Em Curitiba, BOPE apreende quase oito quilos de maconha e dinheiro

1 dezembro, 2016 às 16:02  |  por Redação Bem Paraná

maconha

Quase oito quilos de maconha, R$1.089,00 em dinheiro, uma balança de precisão e uma faca foram apreendidos pelo Batalhão de Operações Especiais (BOPE) na noite desta quarta-feira (30/11). A ação aconteceu em Curitiba (PR) e resultou em um homem conduzido à delegacia.

A equipe da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE) estava em patrulhamento pela Rua Arnaldo Monti Bertolini, no Bairro Cajuru, por volta das 19h30, quando visualizou um Meriva, de cor prata, em atitude suspeita. Os policiais efetuaram a abordagem e no veículo havia um homem, com o qual foi encontrado R$1.089,00 em dinheiro.

Após vistoria no carro os militares estaduais localizaram, no assoalho, quatro tabletes grandes de maconha. Em seguida, a equipe deslocou até a residência do homem na Rua Augusto Steembock, no Bairro Uberaba. Na casa foi apreendido mais uma quantia da droga, totalizando 7,9 quilos, além de uma balança de precisão e uma faca.

O homem foi levado, juntamente com o dinheiro, a droga e as demais apreensões, ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC/Sul), para que as medidas cabíveis fossem tomadas.

Equipe da PM encaminha três pessoas por tráfico de drogas no Noroeste do PR

1 dezembro, 2016 às 16:02  |  por Redação Bem Paraná

Policiais militares do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), pertencente ao 3º Comando Regional da PM (3º CRPM) encaminharam três pessoas e cumpriram um Mandado de Prisão de um homem que seria envolvido com tráfico de drogas. A ação policial aconteceu na quarta-feira (30/11), por volta das 6 horas.

Quando a equipe policial chegou na residência, localizada na Rua Condor, no Jardim Ipiranga em Floresta (PR), o homem (de 20 anos), responsável pela casa, autorizou a entrada dos policiais militares. Durante a abordagem nada de ilícito foi localizado, porém, o suspeito relatou a equipe que havia passado a droga para um adolescente de 16 anos.

Segundo a auxiliar de Relações Públicas do 4º BPM, soldado Taise Maria Alves dos Santos, os policiais militares foram à casa do adolescente, onde sua mãe autorizou a entrada da equipe para realizar as buscas, mas nada foi encontrado.

“O jovem afirmou que a droga estava na casa de um outro homem (de 20 anos). Informado o endereço da residência, a equipe seguiu em diligências e, com o apoio do cão de faro, foram apreendidos 108 gramas maconha em diversas porções e R$ 146,00 em dinheiro”, explica.

Diante do fatos, os três suspeitos foram encaminhados à 9ª Subdivisão Policial de Maringá (PR), juntamente com os materiais apreendidos, para serem tomadas as medidas cabíveis ao caso.

Trio envolvido em roubo a residência é localizado em São José dos Pinhais, na RMC

1 dezembro, 2016 às 16:00  |  por Redação Bem Paraná

Um homem foi preso, outro baleado e morreu no local e um terceiro rapaz fugiu durante uma abordagem dos policiais militares do 17º Batalhão de Polícia Militar (17º BPM), pertencente ao 6º Comando Regional da PM (6º CRPM), na manhã desta quinta-feira (1º/12). O trio é suspeito de envolvimento em roubos à residência e foi flagrado no bairro Rio Pequeno, em São José dos Pinhais (PR). Um dos adultos reagiu à ação policial, foi ferido e acabou em óbito no local. Uma arma de fogo, um carro e duas televisões foram apreendidos.

Uma equipe policial patrulhava quando foi informada por moradores que os suspeitos estavam num GM Kadett, de cor cinza, e iniciou buscas pelo bairro. “Avistamos o veículo no Contorno Leste e, mesmo com os sinais intermitentes acionados, o motorista fugiu. O acompanhamos até uma estrada de terra, onde eles abandonaram o carro e correram”, disse o Coordenador de Policiamento de Unidade (CPU) do dia, subtenente Jair Padilha.

Um dos homens portava um revólver de calibre .38 e, ao fazer menção de atirar, sofreu o revide dos policiais militares e acabou em óbito no local. A equipe apreendeu o armamento e prendeu o segundo suspeito, que correu pelo matagal. A localização e o apoio às equipes do 17º BPM foi feita pela tripulação do helicóptero do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA).

“O terceiro envolvido tentou roubar uma motocicleta na fuga, mas não teve êxito. As buscas prosseguem na área para localizá-lo”, disse o Supervisor de Operações do 17º BPM do dia, capitão Periguary Dias Fortes. Após os procedimentos legais no local, a arma e o carro foram entregues na Delegacia de São José dos Pinhais para as medidas cabíveis.

