Arquivos da categoria: Investimentos

Guilherme Forum

Forum completa três anos como uma das maiores agências do Brasil

13 novembro, 2017 às 18:24  |  por Maximilian Santos

Prestes a completar três anos no mercado da moda, a Forum já se tornou uma das maiores agências de modelos do Brasil. Todo este sucesso se deve à visão do diretor e fundador, Guilherme Schneider, aliada ao comprometimento e profissionalismo de sua equipe.

A agência, que tem sede em Curitiba, começou em 2014 com apenas 12 funcionários. Um ano depois, surgiu a Forum School, que oferece aulas de teatro, balé e dança, entre outros eventos como workshops e palestras, a fim de fomentar a área artística e de desenvolvimento pessoal.

Entre os grandes nomes que já passaram por lá estão a bailarina Ana Botafogo, o modelo Paulo Zulu, o consultor de moda internacional Reginaldo Fonseca e a ex-diretora de moda da Glamour Brasil, Mônica Salgado.

Atualmente com mais de 70 colaboradores, a Forum se tornou a maior do Brasil em número de funcionários, uma vez que a necessidade surgiu em função dos modelos que a agência absorveu.

A Forum, portanto, tem o papel fundamental de dar todo o suporte, cursos e incentivos para que o profissional construa uma carreira dentro do mundo da moda. “Porém, não existe nenhuma profissão que não exija envolvimento, entrega e responsabilidade. No mundo da moda não é diferente”, alerta.

“Decidimos estabelecer um padrão alto e batalhar para chegar nele. Assim, conseguimos atender as pessoas com muito mais eficiência do que qualquer outra empresa do segmento”, afirma Schneider. Para 2018, o empresário adianta que está trabalhando na expansão da agência no Brasil, uma vez que já ocupa a posição de líder de mercado no país fora de São Paulo.

Para comemorar os três anos de atuação, a Forum convidou para a edição da Deep Cocktail Party, oportunidade que a agência festeja a data no Gards Rooftop. O evento foi em parceria com o DJ Rafa Vieira, idealizador do projeto, e com apoio da Yellow DJ Academy.

 

Crédito da foto: Divulgação.
Editado por Maximilian Santos.

 

 

 

IMG_5942

Paranaguá ganha ampla unidade da Unicesumar, com mais de 120 cursos de graduação e pós-graduação

1 novembro, 2017 às 20:34  |  por Maximilian Santos

Com a presença de autoridades e formadores de opinião de Paranaguá e região, a unidade da Unicesumar na cidade litorânea foi inaugurada na noite da última segunda-feira (30). Participaram do corte da faixa inaugural, a secretária de educação de Paranaguá, Vandecy Silva Dutra, o secretário de trabalho, comércio, indústria e assuntos sindicais, Brayan Roque, representando seu pai o prefeito Marcelo Roque.

Com localização em uma das principais avenidas da cidade, na Dr. Roque Vernalha, número 901, o espaço, que ganhou amplo investimento, conta com auditório que poderá também ser utilizado para palestras com parcerias locais, laboratório de informática, biblioteca e salas de aula modernas. “A Unicesumar em Paranaguá vai atender inicialmente três mil alunos. Também teremos condições especiais para as transferências de outras instituições, com análise de carga horária em tempo recorde e garantia de, ao menos, 90% da carga feita em outra universidade, além de 20% de desconto em todo o curso superior”, afirma Adriano Albano, diretor geral da Unicesumar em Paranaguá.

A instituição, que está entre as 10 maiores do País, com a melhor qualidade segundo o MEC, disponibilizará cursos de graduação para toda a população do litoral paranaense como Ciências Econômicas, Design de Moda, Design de Interiores, Design de Produto, Educação Física (bacharelado e licenciatura), Engenharia de Produção, Engenharia de Software, Gastronomia, Gestão Ambiental, Gestão de Cooperativas, Negócios Imobiliários entre outros. Já na categoria pós-graduação e MBA, são mais de 80 opções nas mais diversas áreas.

A Unicesumar conta com 19 cursos reconhecidos como os melhores ofertados no guia do estudante, com média 4,0 em uma escala de 1,0 a 5,0 no IGC – índice geral de cursos.

