Arquivos da categoria: Empreendedorismo

4 coisas para aprender com o modelo Disney de gestão

16 agosto, 2017 às 13:49  |  por Rafaela Salomon

“Eu gosto do impossível porque lá não existe concorrência.” A clássica frase de Walt Disney diz um pouco sobre o modelo de gestão que a empresa desenvolveu e perpetuou. Para buscar o “impossível”, o visionário empresário americano criou processos internos que têm um único foco: valorizar a experiência do cliente. E se sua empresa não é do ramo do entretenimento? Há o que aprender com a Disney? Especialista em educação corporativa e treinamentos vivenciais, a consultoria Sunrise tem certeza que sim.

“Na Disney, tudo é feito para não só encantar o público, mas fazê-lo voltar e propagar de forma positiva a experiência vivida. Todas as empresas, independentemente do setor, têm esse mesmo desafio, não é verdade?”, avalia a sócia da Sunrise, Andrea Medina. “Para chegar lá, a Disney criou um modelo de gestão que pode ser resumido em quatro pilares: cultura organizacional, pessoas, atendimento e lideranças, que estão todos intimamente conectados”, complementa a outra sócia da consultoria, Silvia Vidovix.

Para as duas especialistas, quatro pontos críticos relacionados aos pilares no modelo de gestão da Disney ajudam a explicar o sucesso da empresa, que, mais do que clientes, tem verdadeiros advogados da marca.

  • Funcionários muito bem treinados: preparados para dar 100% de atenção aos clientes, os funcionários formam, como em um show, um “elenco”. Sabem distinguir o trabalho no palco e nos bastidores, com consciência de que o trabalho em equipe é o caminho mais curto para entregar o resultado.
  • Atenção de todos aos pequenos detalhes: para a Disney, cada micro detalhe faz diferença para a experiência do cliente. O segredo aqui é se colocar no lugar do público para entender seus anseios e compor cada elemento do negócio.
  • Líderes engajados: são preparados para conduzir bem suas equipes. Como bons contadores de histórias, sabem apoiar e dar o direcionamento correto a todos os subordinados, administrando mudanças com confiança e respeito.
  • Processos eficientes de comunicação com o cliente: para que o encantamento da experiência do cliente ocorra de maneira orgânica, a análise das ações e seus resultados ocorrem permanentemente. Corrigir falhas e aprimorar os acertos são mantras internos, que permitem a empresa sempre recomeçar com eficiência.

    Sobre a Sunrise: especializada em educação corporativa e treinamentos vivenciais, a Sunrise tem 15 anos de experiência no mercado e grandes marcas em seu portfólio de clientes, como Oracle, L’Oréal, Nestlé, Accor, Carrefour, Claro e Volkswagen, entre outros. Com suas capacitações, possibilita às empresas driblar os desafios do mundo corporativo, transformando pessoas, melhorando desempenhos e maximizando o que sua equipe tem de melhor.

- Postado Rafa Salomon

Prêmios 2017 Luiz Oliveira  Diretor -  Wagner Oliveira  Diretor -Rodaika Diel Diretora - Rodrigo Castilhos  Designer da Marca - Paulo Schneider  Gestor Comercial - Rafael Teixeira  Exportação

Coca-Cola Shoes é eleita a melhor licenciada da Coca-Cola no mundo

19 julho, 2017 às 17:12  |  por Rafaela Salomon

As empresas gaúchas Sugar Shoes e Neorubber foram eleitas pela The Coca-Cola Company Melhor Licenciado Mundial da marca pela terceira vez desde 2012 e também pelo segundo ano consecutivo. O evento de premiação foi realizado na sede da companhia, em Atlanta (EUA). Além do principal prêmio mundial, a Coca-Cola Shoes também foi reconhecida como o Melhor Licenciado da América Latina 2016. As empresas são licenciadas da Coca-Cola desde 2010.

