Salvo conduto

4 novembro, 2009 às 08:34  |  por Josianne Ritz

Deu na Parabólica

O deputado estadual Mauro Moraes (PSDB) usou ontem nota da Executiva Nacional do PMDB de agosto último para acusar a direção estadual do partido de “discriminação” por insistir em pedir na Justiça seu mandato, por ele ter trocado a legenda requianista pelo ninho tucano. Na nota, a cúpula peemedebista garantia que todos os que quisessem deixar a sigla poderia fazê-lo sem o risco de perder o mandato, como prevê a fidelidade partidária.

O presidente do PMDB do Paraná, deputado estadual Waldyr Pugliesi, porém, não deu trela à conversa do ex-colega de bancada. Lembrou que por lei, tanto o Ministério Público Eleitoral, quanto os suplentes podem agir para pedir o mandato de quem mudou de partido. E que a direção local peemedebista tem posição diferente da nacional, e autonomia para agir nos casos de infidelidade. “Aqui o PMDB fará tudo para não ser surrupiado”. Em tempo, quem ganharia com a cassação de Moraes é o ex-deputado e suplente Rafael Greca, atual presidente da Cohapar.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>