“Levamos a educação a sério. Nosso objetivo é poder trazer cursos de qualidade que não estão disponíveis no litoral paranaense, junto de outros que já estão com o objetivo de ajudarmos no desenvolvimento da região e no conhecimento de toda a sociedade local. Estamos muito felizes em inaugurar mais essa unidade. Fomos muito bem recebidos e já contamos com várias inscrições para o nosso vestibular”, finaliza Adriano Albano.

Confira todos os cursos disponíveis na unidade da Unicesumar em Paranaguá em HTTPS://cursos.ead.cesumar.br

Postado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: IMG Foto & Vídeo

 

 

 

Em junho, R$ 345 bilhões foram registrados em movimentação de cargas no Brasil

19 julho, 2017 às 15:17  |  por Rafaela Salomon

Segundo a AT&M Tecnologia, líder no processo de averbação eletrônica de transporte de cargas no país e responsável pelo registro e movimentação de quase 20 mil empresas do segmento, registrou no mês de junho R$ 345 bilhões em movimentação de transporte de cargas no país. Deste montante, R$ 253 bilhões em cargas foram registrados para efeito de seguros, incluindo o seguro de responsabilidade civil obrigatório, conforme resolução 247 do órgão federal SUSEP (Superintendência de Seguros Privados). Em junho de 2016, foram registrados R$ 271 milhões em movimentação de transporte de cargas, sendo que 186 milhões foram averbados com seguro. Ao mesmo tempo, que as movimentações de cargas apresentam dados positivos, os roubos e furtos também atingem todo o país. Segundo dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), de 2011 a 2016, o número de roubos de carga registrados no Brasil subiu 86%, passando de 22 mil casos por ano. Em 2016, os prejuízos com o roubo de cargas chegaram ao valor recorde de mais de R$ 1,4 bilhão, quase o dobro dos R$ 761 milhões registrados em 2011.

O sócio diretor da AT&M, Flademir Lausino de Almeida, explica que quando uma transportadora emite o documento de Conhecimento de Transporte (CT-e), isso fica registrado no sistema da Secretaria da Fazenda (SEFAZ) de cada estado. Ao mesmo tempo, para que a carga fique devidamente coberta pelo seguro, de forma online e automática, o emitente desse documento disponibiliza informações do conhecimento de transporte para o sistema de averbação eletrônica que checa o tipo de carga e consiste as informações básicas desse documento com o registro eletrônico da apólice (tipo de seguro trajeto da carga e valores). Tudo isso é checado em frações de segundos, para que, caso ocorra algum acidente, a carga esteja devidamente assegurada e a transportadora possa receber o “prêmio” da seguradora e não ter prejuízos. Por isso, que é importante que todas as cargas sejam averbadas, e nos casos de roubo ou perda, o segurado não tem prejuízo.

SOBRE A AT&M (ww2.atmtec.com.br) - A AT&M foi criada em 1996, pelos sócios Vagner Toledo e Flademir Lausino de Almeida. Nesse mesmo ano, foi criada a averbação eletrônica. Há muitos anos, o processo de averbação das cargas no Brasil era feito manualmente. “As pessoas faziam o cálculo das cargas para o seguro, separando por origem e destino e enviavam cópias e conhecimento de transporte das guias de transportes para as seguradoras calcular o valor dos prêmios dos seguros. “Como um profissional de tecnologia, identifiquei uma grande necessidade do setor e tive a ideia de informatizar esse processo. “Por meio da tecnologia EDI, criei uma base para o processo de averbação eletrônica no país, de forma inédita”, explica Flademir Lausino de Almeida.

Por mês, a AT&M controla mais de 80 milhões de documentos de seguros e possibilita a troca de informações entre transportadoras, corretores, embarcadores e companhias de seguro. É especializada na tecnologia EDI (Electronic Data Interchange) com forte atuação em sistemas e serviços de averbação eletrônica para o transporte de cargas. A empresa também atende todos os segmentos da economia para a troca de informações de forma eletrônica e segura, entre fornecedores, clientes, parceiros, empresas e filiais.

