Arquivos da categoria: Recursos Humanos

jaqueline

Curitiba Coworking promove Café da Manhã para empreendedores

31 janeiro, 2018 às 12:18  |  por Maximilian Santos

Na próxima segunda-feira, dia 5 de fevereiro, o Curitiba Coworking promove um café da manhã para empreendedores. O evento, com entrada gratuita, é oferecido todas as primeiras segundas-feiras dos meses ao longo do ano. De acordo com a diretora do Curitiba Coworking, Rosiane Kochanovecz, a intenção do evento é aproximar empresários e promover novos negócios. “O evento surgiu inicialmente para promovermos o relacionamento entre as pessoas que utilizam nosso espaço compartilhado. Com o passar do tempo, essas pessoas foram trazendo colegas empreendedores, e com isso, vimos a oportunidade de oferecemos esse encontro para profissionais em geral, que estão em busca de novos relacionamentos empresarias e que procuram um coworking para abrigar seu negócio”, afirma a empresária.

O encontro acontece na próxima segunda-feira, dia 5 de fevereiro, entre 9h e 10h30, é aberto ao público empreendedor e gratuito.

O Curitiba Coworking fica na Rua Paraíba, 3496, Bairro Portão – Curitiba/Pr. Mais informações podem ser obtidas no perfil oficial do Curitiba Coworking no Facebook, com direcionamento para o link do evento https://www.facebook.com/CuritibaCoworking/, ou pelo telefone (41) 99723-1738.

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.

 

Vivo executiva

Camilla Tápias assume a vice-presidência de Assuntos Corporativos da Telefônica Brasil

18 janeiro, 2018 às 16:22  |  por Maximilian Santos

A executiva Camilla Tápias será responsável por liderar as áreas Regulatória, Relações Institucionais, Sustentabilidade e Fundação Telefônica Vivo.

Formada pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), Camilla já advogou na área de direito empresarial. Em 1998, especializou-se em telecomunicações, com mestrado concluído na Georgetown University, em Washington (EUA). Durante sua trajetória profissional, já trabalhou na MCI, também em Washington – na época da privatização do Sistema Telebrás. Também teve passagem pela Embratel.

Há 16 anos, Camilla conduz os temas regulatórios e de concorrência para o Grupo Telefônica no Brasil.

Telefônica Vivo - A Vivo é a marca comercial da Telefônica Brasil, empresa líder em telecomunicações no País, com 97,6 milhões de acessos (3T17). A operadora atua na prestação de serviços de telecomunicações fixa e móvel em todo o território nacional e conta com um portfólio de produtos completo e convergente para clientes B2C e B2B – banda larga fixa e móvel, ultra banda larga (over fiber), voz fixa e móvel e TV por assinatura. A empresa está presente em 4,1 mil cidades, sendo mais de 3,9 mil com rede 3G e mais de 2 mil com 4G, segmento em que é líder de Market Share. A operadora ainda oferece o 4G+, internet duas vezes mais rápida que o 4G. No segmento móvel, a Vivo tem 74,6 milhões de clientes e responde pela maior participação de mercado do segmento (30,8%) no país, de acordo com resultados do balanço trimestral (3T17). Guiada pela constante inovação e a alta qualidade dos seus serviços, a Vivo está no centro de uma transformação Digital, que amplia a autonomia, a personalização e as escolhas em tempo real dos seus clientes, colocando-os no comando de sua vida digital, com segurança e confiabilidade. A Telefônica Brasil faz parte do Grupo Telefónica, um dos maiores conglomerados de comunicação do mundo, com presença em 21 países, 344,5 milhões de acessos, 125,9 mil colaboradores e receita de 52,0 bilhões de euros em 2016.

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.

 

Itaipu novo diretor

Novo diretor técnico toma posse com Itaipu em alta produção

9 janeiro, 2018 às 13:25  |  por Maximilian Santos

O engenheiro eletricista Mauro Corbellini tomou posse nesta segunda-feira (8) como novo diretor técnico executivo de Itaipu, em cerimônia realizada na sede da binacional em Curitiba. A nomeação ocorreu no dia 27 de dezembro pelo presidente da República, Michel Temer, com Itaipu prestes a fechar 2017 com o melhor mês de todos os 33 anos e sete meses de operação.

