações dos direitos civis e humanos.

A Hidra 2

 

Livro: A Hidra – Contos de Exílio, Clandestinidade e Resistência
Autor:
Marlene Rodrigues
Assunto: 
Política / Contos
Número de páginas:
198
Editora:
Geração Editorial
Preço de capa:
R$ 29,90

 

 

Editado por Rafaela Salomon.
Crédito da foto: Guilherme Pupo

 

 

 

Foto 02 - João de Deus Alves, Fernanda Alves e, Gabriel Verona Bertin

BALANÇO – Negócio bom pra cachorro

7 dezembro, 2016 às 16:05  |  por Rafaela Salomon


João de Deus Alves
(Diretor Industrial – Peppy Pet), Fernanda Alves (Diretora – K9 distribuidora) e Gabriel Verona Bertin (Diretor Comercial – Peppy Pet) comemoram o sucesso da Peppy Pet Indústria e Comercio de Alimento para Animais Ltda. A empresa tem como conceito humanizar os produtos para animais, na linha de snacks, os produtos Filhotes (leite e aveia), carne com batata doce, frango com ervilha, carne com cenoura e salmão. No início o foco era a exportação para os Estados Unidos, mas devido ao crescimento do mercado PET, foi decidido entrar no mercado nacional também. Curitiba foi escolhida como porta de entrada para os produtos Peppy Pet no país, e devido ao sucesso e aceitação uma distribuidora, a K9 Distribuidora, foi fundada  e com a e hoje os produtos da Peppy Pet, estão em várias partes do Brasil, com a Marca PEPPY DOG. Em Curitiba os produtos podem ser encontrados na recém-inaugurada Hiper Zoo.

 

Editado por Rafaela Salomon.
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

Ricardo-Martins

Ricardo Martins, Diretor de Inovação na ABlab, comenta as 8 tendências do setor digital para 2017, e afirma que o digital se reinventará mais uma vez

7 dezembro, 2016 às 15:59  |  por Maximilian Santos

Aproximadamente 94% das empresas mantiveram ou aumentaram o investimento no Marketing Digital em 2016. Isso é reflexo do aumento no número de visitantes aos sites e e-commerces, sem falar na crescente onda de engajamento que as redes sociais proporcionam aos internautas.

“O digital não se restringe apenas às redes sociais, tudo que engloba nosso mundo atualmente está ligado ao digital. Seja à conta do Facebook, à transação bancária, o mercado delivery e assim por diante. Estamos na era do micro-moment e das decisões imediatas e a cada ano as mudanças serão mais recorrente”, menciona o profissional da ABlab, Ricardo Martins.

Levar novos usuários ao site e convertê-los em clientes é o desafio de muitas empresas. Isso se torna ainda mais difícil em um mercado imprevisível como o atual, em que novas tecnologias e maneiras de fazer negócio surgem a todo instante. Em 2015 o marketing digital conseguiu se destacar e ofereceu uma melhora significativa em todos os tipos de negócios.

De acordo com o The CMO Survey 2015, pesquisa realizada com diretores de marketing dos EUA, mostra que os investimentos em marketing digital vão triplicar até 2018, e o Brasil seguirá essa tendência.

As métricas desenvolvidas no digital mudam com o passar dos anos, mas algumas mecânicas nunca mudam, apenas passam por adaptações conforme a necessidade da marca de atingir determinado público. Após analisar os dados de demanda e resultado obtido nas agências que passou, Ricardo Martins chegou a 8 regras de maximização de performance para o setor no próximo ano.

-CRM focado na análise de dados real time do cliente – Tratar o relacionamento do cliente com dados real time com objetivo de impactar no canal, mensagem e momento de iniciar a comunicação junto ao público-alvo.

-Pagamento Transparente – Um dos maiores diferenciais do Uber foi sempre promover o pagamento como uma necessidade interativa e ser algo transparente ao cliente. Isso passa credibilidade para o possível o cliente independente do serviço.

-Campanhas de Integração Off-line e On-line – Adquirir dados do consumidor deve ser a prioridade da empresa, não importa o meio. As novas campanhas off-line migram para o cenário digital e cada vez mais deverão trazer resultados e princípios destinados ao setor.

-ChatBots (ou chatterbot) – Os bots devem ser a nova moda, ao invés de brigar pelo espaço com outros APP’s veremos muitos bots de conversação espalhados no mercado. O ChatBots é um programa de computador que simula um ser humano na conversação com as pessoas.

-Machine Learning – Usar dados e redes neurais para automatizar algoritmos.

-Wereables – Se a integração entre on e off está cada vez mais eminente os devices como Apple Watch, Samsung Clock e Nike Run devem crescer, já que eles são grandes pontes entre os canais.

-Integração de meios de pagamentos – O Avanço das fintechs deve levar a unificação dos meios de pagamentos como, por exemplo, pagar uma conta com o seu celular.

-Serviços como Produtos – Os melhores exemplos são Netflix e Spotify, eles descontruíram o conceito de comprar música e filme como produtos e transformaram o comportamento do consumidor em serviços.

 

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito das fotos: Divulgação.

 

 

 

 

explicativo_myvip

OPINIÃO S/A – Cupons de Desconto como a Melhor Forma de Utilizar seu Décimo Terceiro

7 dezembro, 2016 às 15:57  |  por Rafaela Salomon

Por Mayara Campelo

Nesta semana as empresas pagarão a primeira parte do décimo terceiro salário. Assim, as famílias terão um aumento em sua renda da ordem de 50 %, portanto, poderão gastar mais da metade do que já gastam, mas claro na atual situação financeira do Brasil, o mais importante é buscar as melhores oportunidades e focar no consumo inteligente, proposta esta que o portal de cupons de descontos grátis My Vip Club traz aos consumidores.

Os cupons de desconto são uma forma de economizar e conseguir ajustar o orçamento para um consumo consciente, pois a gama de produtos e serviços é variada e os descontos também.

A família pode se planejar, curtir e poupar, atendendo aos gostos de todos os seus membros e deixando ainda um dinheiro no bolso para a poupança, podendo também comer aquela pizza gostosa no final de semana, fazer a festa de aniversário do filho, e realizar os demais sonhos que as vezes são adiados com receio dos gastos excessivos.

Com a utilização de um cupom de desconto, você tem a certeza de que está pagando um preço justo pelo serviço ou produto, pois o trabalho feito pela equipe comercial do portal My Vip Club busca sempre trazer ao consumidor a melhor oferta para colocar no ar.

A cultura dos cupons veio para ficar, mesmo que num momento de crise como este, período em que as pessoas passam a valorizar o consumo consciente e a buscar pelas melhores oportunidades. Mas, no crescimento, o brasileiro irá exigir mais economia, pois sabe o valor do dinheiro e como economizá-lo através dos cupons. ­­

 

Por Mayara Campelo é CEO Founder do MyVipClub

 

* Tem alguma opinião sobre assuntos que movimentam os negócios e a situação no Paraná, Brasil e no Mundo? Envie para peoplesa@bemparana.com.br e compartilhe sua ideia com nossos leitores.