Arquivos da categoria: Telecomunicação

luiz Benite (Créd. Divulgação)

Massa FM ocupa a posição de líder no Ibope há mais de 50 meses

11 julho, 2017 às 17:46  |  por Rafaela Salomon

A Massa FM, rede de emissora de rádios do Grupo Massa, está em festa. Desde fevereiro de 2013, a rádio do apresentador Ratinho ocupa a posição de líder absoluta no Ibope de Curitiba. Este é o período mais longo de liderança geral entre as rádios pesquisadas em todo o Brasil, considerando o período 05h-00h (todos os dias). São mais de 50 meses na liderança de audiência entre as rádios da capital paranaense e região metropolitana, ocupando a sintonia 97.7 FM.  A Massa FM é geradora de uma rede interestadual sediada em Curitiba, que distribui sua programação para emissoras instaladas no interior do Paraná, São Paulo e agora em Santa Catarina. De acordo com Luiz Benite, diretor da Massa FM , isso é resultado de uma programação focada nos interesses dos ouvintes e que busca um relacionamento duradouro com sua audiência. “A Massa FM está fazendo história no Paraná e no Brasil. São 50 meses ininterruptos no topo do Ibope. Tudo isso é resultado de uma programação que acompanha o ouvinte nas atividades do seu dia a dia, com uma programação leve, de qualidade e dentro do que os curitibanos querem ouvir. Além disso, procuramos estender o nosso relacionamento das ondas do rádio com várias ações. Isso fortalece o nosso vínculo e gera esse resultado de liderança”, comenta.
Os dados são do Kantar Ibope Media – Software Easy Media 4 – Praça: Curitiba, Período: fevereiro de 2013 a abril de 2017.

Sobre a Massa FM – A Massa FM é líder de audiência no Ibope em Curitiba e está presente, também, em Londrina, Maringá, Litoral, Campos Gerais (na cidade de Telêmaco Borba), Foz do Iguaçu e Campinas (São Paulo), atingindo um universo potencial de 11.494.335 habitantes. Sendo assim, é a maior rede de rádios do Paraná. Já equipada para a era digital do FM, tem excelente qualidade de sinal no Rádio, Internet e Redes sociais, contando com uma equipe extremamente capacitada. Bom gosto e uma marca moderna que unem estas qualidades aos anunciantes.

Postado por Rafaela Salomon

versione-souza-Claro

Claro amplia cobertura e leva 4GMax para 57 cidades paranaenses

19 abril, 2017 às 18:02  |  por Maximilian Santos

A Claro tem investido constantemente em infraestrutura para atender o crescimento urbano do Paraná. A operadora iniciou 2017 com várias expansões de rede e, já nos primeiros meses deste ano, mais que dobrou o número de cidades atendidas no Estado. A empresa ampliou sua cobertura 4G para 36 novas cidades paranaenses e atualmente atende a 57 municípios na região.

O 4GMax garante o acesso à internet em altíssima velocidade e a melhor experiência em recursos como games multiplayers, videoconferência ou streaming de vídeo. Recentemente, a rede 4G da Claro foi reconhecida por estudo amplamente divulgado pela imprensa como o 4G mais rápido do Brasil. “A boa performance da Claro é reflexo dos investimentos e do trabalho constante da companhia para entregar a melhor experiência em serviços e produtos, além de soluções convergentes que contribuem nas tarefas e lazer do dia a dia dos clientes”, afirma Versione Souza, diretor regional da Claro para o Paraná e Santa Catarina.

A rede 4G da Claro, atualmente, está presente nas seguintes cidades paranaenses: Almirante Alvorada do Sul; Tamandaré; Amaporã; Apucarana; Arapongas; Araucária; Bandeirantes; Boa Vista da Aparecida; Campina Grande do Sul; Campo Largo; Cascavel; Castro; Centenário do Sul; Chopinzinho; Cidade do Sul; Colombo; Curitiba; Dois Vizinhos; Foz do Iguaçu; Guaratuba; Guarapuava; Ibiporã; Ivaiporã; Ivaté; Jataizinho; Japurá; Londrina; Lupionópolis; Maringá; Nossa Senhora das Graças; Nova Olímpia; Nova Prata do Iguaçu; Paiçandu; Palmas; Palotina; Paranaguá; Pinhais; Primeiro de Maio; Ponta Grossa; Prudentópolis; Querência do Norte; Rondon; Santa Isabel do Ivaí; Santa Mariana; São José dos Pinhais; São João do Ivaí; São Pedro do Ivaí; Sertaneja; Sertanópolis; Teixeira Soares; Três Barras do Paraná; Toledo; Tupãssi; Uraí; Umuarama; e União da Vitória.

