Escritor Ricardo Piglia em cena de "327 Cadernos", de Andrés di Tella.

Fidé 2017 apresenta 29 documentários, debates e sessões raras

24 outubro, 2017 às 10:35  |  por Cristiano Castilho

Os recém-encerrados Metrô – Festival do Cinema Universitário Brasileiro, Petit Pavé – Festival de Cinema Independente de Curitiba, o Festival de Cinema da Bienal de Curitiba (programado para novembro) e o Fidé – Festival Internacional do Documentário Estudantil, cuja quarta edição em Curitiba acontece entre os dias 27 e 29 de outubro, dão a letra: o cinema independente, artístico, autoral e alternativo é realidade na capital fria.

Escritor Ricardo Piglia em cena de "327 Cadernos", de Andrés di Tella.

Escritor Ricardo Piglia em cena de “327 Cadernos”, de Andrés di Tella.

Depois do sucesso de público em sua terceira edição na cidade, há dois anos, o Fidé 2017 apresenta 29 documentários, entre curtas, médias e longas-metragens, originários de 15 países tão diversos como Inglaterra e Senegal – veja a programação completa aqui. Todas as sessões serão na Cinemateca e terão entrada gratuita. “Ao colocarmos lado a lado documentários originários de países com culturas tão diversas, como República Tcheca, Israel, Argentina, Ucrânia e Brasil, entre outros, ficam evidentes as diferenças de linguagem e abordagem, além de sua riqueza temática. Poder identificar tais distinções e refletir sobre elas junto ao público é uma forma de ampliar não só nossa compreensão sobre o documentarismo, como nossa compreensão humana”, dizem os organizadores.

Os filmes selecionados têm em comum apenas o fato de terem sido produzidos por estudantes – à exceção do filme de abertura, do documentarista argentino Andrés Di Tella. O experiente cineasta portenho nos apresenta, em sessão inédita em Curitiba na sexta (27) às 19h30, o filme “327 Cadernos”, um documentário sobre o escritor Ricardo Piglia, morto em janeiro deste ano. O autor de “Respiração Artificial” recebeu o diagnóstico de sua esclerose lateral amiotrófica durante as filmagens, e isso, de alguma forma, faz parte do filme.

Também está programada uma sessão retrospectiva de filmes dos irmãos franceses Auguste e Louis Lumière, considerados inventores do cinema e pioneiros do documentário. A sessão, que conta com o apoio do Cineclube Atalante, exibirá cópias digitais restauradas de 60 filmes de curtíssima duração, realizados pela dupla entre 1895 e 1905. Após a sessão haverá um bate-papo com membros do Coletivo.

Os irmãos Lumière.

Os irmãos Lumière.

Na noite de sábado (28), o Fidé promove uma mesa redonda sobre as relações entre documentário e memória, com a presença dos realizadores Andrés Di Tella, Larissa Figueiredo — cujo primeiro longa “O Touro” estreou no 44º Festival Internacional de Cinema de Roterdã — e Heloisa Passos, fotógrafa e cineasta nascida em Curitiba, membro da Associação Brasileira de Cinematografia e da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos. “Construindo Pontes”, seu primeiro longa como diretora, recebeu o prêmio IDFA de melhor pitching no DocMontevideo e foi premiado recentemente no Festival de Brasília.

Como na edição de 2015, o festival terá com uma sessão Especial DocNomads, que exibe sete filmes produzidos por alunos do programa de mestrado europeu DocNomads, focado em documentarismo. Integram ainda a programação do Fidé Brasil a exposição fotográfica “24”, de Chen Hui Li, aluna da escola de fotografia Omicron, além do pocket-show de Thiago Ramalho, da banda Trombone de Frutas. Todas as atrações têm entrada franca, sujeitas à lotação da Cinemateca.

SERVIÇO

FIDÉ Brasil – Festival Internacional do Documentário Estudantil
Quando: 27, 28 e 29 de outubro de 2017
Onde: Cinemateca de Curitiba (R. Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco)
Fone: (41) 3321-3310
Ingressos: Entrada gratuita 
Informações e programação: www.fidebrasil.com
Fanpage: www.facebook.com/fidebr

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>