Coca-Cola Shoes produz calçados para o Brasil, América Latina e Europa. São produzidos cerca de 33 mil pares/dia, divididos entre tênis – fabricados nas unidades de Picada Café (RS) e Senador Pompeu (CE) – e sandálias – na divisão Neorubber, com plantas em Capela de Santana (RS) e Solonópole (CE). Produzindo para marcas próprias e licenciadas, a empresa gera cerca de 1.900 empregos diretos, além de mais 1.000 postos de trabalho em empresas terceirizadas.

O evento em Atlanta aconteceu no dia 10 de julho e contou com mais de 100 licenciados, representando alguns dos principais fabricantes de produtos da marca Coca-Cola em todo o mundo. Pela Sugar Shoes e Neorubber, estiveram presentes os diretores Luiz Oliveira, Rodaika Diel e Wagner Oliveira, acompanhados de Paulo Schneider, Gestor Comercial da Marca, Rafael Teixeira, Gerente de Exportação, e Rodrigo Castilhos, designer da marca. “Estas conquistas evidenciam o empenho de um trabalho construído por uma equipe extremamente qualificada que valoriza a gestão de negócio com objetivo em resultados positivos para a marca”, diz o gestor comercial Paulo Schneider. Ele salienta ainda que estas premiações trazem uma satisfação diferenciada, pois “ em oito anos, em menos de uma década, pegar uma marca de refrigerantes e transformá-la em uma das principais marcas de calçados do Brasil é um sucesso que poucos podem comemorar. Somente aliando atenção, dedicação e muito amor para conseguir uma vitória desta expressão”, diz ele. Isto também “reflete a confiança que recebemos dos lojistas, pois hoje contamos com 3 mil pontos de venda somente no Brasil”, acrescenta Schneider.

Desde 2010, as empresas já conquistaram premiações relevantes dentro The Coca-Cola Company como Prêmio de Sustentabilidade, em 2011, Melhor Licenciado do Mundo 2012, Melhor Licenciado da América Latina em 2015, Melhor Ativação no Varejo em 2015 e também o Melhor Licenciado do Mundo em 2015.

CRESCIMENTO – Em um cenário econômico ainda instável, a Coca-Cola Shoes segue sua trajetória de crescimento. Com presença de destaque nas principais vitrines de calçados do país, a projeção é de crescimento no faturamento neste exercício. A estimativa é de que o aumento chegue a 20%. “Os produtos da marca têm tido uma ótima aceitação no mercado brasileiro, e queremos consolidar essa posição para seguir crescendo”, completa Paulo Schneider.

Réveillon 2018 no P12 – Jurerê Internacional

19 julho, 2017 às 14:59  |  por Rafaela Salomon
Que durante o verão em Santa Catarina corre muito dinheiro, isso não é mais nenhuma novidade!! O que está cada vez mais cedo, são as vendas para as programações de verão!! Um dos destinos mais procurados por turistas brasileiros e estrangeiros no Verão, Florianópolis já começa a apresentar a programação de festas para a próxima temporada. O ponto alto desta agenda, sem dúvidas, é a virada do ano nos beach clubs e hotéis de luxo da cidade, e, entre as festas de Réveillon, a Spettacolo do P12, no parador de Jurerê Internacional, é uma das mais procuradas. As pré-vendas, direcionadas aos clientes que já participaram de edições anteriores da festa já começaram. E para aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer o Réveillon Spettacolo, é possível comprar os convites a partir de hoje,  dia 19, quarta-feira, no site do Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br). Os valores são a partir de R$350 feminino e R$ 650 masculino, e neste ano será possível parcelar a compra. A festa é open bar e open food.
Postado por Rafaela Salomon
APP Vegano

