Arquivos da categoria: Dentística Restauradora

Reabilitação Oral: Mitos e Verdades!

29 janeiro, 2014 às 09:50  |  por Dr. Rogerio Agulham

A reabilitação oral representa o maior desafio da odontologia moderna, pois sua finalidade é restabelecer uma nova  oclusão (forma como os dentes se tocam e encaixam uns nos outros). Trata-se de uma área de grande abrangência que reunirá todas as especialidades odontológicas para que os todos os detalhes sejam observados atenção.

Cada caso envolve o planejamento multidisciplinar, onde todas as necessidades são traçadas pela equipe. Na maioria dos casos, o planejamento é realizado unindo várias informações obtidas no exame clínico, na expectativa inicial do paciente e no diagnóstico  do modelo de gesso que é uma réplica da situação inicial do paciente. Trabalhamos em cima dessa boca em gesso fazendo uma simulação do tratamento em cera que funciona de forma parecida com um projeto arquitetônico onde é simulado o sorriso inicial para aquele paciente.

A consulta inicial é considerada a limpeza da casa (quando necessário), onde os trabalhos inadequados são removidos, as cáries são limpas e são instalados dentes provisórios confeccionados de acordo com o enceramento inicial.

Após os provisórios começamos a trabalhar com a fundação da construção da boca que são as especialidades de apoio: canais necessários, tratamento periodontal, confecção de pinos metálicos nas raízes, enxertos ósseos (quando necessário), implantes nas regiões sem dentes ou nas regiões com indicação de extração de dentes.

Após a fundação do trabalho estar adequadamente saudável e estruturada, o paciente é moldado, fotografado, selecionada a cor dos dentes com iluminação adequada e todas essas informações são enviadas ao ceramista para que os dentes sejam criados de forma natural devolvendo a estética e a função mastigatória

Uma reabilitação pode ser feita da seguinte forma:

- Em cima dos seus próprios dentes

Na ausência deles podera ser feita com:

- Instalação de implantes

- Proteses parciais removiveis

- Protese total (dentadura)

- Com instalação de aparelho ortodôntico

protese-dentaria reabilitacao2 da37-img-3774_bg

 

A importância do Sorriso

19 outubro, 2013 às 09:18  |  por Dr. Rogerio Agulham

Em uma pesquisa feita há cerca de um ano, entre diferentes pessoas, países e culturas, foi constatado que 47% das pessoas reparam primeiramente no sorriso das outras, ao invés de olhos, cabelos, roupas…. Com isso, a Colgate, resolveu fazer um “teste” com seus consumidores.

Nas 3 fotos que seguem da propaganda, o que mais chama a atenção é a sujeira nos dentes dos modelos. Após uma analise minuciosa, pode-se constatar que na primeira foto a senhora apresenta um dedo a mais que o normal.

Já na segunda foto, um braço “fantasma” aparace abraçando o homem que está com o dente sujo

E na terceira foto, o modelo não apresenta uma orelha…..

Lógico que depois que lrmos e prestarmos atenção nas imagens, tudo fica mais claro…. Mas inicialmente, o que mais lhe chamou a atenção?

Por isso cuide sempre de seu Sorriso!

A equipe do CEOPAR estará sempre disponível para os atender e oferecer o melhor tratamento possível

www.ceoparana.com.br

41 3338-7029

Pay attention!!

Sabe o que você está bebendo?

26 fevereiro, 2013 às 11:22  |  por Dr. Anderson Kovaleski
Todos os dias converso com meus pacientes e tenho uma preocupação cada vez maior em cultivar hábitos de saúde bucal e orientá-los em relação às erosões dentárias. Percebi que, nos últimos anos, meus pacientes estão mais ativos. Academia de ginástica e musculação, corrida de rua, natação, bicicleta, artes marciais, enfim, atividades físicas que exigem um grande esforço do organismo. Para repor a energia, muitos utilizam bebidas energéticas e que repõem os sais minerais. Normalmente, estas bebidas são carbonadas. 
 