Para manter seus clientes cada vez mais conectados, a Claro também investiu em planos que passaram a garantir o acesso promocional ao WhatsApp à vontade para toda sua base de clientes, sejam eles pré-pago, pós pago ou do segmento de pequenas e médias empresas. Outra aposta da empresa tem sido nos serviços de conteúdo como Claro música, com oferta promocional que permite baixar músicas de forma ilimitada sem consumo do pacote de dados; o Claro vídeo, com isenção promocional da assinatura mensal, oferece mais de 15.000 conteúdos entre filmes, séries e programas variados para e o NOW, que tem entre seus diferenciais a possibilidade de acesso remoto, estando todo o conteúdo disponível para ser assistido por meio de múltiplas plataformas: TV, computadores, smartphones e tablets.

 

Editado por Maximilian Santos.
Crédito da foto: Divulgação.

 

 

 

cris_duclos_-ok_free_big

Diretora de Imagem e Comunicação da Vivo anuncia que GVT passa a se chamar Vivo na próxima semana

1 abril, 2016 às 16:55  |  por Maximilian Santos

Cristina Duclos, diretora de Imagem e Comunicação da Vivo, anunciou hoje ao mercado que a partir de 14 de abril a marca GVT passa a se chamar Vivo. Com isso, unem-se a marca que oferece a maior cobertura internet móvel com a que possui a melhor banda larga do Brasil. A que investe em tecnologia e inovação com aquela que oferece excelência em atendimento. A marca líder em velocidade e clientes 4G com a primeira a oferecer canais em HD a todos os clientes. Desde maio de 2015 as empresas já atuam para aumentar os padrões de qualidade, serviços e benefícios exclusivos aos clientes.

Assim, a partir de 14 de abril essa nova Vivo, ainda mais completa, passa a oferecer todas as conexões, em todo o País, nos segmentos móvel, fixo, de internet, TV e serviços digitais, para Pessoa Física e Jurídica.“Nosso objetivo é unir o melhor dos 2 mundos – Vivo e GVT – e, neste momento, manter os clientes tranquilos, cientes dos benefícios gerados com a união entre as empresas e certos de que o processo todo vem sendo pautado pela transparência e respeito ao consumidor”, comenta a executiva.

A comunicação da união das marcas e operações foi dividida em duas etapas: uma fase informativa (entre fevereiro e 14 de abril de 2016) e outra fase posicional (a partir de 14 de abril de 2016). A primeira etapa da campanha teve início em fevereiro com o objetivo de tranquilizar e informar o cliente sobre a união entre as duas empresas, destacando os novos benefícios e os próximos passos do processo.

Entre as comunicações realizadas estão: mensagem do presidente, informativo junto às faturas, mensagem online do presidente nas redes sociais e portais das empresas, além de campanha estrelada pelos próprios colaboradores das organizações para que os clientes enviem suas dúvidas pelo Facebook e Twitter, com a hashtag #QueroSaber. Por meio de ferramentas de interação e do Serviço de Atendimento ao Consumidor as questões são respondidas no mesmo ambiente que foram publicadas.

Ainda na fase informativa, a partir de 02 de abril, serão iniciadas as veiculações de filme para TV, spot de rádio, mídia impressa e Out Of Home, nos municípios onde a GVT tem atuação. Toda esta fase da comunicação é assinada pela agência DPZ&T.

Segundo Marcello Barcelos, diretor de Criação da DPZ&T, para a comunicação, era importante garantir tranquilidade à base de clientes da GVT e, ao mesmo tempo, gerar expectativa em relação aos benefícios que a união com a Vivo traz. “Quando a entrega GVT encontra a liderança da Vivo o resultado é uma soma muito maior do que as partes. O desafio foi encontrar esse tom, de que vem muitas vantagens por aí”, comenta.

A etapa posicional da comunicação terá início em 14 de abril, com estreia de filme em rede nacional. Com estratégia 360°, serão contempladas também peças em TV, internet, impressa, Out of Home, além de ações com empresas parceiras.

 

Crédito da foto: Divulgação.

