Pelados no teatro. E daí?

2 maio, 2017 às 10:02  |  por Helena Carnieri

O que mais me impressionou na única noite do festival Cena Breve à qual consegui ir foi o público. O evento, em sua nona edição, é uma proposta da companhia CiaSenhas. Cada inscrito tem 15 minutos para apresentar algo inédito e fantástico. Em toda essa década de existência (não em anos consecutivos) surgiram criações muito potentes, que depois se desdobraram em espetáculos maiores.

Mas voltando à audiência, como diria a professora Madalena, cicerone do evento e sensitiva. Quando cheguei, a primeira cena já ia pela metade (já tentou por um bebê pra dormir com hora marcada?). Con la Carmen no te metas, avisava a companhia Súbita, um trabalho sobre a violência contra a mulher que ocupou o teatro por dentro e por fora com corpos e mentes desnudados.

O espetáculo ia vibrante, mulheres que esmurram o próprio corpo como em rituais primitivos, e algumas pessoas estavam visivelmente incomodadas. A cada tapa de mão espalmada, quanto mais os peitos e coxas se avermelhavam, olhares me procuravam, seria eu também uma inexperiente em matéria de sustos teatrais? Quase puxei uma garota de lado para confortar, dizer é normal, só sinta isso tudo. Não vão te despir, você eventualmente poderá ir embora.

cenabreve

Momento de “Con la Carmen no te metas”, da Súbita. Imagem de Elenize Dezgeniski.

O problema eram os rapazes, munidos de celulares, fotografando a nudez e mandando imediatamente aos colegas. Rindo. A violência da ignorância, brutidão receptiva, parecia dialogar com o texto ali em cena. Era um complemento, uma confirmação de que talvez esse momento redundante nas artes em que se fala muito de mulheres com mulheres, sim, talvez realmente esse discurso e esse susto seja necessário e urgente.

1 Comentários

Uma ideia sobre “Pelados no teatro. E daí?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>