 
Um estudo comparando a Coca-Cola Classic, Diet Coke, bebida esportiva Gatorade, Red Bull bebida de alta energia, e água da torneira (controle) e seus respectivos potenciais erosivos no esmalte dos dentes, mostrou  que todas as bebidas testadas exibem um efeito significativamente erosivo no esmalte dental exibindo dissolução da superfície na seguinte ordem: Red Bull> Gatorade> Coca-Cola Classic> Diet Coke. Outros estudos avalairam até a água com gás e notaram desmineralização do esmalte.
 
Portanto, o consumo excessivo de bebida carbonadas deve ser avaliado e drasticamente reduzido nas pessoas que apresentam uma predisposição à erosão dentária. A minha orientação é a de avaliar a sua susceptibilidade e o que você está consumindo para obtermos o melhor caminho de uma saúde plena.
 
Fonte:
Departamento de Odontologia Restauradora, da Universidade de Tennessee, Faculdade de Odontologia, 875 Union Avenue, Memphis, TN 38163, EUA. bowens@utmem.edu J Dent Pract Contemp. 2007 Nov 1; 8 (7) :11-20.

Foto; http://biomedicaloptics.spiedigitallibrary.org/article.aspx?articleid=1167082

Dieta ácida e erosão dentária entre os atletas

5 fevereiro, 2013 às 15:01  |  por Dr. Anderson Kovaleski

 

Os cuidados com a saúde do corpo estão em alta. Tudo conspira para que adotemos a prática de exercícios regulares e de um estilo de vida saudável. Com isso, torna-se comum o consumo de alimentos e bebidas esportivas e energéticas. Contudo, o que não nos damos conta, é que muitos destes produtos são ácidos e podem contribuir para a erosão dos dentes.

Em uma pesquisa feita na Tailândia, a erosão dentária foi relatada em pouco mais de 25% dos atletas, sendo que o consumo de alimentos e bebidas ácidas foi freqüente entre a maioria deles. No Reino Unido pesquisadores estudaram a correlação  do potencial erosivo ácido de cinco bebidas esportivas. As bebidas foram avaliadas em laboratório medindo o seu pH, acidez neutralizáveis e sua capacidade de corroer o esmalte e os resultados mostraram que todas apresentavam um potencial de erosão.  

Com estas e outras informações, percebemos que muitos atletas e amadores podem estar se colocando involultariamente em risco de erosão dentária, simplesmente pelo fato de consumirem produtos que, aparentemente, só fazem o bem a saúde; e que uma orientação nutricional faz-se indispensável para minimizar os riscos e potencializar os resultados. 

Fontes:
Departamento de Saúde Bucal Adulto, Faculdade de Odontologia, País de Gales Faculdade de Medicina, Universidade de Cardiff, Reino Unido Eur J Dent Prosthodont Restor.dezembro 2005, 13 (4) :186-90.
Departamento de Odontopediatria da Faculdade de Odontologia, Universidade de Chiang Mai, na Tailândia. Dent Aust J. 2002 Sep; 47 (3) :228-36.
Fonte da imagem:
moderna-mulher.blogspot.com

Lentes de Contato dentais, você conhece??

29 novembro, 2012 às 14:45  |  por Dra. Michele de Camargo

O cuidado com os dentes é algo primordial nos dias de hoje, principalmente para quem trabalha diretamente com o público ou vive de sua aparência, como é o caso de modelos, atrizes e atores, por exemplo.
Dentre os tratamentos estéticos para os dentes, uma grande novidade que está revolucionando o mercado, são as lentes de contato para os dentes, que possibilitam ter um sorriso perfeito sem a necessidade de um tratamento prolongado ou doloroso.

Na prática, você pode colocar a prótese em quantos dentes desejar. Porém, esta novidade ainda custa caro, o preço médio do tratamento completo para a aplicação das lentes de contato dentais é de R$ 5.000 (cinco mil reais). É um valor meio elevado, mas para quem tem a aparência como ganha pão, o investimento vale a pena.
Apesar de ser um tratamento recente, as lentes já estão embelezando as bocas de muitos atores e atrizes da TV e do Cinema. A maioria dos famosos não revela que as usa, mas a verdade é que nos tempos de hoje, da alta definição nas transmissões em HD, onde as imperfeições são realçadas, vale tudo para aparecer impecável na telinha.