A cerimônia contou com a participação de toda a diretoria de Itaipu, do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, do ministro da Saúde, Ricardo Barros, da vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti, de familiares de Corbellini e outras autoridades.

“É com imenso prazer que retorno a atuar na região Oeste do Paraná”, afirmou o engenheiro, que já trabalhou em diversos projetos na região, desde a interligação dos sistemas brasileiro e paraguaio quando da construção da Ponte da Amizade e a implantação do sistema de comunicação por rádio VHF e UHF da Telepar, nos anos 1970, passando pelo programa de eletrificação Clic Rural, nos anos 1980, e chegando aos estudos para implantar uma ferrovia ligando o Porto de Paranaguá a Dourados, no Mato Grosso do Sul, em 2016/17.

Corbellini assume a área técnica da Itaipu com a responsabilidade de manter o alto desempenho da usina que, em 2016, estabeleceu uma nova marca mundial na produção de energia, com 103 milhões de Megawatts-hora gerados no ano. A hidrelétrica segue com a produção em alta. Depois de encerrar seu melhor dezembro, gerou nestes primeiros oito dias do ano 8% a mais do que no mesmo período no ano passado.

Além de manter a produtividade, Corbellini terá pela frente o desafio de dar início ao processo de atualização tecnológica das unidades geradoras, com investimento de US$ 500 milhões, previsto para começar neste ano. Em seu discurso de posse, o engenheiro destacou outros projetos, como a reforma do Edifício da Produção, a atualização das pontes rolantes e pórticos (utilizados para a locomoção de equipamentos na usina) e a reforma do Canal da Piracema, obra que permite aos peixes migratórios transporem a barragem.

“O setor elétrico vem enfrentando enormes desafios. Vejo com importância nossa participação (da Itaipu) na construção de um setor elétrico mais dinâmico e aberto, no qual possamos garantir o retorno de grandes investimentos”, afirmou Corbellini.

O decreto de nomeação de Corbellini, com mandato válido até 16 de maio de 2022, também levou a assinatura do ministro Fernando Coelho Filho. Durante a cerimônia de posse, o ministro destacou que, desde o início do governo Temer, pela primeira vez, a diretoria e o conselho de Itaipu estão completos. Em sua fala, o ministro também enfatizou o bom momento vivido pelo setor, com a retomada de investimentos e boas perspectivas para este ano.

O diretor-geral brasileiro da Itaipu, Luiz Fernando Vianna, que já trabalhou com Corbellini na Copel e vinha acumulando a diretoria técnica da binacional desde março do ano passado, falou sobre a expectativa da empresa para 2018. “Além de manter a excelência na geração de energia, estamos ampliando nossa área de atuação de 29 para 54 municípios do Oeste do Paraná”, apontou Vianna.


Quem é Mauro Corbellini
- Mauro José Corbellini, 73 anos, é engenheiro eletricista, formado em 1967 pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Versátil, fez parte da equipe que trabalhou na implantação do sistema de telecomunicações da Telepar, no início da década de 1970; trabalhou em projetos de diversas grandes usinas do Paraná; e foi um dos pioneiros nos estudos para a interligação do sistema elétrico brasileiro, após ter se especializado nos Estados Unidos em estudos de load-flow (análise numérica da energia que circula em um sistema interligado).

Trabalhou no Banco Mundial, desenvolvendo projetos em todas as regiões do Brasil; e com a Organização dos Estados Americanos, em um projeto de preservação de bacias hidrográficas. Aposentou-se em 1997, mas continuou trabalhando – acompanhou a construção da fábrica da Renault no Paraná e de diversas outras montadoras em outros estados do País. Antes de assumir a nova função, Corbellini estava à frente da Coordenadoria de Mudanças Climáticas da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sema).

 

Editado por Maximilian Santos
Crédito da foto: Divulgação.

Temer e Gilmar Mendes

Temer nomeia novo diretor e a ex-esposa do ministro Gilmar Mendes, do STF, na Itaipu

12 dezembro, 2017 às 14:19  |  por Maximilian Santos

O engenheiro agrônomo Luiz Kaminski, 52 anos, é o terceiro empregado de carreira a ser nomeado diretor da Itaipu Binacional. Ele assume a Diretoria de Coordenação no lugar de Helio Amaral. A nomeação, com mandato até 16 de maio de 2022, foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (12).

