Arquivo da tag: Lula

TRE proíbe propaganda do Solidariedade que atacava Lula e Dilma

9 novembro, 2017 às 07:28  |  por Ivan Santos

francischini

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE/PR) considerou irregular e proibiu novas transmissões da propaganda partidária do Solidariedade que atacava os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff. No programa, transmitido em junho, o deputado federal paranaense Fernando Francischini acusava os ex-presidentes de “assaltarem” o Brasil, de comandarem uma “organização criminosa vermelha” e de vender “obras públicas pra comprar deputados e senadores e financiar a CUT e o MST”, além de pedir “Lula na cadeia”. A inserção, ainda, não identificava nem a sigla, nem a legenda do partido detentor do tempo.

Continuar lendo

Novo depoimento de Lula vai mobilizar 1 mil policiais em Curitiba

11 setembro, 2017 às 17:40  |  por Ivan Santos

DIA DO DEPOIMENTO DO EX PRESIDENTE LULA Foto: Franklin de Freitas

O novo depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba, na próxima quarta-feira, vai mobilizar 1 mil policiais militares, segundo esquema divulgado hoje pela Secretaria de Estado da Segurança. O número é menor do que os 1.700 PMs mobilizados em maio, no primeiro interrogatório do petista ao juiz responsável pelos processos da operação Lava Jato na Capital paranaense.

Continuar lendo

Em dia de “Fla-Flu” político, Temer defende “pacificação” do País

10 maio, 2017 às 17:52  |  por Ivan Santos

temer Antonio Cruz/Agência Brasil

No dia em que o País segue em clima de “Fla-Flu” político em razão do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba, o presidente Michel Temer defendeu hoje que o Brasil precisa “eliminar uma certa raivosidade”, ter “tranquilidade” para ser pacificado e resgatar a “cordialidade” característica do brasileiro. Segundo ele, “nada vai impedir que o Brasil continue a trabalhar”. Nesse sentido, segundo o presidente, as medidas adotadas com o objetivo de melhorar a economia e gerar empregos o ajudarão no processo de pacificação do país.

Continuar lendo

Assembleia antecipa sessão no dia do depoimento de Lula

9 maio, 2017 às 16:04  |  por Ivan Santos

Traiano

Com a expectativa em torno do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao juiz federal Sérgio Moro, que comanda o processo da Lava Jato, a Assembleia Legislativa decidiu antecipar a sessão de amanhã para as 10 horas. No início da tarde de hoje, o presidente da Casa, deputado Ademar Traiano (PSDB), que criticou a mobilização de aliados de Lula em favor do ex-presidente, havia garantido que não faria qualquer mudança no horário da sessão, que normalmente acontece no período da tarde.

Continuar lendo

Defensoria recorre contra proibição de acampamentos para audiência de Lula

8 maio, 2017 às 18:01  |  por Ivan Santos

A Defensoria Pública do Paraná entrou na noite de ontem com um habeas corpus coletivo preventivo, com pedido de liminar, no Tribunal de Justiça contra a decisão da juíza Diele Denardin Zydek, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, que proibiu a montagem de estruturas e acampamentos nas ruas e praças da capital entre a noite desta segunda-feira (8) e a noite de quarta-feira (10), data em que está previsto o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Justiça Federal em Curitiba. A juíza acatou pedido de interdito proibitório da prefeitura, que alegou risco para a “ordem pública” diante da intenção do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e outros grupos de montar acampamentos em locais públicos da cidade em apoio a Lula.

Continuar lendo

“Ganhei o presente de ver essa menina falando”, diz Lula sobre vídeo de estudante do “Ocupa PR”

27 outubro, 2016 às 15:14  |  por Ivan Santos

Além da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) também compartilhou e comentou o vídeo da estudante Ana Julia Ribeiro, que em discurso ontem na Assembleia Legislativa acusou os deputados de terem as mãos “sujas de sangue”, ao defender a ocupação de escolas em protesto contra a reforma do ensino médio.

Continuar lendo

Entidades empresariais “repudiam” nomeação de Lula para Casa Civil

17 março, 2016 às 16:48  |  por Ivan Santos

Reunião de Entidades para debater crise politica, fotos:Gelson Bampi foto:Gelson Bampi/Fiep

Mais de 100 representantes de entidades da sociedade civil organizada paranaense decidiram, durante reunião na manhã desta quinta-feira (17), na Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), em Curitiba, elaborar um manifesto conjunto em repúdio à nomeação do ex-presidente Lula no ministério da Casa Civil e pedindo o andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso. As entidades se posicionaram ainda em apoio a todas as ações de combate à corrupção em andamento no Brasil e pela “defesa irrestrita da manutenção do Estado Democrático de Direito e dos princípios constitucionais”.

“Neste encontro, ficou clara a indignação, praticamente unânime, em relação ao que está acontecendo em nosso país”, afirmou o presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo. “Uma indignação contra tudo o que estamos presenciando em assuntos de ordem política, de ética e de valores, especialmente pela questão da corrupção”, completou. Ele ressaltou que a insatisfação das entidades com o cenário político brasileiro cresceu ainda mais após as revelações desta quarta-feira (16) sobre os bastidores da nomeação de Lula na Casa Civil. “Está muito claro que o objeto dessa nomeação é justamente obstruir o trabalho da Justiça”, disse.

Sobre o pedido de impeachment da presidente Dilma, Campagnolo explicou que as entidades apoiam o andamento do processo no Congresso, desde que respeitados todos os aspectos legais e constitucionais. E também defendeu que ela deixe o cargo. “Que a presidente Dilma ou tome a iniciativa de uma demissão voluntária, ou então estaremos apoiando, dentro do Congresso, sua saída devido a esses últimos acontecimentos”, declarou.

