Cuidado ao sonhar alto para não perder o que é importante em sua vida

15 março, 2017 às 06:00  |  por Luciana Kotaka

Prestar a atenção entre o sonho real e o imaginário possibilita manter uma vida mais estável emocional e financeiramente

Business aspiration

Uma das molas propulsoras da vida são os sonhos, sem eles seria difícil seguir em diante mantendo o otimismo, pois sonhar nos possibilita sair do sentimento de dor, do cansaço que as dificuldades nos colocam, a realidade da vida.

Sem falar que quando sonhamos traçamos objetivos, temos um rumo a seguir, e isso nos mantém a gente motivado e ao realizar o que queríamos, o prazer nos invade de tal forma que todo o resto é esquecido.

Porém, nem todos sonham. Existem pessoas que por diversos motivos foram tão lesadas por suas vivências, desde que nasceram, que perderam a capacidade de sonhar, até como forma de se protegerem internamente da dor, preferem seguir a vida vivendo um dia de cada vez, e só.

Outros sonham muito e se entregam sem uma avaliação cuidadosa entre o que é a realidade e o que é possível. Vão tão longe e com isso se esquecem da existência do processo de construção onde possibilita que tudo que almejamos se torne realidade. Talvez possamos chamar de Sonhadores Compulsivos, onde esquecem que no aqui e agora é preciso também se sustentar, sendo estudando, cuidando, preparando e/ou semeando.

Os sonhos podem sim oferecer esperança, mas pode levar ao fracasso financeiro, profissional, do casamento e até dos vínculos familiares, pois para o ser humano ter estabilidade é essencial que possa ter equilíbrio na vida.

Mas nada de deixar os sonhos de lado, como eu escrevi acima eles são as molas propulsoras para seguirmos em frente, mas algumas dicas são importantes:

- Seu sonho é realmente a expressão do que deseja para sua vida?

- Qual o tempo que precisa para realizá-lo?

- Do que precisa para que ele aconteça?

- O seu sonho afeta de forma positiva ou negativamente os que estão ao seu redor?

- Há algum risco financeiro? Se sim, já organizou uma reserva?

Após avaliar cada uma dessas reflexões é possível ter um mapa geral sobre a situação, objetivos que pretende colocar em prática, evitando, ou melhor, minimizando os riscos e se prevenindo diante de possíveis intempéries.

Boa sorte!

Salvar

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>