Arquivos da categoria: Paraná

Definidas regras para primeiro debate entre candidatos ao governo

24 julho, 2014 às 17:42  |  por Narley Resende

Os oito candidatos ao governo do Paraná devem participar do primeiro debate eleitoral na TV Band Curitiba, no dia 14 de agosto. Os assessores jurídicos e representantes das coligações de todos os candidatos se reuniram com a equipe técnica da emissora para definir as regras do primeiro debates. Ficou definido que o tema das perguntas será livre, escolhido de acordo com a vontade de cada candidato. Serão três blocos de perguntas e respostas e um quarto bloco para considerações finais.

De acordo com o sorteio, o senador Roberto Requião (PMDB) deve abrir o primeiro bloco, Túlio Bandeira (PTC) o segundo, e Geonísio Marinho (PTC) o terceiro. As perguntas poderão ter até 30 segundos e as respostas dois minutos. Os candidatos terão direito à réplica de um minuto e tréplica de 30 segundos. Cada bloco terá 40 minutos.

Segundo o jornalista e apresentador Fabrício Binder, o primeiro debate na Band é o mais democrático da televisão. “A Band convida todos os partidos e candidatos independente de terem representação federal” afirma o mediador. O debate está marcado para as 22 horas do dia 14 de agosto e se houver segundo turno, o encontro entre os dois postulantes ao governo do Paraná será no dia 9 de outubro. Binder garante que todos os representantes dos candidatos gostaram do modelo proposto pela Band e não houve discórdia. “A experiência da emissora faz com que as regras sejam aprimoradas em todos as edições”, afirma o mediador.

debate

A polêmica dos pedágios no Paraná

8 fevereiro, 2013 às 16:58  |  por Ana Ehlert

O Fórum Nacional contra o Pedágio encaminhou à ministra Gleisi Hoffmann, ofício pedindo providências a respeito do acórdão do Tribunal de Contas da União, que deu prazo de 360 dias ao governo do Paraná para adotar cláusula de revisão periódica das tarifas de pedágio. No documento, o coordenador do Fórum, Acir Mezzadri, pede à ministra que solicite ao TCU e ao governo do Estado informações sobre quais providências foram tomadas para o cumprimento da decisão.

Em fevereiro de 2012, atendendo a um pedido da ministra Gleisi, quando senadora, o Tribunal de Contas da União concluiu procedimento investigatório sobre o pedágio no Paraná e proferiu acórdão, em que identificou fortes indícios de que as alterações promovidas nos contratos de concessão ocasionaram desequilíbrio econômico-financeiro em favor das concessionárias.

No mesmo acórdão, o TCU determinou que o DER que adotasse providências em 360 dias, cláusula de revisão periódica da tarifa, a fim de repassar os ganhos de produtividade e de eficiência tecnológica, o aumento ou a redução extraordinária dos custos e das despesas das concessionárias.

Exemplo da ‘boa’ utilização de recursos públicos no governo Requião

7 janeiro, 2010 às 13:52  |  por Abraão Benício

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA) imprimiu, em papel de alta qualidade, três mil exemplares do folder abaixo para divulgar a Ilha do Mel através de um concurso. Depois dos gastos com a arte – elaboração gráfica do material – e impressão, o projeto acabou não saindo do papel e os panfletos estão enchendo gavetas na Secretaria.

panfleto.jpg

Oposição quer vincular reajuste do mínimo ao salário do funcionalismo estadual

5 janeiro, 2010 às 15:49  |  por Abraão Benício

O líder da oposição na Assembléia, deputado Élio Rusch (DEM), promete apresentar emenda para garantir que nenhum servidor público do Estado do Paraná recebe menos de R$ 765,00 – valor proposto por Requião para o mínimo regional.

Segundo o Democrata, hoje um policial militar em início de carreira recebe salário de pouco mais de R$ 300,00, que acaba aumentando um pouco graças as gratificações que não contam para efeitos de aposentadoria.

A oposição também deve apresentar uma segunda emenda para que o mesmo percentual de reajuste proposto ao piso regional (21%) seja aplicado sobre os vencimentos dos servidores do Estado.

Mínimo regional chegará a R$ 765,00

5 janeiro, 2010 às 11:22  |  por Abraão Benício

O salário mínimo regional deve ficar entre R$ 663 e R$ 765, variando em quatro faixas. A informação foi divulgada há pouco na ‘escolinha’. Atualmente, o piso paranaense está entre R$ 605,52 a R$ 629,45.
O reajuste será encaminhado para a Assembleia nos primeiros dias de fevereiro e será aprovado pela maioria governista.