Max-Thiermann

Lula é personalidade mais citada nas redes sociais durante as manifestações, diz Sprinklr

15 março, 2016 às 19:59  |  por Maximilian Santos

Max Thiermann, presidente da Sprinklr no Brasil, a mais completa empresa de social software do mundo, através de sua ferramenta Scup, líder em monitoramento, gestão e análise de redes sociais no Brasil, monitorou as manifestações do dia 13 de março nas redes sociais e constatou que o ex-presidente Lula é o mais mencionado no Twitter e Instagram durante o período, e que a hashtag mais utilizada foi #ForaPT.

Além de #ForaPT, as outras quatro hashtags mais citadas foram, nessa ordem, #ForaDilma, #VemPraRua, #ForaLula e #PorUmBrasilMelhor. Foram desfavoráveis ao governo 91% das menções com hashtags. Confirmando o que elas indicam, no Instagram, 98% das menções foram favoráveis à manifestação enquanto que no Twitter, mais de 136 mil das menções citavam a Operação Lava-Jato.

Entre as figuras públicas com mais menções nas redes sociais durante as manifestações, Dilma Rousseff foi a segunda mais citada e o Juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, aparece em terceiro lugar. Aécio Neves e Jair Bonsonaro também figuram na lista das menções. Já entre os partidos mais citados, o PT fica em primeiro, com 88% das menções, seguido, com grande distância, por PMDB com 6% e por PSDB e DEM empatados com 3% cada.

Perfil – Os homens foram os que mais se engajaram nas redes sociais para comentar as manifestações. Em termos de localidade, São Paulo, com 29%, e Rio de Janeiro, com 19%, lideraram a quantidade de publicações sobre o tema, seguidos por Minas Gerais (9%). Segundo balanço da Polícia Militar, em torno de 3 milhões de pessoas saíram às ruas no domingo, 13 de Março, para protestar.

O levantamento foi feito através da ferramenta Scup no período de 8 a 14 de março de 2016 ao meio-dia e monitorou Twitter e Instagram de todo o Brasil. Foram mais de 16 milhões de pessoas impactadas pelas postagens nestes redes sociais.

 

Giovanni Queiroz

Presidente dos Correios inaugura novas instalações de prédio histórico em Curitiba

8 março, 2016 às 11:30  |  por Maximilian Santos

Giovanni Queiroz, presidente dos Correios, inaugurou, em Curitiba, nesta segunda-feira (7), as novas instalações do prédio histórico da empresa, no Centro da capital. A reforma da edificação, de pouco mais de 4 mil metros quadrados, recebeu investimentos de R$ 5,7 milhões.

“Vibro quando vejo um espaço como esse reformado. Modernizado, mas preservando seu passado”, afirmou Queiroz. O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, também ressaltou a importância do prédio. “É um patrimônio histórico e arquitetônico que faz parte do entorno cultural mais importante da cidade”, disse.

O diretor regional dos Correios no Paraná, Areovaldo Figueiredo, citou as melhorias que a edificação recebeu na reforma, como elevadores, climatização e a restauração da cúpula que fica sobre a agência.

O primeiro gerente da Agência Central, Alcides Ferreira da Silva Júnior, fez questão de comparecer à inauguração. Aos 87 anos, o aposentado contou que começou a trabalhar no edifício em 1950. “Muita coisa aconteceu aqui durante esse tempo. Estou muito alegre de participar desse momento”, afirmou.

O prédio, que abriga a Agência Central, foi inaugurado em 1934, construído para receber a nova sede dos Correios e Telégrafos de Curitiba. Representou um marco arquitetônico da capital paranaense, com os traços geométricos do estilo art déco, que refletiam os mais avançados conceitos de modernidade da época. A fachada voltada para a Rua XV de Novembro é tombada como patrimônio histórico do Estado, desde 1974. A edificação também constitui Unidade de Interesse de Preservação do município.

As obras recuperaram a estrutura da edificação, preservando as características originais. O prédio também ganhou sistema de ar condicionado central e adaptações para acessibilidade.

 

Crédito da foto: Divulgação/Correios.