Michael Martins RN24H

Trio suspeito de latrocínio de taxista é identificado pela polícia

1 dezembro, 2016 às 14:35  |  por Redação Bem Paraná

trio

Três pessoas suspeitas de um latrocínio que vitimou o taxista José Rocha, 74 anos, foram identificadas pela Polícia Civil de São José dos Pinhais, na última quarta-feira (30). Dois homens de 21 anos e 22 anos, foram presos pela polícia após o cumprimento de um mandado de prisão temporária expedida pela Justiça. Um adolescente de 15 anos, também envolvido na morte do taxista foi apreendido.

As prisões e a apreensão o menor ocorreram nos municípios de Rio Branco do Sul e Cerro Azul, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), depois de uma sequência de investigações de campo e inteligência, realizada pela equipe policial de São José dos Pinhais.

ENTENDA O CRIME – O fato ocorreu no final da tarde do dia 3 de setembro deste ano, quando o taxista foi abordado pelos suspeitos em frente ao Hospital Municipal de Rio Branco do Sul, Centro do município. A princípio o trio teria solicitado a vítima uma corrida, porém minutos depois e armados com uma faca, obrigaram o taxista a levá-los até o Litoral do Estado.

Ao perceber o crime, a vítima se negou a levar os suspeitos até o litoral momento em que foi morta a facadas pelo trio que seguiu trajeto até São José dos Pinhais, e jogou o corpo do taxista em uma região rural no bairro Contenda – nas proximidades do pedágio na BR- 376. Seu corpo foi localizado somente no dia 6 de setembro.

Os suspeitos seguiram viagem sentido litoral. Segundo investigações, trio estava fugindo devido a prática de uma tentativa de homicídio contra um rapaz de 24 anos, ocorrida um dia antes ao latrocínio. “Eles esfaquearam um rapaz e desesperados para fugir, roubaram e mataram o taxista. Ao perceberem o tamanho da repercussão do caso, voltaram do litoral direto para o município de Cerro Azul com o intuito de esconder”, explica o delegado- adjunto da Delegacia de São José dos Pinhais, Michel Teixeira.

PRISÕES – Ao receber informações de que um dos envolvidos no crime teria retornado a Rio Branco do Sul, a Polícia Civil conseguiu chegar até homem de 21 anos. O suspeito estava escondido na casa de sua mãe situada no bairro Nodari. Ele não resistiu a prisão e ao ser questionado sobre a localização dos outros envolvidos, disse a polícia os dois estariam em uma residência em Cerro Azul.

Na sequência das investigações, equipe policial se deslocou até a região rural do município de Cerro Azul, onde encontrou o homem de 22 anos e seu irmão, o adolescente de 15 anos. Os suspeitos fugiram para um matagal ao ver a equipe policial chegando no local. “Nós fizemos um cerco ao redor do local, foram seis horas de negociação até que os suspeitos se entregaram”, conta o delegado.

O delegado ressalta que as investigações ainda continuam com o intuito de localizar o veículo da vítima que está desaparecido. “O carro é um Voyage branco quem tiver mais informações pode entrar em contato com a Delegacia de São José dos Pinhais pelo telefone (41) 3299-1500”, finaliza o delegado.

O menor confessou o crime e foi encaminhado para o Conselho Tutelar e ao Fórum de Rio Branco do Sul, onde recebeu internação provisória. Os dois maiores responderão por tentativa de homicídio e latrocínio, ambos permanecem presos e aguardam à disposição da Justiça.

Homem é preso em Guarapuava com droga avaliada em R$ 50 mil

1 dezembro, 2016 às 14:29  |  por Redação Bem Paraná

cocaine

Um homem de 23 anos foi preso em flagrante por investigadores da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), na última quarta-feira (30), na Rodoviária Municipal de Guarapuava, localizada no bairro Bom Sucesso. Ele estava transportando aproximadamente um quilo de cocaína em sua bagagem.

Após o recebimento de uma denúncia anônima, em que dizia que um homem estava transportando drogas em um ônibus que saiu do município de Londrina com destino à Pato Branco, policiais da Denarc e da 14ª Subdivisão Policial (SDP) de Guarapuava saíram em diligência com o objetivo de localizar o suspeito.

Assim que o ônibus chegou na rodoviária, os investigadores realizam buscas no coletivo, onde localizaram um tablete de cocaína entre os pertences de um passageiro.

O delegado responsável pelo caso, Ivonei Oscar da Silva, ressalta a importância da colaboração dos cidadãos no combate ao tráfico de drogas no município. “Essa apreensão só foi possível pela denúncia realizada pela população”, finaliza Silva.

O suspeito continua preso na 14ª SDP, onde permanece à disposição da Justiça. Ele responderá pelo crime de tráfico de drogas.