Os novos valores:

Faixa 1 – Trabalhadores empregados nas Atividades Agropecuárias, Florestais e da Pesca – R$ 663 (aumento de 9,5% em relação a 2009)

Faixa 2 – Trabalhadores empregados em Serviços, Vendedores do Comércio em Lojas e Mercados, Reparação e Manutenção e Serviços Administrativos – R$ 688,50 (aumento de 11,9% em relação a 2009)

Faixa 3 – Trabalhadores da Produção de Bens e Serviços Industriais – R$ 714 (aumento de 14,2 % em relação a 2009)

Faixa 4 – Técnicos de Nível Médio – R$ 765 (aumento de 21,5% em relação a 2009)

Alvaro Dias será governador e Serra presidente, diz tarólogo

29 dezembro, 2009 às 14:56  |  por Abraão Benício

chikk.JPG

Segundo as previsões do tarólogo Chik Jeitoso, com a ajuda dos Orixás e das Lâminas Sagradas, o prefeito de Curitiba, Beto Richa (PSDB) vai continuar na prefeitura administrando a cidade até o final do mandato. O bruxo prevê que o seu afastamento para disputar o Governo do Estado poderá acarretar em traição, pois o atual vice-prefeito Luciano Ducci (PSB) tende a fechar as portas do Palácio Municipal e trocar todo o secretariado de Richa para aliar-se ao presidente Lula.
O senador Álvaro Dias, de acordo com Jeitoso, será o próximo governador do Paraná. E o Brasil terá José Serra (PSDB) como presidente.
Já para a Câmara dos Deputados, Jeitoso diz que haverá uma renovação em torno de 77%, por ser o ano da renovação e Xangô irá influenciar muito. Na Assembléia Legislativa, de acordo com suas previsões, a renovação não passará de 50%.

Mínimo regional na pauta da ‘escolinha’

29 dezembro, 2009 às 14:04  |  por Abraão Benício

Através do twitter, Requião avisa que os valores do novo salário mínimo regional entrarão em discussão na ‘escolinha’ de terça-feira (5).
Hoje, o mínimo regional varia entre R$ 606,00 e R$ 630,00 de acordo com seis faixas de categorias profissionais.
A tendência é que, com o reajuste, passe dos R$ 700,00. O mínimo paranaense só incide sobre categorias que não tem convenção coletiva, caso das empregadas domésticas.

Requião e Serra juntos no Paraná

28 dezembro, 2009 às 11:47  |  por Abraão Benício

Sondagem da Paraná Pesquisas, publicada na edição de hoje da Gazeta do Povo, revela que os governadores do Paraná e de São Paulo estão empatados aqui na terrinha na corrida pela sucessão presidencial. Roberto Requião (PMDB) tem a preferência de 31,2% dos eleitores paranaenses, enquanto José Serra (PSDB) conta com a simpatia de 30,9%.

A margem de erro é de 2,5% para mais ou menos. A candidata do presidente Lula (PT), ministra Dilma Roussef, tem apenas 12,4%.

Para Osmar, DataFolha só confirma empate

23 dezembro, 2009 às 15:33  |  por Abraão Benício

osmar-abr.jpg
Foto: ABr

Já o senador Osmar Dias (PDT) garantiu que os números do DataFolha só confirmam o empate técnico entre ele o prefeito Beto Richa. “Repetiu o Ibope. Desmentiu os boatos. As pesquisas todas estão dando números muito parecidos. Portanto, o empate técnico está configurado. A margem de erro é de 3%. A outras que mostram uma situação inversa, onde tenho uma vantagem. Não quero fazer disso um instrumento de promoção pessoal. Não vai mudar minha vida. Vou continuar trabalhando pela população do Paraná”, afirmou em entrevista a rádio Banda B.

O pedetista não qusi comentar o desempenho do irmão, senador Alvaro Dias (PSDB). “Surpresa é colocar meu nome em disputa com o Álvaro. Isso nunca aconteceu e não vai acontecer.

Alvaro Dias desqualifica DataFolha e se compara a Obama

23 dezembro, 2009 às 14:53  |  por Abraão Benício

alvaro-dias.jpg

Ao comentar o resultado da pesquisa DataFolha, o senador Alvaro Dias (PSDB), em entrevista a rádio CBN, se comparou ao hoje presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que também não era unanimidade no próprio partido.

“Acho que consultar a população é o melhor caminho. Respeito ao eleitor. Sempre fica a discussão de quem tem a vez. Nos Estados Unidos, este cenário de respeito ao eleitor predomina. Barack Obama não seria o candidato se dependesse do partido, que preferia a Hilary (Clinton). Tem que ser uma pesquisa ampla. O DataFolha merece respeito, mas é uma pesquisa nacional. A amostragem é diminuta no Estado. Uma pesquisa ampla realizada pelo Lavareda teve resultado bem diferente”, afirma o tucano referindo-se aos números do Instituto Ipespe, que o colocavam na liderança.