Além disso, a AT&M desenvolve sistemas de TI para os segmentos da indústria, comércio e serviços, e quaisquer outros segmentos de empresas que buscam a tecnologia EDI. Atualmente, são quase 20 mil empresas que utilização soluções AT&M. Os diferenciais da AT&M são a constante evolução para atender o mercado e tipos de ferramentas disponíveis para a realização da averbação eletrônica do transporte de carga, “ As soluções oferecidas pela AT&M são resultados de normas legais regulatórias e mercadológicas que auxiliam para evitar a sonegação na declaração para efeitos de seguros no transporte de carga. Hoje, atende quase a totalidade das companhias de seguros que atuam no segmento de transporte de cargas e quase 800 corretores. Disponibiliza 10 soluções diferentes para atender todo o mercado brasileiro e seus diferentes setores, desde a digitação de dados até a integração de redes de computadores.

A AT&M possui escritórios localizados nas cidades de São Paulo e Indaiatuba (SP) e conta com equipes de outsourcing que presta serviços “in company” para diversas empresas do mercado segurador. É altamente treinada e especializada em soluções, com destaque para um suporte 24 horas com alto grau de personalização no atendimento aos seus usuários e clientes. Além da busca constante de melhores tecnologias e ferramentas para atender com alta disponibilidade seus clientes e usuários, a AT&M também se destaca pela constante customização de suas soluções desenvolvidas de forma exclusiva para cada cliente. Seus serviços e soluções contribuem para a melhoria de todos os processos que envolvem averbação eletrônica.

 

Arya 1 - Carolina Aguiar e Ricardo Elias

Investir em imóveis ainda é uma boa alternativa em Curitiba?

13 junho, 2017 às 15:06  |  por Maximilian Santos

Em um cenário atual tão ruim para a economia e para a política brasileira, vários especialistas do mercado imobiliário confirmam que o momento é bom, sim, para investir na área. O principal motivo, além de ser um dos bens mais seguros com a instabilidade financeira, é que a fase complicada permite que ocorram melhores negociações.

Diante deste contexto e das expectativas de 2018, quem investir no segmento ainda neste ano poderá atingir bons resultados nos próximos.

Em cada cidade, o mercado imobiliário é regido pelas leis de zoneamento e as regras de desenvolvimento urbano de cada município. Curitiba, nos últimos anos, apontou uma grande oferta de imóveis, concentrando várias opções em situação de estoque, o que acarretou condições bastante atrativas e facilitando para quem aguardava o momento certo para encontrar negociações de grandes vantagens. Além disso, a boa colocação da capital paranaense em estudos e pesquisas de qualidade de vida e, principalmente, com a volta da cidade ao topo da lista das melhores capitais para se viver no Brasil, ajudarão ainda mais em valorizações futuras.

Além do momento ser favorável em negociações, ajudando no valor do investimento, Curitiba está entre as capitais que desenvolveram a melhor qualidade de vida do País. Hoje, a cidade concentra uma grande quantidade de imóveis bem localizados, com preços competitivos e de ótimas características, que certamente valorizarão nos próximos anos”, explica Carolina Aguiar (foto), sócia-proprietária da Arya 1 Imóveis, uma das principais imobiliárias com opções de imóveis para investimentos da cidade.

Com a consultoria de uma boa imobiliária e de bons profissionais do mercado, as negociações são mais eficientes na compensação do investimento, sobressaindo aplicações com ganhos líquidos de 12%. A contrapartida vem por meio do retorno com locação e, principalmente, por valorização patrimonial.

Muitos clientes, ao comprarem um imóvel de alto-padrão, acabam também adquirindo outros imóveis de valor inferior, tipo apartamentos de 1 quarto, devido ao alto retorno do investimento. Ao adquirir um imóvel com esta característica, no valor aproximado de R$180 mil, em cerca de 24 meses, o imóvel valerá aproximadamente R$230mil. Ou seja, se o cliente locar por R$1.400/ao mês, o retorno conquistado será superior a muita aplicação financeira”, completa Ricardo Elias (foto), também sócio-proprietário da Arya1 Imóveis, e salienta que o cálculo é baseado na soma da rentabilidade patrimonial, acrescido do valor da locação, resultando em um ganho bem superior a 1% ao mês.