Aplicativo curitibano permite que usuários comprem direto de produtores rurais

27 junho, 2017 às 13:20  |  por Maximilian Santos

No final de 2013 surgia em Curitiba o BeVeg, aplicativo que inovou ao permitir que os usuários pudessem encontrar estabelecimentos gastronômicos com boas opções vegetarianas e veganas. Agora, após o sucesso em todo o país, o BeVeg, idealizado por Vivian Schmitz e Tom Barros (foto), passou por uma importante atualização e oferece a função delivery.  O aplicativo, disponível gratuitamente no Google Play e na Apple Store, permite que, além de pedir comida fast food, os usuários façam a feira e o mercado sem sair de casa, tendo contato direto, por exemplo, com produtores de hortifrútis orgânicos. Outra facilidade é poder receber em casa quitutes de produtores locais, como salgadinhos e bolos.

“O BeVeg surgiu para unir consciência e tecnologia, facilitando e incentivando a escolha pelo vegetarianismo por meio de um aplicativo que localiza opções veg por ordem de proximidade do usuário. Além disso, a opção delivery possibilita que o usuário faça pedidos online para entregas em domicílio”, detalha Vivian Schmitz, que lembra que a ferramenta é ideal, também, para quem apenas simpatiza com o estilo de vida e gostaria de adotá-lo, mas não sabe onde encontrar boas opções.

O crescimento do BeVeg coincide com crescimento do número de vegetarianos no Brasil. Segundo dados publicados pelo IBOPE/2012, o país conta com mais de 15 milhões de vegetarianos. As maiores concentrações são encontradas nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente com mais de 792 mil e 632 mil. Curitiba, cidade de origem do BeVeg, aparece com mais de 194 mil vegetarianos. De acordo com pesquisa do IPSOS Group, também de 2012, 28% da população brasileira quer consumir menos carne.

“Com o passar dos anos, vemos consumidores cada vez mais antenados, realmente preocupados com a alimentação e, logicamente, com os problemas gerados pelo mercado mundial de produção de carnes. Pesquisas recentes demonstram que o mercado vegetariano tem passado por uma expansão constante, e é cada vez maior o número de pessoas que optaram pelo vegetarianismo e estão sedentos por opções de consumo”, explica Tom Barros.

Feira em casa - Mais do que oferecer empreendimentos gastronômicos e refeições prontas, após sua última atualização o BeVeg sentiu que tinha chegado o momento de trabalhar novas opções e serviços. Na nova aba “Feira”, que acaba de ser adicionada na ferramenta, o usuário encontra empórios e produtores locais que comercializam, entre outros, frutas, orgânicos, hortifrútis, sucos, especiarias, sementes e grãos. Assim como os outros serviços, os resultados aparecem por ordem de proximidade.

“Muita gente reclamava da dificuldade de encontrar produtos especiais frescos, como por exemplo os orgânicos, que geralmente só eram encontrados em mercados e com valores elevados. Com essa parceria com pequenos empórios e produtores locais, conseguimos oferecer uma ferramenta que, acima de tudo, levará saúde para a casa dos brasileiros”, completa Tom.

 

 

Postado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

 

Print

Equipes engajadas são um diferencial das empresas de sucesso

5 junho, 2017 às 19:03  |  por Maximilian Santos

Uma equipe engajada traz inúmeros benefícios para um negócio. Isso porque funcionários motivados se esforçam mais para atingir os objetivos e metas da empresa melhorando, com isso, sua produtividade. Neste caso, o líder tem um papel fundamental, sendo assertivo em suas decisões e contribuindo para o engajamento da sua equipe. A assertividade nas relações é um dos temas que serão abordados na segunda edição do Intensive Leadership Academy (ILA), que acontece nos dias 9 e 10 de junho, em Curitiba. O seminário é organizado e ministrado por executivos da Dale Carnegie Training, referência mundial em desenvolvimento de competências e habilidades profissionais.