Suspeito de estelionato é preso em Quedas do Iguaçu

30 novembro, 2016 às 13:05  |  por Redação Bem Paraná

Um homem de 25 anos, suspeito de aplicar diversos golpes utilizando cheques de terceiros, foi preso na tarde de sexta-feira (25), em frente a um estabelecimento comercial, localizado na Rodovia Félix Feiwisch Lerner, no momento em que passaria para frente um cheque sem fundo no valor de R$4,7 mil – em nome de um correntista de uma agência bancária de Curitiba. O trabalho foi realizado pela Polícia Civil de Quedas do Iguaçu.

De acordo com informações apuradas pela equipe, o suspeito se apresentava como comprador e vendedor de gados na região e utilizava diversos cheques de terceiros para garantir as compras. As folhas de cheque eram de agências bancárias de Curitiba e Londrina.

Quando os negociantes depositavam ou tentavam compensar os cheques na data pré-datada pelo suspeito, os títulos voltavam e as razões variavam entre cheques sem fundo e assinaturas que não conferiam com a do titular daquela conta-corrente.
quedas

Uma das vítimas suspeitou e procurou a delegacia para relatar o ocorrido. Falou que ainda estava em contato com o homem e que inclusive ele havia sugerido um encontro para trocar o cheque que havia dado problema. O cheque que estava com a vítima era no valor de R$4 mil e ele faria a troca por um outro no valor de R$4,7 mil – momento em que foi abordado em flagrante pela equipe.

O delegado-titular da unidade, Michel Leite Pereira da Silva, acredita que o suspeito se aproveitou do período de greve bancária para aplicar esses golpes. “Há mais de 15 boletins de ocorrência registrados na delegacia, em que as vítimas relatam a mesma forma de golpe, desde o mês de setembro – quando as agências bancárias estavam em greve”, afirma.

Silva ressalta que mais de 15 cheques frios repassados pelos suspeitos foram apreendidos, os valores somados desses títulos se aproximam dos R$200 mil.
“As investigações continuam com o intuito de identificar o responsável por repassar esses cheques ao suspeito, bem como identificar demais pessoas envolvidas com o esquema”, finaliza o delegado.

O homem foi indiciado pelo crime de estelionato e está preso na delegacia à disposição da Justiça.

Suspeito de matar jovem em briga de bar é identificado

30 novembro, 2016 às 13:04  |  por Redação Bem Paraná

garrafada

Um crime de homicídio que vitimou Daniel Fietkoski, 18 anos, foi esclarecido pela Polícia Civil de Castro na tarde terça-feira (29), após a identificação e prisão de um homem de 20 anos, autor do crime. O suspeito foi encontrado em sua residência no Jardim Terma Riveira, no município de Castro, região dos Campos Gerais do Estado.

A equipe policial chegou até o suspeito depois que realizou uma sequência de trabalhos de campo e inteligência. Ao reunir as provas da autoria do crime, a Polícia Civil solicitou à Justiça um mandado de prisão preventiva, expedida pela Vara Criminal de Castro.

O homicídio aconteceu no 7 deste mês de novembro, no Jardim Arapongas, quando após uma discussão com a vítima por uma garrafa de bebida, o suspeito acabou assassinando Fietkoski com vários golpes de faca.

No momento da prisão, o homem tentou fugir da polícia, mas foi contido, preso e encaminhado até a delegacia. Ele responderá pelo crime de homicídio qualificado e aguarda à disposição da Justiça.

Polícia esclarece crime em que homem é morto queimado dentro do carro

29 novembro, 2016 às 15:21  |  por Redação Bem Paraná

umuarama

A Polícia Civil de Umuarama esclareceu um crime de homicídio que vitimou José Henrique Vilar de Carvalho, 27 anos, ocorrido no final do mês de outubro deste ano. Um jovem de 19 anos, suspeito de atear fogo do carro em que a vítima estava, foi preso no Parque Industrial, na última quinta-feira (24). No momento da prisão, o rapaz estava em posse de um motor de motocicleta com numeração suprimida.

Segundo informações policiais, o crime aconteceu em uma propriedade rural na Rodovia PR 489, onde ocorria uma festa privada. O suspeito entrou no local sem ser convidado e teve um desentendimento com as pessoas que estavam presentes no evento.

Ao sair do local por volta de 4 horas da manhã, avistou um veículo, com os vidros abertos parado na saída do sítio, com o intuito de deixar algum prejuízo ao caseiro do sítio, o suspeito jogou gasolina no carro e ateou fogo. Carvalho dormia nesse veículo.

Na delegacia, o suspeito confessou o crime. Porém alegou que não viu ninguém dentro do carro e que sua intenção era apenas demonstrar inconformidade com a confusão que havia acontecido no local.