O tratamento é indicado para quem deseja ter dentes brancos e alinhados. A vantagem das lentes em relação a outros tratamentos, como as facetas convencionais, por exemplo, é que, para sua aplicação não é necessário desgastar os dentes com broca, e a lâmina de porcelana, utilizada na fabricação da lente, é ultrafina, proporcionando uma melhor acomodação e adaptação.

No Brasil, já existem algumas clinicas especializadas neste tratamento. Em outros países, o tratamento já é bastante difundido, e é conhecido como Lumineers ou Snap on Smile.

Fonte: http://www.e-tudo.net/lente-contato-dental/#ixzz2DdA0gxaE
© 2011 - 2012.Todos direitos reservados a eTudo (www.e-tudo.net).Este conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização. Caso o Faça, você poderá ser notificado por violar nosso Copyright.

Dúvidas sobre clareamento a laser

16 janeiro, 2012 às 08:42  |  por Dra. Michele de Camargo

O Clareamento a laser é o processo pelo qual são retirados os pigmentos do esmalte e dentina dos dentes, através de um gel específico para estética bucal, que tem seu efeito potencializado e acelerado através da luz do laser, led ou argônio. Como importante elemento estético, o sorriso caracteriza uma pessoa especial quando o mesmo é atraente e brilhante. Ter os dentes mais brancos fornece diferencial para as pessoas, onde sorriso branco chama muito a atenção em qualquer ocasião. Por isso o clareamento a laser para a estética bucal é cada vez mais importante para a saúde bucal, sendo na face, a boca e um belo sorriso é um dos elementos de maior destaque na estética.

Hoje o tratamento é moderno, simples e rápido e novas técnicas podem ser aplicadas na grande maioria das pessoas, variando o grau de clareamento de acordo com certas características pessoais tais como: idade, integridade e tonalidade dos dentes, causa do escurecimento, entre outros.O tratamento de clareamento a laser é bastante seguro, rápido, eficaz e duradouro, com excelente relação custo-benefício.

O que é clareamento a laser?

É uma técnica, que através do uso de substâncias químicas ativadas pelo laser, removem-se manchas e pigmentações dos dentes, alojadas em sua camada interna; a dentina.

Como é feito o clareamento a laser?

Um gel clareador à base de peróxido de hidrogênio na concentração de 35 a 40% é aplicado pelo dentista, sobre a superfície externa do dente e ativado por um tipo de laser de baixa intensidade, liberando moléculas de oxigênio e assim promovendo o clareamento.

Qual o tempo que se leva para fazer um clareameno a laser?

De 2 a 3 sessões de clareamento a laser no máximo 1 hora.

Todos os dentes podem realizar clareamento a laser?

Podem, porém em alguns casos, por exemplo, quando o dente está muito escurecido por problemas endodônticos antigos, o resultado não é satisfatório sendo melhor indicado, outro tipo de tratamento restaurador estético; como a faceta. Os dentes com coloração irregular azulada ou que apresentam listas cinza escuras, causadas pelo efeito das tetraciclinas, são mais difíceis de serem clareados. Porém nos dentes com coloração uniforme amarelada, amarronzada clara ou escura o resultado do clareamento é excelente.

Para fazer um clareamento a laser é necessária a anestesia?

Não, é um processo indolor.

Há necessidade de algum cuidado quando é feito o clareamento a laser ?

Sim, antes da colocação do gel,é aplicado na gengiva que contorna os dentes,um protetor gengival, ativado por luz alogênia ou led, porque o produto clareador é lesivo à gengiva.

Há necessidade de algum cuidado após o clareamento a laser?

Sim,é necessário se evitar alimentos com corantes ou de cores fortes, porque o processo de oxigenação promove desmineralização do esmalte; ele fica poroso de 24 horas a até 72hs, apresentando-se como uma esponja, propenso a absorver pigmentos de alimentos e do cigarro.

Restaurações e próteses podem ser feito o clareamento a laser?

Não, o produto clareador só clareia dentes; próteses e restaurações devem ser trocadas para melhorar a estética.

Dentes implantados podem realizar o tratamento de clareamento a laser?

Sobre os implantes, são colocadas próteses; portanto não podem ser clareadas

Os dentes clareados podem escurecer de novo?

