Arquivo mensais:agosto 2010

Massa de pão

31 agosto, 2010 às 20:48  |  por Josianne Ritz

“O Beto é que nem massa de pão. Quanto mais bate, mais cresce”. Assim, o padeiro Wilian Sutil da Silva, 32 anos, colaborador da unidade central da Risotolândia, em Araucária, definiu o atual momento do candidato a governador Beto Richa.  Wilian foi um dos 900 funcionários da Risotolândia, em Araucária, a conversar com Beto Richa na manhã desta terça-feira (31).

A polêmica dos dentistas

31 agosto, 2010 às 18:51  |  por Josianne Ritz

O Tribunal Superior Eleitoral determinou que as redes de rádio e TV deixem de veicular uma peça institucional da Justiça Eleitoral que pede para a população verificar o passado de seus candidatos, utilizando o exemplo de um falso dentista que deixava seus pacientes com amnésia por quatro anos.

A decisão do tribunal ocorreu após nota do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, que a considerou ofensiva para a categoria, dizendo-se “indignado frente ao conteúdo veiculado”.

Advogados querem investigação

31 agosto, 2010 às 18:29  |  por Luciana Pombo

A temperatura da campanha eleitoral promete subir. Não se fala nada nos programas eleitorais gratuitos, mas nos bastidores os advogados do tucano Beto Richa prometem entrar na Justiça com um pedido de investigação criminal sobre a origem de supostos telefonemas que estariam sendo feitos para as casas de famílias beneficiadas com a chamada tarifa social da água.

Usar telefone de usuário do sistema de água já poderia ser considerado irregular, porque os dados dos clientes da Sanepar são sigilosos. Assim como dos clientes da Copel. De acordo com o blog da jornalista Joice Hacellmann, nos telefonemas os autores falariam sobre a renovação dos contratos com as famílias beneficiadas que poderia não ser possível dependendo do resultado da eleição.

Fica a dúvida: a ligação foi real? Se foi, partiu de quem?

Mais 76 mil famílias no Bolsa Família

31 agosto, 2010 às 17:58  |  por Josianne Ritz

 O Paraná terá mais 76 mil  famílias incluídas no programa Bolsa Família e  97 novos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) até o fim do ano. O anúncio foi feito pela ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Márcia Lopes, durante encontro com secretários e coordenadores da área social de municípios do Estado.

  A ministra reforçou a importância da atualização de dados no Cadastro Único. “No Paraná, são 474 mil famílias que recebem o Bolsa Família mas podem ser 550 mil”, afirmou. Ela informou ainda que todo município brasileiro terá pelo menos um Cras até o fim do ano. “Nós estamos implantando os Cras, que têm assistentes sociais e psicólogos para visitar as famílias, acolher, estimular na qualificação profissional. No Paraná, já implantamos 462 Cras e neste ano vamos implantar mais 97. Cada município vai ter, até dezembro, pelo menos um Cras”, declarou.

Em evento na Escola de Governo,  hojeem Curitiba, a ministra também participou da cerimônia de assinatura de um convênio entre o Governo do Paraná e a PUC para capacitar os profissionais dos CRAS e do lançamento do selo comemorativo ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa.

Família Yared reforçará campanha de Osmar

31 agosto, 2010 às 17:51  |  por Luciana Pombo

A campanha de Osmar Dias acaba de ganhar um reforço de credibilidade. A empresária Christiane Yared declarou voto para Osmar e resolveu se engajar na campanha do candidato do PDT ao governo do Paraná. A empresária é a mãe de Gilmar Rafael Yared, morto com Carlos Murilo de Almeida no acidente provocado pelo ex-deputado estadual Fernando Carli Filho, na madrugada do dia 7 de maio de 2009.

Ao longo da semana, Christiane participará de caminhadas programadas por Maria Teresa Dias, mulher de Osmar, nos bairros de Curitiba e Região Metropolitana.

Prefeito de Rio Azul terá que deixar cargo

31 agosto, 2010 às 17:28  |  por Luciana Pombo

A Justiça determinou à Câmara Municipal de Rio Azul a decretação da perda do mandato, no prazo de três dias, do atual prefeito da cidade, Vicente Solda, por atos de improbidade administrativa praticados ainda no mandato anterior, entre 1999 e 2002. De acordo com a denúncia, Solda teria contratado irregularmente servidores municipais – entre eles o próprio vice-prefeito da antiga gestão, o médico Alexandre Burko, igualmente condenado por improbidade.

A condenação transitou em julgado conforme reconheceu ontem o Supremo Tribunal Federal (STF) e, portanto, não cabe recurso. Assim, diante da suspensão dos direitos políticos do prefeito por cinco anos, caberá ao Legislativo Municipal dar posse ao atual vice-prefeito.

O prefeito Vicente Solda e seu antigo vice também ficam proibidos de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual sejam sócios majoritários, pelo prazo de três anos.