O delegado responsável pelo caso, Fernando Ernandes Martins, ressalta que as investigações ainda estão em andamento. “O suspeito diz que agiu sozinho, porém nós não estamos convencidos da versão apresentada por ele e realizaremos mais diligências com o intuito de identificar se houve ou não outros partícipes na ação criminosa”, completa.

Martins ainda afirma que o suspeito foi indiciado pelo crime de homicídio culposo, porém não descarta a possibilidade de que possam surgir novos fatos no decorrer do inquérito policial, e posteriormente possa indicar que se trata de homicídio com dolo eventual. “O jovem também responderá pelo crime de receptação, em razão do material apreendido com ele”, finaliza.

O homem está preso no Setor de Carceragem Temporária (Secat) da 7ª Subdivisão Policial de Umuarama.

Polícia prende homem suspeito de extorsão em Curitiba

29 novembro, 2016 às 15:12  |  por Redação Bem Paraná

supecchinelo

Uma operação conjunta entre policiais da DFR (Delegacia de Furtos e Roubos) de Curitiba e do Tigre (Tático Integrado Grupo de Repressão Especial) resultou na prisão de um homem de 30 anos suspeito de extorquir uma funcionária de uma agência bancária de Curitiba. Fabrício da Silva Paes foi preso na segunda-feira (28) no Bairro Alto no exato momento em que praticava a extorsão, a partir de um telefone público.

Com ele, a polícia apreendeu duas armas – uma pistola Taurus calibre 380, com numeração de série suprimida, e um revólver calibre 38 – usados no crime. A polícia ainda procura outro homem envolvido na extorsão.

Por volta das 8h30 da manhã de segunda-feira, policiais civis da DFR foram acionados pela área de segurança de uma agência bancária, que informou que o marido de uma funcionária estaria em posse de criminosos e que eles estariam exigindo que ele lhe entregasse R$ 50 mil. Tendo em vista que, inicialmente, a vítima estava em poder dos suspeitos, o Grupo Antisequestro Tigre, unidade de elite da Polícia Civil também foi acionado.

Uma hora depois, a vítima foi liberada pelos suspeitos e relatou aos policiais que foi abordada por dois homens armados, no momento em que chegava ao local de trabalho. Os criminosos exigiram que a vítima sacasse os R$ 50 mil – valor que os suspeitos voltariam para buscar.

A partir desse momento, equipes de policiais compostas pela DFR e do Tigre iniciaram as diligências para identificar os suspeitos que passaram a realizar diversas ligações para a vítima, nas quais exigiam, sob graves ameaças, que a vítima lhes entregasse a quantia exigida.

Por volta de 16h30, Paes foi preso no exato momento em que usava um telefone público para extorquir a vítima. Na residência dele foram encontradas as duas armas de fogo utilizadas no crime.

“Essa foi uma operação conjunta realizada pela DFR e pelo TIGRE que teve êxito em prender, em um curto lapso temporal, um dos suspeitos de um crime bastante grave e cuja elucidação é bastante difícil, e que só foi possível ante o esforço conjunto de duas Delegacias Especializadas, cujos integrantes não mediram esforços para garantir a integridade física da vítima e realizar a captura do suspeito”, disse o delegado operacional da DFR, André Gustavo Feltes.

Já o delegado Cristiano Quintas, operacional do Grupo Tigre, ressaltou que “a integração entre as duas especializadas, permitindo o emprego de técnicas específicas de investigação, foi a chave do sucesso para a elucidação do caso, culminando com a prisão de um dos chantagistas e a apreensão do armamento utilizado”.

Fabrício da Silva Paes já possuía registro criminal pelo crime de roubo agravado, praticado em 2012. O suspeito foi autuado pelos delitos de extorsão majorada e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Se condenado, ele pode pegar até 21 anos de prisão.

A Polícia Civil continua a investigação para identificar e prender os demais autores do crime.

Adolescentes são detidos com dez pés de maconha em Guaíra

29 novembro, 2016 às 13:17  |  por Redação Bem Paraná

plantas

Uma abordagem de rotina dos policiais militares do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) resultou na apreensão de quase 10 pés de maconha e de duas porções da mesma droga na noite de segunda-feira (28/11). A ocorrência foi no município de Guaíra (PR), no Oeste do estado. Três adolescentes foram apreendidos na ocorrência.

Os policiais militares patrulhavam pelo bairro Citypar quando avistaram dois adolescentes que se comportavam de maneira suspeita. Ao perceberem a presença da viatura, os jovens correram para uma casa. Foi feita a abordagem e encontrada uma porção de maconha com a dupla. Outro adolescente que estava na casa também foi revistado pelos militares estaduais.

Durante uma vistoria foram encontrados oito pés de maconha e mais uma porção da droga. Após os procedimentos de praxe, o trio foi encaminhado até a delegacia da Polícia Civil da cidade para as medidas cabíveis.