O mercado imobiliário curitibano é bastante amplo. Cada bairro possui realidades distintas e existem regiões com uma grande demanda por imóveis que continuam valorizando.

Geralmente compramos dólar e investimos em ações quando estão em baixa, para podermos vender quando chegarem na alta. Levando em consideração não só essa visão de investimento, mas dados precisos do imóvel, da região e da cidade de Curitiba, podemos obter um bom retorno quando o mercado se aquecer novamente, resultando em preços mais elevados e na segurança do dinheiro aplicado”, finaliza Elias.

 

 

 

Editado por Maximilian Santos
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

 

 

marisa_leticia_lula_agbr_1280x720

OPINIÃO – Marisa não era capaz de ter cotas de investimento?

12 maio, 2017 às 21:04  |  por Maximilian Santos

Por Paula Batista

Além das piadas naturais sobre o Lula e a dona Marisa, mesmo que isso represente só 3% das 5 horas de depoimento desta semana, eu aqui parei para pensar o quanto a nossa sociedade é machista pra caramba.

Para um monte de gente, a dona Marisa não era capaz de ter cotas de investimento (como um consórcio, por exemplo) que possibilitasse a compra de um imóvel: simples, duplex, triplex. Mesmo que tenha um documento dizendo ser dela a propriedade das cotas (não do apartamento triplex).

A dona Marisa, por ser mulher do Lula (ou de qualquer homem), não poderia ter, por ela mesma, nenhum bem, muito menos cotas de investimento, porque ela não seria capaz disso. Só o Lula. Ela só seria capaz de comprar escondido: bolsas, sapatos, bijus.

Essa é a opinião também de uma porção de mulheres que defendem o feminismo ou direitos iguais das mulheres. Preciso generalizar, mesmo sabendo que várias pessoas jamais pensariam esse tipo de coisa se o caso não estivesse ligação com o Lula.

Ou seja: eu posso ter meu carro, meus investimentos, um consórcio, um financiamento, ser acionista na Bolsa, sem contar pra absolutamente ninguém, muito menos pra um marido, namorado ou qualquer nome que a relação leve, mas a dona Marisa? Impossível. O Lula, com certeza, está usando ela, coitada, era uma mulher, a mulher do Lula.

Estou usando esse exemplo só para dizer o quanto é ridículo – e nada empoderador – as pessoas usarem seus gostos políticos aproveitando-se de uma mulher e da imagem da mulher.

Se o Lula usou a falecida mulher, muita gente aqui não tá fazendo diferente. Está usando uma citação (que está nos autos, não sei porque tanto drama) para mostrar como a mulher ainda é vista na sociedade: como ser incapaz, incapaz de ter seus próprios recursos, de que precisa ser sustentada, que precisa pedir autorização do marido para fazer um negócio e que não passa de pau-mandado.

Se esse é o mundo de vocês, o meu, da minha irmã, da minha mãe, de várias primas, não é. No nosso mundo a gente dá conta do recado e não precisamos pedir autorização dos homens em nossas vidas para nada.

Para finalizar, eu não sei se vocês sabem, mas existem vários regimes de casamento, inclusive aquele que permite que as mulheres tenham seu próprio patrimônio e não precisem dividir com o marido. Faz um tempinho já.

 

* Paula Batista é jornalista, sócia-proprietária da Lide Multimidia, uma das principais agências de comunicação empresarial de Curitiba. É especialista em Ciência Política e Sociologia Política, graduanda em Direito.

 

 

Tem alguma opinião sobre assuntos que movimentam os negócios e a situação no Paraná, Brasil e no Mundo? Envie para peoplesa@bemparana.com.br e compartilhe sua ideia com nossos leitores.

 

 

Mauricio Tadeu foto

IR 2017: Aprenda como declarar investimentos em ações

26 abril, 2017 às 19:08  |  por Maximilian Santos

O prazo para a declaração do Imposto de Renda está quase no fim, mas muitos contribuintes ainda encontram dificuldades em alguns aspectos importantes da declaração, como é o caso da compra e venda de ações.

