Arquivo da tag: dinheiro

Câmara de Curitiba devolve R$ 35 milhões à prefeitura

4 outubro, 2017 às 07:22  |  por Ivan Santos

serginho posto

A Câmara Municipal de Curitiba vai devolver à prefeitura R$ 35 milhões do dinheiro repassado pelo município para custear estrutura e das atividades da casa em 2017. A cerimônia acontece hoje com a presença do prefeito Rafael Greca (PMN) e o presidente da Câmara, vereador Serginho do Posto (PSDB).

Continuar lendo

Delator preso na Carne Fraca diz ter feito pagamentos em dinheiro a Serraglio

1 junho, 2017 às 11:46  |  por Ivan Santos
Agência Câmara

Agência Câmara

Reportagem de hoje do jornal O Estado de São Paulo aponta que o ex-superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná, Daniel Gonçalves Filho – preso pela operação Carne Fraca, acusado de comandar um esquema de corrupção através da cobrança de propina de frigoríficos – afirmou em delação ao Ministério Público Federal que empresas do setor alimentício faziam pagamentos “normalmente em espécie” ao deputado federal e ex-ministro da Justiça, Osmar Serraglio.

Continuar lendo

Rocha Loures entrega mala com R$ 35 mil a menos

23 maio, 2017 às 16:30  |  por Ivan Santos

rocha loures Reprodução/Globo News

A mala devolvida pelo deputado federal paranaense Rodrigo Rocha Loures (PMDB), ontem à noite, à Polícia Federal, tem R$ 465 mil e não R$ 500 mil, como se esperava, de acordo com documento encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF), no auto de infração registrado pela PF. Como segundo a investigação, a mala teria originalmente R$ 500 mil, isso significa que estaria faltando R$ 35 mil do valor repassado ao parlamentar.

Continuar lendo

Secretário “Pepe” Richa nega ter recebido dinheiro da JBS

21 maio, 2017 às 17:46  |  por Ivan Santos

Escola Foto: Jorge Woll

O secretário estadual de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, o “Pepe” Richa disse neste domingo, que não recebeu dinheiro algum da JBS durante a campanha de 2014 pelo PSDB. Em depoimento ao Ministério Público Federal, executivos do grupo alegaram ter repassado R$ 1 milhão ao secretário para a campanha tucana ao governo do Estado naquele ano.

Continuar lendo

Justiça permite que Requião acuse Richa de ter recebido “dinheiro do pedágio”

23 setembro, 2014 às 20:01  |  por Narley Resende
Foto: reprodução / RPC TV

Foto: reprodução / RPC TV

A Justiça Eleitoral negou direito de resposta ao governador Beto Richa (PSDB), candidato à reeleição, contra a RPC TV, afiliada da Rede Globo, e o senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná. Richa pediu direito de resposta por considerar a entrevista ofensiva. Requião voltou a acusar Richa de receber “dinheiro do pedágio” a dizer que congelou tarifas de energia elétrica em seu governo.

Para o juiz Leonardo Castanho Mendes, o direito de resposta não se aplica a entrevistas igualitárias e para desmentir fatos amplamente divulgados. “Soa estranho deferir-se direito de resposta a candidato com relação a entrevista dada por outro candidato, ao vivo, dentro de uma sistemática que já contempla o direito à participação igualitária de todos (…) Quando se entra a discutir percentuais, foge-se por completo, a meu ver, aos fins que justificam a previsão legal do direito de resposta. O simples fato de ter sido o representante obrigado a fazer extensa pesquisa sobre cada um dos reajustes feitos em determinado período já me leva a concluir pela ausência de fato sabidamente inverídico”, relatou o juiz.

O juiz revela que existe uma investigação do Ministério Público Federal (MPF) para apurar a relação de Richa com empresas concessionárias de rodovias do Paraná e a Justiça não pode impedir que Requião tire proveito do assunto. “Quanto ao segundo ponto, que diz com a percepção de doações de campanha feitas por empresas concessionárias de serviço público, também considero improcedente a representação, tendo em vista que a existência da investigação pelo Ministério Público, tal como noticiada na entrevista, não constitui fato sabidamente inverídico”, conclui.

MPF

O juiz se refere a um relatório divulgado pelo Ministério Público Federal em março deste ano que cita diversos políticos do Paraná que teriam recebido doações de empresas ou pessoas ligadas às concessionárias de pedágio, para campanhas eleitorais. Entre os beneficiados estaria o governador Beto Richa (PSDB) que teria recebido R$ 3 milhões entre as campanhas de 2008 para a Prefeitura de Curitiba e 2010 ao governo do Paraná. Richa afirma que todas as doações foram aprovadas pela Justiça Eleitoral. O senador Roberto Requião também teria recebido o valor de R$ 15 mil em forma de empréstimo de uma casa de campanha. A outra atualcandidata ao governo do Paraná Gleisi Hoffmann (PT) teria recebido R$ 1,3 milhão na campanha de 2010 ao Senado, segundo o MPF. A senadora nega ter recebido doações de concessionárias.