Condenação

12 junho, 2012 às 10:09  |  por Josianne Ritz

O Tribunal de Justiça manteve, no último dia 5, decisão condenando o condenou o Estado do Paraná pelo assassinato de Antônio Tavares Pereira, agricultor morto pela Polícia Militar na BR 277 no ano 2000. A condenação se deu em ação de reparação civil movida pela viúva e pelos cinco filhos do agricultor. O assassinato ocorreu quando a PM impediu que um comboio de 50 ônibus vindos do interior entrasse na capital paranaense. Quando foram parados na BR 277, já próximo a Curitiba, os policiais tentaram impedir que as pessoas descessem dos ônibus efetuando disparos com armas de fogo. Além da morte de Antonio Tavares, a ação da polícia resultou em 185 feridos. Os ônibus traziam cerca de 1000 agricultores que participariam de uma manifestação pelo Dia do Trabalhador.

Durante quase 12 anos, a viúva e os cinco filhos de Antonio Tavares, o mais velho com 15 e o mais com 4 anos à época, passaram por dificuldades financeiras. “A justiça é muito lenta, demora pra resolver os problemas. São 12 anos pra só hoje ter uma decisão mínima, que nem satisfez nossas demandas básicas. Foi um engatinhar, coisa que já poderia ter se resolvido há muito tempo”, lamentou Maria Sebastiana, viúva de Antonio Tavares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>