Segundo, Leandro Roth (foto), trainer dos programas Dale Carnegie Course, Advanced Dale Carnegie Course, Sales Advanced e responsável pelas franquias do Noroeste do Rio Grande do Sul e Campinas (SP), aumentar o nível de assertividade, que está relacionado à confiança e respeito, contribui para a melhoria do engajamento. “Há três estilos de comportamento: passivo, agressivo e assertivo. A grande sacada é saber qual a melhor maneira de ser assertivo na hora de tomar decisões”, diz.

Equipes motivadas e engajadas dão o máximo de si para alcançar os resultados. “Não há uma fórmula secreta para convencer as pessoas a colaborarem, mas descobrir e se importar com os objetivos da pessoa, e ter este alinhamento organizado, ajuda muito”, ressalta Roth.

 

 

Editado por Maximilian Santos
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

 

Laguna na Ásia (2) (1)

Laguna na Ásia

1 junho, 2017 às 16:54  |  por Rafaela Salomon

A equipe da Construtora e Incorporadora Laguna acaba de retornar de viagem pelo Qatar e Líbano, onde esteve em busca de novas tendências em arquitetura, design e métodos construtivos visando os lançamentos de luxo previstos para 2017 e 2018. Na foto, Fabio Siqueira Giamundo (esq.), diretor de engenharia, Faissal Assad Raad, fundador da Laguna e Flávio Schiavon (dir.), arquiteto e sócio do escritório Baggio Pereira & Schiavon, em frente a um dos empreendimentos mais luxuosos do Líbano, o Beirut Terraces.

Cristiano Mendes GoDaddy

4 dicas para PMEs saírem na frente no Dia dos Namorados

24 maio, 2017 às 12:41  |  por Maximilian Santos

Datas comemorativas como o dia dos namorados podem ser uma grande oportunidade para alavancar as vendas de um pequeno negócio, desde que se apliquem estratégias certas para atrair novos e atuais clientes. Além de buscar preços acessíveis, hoje em dia o consumidor procura mais do que apenas um produto, ele quer algo especial. Principalmente em datas como o dia dos namorados, as pessoas buscam presentes que sejam únicos e com caráter diferenciado, pois o que está em jogo é fazer o parceiro feliz.

Por isso, apenas aplicar promoções especiais já pode não ser o suficiente. Isso não significa que você precisa investir todo o dinheiro de seu negócio com uma campanha megalomaníaca. Muitas vezes, o sucesso pode estar em ações simples, direcionadas e que podem casar com a data em questão. Para o dia dos namorados, veja algumas dicas de Cristiano Mendes (foto), Diretor de Produtos da GoDaddy para América Latina - maior plataforma de cloud dedicada a pequenos negócios e empreendimentos independentes, para ajudar fazer do seu produto um presente especial:

1. Planeje sua newsletter com antecedência - Para tentar alavancar suas vendas em datas comemorativas, você precisa primeiro preparar o consumidor, deixá-lo animado com o que você oferece e chamar sua atenção de forma positiva. Para poder fazer isso, você deve planejar as mensagens que quer divulgar e que diferentes canais usar e enviar com antecedência para que seus clientes considerem seu produto um presente.

Por exemplo, monte estratégias de newsletter para instigar o interesse com títulos relacionados à data. No dia dos namorados, você pode utilizar palavras como “amor”, “especial para namorados”, “crush”, “coração” e montar títulos que conversem com seu público alvo.

2. Utilize marketing de conteúdo - Se você possui um blog ou uma página no Facebook da sua empresa, não os utilize apenas para divulgar sua marca e produtos. Fale sobre seu mercado, mostre que você é um especialista e sabe do que está falando.

Escreva posts relacionados à data que tenham uma conexão com sua área de atuação e produtos. Por exemplo, se você possui uma loja de roupas, dê dicas de visuais legais para um jantar romântico no dia dos namorados.