Além disso, as entidades pedem o fim da corrupção no país. “Declaramos apoio ao combate à corrupção em todos os níveis, seja pela operação Lava Jato, seja por outras operações em andamento, inclusive aqui no estado do Paraná. Refutamos a corrupção, defendemos que a Justiça seja feita e os culpados sejam punidos”, afirmou.

O manifesto das entidades deve ser publicado nos principais veículos de imprensa do Paraná até este fim de semana. Além disso, elas pretendem formar um grupo de lideranças para ir até Brasília e entregar o documento a todos os parlamentares da bancada paranaense no Congresso Nacional.

A reunião teve a participação da Fecomércio, Feecoopar, Fetranspar, ACP, Faciap, OAB-PR, Aecic, sindicatos empresariais de vários setores industriais, além de instituições que representam categorias como engenheiros, contabilistas e agrônomos. Lideranças religiosas também participaram do encontro, como o arcebispo de Curitiba, dom José Antônio Peruzzo, e o pastor Paschoal Piragine, da Primeira Igreja Batista da capital. Também marcaram presença duas entidades de representação de trabalhadores: a União Geral dos Trabalhadores (UGT) e a Federação dos Trabalhadores da Indústria do Paraná (Fetiep).

Áudio de gravação indica que Moro grampeou telefone da Presidência

17 março, 2016 às 15:30  |  por Ivan Santos

Uma nova polêmica surgiu hoje em torno do grampo na ligação entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, gravado por ordem do juiz Sérgio Moro, da operação Lava Jato. Nas alegações sobre a interceptação, Moro justificou que a ligação de Dilma foi registrada a partir de grampo no telefone de Lula e não da presidente – já que não havia autorização judicial para que ela fosse grampeada.

“A circunstância do diálogo ter por interlocutor autoridade com foro privilegiado não altera o quadro, pois o interceptado era o investigado e não a autoridade, sendo a comunicação interceptada fortuitamente”, alegou Moro, em comunicado divulgado hoje.

O áudio da gravação, porém, põe em dúvida essa versão, já que antes mesmo da ligação ser completada, é possível ouvir a voz da secretária de Dilma, que fez a ligação. Ou seja, abre-se a suspeita de que o grampo tenha sido feito não no telefone do motorista de Lula, mas na linha da própria Presidência.

Fruet diz que nomeação de Lula é renúncia de Dilma

17 março, 2016 às 14:51  |  por Ivan Santos

fruet

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), se manifestou hoje pelas redes sociais, criticando a nomeação do ex-presidente Lula como chefe da Casa Civil do governo Dilma. “A nomeação do ex-presidente Lula equivale a renúncia da presidente Dilma ao seu mandato”, avaliou ele.

“Um dia lamentável. A gravidade da situação atual não encontra precedentes na história recente do país. Não há expectativa de sucessão viável”, considera o prefeito. “Quando fui relator da CPI dos Correios, que investigou o mensalão, sempre alertei que a estrutura construída ao longo de décadas para garantir governabilidade ao presidente seria a ruína da República. O que está em jogo neste momento e nas eleições deste ano, não é o meu futuro político e dos pretendentes a cargos eletivos. É o futuro do nosso país. Da nossa cidade”, pondera Fruet.

“Saindo ou permanecendo na Prefeitura a partir de 2017, continuarei indo às feiras, ao teatro, aos bairros e conversando com as pessoas nas ruas de nossa cidade, como faço hoje como prefeito. Pois tenho a honra de afirmar que não tenho parente próximo ou distante envolvido em escândalos de corrupção. Na nossa gestão não há estrutura de desvios estabelecida. O que deveria ser regra se tornou exceção”, opina o prefeito. “Mantenho na Prefeitura a mesma postura de combate aos desmandos que sempre mantive como vereador e deputado federal. Agradeço pelo apoio dos que compreendem nosso trabalho e as limitações que o momento nos impõe”, conclui ele.

Professor é ameaçado por dizer que é contra assassinato de Lula

9 março, 2016 às 07:37  |  por Ivan Santos

veneri

Presidente da comissão de Direitos Humanos da Assembleia, o deputado Tadeu Veneri (PT) denunciou ontem uma tentativa de agressão e intimidação contra o professor de História, Renato Mocellin, em uma agência bancária em Curitiba e no local de trabalho. Segundo Veneri, Mocellin foi ameaçado quando contestou um cidadão que pregava a morte para o ex-presidente Lula. Sem filiação a partido, o professor foi abordado pelo cidadão que insistia em saber se ele apoiava a tese de que o ex-presidente Lula deveria morrer. Ao responder que discordava, de que ninguém deve ser morto, o professor foi vítima de uma tentativa de agressão física que somente não ocorreu devido a interferência de seguranças e funcionários do banco.

Depois, o mesmo cidadão se dirigiu ao estabelecimento de ensino onde Mocellin trabalha para intimidá-lo, alegando que estava lá para “acertar contas”. Para Veneri, é injustificável que alguns se achem no direito de apelar à violência contra aqueles que têm opiniões diferentes das que defendem. “ Ninguém tem o direito de ameaçar ninguém ainda mais porque divergiu de uma opinião. Divergências não se resolvem no braço. Isso é crime”, disse Veneri. Parlamentares que são críticos e adversários de Lula, como o deputado Pedro Lupion (DEM), concordaram com o petista e lamentaram a tentativa de agressão ao professor.