Também foram nomeados os conselheiros Frederico Matos de Oliveira e Samantha Ribeiro Meyer. A designação tem validade até 16 de maio de 2020. Com essas nomeações, o número de representantes brasileiros no Conselho de Administração da Itaipu está completo.

Advogada, doutora e professora universitária, Samantha é a primeira mulher a assumir uma vaga no Conselho de Administração no lado brasileiro da Itaipu. Ela também é ex-mulher do ministro do STF, Gilmar Mendes e, assinou, parecer usado pela defesa do presidente na ação movida pelo PSDB que pediu a cassação da chapa Dilma/Temer. Frederico Matos de Oliveira é advogado e diretor do Departamento de Articulação com os Estados da Casa Civil.

O decreto desta segunda-feira, 11 de dezembro, publicado nesta terça-feira, é assinado pelo presidente da República, Michel Temer, e pelo ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. Link para as nomeações no Diário da União: goo.gl/k2mNDP.

Antes de Kaminski, outros dois empregados de carreira haviam sido nomeados diretores na Itaipu. A primeira, em 2006, foi Margaret Groff, hoje aposentada, na Diretoria Financeira Executiva. Em março deste ano, Marcos Baumgärtner foi nomeado diretor administrativo.

 

Editado por Maximilian Santos
Crédito da foto: Minervino Junior

 

 

 

Luciana

Com a Reforma Trabalhista, empresa quer trazer tendência para o Brasil de contratação compartilhada

6 dezembro, 2017 às 20:20  |  por Maximilian Santos

O ano de 2017 marcou o início da recuperação do mercado de trabalho para diversos setores da economia. Na Teleinfo Soluções, o último semestre foi de comemoração, já que o número de contratações superou as demissões dos últimos três anos. Com isso, a empresa espera manter o ritmo e aumentar a equipe de colaboradores em 20% até o meio do ano que vem. Com os novos modelos de contratação ajustados pela Reforma Trabalhista, a especialista em soluções espera criar novos postos de trabalho ainda nos próximos meses.

“Evitávamos fazer contratações para projetos específicos, como os com prazo inferior a seis meses. Como a legislação prevê que as empresas contratem funcionários para trabalhos esporádicos pelos períodos em que prestou o serviço, essas contratações se tornarão viáveis e mais frequentes”, conta Luciana Cartocci, diretora executiva.

Outra possibilidade para aumentar os postos de trabalho será o compartilhamento de funcionários, tendência em países europeus, como Portugal, um dos principais pólos de empreendedorismo e inovação. “Estamos estudando a possibilidade de acordo com as leis trabalhistas brasileiras. Por que não compartilhar um profissional super especializado em um determinado assunto? O profissional seria bem remunerado e as empresas teriam suas demandas entregues sem pesar no custo fixo”, explica Luciana, compartilhando o cenário que viu no último Web Summit, em Lisboa.

Com atuação no mercado de infraestrutura e tecnologia, a Teleinfo espera o crescimento do setor para os próximos anos, especialmente nos projetos ligados à digitalização de hospitais e, consequentemente, segurança da informação. Com isso, novos postos de trabalho voltados a esses setores serão privilegiados em todos os segmentos, especialmente os que já utilizam Big Data.

Com as novas possibilidades, a Teleinfo se prepara para um período de inovação não apenas tecnológica, mas especialmente no comportamento e modo de pensar do mercado, em busca de mais eficiência e resultados – especialmente aos clientes.

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

Marcelo_Papa_2

Marcelo Papa é o novo Diretor Técnico da Concha y Toro

6 dezembro, 2017 às 15:20  |  por Maximilian Santos

A Concha y Toro, principal produtora de vinhos da América Latina, anuncia o enólogo Marcelo Papa como novo Diretor Técnico. Na função, Marcelo terá como foco enfatizar a alta qualidade produtiva da companhia e os atributos de todo o portfólio da Vinícola.

O enólogo construiu uma carreira de sucesso na Concha y Toro. Começou em 1998 como responsável pela linha Casillero del Diablo e, um ano depois, também passou a atuar na marca Marques de Casa Concha, onde implementou melhores técnicas de gestão agrícola e enológica, elevando a qualidade do vinho, reconhecido em todo o mundo.