De acordo com as regras da Receita Federal, aqueles que realizaram negócios na Bolsa de Valores, Mercadorias, de futuros ou outras semelhantes devem prestar conta dessas operações ao Fisco, ou correm sério risco de cair na malha fina.

Ações - As ações que o contribuinte tinha até o dia 31 de dezembro de 2016 devem ser informadas na área de ‘Bens e Direitos’, com o código 31. É aconselhável informar ação por ação, e o valor informado deve ser o custo total da aquisição, ou seja, o valor do preço da ação deve ser multiplicado pelo número de ações acrescido das taxas pagas para a corretora e bolsa de valores.

Vendas - Especialistas do ConferIR Online, ferramenta de gestão de declaração de imposto de renda, explicam que não precisa pagar o IR o investidor que obteve ganho de capital na Bolsa de Valores ou em outros ativos de renda variável com valor de venda menor ou igual a R$ 20 mil.

“Já nas vendas acima desse valor, a alíquota é de 15%”, diz Maurício Tadeu de Luca Gonçalves, empresário contábil e sócio do ConferIR Online, lembrando ainda que a exceção à essa regra está nas operações conhecidas como ‘day trade’, que tem incidência de Imposto de Renda de 20%.

Prejuízos - Caso o investidor tenha prejuízo em vez de ganho de capital, é necessário informar a quantia como resultado negativo, colocando um sinal de menos ( – ) antes do valor informado na aba de ‘Renda Variável’, ainda que a movimentação seja inferior a R$ 20 mil.

Dividendos isentos - Atenção: “desde 1996, os lucros ou dividendos pagos por empresas a acionistas com base nos resultados apurados são isentos de IR, de acordo com a lei 9.249/1995”, lembra Gonçalves. No entanto, mesmo que isentos de imposto, esses valores devem ser informados na ficha de ‘Rendimentos Isentos e Não Tributáveis’.

 

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

 

Arya 1 - Carolina Aguiar e Ricardo Elias

ARYA 1 chega ao mercado imobiliário curitibano com mais de 200 imóveis

18 abril, 2017 às 21:18  |  por Maximilian Santos

Somando a ampla experiência de seus sócios no mercado de alto padrão, a Arya 1 Imóveis, imobiliária boutique dirigida por Ricardo Elias e Carolina Aguiar, chegou ao mercado curitibano conquistando um grande número de clientes que buscam atendimento personalizado, consultoria imobiliária completa, com praticidade e ampla atenção para as questões legais.

A Arya 1 já chega representando mais de 200 imóveis em toda a cidade de Curitiba, com uma marca autêntica, objetivando praticidade na relação empresa-cliente, e com a intenção de realizar atendimento diferenciado neste mercado. Seus sócios acreditam em um novo formato de atuação, em que as relações e os processos podem ser mais práticos e transparentes. “Procuramos seguir as tendências do mercado imobiliário no mundo e, impulsionados pelo crescimento da área na cidade, buscamos a sofisticação e uma relação personalizada. Sem esquecer sempre da essência do nosso negócio, a busca pela venda de qualidade, agilidade, resolução nas questões burocráticas e análise de cada imóvel, para evidenciar os seus diferencias“, explica Carolina Aguiar.

Formada por uma equipe de profissionais extremamente capacitados e bem relacionados, que também dão o suporte ao mais exigente público, os clientes da Arya 1 contam com a participação ativa dos dois sócios, seja na análise do imóvel, no contato com direto, na resolução de possíveis problemas burocráticos, nas estratégias de divulgação, passando pela negociação até a entrega das chaves. “Toda a equipe da imobiliária analisa e discute o imóvel, com o objetivo de buscar compradores dentro de cada perfil, solucionar possíveis problemas, sendo assim uma resolução não só apenas para quem vende, mas principalmente para quem compra“, completa o sócio Ricardo Elias.

Entre os mais de 200 imóveis já disponíveis pela marca, encontram-se apartamentos, coberturas, gardens, conjuntos comerciais, casas, sobrados, imóveis em condomínios fechados, terrenos, loteamentos, salas e espaços comerciais além de consultoria de negócios imobiliários.