FOTO 3 - Carina Bitencourt (Créd. Divulgação)

Em meio a crise, diretora de empresa de comunicação óptica divulga crescimento de 102% no faturamento

25 fevereiro, 2016 às 14:10  |  por Maximilian Santos

Carina Bitencourt, diretora de marketing e qualidade da Fibracem, empresa que atua no segmento de comunicação óptica há mais de 20 anos, divulgou que a companhia cresceu, entre 2012 e 2015, em 102% seu faturamento. Mesmo com a crise econômica nacional, somente no ano passado a empresa obteve um crescimento de 11% em relação ao ano anterior em relação a 2014.

“A demanda por fibra óptica é crescente, principalmente por pequenos e médios provedores. A tecnologia apresenta maior banda, flexibilidade, estabilidade e melhor custo-benefício”, explica a executiva. Desde 2014, foram comercializados mais de 6.675.046 metros de cabos de fibra óptica, quase 67 mil quilômetros.

Em relação às linhas da empresa, o faturamento de cabos ópticos cresceu 29,8% e as caixas de emenda 27%. Nas regiões, o sul obteve 45,19% a mais de faturamento, seguido pelo sudeste (33,16%), nordeste (14,55%), centro-oeste (4,95%) e norte (2,25%).

Para 2016, a Fibracem espera que os mais de R$ 1.200,00 investidos em máquinas, consultorias e homologações de produtos continuem a elevar a produtividade. Com maior capacidade produtiva a empresa espera elevar sua presença no Sudeste em 25% e no Nordeste em 40% focando em parcerias e força de venda própria nas regiões citadas. Além de participar de eventos nessas regiões, ainda no 1° semestre uma filial será inaugurada em São Paulo para dar o devido suporte a demanda desse estado.

A equipe de engenheiros já está desenvolvendo novos produtos para homologação ainda no 1° semestre, sãos itens para redes FTTH e novos modelos de cabos ópticos para atender a demanda impulsionada pelas cidades digitais e projetos como o PNBL.

Sobre a Fibracem – A Fibracem atua no segmento de comunicação óptica desde 1993, atendendo clientes em todo o território Brasileiro e recentemente outros mercados na América Latina. Sempre acompanhando o crescimento do setor, visa atender as demandas de forma abrangente com produtos de tecnologia, alta qualidade e preços competitivos. Em seu portfólio de produtos a empresa oferece diversas soluções para infraestrutura de redes ópticas, de acordo com normas e padrões internacionais. Além disso, as linhas de produtos estão em constante atualização e renovação, acompanhando as demandas crescentes do mercado em que atua.

 

Crédito da foto: Divulgação.

netflix-reed-hastings

Netflix pode ter faturado R$ 1,1 bilhão no Brasil

18 janeiro, 2016 às 18:16  |  por Maximilian Santos

Reed Hastings, CEO da Netflix, serviço que tem reinado absoluto em transmissão de filmes e séries via streaming em lugares onde está disponível, incluindo o Brasil, não divulgou oficialmente a informação, mas o colunista Ricardo Feltrin do UOL, publicou a notícia de que o serviço teria lucrado em território brasileiro aproximadamente R$ 250 milhões a mais do que a previsão mais otimista de faturamento do SBT no ano passado (R$ 850 milhões), e também quase o triplo do previsto pelo mercado para a Band (R$ 450 milhões).

Por oferecer praticidade na hora de escolher e assistir uma programação, sem propagandas ou qualquer outro inconveniente, a empresa tem sido inclusive considerada uma grande aliada da indústria do entretenimento contra a pirataria.

Com um serviço de qualidade e preço bastante acessível, a plataforma faturou algo em torno de R$ 1,1 bilhão no Brasil no ano passado. A informação não é oficial, pois a empresa não divulga dados financeiros ou de assinantes, exceto em relação ao seu público nos EUA. Porém, editores da coluna de Feltrin ouviram fontes do mercado que estimam 4 milhões de assinantes da plataforma no País, o que seria convertido na fatura mencionada.

Enquanto as redes abertas tem perdido alguns montantes em suas faturas e os canais por assinatura perdem seus clientes, o Netflix parece desfrutar de prestígio e ganhar cada vez mais assinantes. Não bastasse isso, a empresa já anunciou sua expansão para a África, Europa Oriental, e quase toda a Ásia e Oriente Médio, o que faz com que a plataforma obtenha um alcance maior do que qualquer emissora tradicional do planeta.

Depois do anúncio de sua expansão, as ações da companhia nos EUA valorizaram em torno de 8%. Os únicos países que o Netflix enfrenta dificuldades para fornecer seus serviços são a China, Coréia do Norte, Síria e a Crimeia.