Formado na Pontifícia Universidade Católica do Chile, Marcelo teve destacado desempenho na produção de vinhos de volumes significativos, como em Casillero del Diablo, e deixou sua marca no projeto Maycas del Limarí, que liderou desde sua criação em 2005.

“Quando criança, via a paixão que meu avô colocava em sua própria produção de vinho para a família no sul do Chile. Quase sem perceber, segui os passos dele e agora tento aplicar a mesma paixão nos vinhos que produzo”, conta o enólogo.

Os quase 20 anos de atuação na Concha y Toro renderam vários reconhecimentos a Marcelo Papa. O profissional foi escolhido “enólogo do ano” pelo Guia do Vinho do Chile, em 2004, e pelo Círculo de Cronistas Gastronômicos do Chile, em 2008.

De acordo com a crítica internacional, o grande mérito de Marcelo Papa está no selo que permeia seus produtos, obtendo altas pontuações que comprovam sua capacidade de fazer vinhos com personalidade e originalidade.

“A nomeação de Marcelo como diretor técnico reforça o foco em qualidade que a vinícola busca em todos os seus vinhos”, diz  Eduardo Guilisasti, gerente geral da Concha y Toro. “Sua experiência e abordagem técnica excepcional proporcionará uma direção e inspiração únicas para os nossos vinicultores, orientados a desenvolver ainda mais a categoria de vinhos premium”.

 

Editado por Maximilian Santos
Crédito da foto: Divulgação

 

 

 

IMG_5942

Paranaguá ganha ampla unidade da Unicesumar, com mais de 120 cursos de graduação e pós-graduação

1 novembro, 2017 às 20:34  |  por Maximilian Santos

Com a presença de autoridades e formadores de opinião de Paranaguá e região, a unidade da Unicesumar na cidade litorânea foi inaugurada na noite da última segunda-feira (30). Participaram do corte da faixa inaugural, a secretária de educação de Paranaguá, Vandecy Silva Dutra, o secretário de trabalho, comércio, indústria e assuntos sindicais, Brayan Roque, representando seu pai o prefeito Marcelo Roque.

Com localização em uma das principais avenidas da cidade, na Dr. Roque Vernalha, número 901, o espaço, que ganhou amplo investimento, conta com auditório que poderá também ser utilizado para palestras com parcerias locais, laboratório de informática, biblioteca e salas de aula modernas. “A Unicesumar em Paranaguá vai atender inicialmente três mil alunos. Também teremos condições especiais para as transferências de outras instituições, com análise de carga horária em tempo recorde e garantia de, ao menos, 90% da carga feita em outra universidade, além de 20% de desconto em todo o curso superior”, afirma Adriano Albano, diretor geral da Unicesumar em Paranaguá.

A instituição, que está entre as 10 maiores do País, com a melhor qualidade segundo o MEC, disponibilizará cursos de graduação para toda a população do litoral paranaense como Ciências Econômicas, Design de Moda, Design de Interiores, Design de Produto, Educação Física (bacharelado e licenciatura), Engenharia de Produção, Engenharia de Software, Gastronomia, Gestão Ambiental, Gestão de Cooperativas, Negócios Imobiliários entre outros. Já na categoria pós-graduação e MBA, são mais de 80 opções nas mais diversas áreas.

A Unicesumar conta com 19 cursos reconhecidos como os melhores ofertados no guia do estudante, com média 4,0 em uma escala de 1,0 a 5,0 no IGC – índice geral de cursos.

“Levamos a educação a sério. Nosso objetivo é poder trazer cursos de qualidade que não estão disponíveis no litoral paranaense, junto de outros que já estão com o objetivo de ajudarmos no desenvolvimento da região e no conhecimento de toda a sociedade local. Estamos muito felizes em inaugurar mais essa unidade. Fomos muito bem recebidos e já contamos com várias inscrições para o nosso vestibular”, finaliza Adriano Albano.

Confira todos os cursos disponíveis na unidade da Unicesumar em Paranaguá em HTTPS://cursos.ead.cesumar.br

Postado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: IMG Foto & Vídeo

 

 

 

4 coisas para aprender com o modelo Disney de gestão

16 agosto, 2017 às 13:49  |  por Rafaela Salomon

“Eu gosto do impossível porque lá não existe concorrência.” A clássica frase de Walt Disney diz um pouco sobre o modelo de gestão que a empresa desenvolveu e perpetuou. Para buscar o “impossível”, o visionário empresário americano criou processos internos que têm um único foco: valorizar a experiência do cliente. E se sua empresa não é do ramo do entretenimento? Há o que aprender com a Disney? Especialista em educação corporativa e treinamentos vivenciais, a consultoria Sunrise tem certeza que sim.

