Segundo vereador vítima de tiroteio em assalto a carros-fortes é velado no PR

9 fevereiro, 2018 às 14:52  |  por Redação Bem Paraná
Foto: colaboração / Rede News 24h

Foto: colaboração / Rede News 24h

O corpo do vereador Miguel Calixto, do PSD, de Barra do Jacaré, Norte do Estado, é velado no centro cultural da cidade na nesta sexta-feira (9). Calixto não resistiu e morreu ontem à noite. Esta é a quarta vítima fatal da tentativa de assalto a carros-fortes na BR-376, em Palmeira, próximo à colônia Witmarsun, na região Central do Paraná.

Miguel Calixto teve morte cerebral confirmada pelos médicos do Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, onde ele estava internado. Calixto estava vindo de carro para Curitiba com outros dois vereadores do município na terça-feira, quando ocorreu a tentativa de assalto. O vereador Elton Aguiar Matta, do PV, de 31 anos, também foi baleado e morreu no local. Ele foi velado na quarta-feira no salão paroquial da igreja da cidade.

A Câmara Municipal e a prefeitura de Barra do Jacaré decretaram luto oficial de sete dias. De acordo com o presidente da Câmara, Jorge Joao Pereira Filho, do PSB, a comoção tomou conta da cidade. “Uma tristeza sem fim. Ele é de uma das maiores famílias da cidade. É uma cidade pequena”, conta.

Segundo o vereador Jorginho, Miguel atuava com mais ênfase na área do esporte, corria maratonas pelo Paraná. Era vereador de primeiro mandato, eleito como um homem do povo, foi pedreiro e agricultor. “Ele corria maratonas, era pedreiro e agricultor. Uma perda lastimável para a cidade”, afirma.

Miguel era doador de órgãos e agora deve salvar vidas.O enterro está marcado para amanhã (sábado) de manhã no cemitério da cidade.Os outros dois mortos foram um caminhoneiro, Vilson Pereira, de 41 anos, e um assaltante, ambos baleados durante o tiroteio com vigilantes dos carros-fortes.

O vereador Edival do Nascimento, do PR, estava junto com a comitiva de Barra do Jacaré, mas não se feriu. O caminhoneiro é natural de Francisco Beltrão, no sudoeste do estado, e dirigia um caminhão com placas de Renascença, na mesma região. Ele foi atingido por uma bala perdida.

Um outro caminhoneiro que ficou ferido durante a tentativa de assalto recebeu alta do hospital na quarta-feira (7). Celso Luiz Bestel passava pelo local no momento do tiroteio e foi baleado na perna. Horas depois do assalto, na terça-feira, outros dois suspeitos foram mortos em uma chácara em Bateias, distrito de Campo Largo. No total, seis pessoas morrer depois do assalto. Três suspeitos e três inocentes.

Os vigilantes, que reagiram a tentativa de assalto e evitaram o roubo, prestaram depoimento à Polícia Civil. As armas deles foram recolhidas e vão passar por perícia. Se ficar comprovado que os tiros que acertaram os inocentes saíram das armas dos funcionários da transportadora de valores, eles podem ser responsabilizados. Entre os vigilantes dos cinco carros fortes, dois tiveram escoriações, mas não foram baleados. A polícia afirma que pelo menos 12 assaltantes participaram da ação. Três morreram, dois foram presos e os demais seguem foragidos.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>