Arquivos da categoria: Paraná

“Quem pensa votou Aécio, quem tem dificuldade votou Dilma”, diz deputado

27 outubro, 2014 às 16:09  |  por Narley Resende
Foto: reprodução / Alep

Foto: reprodução / Alep

Depois de propagar o boato sobre a morte do doleiro Alberto Youssef no Facebook, o primeiro secretário da Assembleia Legislativa deputado Plauto Miró Guimarães (DEM) voltou a militar com ênfase em polêmicas. Antes da coletiva convocada pelo governador Beto Richa (PSDB), nesta segunda-feira (27) à tarde, para falar sobre o resultado da eleição presidencial, o deputado do DEM reafirmou que a presidente Dilma Rousseff (PT) foi reeleita por eleitores que “têm dificuldade em pensar”.

Segundo Plauto, quem pensa vota no Aécio. “Na região dos Campos Gerais, que é onde milito politicamente, tem um município só que a Dilma ganhou. Foi 65% (SIC) dos votos para o Aécio. É verdade, é o Brasil que está aí, nós não temos que esconder, não temos que mentir, o país está dividido, as pessoas menos favorecidas votaram na presidente Dilma, com menos estudo, ela venceu as eleições, nós temos que agregar o Brasil para que nós possamos ter a governabilidade, mas a verdade é essa, tem gente que não quer pensar. Eu quero aqui dizer: aqueles que pensam votaram no Aécio, aqueles que têm dificuldade no pensamento votaram na Dilma. Pergunto a você, vocês votaram como?”, repete.

No sábado, o deputado divulgou no Facebook o boato de que o doleiro Alberto Youssef, delator do caso da Petrobras, havia sido envenenado. “Há suspeitas de que a causa da morte seja envenenamento. Não podemos nos calar, é agora ou nunca. Vote 45!”, escreveu um dia antes da eleição. O texto foi apagado.

Plauto Miró foi reeleito deputado estadual neste ano com 63.959 votos.

Julgamentos de contas das campanhas começam na próxima semana

27 outubro, 2014 às 14:13  |  por Narley Resende

siga o dinheiro

A partir da próxima segunda-feira (06) começam os julgamentos das prestações de contas finais dos candidatos das eleições deste ano. Os tribunais regionais eleitorais têm até 10 dias antes da diplomação dos eleitos para concluir os julgamentos.

Com o valor mais alto entre os candidatos ao Palácio Iguaçu nas eleições deste ano, o governador reeleito Beto Richa (PSDB) declarou arrecadação de R$ 4,29 milhões. Dos candidatos derrotados com mais gastos, o senador Roberto Requião (PMDB) apresentou receita de R$ 1,5 milhão e a senadora Gleisi Hoffmann (PT) declarou gastos superiores à arrecadação. Dos R$ 3,45 milhões em doações, a campanha de Gleisi já gastou R$ 6,3 milhões.

O governador Beto Richa fez a primeira declaração parcial de contas de campanha com 10 dias de atraso depois de uma intimação da Justiça Eleitoral. O atraso pode ser contestado pelo TRE se forem encontradas irregularidades. Todas as contas devem ser julgadas até o dia 08 de dezembro.

Apuração de votos no Paraná foi a mais rápida da história

27 outubro, 2014 às 13:52  |  por Narley Resende

urna-eletronica

A divulgação dos votos no Paraná bateu o recorde histórico no segundo turno das eleições deste ano. O Tribunal Regional Eleitoral concluiu a contagem e divulgou o resultado às 19h23 deste domingo (26). A apuração durou duas horas e vinte e três minutos, a mais rápida da história do estado.

Segundo o coordenador de comunicação do TRE-PR, Marden Machado, além da modernização do sistema eletrônico da contagem de votos, os erros identificados no primeiro turno foram corrigidos no segundo. “Nós fechamos o resultado do estado mais cedo, se comparado com qualquer outra apuração que fizemos. Com relação à biometria também não tivemos problemas”, comemora.

O número de urnas substituídas no processo também diminuiu. Foram 218 urnas substituídas. O número representa metade das urnas que tiveram problemas no primeiro turno.

Fruet pede reconciliação para enfrentar “tempos difíceis”

26 outubro, 2014 às 21:11  |  por Narley Resende
Foto: reprodução / Facebook Gustavo Fruet

Foto: reprodução / Facebook Gustavo Fruet

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) também comentou a reeleição de Dilma Roussef (PT).  ”A disputa acirrada fortalece a democracia. A populacao debateu e participou como nunca do processo politico. Porém, eleição teve momentos lamentáveis e deixa lições. Momento agora é de reconciliação pelo futuro do nosso país”. Fruet ainda comentou que tempos difíceis virão. “Grandes desafios na condução da economia e tempos difíceis, em especial para a governabilidade. Pedimos empenho e determinação no trabalho pelo Paraná e Curitiba. Deus ilumine nosso país”, postou. 