“Na Disney, tudo é feito para não só encantar o público, mas fazê-lo voltar e propagar de forma positiva a experiência vivida. Todas as empresas, independentemente do setor, têm esse mesmo desafio, não é verdade?”, avalia a sócia da Sunrise, Andrea Medina. “Para chegar lá, a Disney criou um modelo de gestão que pode ser resumido em quatro pilares: cultura organizacional, pessoas, atendimento e lideranças, que estão todos intimamente conectados”, complementa a outra sócia da consultoria, Silvia Vidovix.

Para as duas especialistas, quatro pontos críticos relacionados aos pilares no modelo de gestão da Disney ajudam a explicar o sucesso da empresa, que, mais do que clientes, tem verdadeiros advogados da marca.

  • Funcionários muito bem treinados: preparados para dar 100% de atenção aos clientes, os funcionários formam, como em um show, um “elenco”. Sabem distinguir o trabalho no palco e nos bastidores, com consciência de que o trabalho em equipe é o caminho mais curto para entregar o resultado.
  • Atenção de todos aos pequenos detalhes: para a Disney, cada micro detalhe faz diferença para a experiência do cliente. O segredo aqui é se colocar no lugar do público para entender seus anseios e compor cada elemento do negócio.
  • Líderes engajados: são preparados para conduzir bem suas equipes. Como bons contadores de histórias, sabem apoiar e dar o direcionamento correto a todos os subordinados, administrando mudanças com confiança e respeito.
  • Processos eficientes de comunicação com o cliente: para que o encantamento da experiência do cliente ocorra de maneira orgânica, a análise das ações e seus resultados ocorrem permanentemente. Corrigir falhas e aprimorar os acertos são mantras internos, que permitem a empresa sempre recomeçar com eficiência.

    Sobre a Sunrise: especializada em educação corporativa e treinamentos vivenciais, a Sunrise tem 15 anos de experiência no mercado e grandes marcas em seu portfólio de clientes, como Oracle, L’Oréal, Nestlé, Accor, Carrefour, Claro e Volkswagen, entre outros. Com suas capacitações, possibilita às empresas driblar os desafios do mundo corporativo, transformando pessoas, melhorando desempenhos e maximizando o que sua equipe tem de melhor.

- Postado Rafa Salomon

IBGC - Carlos Peres - Capítulo Paraná

Palestrantes vão compartilhar, em Curitiba, experiências sobre os desafios da gestão familiar

24 maio, 2017 às 18:26  |  por Maximilian Santos

O Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) irá promover, nesta quinta-feira (25), a palestra Governança da Família Empresária. Destinado a acionistas e conselheiros de empresas familiares, o evento tem como objetivo levar ao público orientações para os desafios que impactam no desempenho das empresas de controle familiar, além de fortalecer a unidade e a integração da família para com a empresa, visando construir um projeto de gestão com foco no longo prazo.

Entre os palestrantes, estão a executive coach e membro da Comissão de Empresas de Controle Familiar do IBGC, Cris Bianchi, e a diretora de Novos Negócios da Thermomix do Brasil e diretora do departamento de agronegócios da FIESP, Nuria Pont. A mediação será de Sandra Papaiz, sócia da Papaiz Empreendimentos Imobiliários. Juntas, elas discutirão o tema e compartilharão suas experiências com o público.

O coordenador geral do IBGC para o Capítulo Paraná, Carlos Peres (foto), ressalta a importância e a atualidade do tema. “A palestra levará ao público discussões sobre assuntos que interferem diretamente no dia a dia das empresas, além de promover a boa relação entre os membros da família e a longevidade dos seus negócios.”

O evento terá início a partir das 18h, no Curitiba Trade Center Office Building (Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 417 – Centro). As inscrições são gratuitas, com vagas limitadas. Mais informações pelo telefone (11) 3185-4200.