Sim, em torno de um ano e meio a dois anos após o tratamento, geralmente os dentes escurecem um pouco, porém sem voltar ao seu tom original, sendo necessário fazer uma sessão clareadora de manutenção.

Em quais situações /condições não são recomendados o clareamento a laser?

Em casos de má formação dentária( esmalte; amelogênese imperfeita ou dentina; dentinogênese imperfeita); de dentes manchados de forma irregular ou em dentes muito escurecidos pós tratamento endodôntico, o resultado do clareamento não será satisfatório, sendo indicado outro tipo de tratamento estético, como o clareamento interno e posterior faceta de resina ou porcelana.

Há desgaste do dente quando é feito o clareamento a laser?

Não, o gel é aplicado sobre o esmalte, nenhum desgaste é realizado para este tipo de procedimento.

O clareamento a laser pode enfraquecer os dentes?

Não, a estrutura dentária é preservada.

Quais as vantagens do clareamento a laser sobre o clareamento caseiro?

Tempo menor de tratamento. Realizado em consultório, de 2 a 3 sessões de no máximo 1 hora cada uma. A rapidez do resultado é evidente ao término de cada sessão já se observa os dentes mais claros. Também pela comodidade, por não haver necessidade de um tratamento longo utilizando-se moldeiras, ocasionando possível inflamação gengival, sensibilidade dentária e sendo necessária a longa privação de alimentos coloridos.

Quais as vantagens do clareamento a laser frente a outros procedimentos convencionais?

Não é uma técnica invasiva, não ocorre desgaste dos dentes.

Existe algum risco à saúde no tratamento de clareamento a laser?

Realizando um bom diagnostico inicial, utilizando os produtos e técnicas adequadas não há risco à saúde.

Lentes de contato em porcelana ou facetas

31 outubro, 2011 às 21:35  |  por Dra. Michele de Camargo

As facetas vêm sendo utilizadas já há alguns anos na odontologia devido à evolução dos materiais adesivos, sendo a principal vantagem desta técnica a preservação de grande parte da estrutura dental sadia. A técnica de confecção de facetas laminadas em cerâmica pode ser realizada pelo método direto ou indireto, ou seja, diretamente na boca do paciente ou no laboratório de próteses (método indireto). Estudos mostram que as facetas confeccionadas pelo método indireto em cerâmica apresentam maior resistência e estabilidade de cor em comparação com as facetas confeccionadas em compósito.

A evolução dos materiais viabilizou uma técnica já relatada em literatura cientifica a confecção das lentes de contato em porcelana com finalidade estética. Existem diferenças entre facetas em porcelana e lente de contato dental, começando pela área de desgaste, as lentes de contato dentais não necessitam de nenhum desgaste na estrutura dental, enquanto as facetas em porcelana necessitam de preparo dental. Porém, alguns cuidados devem ser tomados durante a cimentação das lentes de contato, no manuseio por serem muito frágeis e pequenas, nos materiais e técnica de cimentação utilizada e no polimento final. As lentes de contato dental recobrem a face vestibular dos dentes e são indicadas para pequenas correções de cor e forma. Já as facetas em porcelana são indicadas em casos de alterações de cor e forma mais profundas como diastemas e manchas de coloração forte que necessitam de um maior recobrimento para alterar a cor e conseqüentemente um maior desgaste da estrutura dental.
A cerâmica utilizada para a confecção das lentes de contato é a mesma cerâmica utilizada para a confecção de facetas e a técnica é muito parecida com algumas diferenças clinicas e laboratoriais.

As principais vantagens da confecção de lentes de contato dentais em relação às facetas  são:

Ausência de desgaste dental preservando a estrutura dentaria sadia;Redução das etapas clinicas (2 visitas);
Ausência de provisório durante o tratamento;
Adesão 100% ao esmalte; e
Aspectos físicos e químicos similares ao do esmalte dental.

As principais contra indicações para as lentes de contato dental e facetas são:

Pacientes que apresentem bruxismo;
Onicofagia (hábito de roer unhas);
Higiene bucal inadequada; e
outros hábitos que possam comprometer a durabilidade do tratamento.