Alvaro Dias acusa governo de usar “máquina” para reeleger Dilma Rousseff

26 outubro, 2014 às 20:57  |  por Narley Resende
Imagem: divulgação / Facebook Álvaro Dias

Imagem: divulgação / Facebook Álvaro Dias

O senador Alvaro Dias (PSDB) participou ontem à noite de uma mesa de debates na TV Band para comentar, ao lado de políticos, jornalistas e cientistas políticos, o resultado das eleições presidenciais. A investigação do escândalo da Petrobras foi citado pelo senador com “emblemático, mas não suficiente para definir a vitória do candidato Aécio Neves”. Dias fez acusações ao governo e não cumprimentou a vitória da candidata petista. “Havia um estado aparelhado, com o uso da máquina e benefícios diretos ao eleitor. O PT também soube explorar bem a comunicação na campanha e nos programas eleitorais”, acusou o senador. A concorrência de Aécio Neves foi exaltada pelo senador. “Aécio foi um grande candidato que teve uma votação excepcional, se tornando dono de uma grande patrimônio eleitoral. Ele jamais se abateu, teve disposição, energia e competência para manter um discurso afirmativo”, disse.

Convocado pela bancada governista a depor na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras no Congresso Nacional, Álvaro Dias ressaltou a importância da CPI, que, segundo ele, revelou tantos escândalos e “manteve as irregularidades na mídia”. Sobre o depoimento de Leonardo Meirelles, suposto laranja do doleiro Alberto Youssef no laboratório Labogen, suspeito de fraudar contratos com o Ministério da Saúde, Dias disse que jamais se oporia ao andamento da CPI, como sugerido pelo laranja. “O partido não se oporia à criação de uma nova CPI para investigar os desdobramentos da delação premiada”, afirmou em nota  pelo Facebook sobre a mesa de discussão na Band.

Richa pede que presidente reeleita trabalhe para “unificar os brasileiros”

26 outubro, 2014 às 20:11  |  por Narley Resende
Foto: Valquir Aureliano / Bem Paraná

Foto: Valquir Aureliano / Bem Paraná

Logo depois da divulgação do resultado da eleição presidencial, o governador Beto Richa (PSDB) saudou a democracia e pediu que a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) trate os estados de maneira igualitária, independente de posição política.

Pelo Facebook, Richa pediu que a presidente trabalhe para “unificar os brasileiros”. “A democracia brasileira sai fortalecida de mais este pleito. Espero que a Presidente Dilma, reeleita para suas funções, governe de forma republicana, tratando de forma indistinta todos os Estados da Federação, e proceda todas as reformas que o País há muito espera. E, principalmente, trabalhe para unificar os brasileiros, que saíram divididos de uma das mais disputadas eleições presidenciais”, disse.

O candidato derrotado à presidência da República Aécio Neves (PSDB), apoiado por Richa, venceu a presidente reeleita no Paraná. Com 3.765.025 votos (60.98%), o tucano Aécio Neves foi o mais votado no estado. A presidente Dilma Rousseff teve 2.408.740 votos (39,02%) no segundo turno das eleições com 100% das urnas apuradas. Aécio ampliou a vantagem sobre a candidata do PT no Paraná.

No primeiro turno, Aécio também teve a maior votação no estado entre os candidatos à presidência, com 49,79% dos votos e Dilma teve 32,54%. A diferença entre os dois no estado foi de 17,25% e agora foi ampliada para 21,96% dos votos paranaenses. Essa foi a segunda maior votação em termos proporcionais, perdendo apenas para Santa Catarina, onde o percentual alcançado foi de 52,89%.

Fotos supostamente tiradas neste domingo mostram Youssef no hospital

26 outubro, 2014 às 16:04  |  por Narley Resende
A Polícia Federal não confirma se as fotos foram tiradas neste domingo, no Hospital Santa Cruz em Curitiba.

A Polícia Federal não confirma se as fotos foram tiradas neste domingo, no Hospital Santa Cruz em Curitiba.

doleiro

A Polícia Federal não confirma se as fotos foram tiradas neste domingo, no Hospital Santa Cruz em Curitiba.

O doleiro Alberto Youssef passa bem e permanecerá hospitalizado por 48 horas, sob escolta de policiais. Entre o sábado e este domingo, segundo laudo médico, o doleiro foi internado por queda de pressão.

A Polícia Federal afirma que a internação ocorreu em função de “uma forte queda de pressão arterial causada por uso de medicação no tratamento de doença cardíaca crônica”. Está é a terceira vez que Youssef precisou de atendimento médico desde que foi preso pela PF em março deste ano.

