Michel Temer aos aliados: “obrigado, eu” ou “obrigado, você”?

7 agosto, 2017 às 13:18  |  por Ana Paula Mira

A palavra obrigado é um adjetivo que está sujeito à concordância com a palavra que se refere. Por esse motivo, mulheres em qualquer situação falam OBRIGADA e homens falam OBRIGADO. No entanto, existem algumas variáveis do agradecimento. É possível, por exemplo, dizer “obrigada, eu” ou “obrigada, você”. A discussão surgiu na despedida de Evaristo Costa do Jornal Hoje, quando, ao agradecer Sandra Annenberg pela parceria de 14 anos, ouviu da colega de bancada “obrigada, eu, Evaristo“. Vi muitos comentários questionando se a forma seria correta.

A forma “obrigada, eu” está correta, sim. Quando falamos OBRIGADO/A, na verdade, comprometemo-nos a devolver um favor. Ao agradecer alguém, é como se disséssemos “Eu estou obrigada a retribuir-lhe o favor”. Dessa forma, está correto dizer tanto “obrigada, eu”, que é uma forma polida de tomar para si a devolução de um favor, quanto “obrigada, você”, forma um pouco mais mal-educada, já que joga para o outro a responsabilidade de cumprir um favor.

Nessa discussão toda, fiquei me perguntando qual foi a maneira que Michel Temer utilizou para agradecer aos que apoiaram o enterro da denúncia de corrupção passiva feita ao presidente por Rodrigo Janot. Temer teria dito “obrigado, eu” ou “obrigado, você”? Considerando o festival de favores para conseguir que a votação impedisse o andamento da denúncia, o mais provável é que Temer tenha dito muitos “obrigado, eu”, já que ficou sob sua responsabilidade atender a muitos favores. Após a votação, ele se vê obrigado a devolver tanta gratidão…

Vejam que até mesmo o uso da língua tem suas ideologias. Até a próxima!

temer

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>