        

Doença do séc. XXI: EROSÃO ÁCIDA

15 maio, 2011 às 13:02  |  por Dra. Michele de Camargo
A erosão ácida já é considerada a doença odontológica do século XXI. Sua principal característica é a perda da estrutura química do dente devido à dissolução por ácidos encontrados nas bebidas e/ou alimentos ácidos. A camada dura de esmalte amolece temporariamente. Com o passar do tempo, este amolecimento pelos ácidos pode causar um desgaste significativo, particularmente, quando combinado com a abrasão pela escovação dentária.  Quase todas as pessoas com dentes naturais estão sujeitas a desenvolver alguns sinais de erosão ácida. Inicialmente o que se observa  é o aspecto arredondado da superfície do dente, sensibilidade no momento do consumo de comidas ou bebidas frias, os dentes tornam-se amarelados à medida que os ácidos desgastam o esmalte e a dentina subjacente vai sendo exposta. No estágio mais avançado observa se uma coloração ainda mais escura dos dentes, transparência dos bordos incisais, pequenos traços de fratura nos bordos incisais, sensibilidade severa e pequenas fossas na superfície dos dentes.Os efeitos da erosão ácida podem afetar pessoas de todas as idades e, uma vez presentes, não podem ser revertidos. A prevenção passa pelo controle da alimentação e pela correta higienização dos dentes. Entre os alimentos e bebidas que devem ser consumidos com moderação estão as frutas cítricas, sucos, refrigerantes e vinhos, que possuem PH abaixo de 7.

O que se pode fazer?Evitar escovar os dentes com força usando escovas duras e pastas abrasivas.Beba os refrigerantes ou bebidas gaseificadas rapidamente – não as agite ou retenha por longos períodos na boca.Escolha uma pasta dentifrícia que tenha uma baixa abrasividade, isenta de ácidos e com alto teor de flúor.Evite pastas clareadoras.

Diagnóstico de cárie por laser

20 fevereiro, 2010 às 13:51  |  por Dr. Anderson Kovaleski

Particularmente, considero o diagnóstico a principal etapa de qualquer tratamento. É nesta fase que determino o que devo ou não devo fazer para o bem do meu paciente.

Buscando mais precisão e confiança fui atrás de um instrumento que me auxiliasse na detecção e acompanhamento de desmineralizações e cáries incipientes. Aquelas que muitas vezes passam desapercebidas pelo exame clínico por se apresentarem em nível sub-clínico. Para tanto, comecei a utilizar um aparelho que emite um feixe de diodo sobre a superfície dos dentes “aparentemente” íntegros. Ele sonda entre as fissuras e fossas dos dentes para se certificar que não há desmineralizações e lesões iniciais de cáries escondidas. Isso me permite tratar a doença de forma adequada e preventiva, remineralizando dentes “em perigo” e, quando necessário,  eliminando os focos de bactérias logo no início de maneira minimamente invasiva.

Além disso, esta tecnologia possibilita o controle da atividade das cáries no período do tratamento através de análises comparativas, pois o aparelho consegue reproduzir os resultados permitindo documentar e checar a estabilização ou avanço da doença.

Esta é mais uma forma de utilização do laser na área da saúde como um grande auxiliar para um bom diagnóstico que como já comentado, é o primeiro passo para o sucesso do tratamento.

Plástica dental

11 fevereiro, 2010 às 16:47  |  por Dr. Anderson Kovaleski

Pequenas alterações no desenvolvimento dos dentes fazem com eles nem sempre fiquem perfeitos. Às vezes, todas as estruturas dentárias desenvolvem-se de forma normal e saudável, fazendo com que o dente mantenha-se funcionalmente excelente , mas esteticamente… nem tanto. Em outras situações, não somente a anatomia do dente, mas, a sua composição, também pode estar comprometida.

Um distúrbio exclusivamente anatômico que eventualmente ocorre é a formação de um dente conóide. Isso mesmo! Um dente que tem um formato mais cônico. Por ser menor e mais pontiagudo, parece que ele foi afiado. Uma solução para este tipo de caso é o recontorno cosmético. Dependendo do espaço e do planejamento estético do sorriso, abrimos mão de uma resolução muito simples e eficaz. Com pequenas restaurações de resina composta, devolvemos ao dente o seu devido formato anatômico com suas cracterísticas estéticas e funcionais em um curto espaço de tempo.

fonte das imagens:www.dentalcomposites.com/