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

 

Adriana mulher

Operação Lava Jato contribuiu para que as organizações repensassem os seus modelos de negócio

24 maio, 2017 às 13:02  |  por Maximilian Santos

O Brasil continua em destaque mundial por causa de seus escândalos políticos envolvendo companhias nacionais e internacionais. A Operação Lava Jato é um exemplo clássico de como uma grande estatal passou de maior empresa do país em patrimônio à agente principal de um esquema de lavagem de dinheiro – o mais comentado dos últimos tempos.

Apesar de ser um case de insucesso em gestão, a Operação Lava Jato contribuiu para que as organizações repensassem os seus modelos de negócio, com foco nos serviços de suporte à gestão transparente e eficiente. Além das organizações de capital aberto, destacam-se neste processo as Pequenas e Médias Empresas, que sentiram a necessidade de participar desse movimento junto com as grandes corporações a fim de manter o controle periódico de suas atividades.

“O cenário muda quando se trata de Governança Corporativa no universo das PME’s, pois podemos analisar duas categorias dentro dessa dimensão: as empresas com maturidade organizacional e as que nasceram pequenas, mas continuam imaturas mesmo tendo crescido em termos de mercado. Neste segundo caso, por vezes estas empresas são provenientes de ecossistema de startups”, revela Adriana Almeida (foto), sócia-gerente da De Biasi. “Dependendo da análise de cada estrutura, o desenho de implantação do sistema de gestão terá as suas particularidades e um tempo muito maior para que a empresa entenda e aplique uma nova cultura em seu meio”.

A executiva acrescenta que o papel da consultoria é apoiar as organizações no que tange à conformidade com as leis vigentes e melhores práticas de mercado e que em tempos de Lava Jato pôde-se sentir um aumento na demanda por serviços que envolvem a implantação e melhoria de procedimentos e processos e conformidade fiscal. “Contudo, a demanda ainda é incipiente e contrasta com o alto potencial de mercado que essas pequenas organizações possuem – com forte participação na atividade econômica brasileira”, salienta.

Preceitos da Governança Corporativa – O desdobramento da Operação Lava Jato é parte de uma estratégia de Governança Corporativa malsucedida e se reflete em todos os âmbitos empresariais, inclusive na geração de valor de uma empresa. Adriana destaca que os preceitos básicos que tornam uma corporação transparente no mercado é a objetividade, honestidade, competência e bom comportamento profissional, sendo a transparência a principal base da Governança. “Pode parecer clichê, mas o que podemos extrair do cenário atual é que nem sempre a aparência da empresa está alinhada ao que ela realmente comunica no mercado”.

Neste cenário, o compliance se torna um dos grandes agentes responsável pela mudança de pensamento e cultura. “O nosso desafio na De Biasi é contribuir com as empresas na identificação e mapeamento de riscos, acompanhar o relacionamento com os reguladores governamentais e novas medidas da legislação tributária brasileira”, finaliza a executiva.

Confira as principais vantagens da Governança Corporativa:

Transparência - A falta de conhecimento ou incongruências na comunicação/administração da empresa pode afetar a saúde dos seus negócios. A transparência é a base da Governança Corporativa.

Capital Humano – Com os processos definidos, a empresa passa a ter uma melhor estrutura de capital humano em que são levados em consideração a atratividade, retenção e sucessão de talentos. Essas práticas ajudam a tornar a empresa mais competitiva, pois seus colaboradores, gestores, gerentes, proprietários, fornecedores e clientes se tornam os porta-vozes/embaixadores da empresa.

Prestação de Contas – Possui forte vínculo com ações de compliance, na qual as empresas assumem integralmente as consequências de seus atos e omissões. A Prestação de Contas garante lisura interno-externa, sendo que o papel das auditorias externas é o de acompanhar periodicamente este processo para que não haja erros.

Compliance – Esta área desempenha um papel importante na saúde dos negócios, garante o cumprimento das leis vigentes, promove a segurança dos dados e zela pela integridade da empresa. Gerencia o relacionamento com os reguladores governamentais e acompanha novas medidas legislativas.

Definição Sucessória – De quem é a palavra final? Neste tópico identificamos a importância de se ter um plano definido de sucessão. Com a Governança Corporativa, é possível estabelecer uma hierarquia empresarial em que os colaboradores saibam claramente para quem responder. Além disso, é importante que a empresa esteja precavida de possíveis acontecimentos em que haja a necessidade de sucessão instantânea de seu corpo diretivo.

 

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.