Duas fotos que supostamente seriam de Youssef no quarto do Hospital Santa Cruz, em Curitiba, também circulam pelo aplicativo Whatsapp. A PF afirma que as fotos não foram tiradas por agentes e não tem como confirmar se são recentes, porém a polícia garante que o doleiro passa bem e deve votar à carceragem nesta segunda-feira (27).

Neste sábado (25) à noite, boatos foram disseminados pelas redes sociais distorcendo informações oficiais, especulando e mentido a respeito do internamento do doleiro acusado de lavar dinheiro desviado da Petrobras. A Polícia Federal e o Ministério da Justiça se posicionaram repudiando os boatos. Além da facilidade de reprodução de informação não checada, as redes sociais proliferam mentiras oportunas, divulgadas, inclusive, por políticos e autoridades. Alguns apagaram postagens caluniosas e outros mantiveram mesmo depois da divulgação de informações oficiais.

Veja antecipa edição e diz que Lula e Dilma sabiam de corrupção na Petrobras

23 outubro, 2014 às 19:10  |  por Narley Resende

veja aaaaaa

A Revista Veja promete antecipar a publicação desta semana para sexta-feira em uma tentativa de divulgar uma “bomba” na véspera da eleição presidencial. Tradicionalmente publicada aos sábados e distribuída aos domingos, a revista já mostrou a capa, antecipada nesta quinta-feira e publicada na internet.

Uma suposta “revelação” do doleiro preso na Operação Lava Jato Alberto Youssef, a que a revista diz ter conseguido acesso seria a prova de que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula sabiam do esquema de desvio de recursos da Petrobras, comandado pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa e operado por Youssef. “Eles sabiam de tudo”, diz a revista em uma clara tentativa de prejudicar a campanha petista.

Temporal faz TRE alterar local de votação de 15 mil eleitores em Campo Largo

23 outubro, 2014 às 16:21  |  por Narley Resende

Mais de 15 mil pessoas com domicílio eleitoral em Campo Largo (região metropolitana) tiveram o local de votação alterado depois do temporal que atingiu o município na sexta-feira passada. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) precisou alterar três locais de votação da cidade porque os danos causados pelo temporal impossibilitaram de receber eleitores.

Os colégios Presidente Kennedy, Clotário Portugal, ERCE e Sete de Setembro tiveram danos causados pela chuva e os eleitores deverão votar no Ginásio de Esportes Rondinha, o Polentão.  Já quem vota no Colégio Municipal Macedo Soares e na Escola Municipal Reino da Loucinha passa a votar na Escola Municipal Carlos Drummound de Andrade. Quem votava na Escola Albina Gregoleti deve procurar o Centro de Atenção à Criança e ao Adolescente (CAIC).

Endereços:

Ginário de Esportes Rondinha (Polentão): BR 277, número 90.

Escola Municipal Carlos Drummond de Andrade: Rua XV de Novembro, 2500, bairro Bom Jesus.

Centro de Atenção à Criança e ao Adolescente (CAIC): Rua Alcebiades Guimarães, s/n, bairro Águas Claras.

comunicado

Um ano depois, Câmara de Curitiba discute o passe livre

23 outubro, 2014 às 13:30  |  por Narley Resende
Foto: Valquir Aureliano / Bem Paraná

Foto: Valquir Aureliano / Bem Paraná

Depois de ficar um ano parado, o projeto de lei de iniciativa popular para instituir o passe livre na capital começou a tramitar na Câmara Municipal de Curitiba. A Comissão de Participação Legislativa da Casa acatou, ontem, que a sugestão seja convertida em projeto de lei e passe a tramitar normalmente no Legislativo.

Apresentada em outubro do ano passado por movimentos populares na esteira das manifestações de junho de 2013, a proposta estabelece o direito à gratuidade da passagem nos ônibus da frota pública todos os estudantes e os desempregados cadastrados no Sistema Nacional de Emprego (Sine), em quaisquer linhas e horários.

Documentos protocolados para viabilizar o projeto chegaram a serem perdidos na Câmara, segundo membros da Frente de Luta pelo Transporte (FLPT), responsável pelo texto. Um dos motivos alegados pela Câmara para justificar a demora na tramitação do projeto seria a falta de documentos que viabilizassem a formalização da proposta. A tramitação do projeto do passe livre foi acordada entre os vereadores de Curitiba e membros da FLPT no dia 16 de outubro do ano passado, após o término da ocupação do plenário da Câmara Municipal.

A ex-coordenadora de movimento estudantil do Centro Acadêmico Hugo Simas, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Debora Padela acusa o Legislativo de extraviar os documentos para atrasar o projeto. “Eles afirmaram que a gente não tinha entregado (os documentos), o que é mentira. Nós tivemos que providenciar todos os documentos de novo”, relata.

Leia mais no Portal Bem Paraná