Outro diferencial da Arya 1 é a divulgação dos imóveis disponíveis, que sempre é feita de forma estratégica, analisando o perfil de cada possível comprador a ser atingido. Além de um site bastante intuitivo, que conta com corretor online, a imobiliária firma parcerias com os principais veículos de comunicação do segmento, portais, mailings específicos e também por meio do trabalho de assessoria de imprensa, que evidencia os diferenciais dos imóveis ofertados em vários canais. “A Arya 1 surgiu da necessidade deste atendimento de vanguarda, sempre focando no possível menor tempo de venda. Pesquisas mostram que quando a comercialização de um imóvel é feita de forma personalizada, para ambas as partes da negociação, o período em que fica disponível para o mercado diminui. É por isso que a Arya 1 chega ao mercado curitibano de forma inusitada, como uma solução cosmopolita e elegante para a vida contemporânea de nossos clientes“, finalizam Ricardo Elias e Carolina Aguiar.

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

 

O diretor-comercial da Avianca Brasil, Rodrigo Napoli.

Avianca Brasil lança voos diários para Foz do Iguaçu

2 março, 2017 às 17:03  |  por Maximilian Santos

A Avianca Brasil começa a operar de forma regular em Foz de Iguaçu a partir de segunda-feira, 6 de março. Com a nova rota doméstica, a cidade será atendida com voos diários, diretos, ida e volta, para o aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo. Durante o voo, será exibido um filme especial sobre o Destino Iguaçu, elaborado pela Comunicação Social da Itaipu Binacional, que faz parte da Gestão Integrada do Turismo.

O novo voo, de numeração 6184, sai de Guarulhos às 12h20, e chega ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu Cataratas, às 14h10. No sentido inverso, a decolagem do voo 6185 será às 14h43, com aterrissagem em São Paulo, às 16h30. A operação será feita pela aeronave Airbus A320.

Para o voo inaugural, a companhia trará jornalistas de São Paulo e demais convidados do segmento turístico. O grupo participará de uma press trip para conhecer o Destino Iguaçu e seus atrativos. A programação inclui uma coletiva de imprensa com a participação dos veículos de comunicação local e regional. A iniciatiava é da Avianca e conta com o apoio do Iguassu Convention & Visitors Bureau (ICVB), da Itaipu Binacional e outros integrantes da Gestão Integrada do Turismo.

O diretor-comercial da Avianca Brasil, Rodrigo Napoli, diz que Foz do Iguaçu tem grande importância como destino turístico no País, não apenas por suas belezas naturais, mas também pelo intercâmbio comercial e cultural, o que atrai um grande volume de visitantes das mais diversas regiões do mundo.

“Nossa nova operação foi desenhada para aumentar as opções de conectividade dos passageiros locais com os demais estados e, principalmente, com as partidas internacionais das nossas parceiras na Star Alliance”, diz.

A Avianca Brasil opera voos regulares desde 2002. O início das operações em Foz do Iguaçu tem um grande significado. A companhia irá basicamente ligar a cidade a mais de 1.300 destinos em todo o mundo, por meio de voos de 27 parcerias internacionais.

 

 

Crédito da foto: Divulgação.
Postado por Maximilian Santos.

 

 

 

sorvete diretor

Mercado de saudabilidade e bem-estar ganha primeira marca de picolés, pela paranaense Los Paleteros

2 fevereiro, 2017 às 15:37  |  por Maximilian Santos

Uma maior consciência sobre a importância da alimentação na manutenção da saúde tem mudado o comportamento do consumidor brasileiro e essa é uma tendência que se reflete na indústria de alimentos.

O mercado de produtos com apelo saudável no Brasil movimentou US$ 34,7 bilhões em 2014, alta de 72,3% nos últimos cinco anos de acordo dados do Euromonitor. Um crescimento ainda maior ocorreu no segmento de alimentos para dietas de intolerância alimentar, que pulou de US$ 50,3 milhões para US$ 156,7 milhões, um salto de 211,5% em cinco anos.