3. Aproveite as características especiais da sua PME - Hoje em dia, produtos personalizados estão em alta. Os consumidores estão em busca de presentes especiais com significado pessoal. Pequenas empresas podem oferecer isso, pois possuem caráter criativo e de exclusividade. Muitas pessoas optam por comprar de negócios locais, e isso pode ser seu diferencial: produtos artesanais, orgânicos e sustentáveis, por exemplo, estão cada vez mais atraentes. Tanto que, de acordo com uma pesquisa feita em 2016 pela GoDaddy sobre PMEs, 82% dos proprietários de Pequenas empresas brasileiras preferem ganhar menos dinheiro com um negócio que prioriza a sustentabilidade ambiental do que ganhar mais dinheiro com um negócio que não prioriza isso. Um pequeno negócio pode demonstrar como é sustentável na prática, explicando de onde vêm suas matérias primas e detalhando seus processos.

Inclusive, de acordo com a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (2014), conduzida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o artesanato é uma atividade econômica presente em 78,6% dos municípios brasileiros e cerca de 8,5 milhões de brasileiros geram sua principal renda a partir dessas vendas.

4. Prepare-se para alta demanda - Aplicar estratégias pré-data comemorativa pode ajudar a aumentar suas vendas naturalmente. Por isso, é necessário que você esteja pronto para atender todos os pedidos. Se você possui um site e-commerce, por exemplo, tenha estoque preparado e certifique-se de que seu site não sairá do ar em caso de muitos acessos simultâneos. Você pode fazer isso aumentando a potência da sua infraestrutura com seu provedor, adicionando capacidade de armazenamento e processamento. Se atende apenas através de mídias sociais, monte um cronograma para controlar sua produção e entrega, para ajudar a garantir que não haverá atrasos ou falta de materiais para que você possa atender aos pedidos de seus clientes.

Se você tem uma loja física, fique atento ao estoque e ao atendimento ao cliente, mesmo com a loja cheia, faça-o sentir-se confortável e em casa.

Datas comemorativas podem ser corridas para pequenas empresas. Porém, também podem ser grandes oportunidades de se destacar e atrair clientes, principalmente se aplicar estratégias inteligentes e eficazes que mostram que você entende seu mercado e oferece aos seus clientes o que eles precisam.

 

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

 

 

Mario

Saber gerir as emoções é um diferencial dos líderes de sucesso

22 maio, 2017 às 16:28  |  por Maximilian Santos

A instabilidade emocional faz parte de vários ambientes em que estamos inseridos, como trabalho, família, reuniões e carreira. Constantemente, somos levados ao estresse por fatores como pressão, insegurança, falta de reconhecimento e fracasso. “A gestão emocional nos tira desse frame, impulsionado por fatores externos, e nos faz perceber que temos a capacidade de administrar nossa reação a eles. Com ferramentas específicas, conseguimos trabalhar nosso autocontrole, saindo de estados emocionais pobres de recursos para estados mais ricos e conscientes.” A afirmação é de Mário Echeverria (foto), trainer do Instituto Eneagrama, principal empresa no Brasil de gestão emocional e desenvolvimento humano, palestrante da segunda edição do Intensive Leadership Academy (ILA), que acontece nos dias 9 e 10 de junho, em Curitiba. O seminário é organizado e ministrado por executivos da Dale Carnegie Training, referência mundial em desenvolvimento de competências e habilidades profissionais. Echeverria será o responsável pela palestra bônus para quem comprar os ingressos nas categorias Vip e Diamond.

A inteligência emocional está intimamente ligada ao sucesso de líderes com resultados acima da média. Uma pesquisa realizada pela Gallup, em 63 países, durante 25 anos, com cerca de 300 mil gestores que demonstraram ter uma produtividade constante acima da média, evidenciou que estes gestores de sucesso criam oportunidades para si e para os outros fazerem aquilo que eles sabem fazer de melhor, ou seja, eles entendem e respeitam a diversidade, o poder dos talentos naturais e não tentam mudar as pessoas, mas sim, permitem com que elas se empoderem utilizando o que há de melhor dentro delas.