 

Crédito da foto: Matt Burns.

Alex

SKY apresenta Alex Rocco como novo diretor de Marketing

24 novembro, 2015 às 14:19  |  por Maximilian Santos

Alex Rocco é o novo diretor de Marketing da SKY, maior operadora de TV por assinatura via satélite do País. Entre outras atribuições, será responsável pela gestão e pelo posicionamento da marca SKY, alinhado aos desafios do negócio para 2016. Sua experiência de mais de 15 anos contribuirá para dar continuidade à comunicação e relevância da marca e ao desenvolvimento constante das plataformas de patrocínio da operadora, que a diferenciam no mercado.

Rocco é graduado pela Escola Politécnica da USP, pós-graduado pela Universidade da Califórnia Berkeley (EUA) e tem MBA em Marketing pela FEA USP. Desenvolveu sua carreira na área de marketing de grandes empresas de telecomunicações e internet. Foi gerente geral de Marketing e Vendas no UOL, diretor de Marketing e Vendas no iG, presidente do Comitê de Marketing do IAB Brasil e diretor de Marketing e Comunicação na Nextel Brasil. Também é VP do Comitê de Mídia da ABA.

Sobre a SKY – A SKY é a maior operadora de TV por assinatura via satélite do País. Transmite seu sinal 100% digital para seus assinantes, em todo o território nacional, com soluções de produtos para os mais variados perfis de público, do HD ao pré-pago. É a operadora que trouxe o maior número de inovações tecnológicas em TV paga no Brasil, sempre aliadas à melhor programação e à excelência no atendimento aos mais de 5,7 milhões de clientes Desde 2011, a SKY tem investido também na implantação de rede para oferecer o SKY Banda Larga no Brasil. Hoje é, porcentualmente, o player que mais cresce no mercado, disponibilizando seu serviço de internet fixa para mais de 230 mil assinantes.

 

Crédito da foto: Divulgação.

Tim Cook

Tim Cook, CEO da Apple, apresenta o novo Iphone e o atual Ipad

9 setembro, 2015 às 20:31  |  por Maximilian Santos

Com AFP – Agence France-Presse

Tim Cook, CEO da Apple, conforme tinha anunciado, apresentou o novo Iphone, aguardado em todo o mundo. A grande novidade é a nova tecnologia, que percebe a intensidade da pressão na tela. Mas a Apple também reformulou seu iPad e se dedicou à sala de estar com uma atualização de sua Apple TV.

Durante a apresentação para a imprensa em San Francisco, a Apple revelou nesta quarta-feira dois novos modelos de seu iPhone, em busca de aproveitar o sucesso que conseguiu com o lançamento no ano passado de seus primeiros telefones inteligentes de tela grande.

Os novos telefones, o iPhone 6S e 6S Plus, têm as mesmas dimensões que seus equivalentes da última versão. “Parecem iguais, mas são completamente diferentes”, afirmou o executivo. Uma de suas novas funções é uma tecnologia chamada “3D touch”, que é capaz de reagir de forma diferente segundo a intensidade da pressão do dedo do usuário na tela tátil.

“Pressione ligeiramente para olhar uma foto, um e-mail, uma página da internet ou outro conteúdo, ou pressione um pouco mais forte se quiser abrir o conteúdo em si”, explicou a Apple em comunicado.

Os iPhones 6S e 6S Plus usarão o próximo sistema operacional iOS9, que será lançado em 16 de setembro e suporta novas funções como o “3D touch”.

O 6S tem a mesma tela de 4,7 polegadas diagonal (12 cm) que seu predecessor, enquanto o 6S Plus tem uma tela de 5,5 polegadas.

Mas ambos têm um corpo de alumínio, um vidro mais duro e processadores mais poderosos que se traduzem em melhoras na qualidade dos gráficos.

Os novos modelos estarão à venda pelos mesmos preços que seus antecessores a partir de 25 de setembro em uma dezena de países.

O iPad Pro – O novo iPad Pro tem o poder e as capacidades para substituir um computador de escritório, segundo a Apple. Cook o apresentou como “a maior notícia sobre o iPad desde o iPad”.

Tem uma tela de 12,9 polegadas diagonal (32,7 cm), contra 9,7 polegadas do modelo clássico.

