Arquivo mensais:janeiro 2012

Conheça Yoani Sánchez e saiba de uma vez para que serve o twitter

26 janeiro, 2012 às 11:14  |  por Brisa Teixeira

 “#cuba Há menos de 4 anos abri esta conta de Twitter e hoje chego a 200 mil seguidores. Do silêncio passei a falante de kilobytes”. @yoanisanchez

 Hoje li este post no twitter da cubana e blogueira Yoani Sánchez, escrito na última terça-feira, 24/01. Yoani conseguiu ontem o visto para o Brasil, mas terá muitas dificuldades para conseguir a permissão de saída de Cuba.  (Para quem não sabe ninguém pode sair de Cuba sem autorização do governo).

Yoani recebeu convite do cineasta Cláudio Galvão da Silva para comparecer à exibição de estreia do documentário Conexão Cuba-Honduras, em Jequié (BA), prevista para o dia 10 de fevereiro próximo. A cubana é personagem do filme, que trata sobre liberdade de imprensa em Cuba e Honduras. Saiba mais em notícia publicada hoje pela Folha On Line

Conhecendo a história de Yoani e navegando por suas contas de twitter (em várias idiomas0 e pelo seu blog http://www.desdecuba.com/generaciony (escrito em 20 línguas!) consigo responder uma pergunta que muitos me fazem: Para que serve o twitter? Muitas pessoas ainda, até mesmo aquelas que gostam de redes sociais, não descobriram como utilizar o twitter. Algumas abrem suas contas neste canal e esquecem dias depois, outras nem criam por não saber o que escrever ali e há outras que criam uma conta e enchem de baboseiras os seus posts. Mas, como escrevo agora para falar sobre liberdade de expressão, então, não cabe aqui criticar o que cada um decide postar.

Yoani, que vive em um país sem liberdade de expressão, faz parte do grupo de pessoas que encontrou no twitter e no blog um meio ideal para expor a sua indignação. Na página em português, na descrição do seu perfil ela escreve: Libertem #CUBA! Fora família Castro! Eleições livres em Cuba já! Viva @yoanisanchez!!! Fora #kadafi #RT #RT #RT #FREEDOM #AgitaNeymar

Essa é uma das maneiras de usar o twitter: falar aos quatro ventos o que se pensa expondo a indignação pelo governo de seu país, cidade ou bairro; de um serviço ou empresa que deixou a desejar um melhor atendimento e por aí vai.

De que outra maneira Yoani atingiria tantas pessoas? Ter conteúdo para compartilhar e atualizar o twitter com freqüência são dicas básicas para manter uma conta de twitter e conseguir seguidores. No caso da cubana, ela ainda escreve tudo em várias línguas. Por aí se vê também que ela tem tempo ou quem a ajude.

Leia abaixo outros tuites de Yoani Sánchez

#cuba Hoy Fidel Castro publico reflexion llena de ataques y adjetivos incendiarios. Nuestros politicos son como elefantes en cristalerias

#cuba De veras que no se quien esta apoyando este sistema, en la calle la critica aflora y la gente habla pestes de “esto”, pero no actuan

2 jugadoras del equipo de football de #Cuba escapan durante un viaje a #Canada … en fin, que “todos se van”

Cada dia que me impiden viajar trato de hacer mas por la informacion en #Cuba Peor para los que no me permiten salir!

#cuba Vi foto de @Dilmabr joven sentada en el banquillo de los acusados y juzgada por hombres con la cara tapada. Yo me siento asi mismo ahora

Retrospectiva: quem foi destaque nas mídias sociais em 2011

16 janeiro, 2012 às 23:16  |  por Brisa Teixeira

Esses dias recebi no meu e mail um material da MITI Inteligência com a divulgação de números interessantes sobre os temas que movimentaram a web no último ano. Análises e estudos foram realizados e organizados em cinco principais grupos: Indústria e Varejo, Tecnologia, Economia, Política e Comportamento. O resultado é interessante para conhecer melhor o comportamento dos usuários das mídias sociais para, a partir daí, pensar em ações efetivas para atrair esse público consumidor de Facebook, Orkut, You Tube, entre outros.

Vamos à divisão dos grupos com os destaques de cada um:

Indústria e Varejo:  a denúncia de trabalho escravo da varejista Zara entrou no Trending Topics do Twitter e teve mais de 50 mil menções nas primeiras 24 horas, sendo 9.000 só na primeira hora. Para você entender melhor a situação assista o programa a Liga da Tv Bandeirantes que fez uma excelente matéria sobre o tema e filmou uma das oficinas flagradas. Já o sucesso de campanha neste segmento foi o vídeo da Nissam “Pôneis Malditos”. Como profissional da área digital critiquei muito a campanha, mas não tem como negar que deu certo. O assunto ficou por seis dias entre os 20 mais comentados no Twitter, além de figurar entre os 10 vídeos mais assistidos no Youtube durante o ano e se tornar o vídeo nº 1 em volume de views no mês de julho, lançamento da campanha, somando 14 milhões de visualizações ao longo de 2011.

Tecnologia: em 36 horas, a morte de Steve Jobs gerou mais de 8 milhões de menções no Twitter, tornando um dos assuntos de maior destaque no ano em Tecnologia, ao lado do sucesso das versões do iPad. Outro assunto que ganhou notoriedade foi a chegada do iPhone 4S às lojas do Brasil. Uma semana antes de estar nas lojas, o produto já tinha sido citado mais de 1 milhão de vezes no Twitter e, na semana do Natal, atingia a marca de quase 350.000 menções na rede.

Economia: um assunto que gerou polêmica e repercussão nas redes foi a licença para a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, principalmente com o Projeto Gota D’Água, que reuniu diversos artistas e ativistas contra a construção, movimentando mais de 480 mil pessoas na Fan Page do projeto.

Política: o termo “mulheres no poder” gerou mais de 170.000 resultados de busca no Google.  As mortes de Osama e Gaddafi, dominaram as redes sociais, só a hashtag  #osama ultrapassou a marca de 5.000 tweets por segundo, conforme dados oficiais do Twitter.  Conteúdos a respeito também foram publicados no Youtube e os dois vídeos mais populares sobre a morte de Kadafi tiveram quase 500.000 visualizações.

Comportamento: o Casamento Real foi um dos grandes destaques. Foram 72 milhões visualizações no You Tube no dia da cerimônia. O casamento mobilizou a criação de eventos no Facebook como o 1º Churrasco de Casamento do Príncipe Willians, que somou 300 mil participantes confirmados na rede. De acordo com Leléo Amâncio, que criou o evento junto com o irmão Marcelo, a ideia era só fazer uma brincadeira com amigos no Facebook, “mas a coisa se alastrou”. Outro assunto bastante repercutido foi a morte da cantora Amy Winehouse, que gerou mais de 470 mil tweets no fim de semana do falecimento. Já o festival Rock in Rio movimentou diferentes redes: mais de 300 mil seguidores no perfil oficial do Twitter, quase 600 mil likes na sua página no Facebook,  cerca de 11 mil check-in pelo Foursquare e nada menos que 3 milhões e quatrocentos mil membros em comunidade do Orkut.