Segundo Echeverria, a gestão emocional expande a capacidade do profissional de maximizar o seu desempenho, pois a partir do autoconhecimento, que é um dos cinco pilares da gestão emocional, ele pode decidir investir mais tempo e energia desenvolvendo seus potenciais naturais. “Ela contribui com o aumento de autocontrole na liderança, habilidade determinante em situações onde a ansiedade pode impactar diretamente em decisões relevantes para o sucesso ou não da empresa.

No trabalho em equipe, ela dá maior empatia, ou seja, permite compreender como as pessoas a volta enxergam a realidade, e isso permite que o líder possa entender como pode contribuir e somar”, destaca.

Na avaliação de Echeverria, a inteligência emocional desempenha um papel preponderante nos executivos de nível mais alto da empresa, nos quais diferenças em habilidades técnicas são menos significativas. “Quanto maior a responsabilidade e o cargo na organização, maior a necessidade de se ter uma excelente inteligência emocional”, diz.

Dale Carnegie Training – Por 104 anos, a Dale Carnegie Training, por meio de seus programas de treinamento pessoal e profissional vem orientando seus participantes a construir objetivos claros de forma planejada, organizada, com estratégias eficazes, desenvolvendo seus talentos, atitudes, valores, habilidades práticas de comunicação, gestão, liderança, relações humanas, engajamento, vendas, negociação, controle de estresse e apresentações de alto impacto.

Mais informações sobre o Intensive Leadership Academy, programação completa e inscrições no site www.ilabr.com.br

 
Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

 

Semana Global do Empreendedorismo

BALANÇO – Qual o impacto das Start Ups na sociedade? Diretor da Endeavor Brasil fala sobre o tema em Curitiba

19 maio, 2017 às 19:13  |  por Maximilian Santos

No próximo dia 23, terça-feira, o diretor geral da Endeavor Brasil, Juliano Seabra (foto), estará em Curitiba participando do Smart City Business Congress, que acontece no Expo Unimed. Juliano participará de um painel que falará sobre como as start ups e as scale ups (empresas de crescimento escalável) impactam a sociedade, mudando o comportamento nas cidades e na economia. O painel acontece das 11h às 12h30.

O objetivo do painel é mostrar como as cidades precisam cada vez mais de inovação e empresas tecnologicamente inovadoras que possam auxiliar na solução de seus problemas. Fazer florescer um ecossistema de startups é mais que um desejo, é uma necessidade, e para isso é necessário ter um ambiente empreendedor, que atraia jovens empresas. Juliano Seabra ressaltará a importância das empresas “serem grandes enquanto pequenas” e conseguirem passar do estágio de start up para scale up.

No painel também estarão grandes nomes da área como Ricardo Ribeiro do Uber, Rafael Ribeiro da ABStartUps, Felipe Barreiros da Ponte 21/MasterTech, Eduardo L’Hotellier da Get Ninjas e André Arcas da Whoolie Bikes.

 

 

Crédito da foto: Divulgação.
Editado por Maximilian Santos

 

 

 

 

Banco do Brasil

Banco do Brasil vai liberar R$ 1 bilhão em crédito para projetos de agroenergia no Oeste Paranaense

18 maio, 2017 às 20:38  |  por Maximilian Santos

O Banco do Brasil deve investir nos próximos anos até R$ 1 bilhão na região do Oeste Paranaense, em linhas de financiamento voltadas à produção de energia a partir da biomassa. O Programa Agro Energia foi lançado nesta quinta-feira (18), em uma solenidade no Espaço Milton Santos, no Parque Tecnológico Itaipu, em Foz do Iguaçu. Voltado, na região, ao biogás, o programa conta com a parceria da Itaipu Binacional e do Centro Internacional de Energias Renováveis – Biogás (CIBiogás), entre outros.