Eles também terão que ressarcir os cofres públicos dos prejuízos causados com as contratações irregulares realizadas sem concurso público, em cargos comissionados que não poderiam admitir essa modalidade: médico, odontólogo, psicólogo, dentista auditor, médico auditor, supervisor da assistência social, coordenador da assistência social, orientador social, chefe de farmácia e chefe de pátio.

Comissão de inquérito quer ouvir MP sobre cassação de Justus e Curi

31 agosto, 2010 às 16:55  |  por Ivan Santos

O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa, deputado Pedro Ivo Ilkiv (PT), determinou a criação de uma comissão de inquérito para avaliar o pedido de cassação do mandato do presidente da Casa, deputado Nelson Justus (DEM), e do primeiro-secretário, Alexandre Curi (PMDB). O pedido foi apresentado pela Executiva Estadual do PV, com base nas denúncias de desvio de salários de servidores “fantasmas” e outras irregularidades na administração do Legislativo. A comissão é formada pelos deputados Ademar Traiano (PSDB), Reinhold Stephanes Júnior (PMDB) e Osmar Bertoldi (DEM). A primeira reunião aconteceu hoje quando os parlamentares decidiram convocar os promotores responsáveis pelo pedido de indiciamento de Justus e Curi para serem ouvidos no próximo dia 14. A ideia é obter mais documentos e depoimentos já colhidos pelo MP para embasar o processo.

A comissão tem 30 dias, prorrogáveis pelo mesmo período, para apresentar seu parecer, que em seguida é votado pelo Conselho de Ética. O conselho é que decidirá se envia ou não o processo para o plenário, recomendando a cassação dos dois, ou arquivando a denúncia.

Romanelli sonha em presidir a Assembleia

31 agosto, 2010 às 16:47  |  por Ivan Santos

Está explicado o “corpo mole” do deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB) em relação à votação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prevê o fim da reeleição para os cargos da Mesa Executiva da Assembleia Legislativa. Segundo fontes da Casa, o motivo é que Romanelli alimenta o sonho de presidir o Legislativo estadual. Por isso, vem dando cobertura ao líder do PSDB, Ademar Traiano, que há mais de três meses “enrola” e não apresenta parecer sobre a PEC.

Presidente da Comissão Especial que tinha vinte dias contados a partir de meados de junho para apresentar o parecer e encaminhar a proposta ao plenário, Romanelli se recusou a substituir o relator, apesar da atitude de Traiano, que já confessou não ter pressa nenhuma em fazer a iniciativa andar. Apesar de oficialmente ser do PMDB, partido que integra a coligação que apóia Osmar Dias (PDT) para o governo, Romanelli nunca escondeu sua preferência por Beto Richa (PSDB). E acredita que o tucano, caso eleito, pode retribuir o apoio, ajudando-o a assumir o posto que hoje é de Nelson Justus (DEM).

Na sessão de hoje, Traiano afirmou que acertou acordo para apresentar o relatório na comissão no próximo dia 13. Como a Assembleia deve suspender as sessões nas últimas duas semanas do mês, por conta da proximidade das eleições, é quase certo que a votação da PEC no plenário ficará para depois de 3 de outubro. E com os novos eleitos, será muito mais difícil aprová-la.

Desde 1999, quando morreu Anibal Khury, dois deputados se revezaram na presidência da Assembleia: Nelson Justus e o atual presidente do Tribunal de Contas, Hermas Brandão.

Uso da máquina

31 agosto, 2010 às 16:14  |  por Josianne Ritz

O deputado Valdir Rossoni, presidente estadual do PSDB, enviou, na tarde de hoje ofício ao procurador geral do Estado, Olympio de Sá Sotto Maior, pedindo que o Ministério Público do Paraná (MP) investigue a denúncia de uso político da rede pública de computadores do governo para difundir entre os servidores juízo de valor negativo a propósito de uma suposta linha de ação de um candidato ao governo do Estado.

Rossoni anexou à denúncia a cópia de uma mensagem distribuída pela internet a um grupo de 368 funcionários da Secretaria Estadual da Educação.  O remetente utilizou endereço de email com domínio do Governo do Estado (…@seed.gov.br) para informar que, se eleito, Beto Richa colocaria em risco a permanência dos funcionários nos cargos.

Demorou

31 agosto, 2010 às 16:06  |  por Josianne Ritz

 Em sabatina com 100 empresários do transporte organizada pelo Sindicato e pela Federação das Empresas de Transportes de Carga do Paraná (Setcepar e Fetranspar), na noite de segunda-feira (30), o candidato tucano ao governo Beto Richa voltou a afirmar que, ao assumir o governo, vai despolitizar a questão do pedágio. “Eu vou chamar as empresas para uma conversa e vamos fazer prevalecer o interesse público, para termos uma tarifa adequada e retomar as obras para garantir a segurança dos usuários”, explicou. “O que falta hoje ao governo é vontade política, competência e diálogo para resolver. E isso eu tenho.”

Em tempo, as conversas entre as concessionárias e o governador Orlando Pessuti já começaram e a possibilidade de um acordo sair antes até outubro.