Também inclui um teclado removível e uma nova caneta chamada Apple Pencil, que permite desenhar sobre a tela – embora o co-fundador da empresa, Steve Jobs, garantisse que os usuários não queriam este tipo de acessório.

O novo iPad opera mais rápido que 80% dos computadores portáteis que foram vendidos nos últimos 12 meses, garantiu o vice-presidente da Apple, Phil Schiller.

O gadget estará disponível para vendas a um preço inicial de 799 dólares, para o de 32 gigabytes de memória, até 1.079 dólares pelo de 128 GB. A caneta é vendida à parte por 99 dólares e o teclado a partir de 169 dólares.

O tablet, cuja bateria dura 10 horas, “é fina e leve o suficiente para trabalhar nela o dia inteiro e ser levada para todos os lugares”, disse Schiller.

A caneta está equipada para detectar a inclinação e traçar linhas de diferentes espessuras.

 
Crédito da Foto: Youtube.

francisco-valim

Francisco Valim é o novo CEO da Nextel Brasil

25 agosto, 2015 às 13:01  |  por Maximilian Santos

Francisco Valim ó o novo presidente da Nextel Brasil. O executivo acumula experiências em grandes empresas como Via Varejo, Oi, Serasa Experian e NET, entre outras, e vem com a missão de conduzir os negócios da Nextel e liderar as operações diárias da empresa.

Ele substitui Gokul Hemmady, que estava na presidência da operadora desde 2012 e que foi responsável pelo lançamento dos serviços 3G e a expansão da Nextel no mercado brasileiro. A mudança na gestão da companhia foi planejada desde a conclusão do processo de reestruturação da NII Holdings, no final de junho. Com o foco voltado para a operação brasileira, os novos acionistas da NII Holdings optaram pela nomeação de um CEO também brasileiro.

“Meu desafio é, conjuntamente com os demais executivos, continuar ampliando a participação da Nextel no mercado de telefonia móvel e consequentemente recuperar os indicadores financeiros da companhia. Tenho certeza de que a operadora está no caminho certo, com recursos garantidos após a reestruturação da NII Holdings e com perspectivas claras de crescimento no mercado brasileiro”, afirma Francisco Valim.

O executivo chega em um momento de ascensão da operadora e ganhos constantes de market share nos mercados em que atua. No primeiro trimestre do ano, considerando todos os serviços pós-pagos (3G/4G voz, datacard e M2M), a Nextel foi líder em adições líquidas no Rio de Janeiro e 2º colocada em São Paulo, o que contribuiu para a que a operadora atingisse a marca de mais dois milhões de clientes em apenas dois anos de atuação.

Recentemente, a operadora lançou uma nova proposta de valor com a oferta de três tamanhos de planos (Pequeno, Médio e Grande) para voz e dados, independentes entre si, e que são escolhidos livremente pelo cliente com a combinação mais adequada à sua necessidade e com a possibilidade de mudança mês a mês.

O lançamento dos novos planos é apenas o primeiro passo de uma inédita maneira de oferecer serviços móveis no Brasil em um ano em que a operadora prevê investimento que somam mais de R$ 1 bilhão, além da participação no leilão da faixa de 1.8 GHz, prevista para outubro, frequências essenciais para que a empresa possa continuar competindo no mercado, ampliando a oferta dos serviços 4G na Grande São Paulo.

“Estamos muito felizes por Francisco Valim ter aceitado em assumir essa posição. Francisco é um líder com comprovada experiência no setor de telecomunicações, em transformar negócios e otimizar processos organizacionais, tendo atuado com sucesso como diretor executivo de diversas grandes companhias no Brasil”, afirma Steve Shindler, CEO da NII Holdings.

Francisco Valim é formado em Administração de Empresas, com pós-graduação em Finanças pela FGV e MBA na Universidade do Sul da Califórnia – Marshall School of Business. Antes de ingressar na Nextel, o executivo foi CEO da Via Varejo, um dos maiores varejistas de eletrônicos e móveis na América Latina, entre 2013 e 2014. Anteriormente, de 2011 a 2013, atuou como CEO da Oi, uma das maiores operadoras no Brasil, tanto para serviços sem fio quanto de telefonia fixa em todo o país. Antes disso, Valim foi CEO da Experian para o Reino Unido, Europa, Oriente Médio e África e CEO da NET, uma das maiores empresas de serviços a cabo da América Latina, de 2003 a 2008.

 

Crédito da foto: Divulgação.