“Já existe, aqui na região, um elo produtivo identificado e mapeado. O trabalho que a Itaipu e o CBIogás vêm fazendo facilita nosso acesso aos produtores de forma mais organizada”, resume o diretor de Agronegócios do Banco do Brasil, Marco Túlio Moraes da Costa (foto). Em abril, o mesmo programa, mas voltado especificamente aos projetos fotovoltaicos, já havia sido lançado em Rio Verde (GO). “A Itaipu faz um trabalho de sustentabilidade na região e o Banco do Brasil só vem para apoiar esta iniciativa”, reforça.

Para o superintendente de Energias Renováveis da Itaipu, Paulo Schmidt, a empresa já tem atuado na preservação dos recursos hídricos e destinação correta dos resíduos. Agora, é um segundo momento. “Temos a possibilidade de gerar ganhos aos produtores rurais, especialmente nas cadeias de proteína animal. Mas se não tivermos incentivos, isso pode não acontecer”, afirma. Ele lembra a parceria entre Itaipu e Copel, por meio do Programa Mais Clique Rural, que tem o objetivo de modernizar a distribuição de energia e internet no meio rural.

As linhas de crédito serão usadas para a instalação dos biodigestores, compra dos geradores e integração da propriedade agrícola à rede elétrica. Os juros subsidiados variam de 2,5% a 8,5% ao ano, dependendo do tamanho da propriedade. Estima-se que o retorno do investimento aconteça em no máximo cinco anos. O valor investido na região vai depender dos projetos que chegarem ao Banco do Brasil.

Durante a solenidade, a Cooperativa LAR assinou um memorando de intenções para levar o financiamento do Banco do Brasil aos seus associados. O CBIogás e a Itaipu Binacional também assinaram o documento.

Pioneirismo regional - A criação da linha de crédito do Banco do Brasil tem origem em uma demanda levantada pela Câmara Técnica de Energias Renováveis do Programa Oeste em Desenvolvimento, do qual Itaipu e CBIogás fazem parte. “Vimos que o principal gargalo era a falta de um financiamento para tocar os projetos. Então, tivemos uma reunião com o Banco do Brasil sobre a possibilidade de ampliar o financiamento e encarar os projetos de biogás como um negócio”, explica o diretor-presidente do CIBiogás, Rodrigo Régis.

De acordo com ele, a região Oeste do Paraná tem um enorme potencial na área de agroenergia. Só na suinocultura, há mais de dois mil produtores com potencial de criação de usinas geradoras de energia elétrica a partir da biomassa. O retorno do produtor, caso ele faça uma unidade geradora com recursos próprios, é da ordem de 18%. Se a criação do empreendimento for subsidiada por financiamentos como o do Banco do Brasil, o retorno sobe para 24%. O tempo de recuperação do investimento cai de cinco para três anos.

Além disso, completa Régis, há uma perspectiva do aumento de produtividade na já pujante região Oeste do Paraná. “Um produtor que quer aumentar o número de cabeças de gado, por exemplo, precisa resolver a questão dos dejetos para conseguir as licenças ambientais. Hoje, vai ter produtor que subirá de 500 para 2.000 cabeças porque poderá dar fim aos dejetos, obedecer às leis ambientais e criar renda”, conta.

“Nós temos que aproveitar este momento, sermos assertivos e agirmos rápido. Já foi feito um mapeamento na região, agora precisamos mostrar aos produtores que este é um negócio viável”, afirma Régis. E completa: “Investir nesta tecnologia não é só produzir energia, mas fazer o saneamento ambiental. Livrar-se de um passivo e gerar outra fonte de renda.”

Segundo um levantamento feito pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), o agronegócio responde por 46% das exportações do Brasil e por 25% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. No Sul do País, o setor é responsável por 70% das exportações e 35% das riquezas. O agronegócio é um dos maiores demandantes de energia elétrica para sue funcionamento.

 

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.