Atento a esse mercado, a Los Paleteros aposta no lançamento de uma nova marca de sorvete, para atender tanto os consumidores que desejam ter uma alimentação mais equilibrada, quanto as pessoas diagnosticadas com alguma restrição alimentar. Nasce a :bentih, uma marca de sorvetes com foco em saudabilidade e bem-estar, que se destaca pela seleção criteriosa de ingredientes, ótimas combinações de sabores e por oferecer informações claras e objetivas nas embalagens.

“Produtos com apelo saudável estão cada vez mais presentes em supermercados e restaurantes. Identificamos, no entanto, que não existia um grande player no mercado nacional de sorvetes dedicado a este segmento, o que representa uma oportunidade para a Los Paleteros, que mais uma vez inova no mercado de sorvetes premium com a :bentih”, diz Gean Chu, diretor executivo e fundador da Los Paleteros, pioneira e principal marca de paletas no país.

Os picolés :bentih foram lançados estrategicamente no verão catarinense, sendo comercializados na loja Sormetier, um conceito multimarca de sorveteria inaugurado pela Los Paleteros, para oferecer um mix maior de produtos aos consumidores. A exemplo de Poëse, outra marca inovadora lançada pela Los Paleteros ano passado, os picolés saudáveis da :bentih serão comercializados pelas lojas e quiosques da rede, espalhadas por 10 estados brasileiros, bem como em freezers dedicados à marca em lojas parceiras, ligadas ao mercado de saudabilidade e bem-estar.

Sorvete vermelhosorverte verde

Com preços que variam de R$ 6,50 a R$ 9,90 a :bentih conta com 10 opções de sabores dividida em quatro linhas, para atender os diferentes públicos que buscam alimentos que traduzam uma vida mais saudável e equilibrada. Linha Zero: Maracujá Zero Açúcar, Pitanga Zero + Colágeno, CrunchyCream Zero Lactose e Coco + Creme de Amendoim Zero Lac; Linha Ox: OxVerde e OxLaranja; Linha Equilíbrio: Camomila + Capim Limão + Maracujá e Clorofila + Colágeno; e a Linha Fit: Whey Baunilha e Whey Morango Zero Açúcar.

 

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito das fotos: Zé Barretta/Divulgação.

 

 

Caixa Seguradora

Vendas de planos de previdência crescem 26% no Paraná

27 janeiro, 2017 às 14:24  |  por Maximilian Santos

A procura por planos de previdência da Caixa Seguradora aumentou no Paraná. No ano passado, as novas vendas chegaram a R$ 294,8 milhões no estado, alta de 26% em relação a 2015.

As discussões e o envio da proposta de reforma da Previdência ao Congresso contribuíram com o aumento das vendas. “As pessoas passaram a se preocupar mais com o futuro. Sabem que com a reforma precisarão complementar a renda para a aposentadoria”, explica a diretora de Previdência da Caixa Seguradora, Rosana Techima.

Os resultados mostram que o ano também foi bom para os investidores. “Crescemos acima do esperado”, afirma Rosana, que explica: “Foi um ano de juros altos no país e nossos produtos estavam muito atrativos para investidores. Os planos de pagamento único tiveram grande procura”.

Resultados nacionais - A Previdência da Caixa Seguradora fechou 2016 com recordes. O faturamento total foi de R$ 7,4 bilhões, alta de 34% em relação a 2015. As novas vendas chegaram a R$ 4,5 bilhões, 49% a mais do que no ano passado. Apenas em dezembro, foram R$ 507,6 milhões em novas vendas.

No segundo semestre, a empresa reformulou o plano voltado para crianças, o Prev Crescer. As vendas então dispararam e em novembro e dezembro foram dez vezes maiores do que nos primeiros meses do ano.

Único plano de previdência do país exclusivo para mulheres, o Prev Mulher cresceu 57% em relação a 2015. O produto garante uma consulta e um exame ginecológico anual às clientes e oferece indenização de R$ 50 mil para mulheres que tiverem filhos gêmeos, trigêmeos ou mais por fecundação natural.

 

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Caixa Seguradora.