A movimentação do FUC está suspensa pela Urbs

27 janeiro, 2015 às 09:00  |  por Fernando Tupan

Riachuelo com a XV

Curitiba entra no 2º dia de greve do transporte público. Em 1º lugar a paralisação afeta a vida dos curitibanos principalmente no ponto econômico. De outro lado, a cidade recuperou a imagem bucólica dos anos 70, quando o movimento era menor e os principais pontos de ônibus da cidade eram agrupados em torno da Praça Tiradentes. Com o ar mais puro nota-se um stress menor na região central e até mesmo nos escritórios centrais.

Até o momento nesta terça-feira, 27, tudo amanheceu como ontem. A prefeitura de Curitiba não aporta recursos no Fundo de Urbanismo de Curitiba e o governo do Paraná mostra-se disposto a diminuir o ônus estadual na manutenção do subsídio. Assessores do governador Beto Richa (PSDB) já admitem o fim da integração, com a Comec assumindo o ônus e o bônus. Para o Estado chegar a esse ponto é porque realmente a conta ficará muito mais barata.

Viajantes

27 janeiro, 2015 às 08:00  |  por Fernando Tupan

Da Ruth Bolognese

O senador Roberto Requião foi o campeão de viagens pelo exterior no Congresso Nacional, conheceu 21 países e ficou fora do País quase cinco meses. Alega que viajou tanto por conta da representação brasileira no Parlasul (Parlamento do Mercosul). O segundo lugar foi para Gleisi Hoffmann, que não representa nin- guém nem no Parlasul, nem no Parlamento Europeu, Asiático ou Eurasiano. E quem menos gastou com viagens internacionais foi o nosso mui conhecido Alvaro Dias. Pudera, Alvaro nem sai de Brasília para aparecer na Globo no fim de semana, que dirá do Brasil!

O relatório Oxfam sobre a desigualdade

27 janeiro, 2015 às 06:59  |  por Fernando Tupan

José Viegas

A Oxfam International é uma organização que tem por objetivo lutar contra a pobreza. No dia 19 de janeiro, ela apresentou à Conferência de Davos seu último relatório sobre a desigualdade no mundo. Os dados que chamaram mais a atenção estão aqui.

O grupo do 1% mais rico da humanidade tem hoje tanta riqueza acumulada quanto a soma dos outros 99% da raça humana. Portanto, a riqueza de um integrante médio desse grupo (vamos chamá-lo de James) é cem vezes maior do que a riqueza de um integrante médio do grupo dos 99% (vamos chamá-lo de Pedro).

Continuar lendo

Gleisi faz escola, no Maranhão

27 janeiro, 2015 às 06:22  |  por Fernando Tupan

Verdelírio Barbosa, Jornal do Povo

Luiz Carlos Fossati, que presidia a Empresa Maranhense de Administração Portuária, ao deixar o cargo antes do novo governador assumir, fez igual Gleisi Hoffmann (PT) fez ao deixar o cargo de diretora na Itaipu Binacional, recebendo todas as verbas indenizatórias, embora ocupando cargo de confiança. Ele recebeu R$ 300 mil.

O recado dos ladrões

27 janeiro, 2015 às 05:56  |  por Fernando Tupan

Do Angelo Rigon

Ladrões assaltaram uma farmácia na praça Souza Naves, em Maringá, e levaram mais de R$ 20 mil que estavam no cofre. Aproveitaram para mandar um recado para apresentadores de programas policiais da cidade: parem de meter a boca nos bandidos e falem mal da Dilma e dos prefeitos que roubam.

A democracia, o Brasil e o mundo

27 janeiro, 2015 às 05:14  |  por Fernando Tupan

Denis Lerrer Rosenfield

Em janeiro de 1933, o presidente Hindenburg nomeia Hitler chanceler. Seu partido tinha obtido uma expressiva votação e a sua liderança já se afirmava naquele então. O novo chanceler, imediatamente após assumir o poder, tomou medidas que visavam simplesmente a abafar e a suprimir qualquer espaço público, que pudesse obstaculizar o seu projeto totalitário.

Continuar lendo

E agora, PT?

26 janeiro, 2015 às 16:33  |  por Fernando Tupan

PT

Antonio Lassance

O PT quer saber o que aconteceu para ter gerado tanto ódio contra si, por que passou tantos apuros nas últimas eleições e por que razão muitos dos beneficiados por suas políticas votaram na oposição.

Para entender do antipetismo, o partido pretende realizar uma série de debates e discussões chamando aqueles que são seus críticos.

Continuar lendo

Com discurso radical e populista, Requião foi o senador que mais viajou a custa do contribuinte

26 janeiro, 2015 às 15:38  |  por Fernando Tupan

Roberto Requião

Do Ucho

Turista acidental – O discurso oportunista e radical de esquerda e as continuas menções à Carta de Puebla (documento do Vaticano que determina a opção preferencial pelos pobres), não impedem que o senador Roberto Requião (PMDB-PR) desfrute as boas coisas da vida à custa do contribuinte. Levantamento produzido pelo jornal Gazeta do Povo revela que Requião foi o senador que mais viajou nos últimos quatro anos. Esteve fora do Brasil durante 146 dias, quase cinco meses, em 37 viagens. Nesse período, o peemedebista embolsou R$ 116,5 mil só em diárias pagas pelo Senado Federal.

Continuar lendo

TCE aplica 250 multas a ex-gestores de Guaraqueçaba

26 janeiro, 2015 às 15:12  |  por Fernando Tupan

O Tribunal de Contas do Estado aplicou 250 multas a dez integrantes da administração municipal de Guaraqueçaba, no litoral, nos anos de 2011 e 2012. As causas são irregularidades em licitações, falta de entrega de produtos comprados pela prefeitura e atraso no envio de informações obrigatórias ao TCE.

Entre os punidos estão dois ex-prefeitos: Riad Said Zahoui, que governou o município de 1º de janeiro a 9 de outubro de 2011 e recebeu 42 multas, e Haroldo Salustiano de Arruda, gestor de 10 de outubro de 2011 a 31 de dezembro de 2012, sancionado com 61 multas.

Continuar lendo

Delação do chefão da UTC-Constran deixa Gleisi na linha de tiro

26 janeiro, 2015 às 14:25  |  por Fernando Tupan

Gleisi Hoffmann

Do Fábio Campana

A decisão do ex-presidente da UTC-Constran, Ricardo Pessoa (que está preso em Curitiba por envolvimento no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato), de negociar um acordo de delação premiada deixou a senadora Gleisi Hoffmann (PT) mais uma vez na linha de tiro. Gleisi, que vive sobressaltada desde que foi apontada pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e pelo doleiro Alberto Youssef, como beneficiária de R$ 1 milhão do Petrolão, vislumbra a possibilidade de ser envolvida em novas denúncias graves. Ricardo Pessoa é apontado como “coordenador” do clube dos empreiteiros que faziam negócios criminosos com a Petrobras. A UTC é uma das grandes financiadoras das campanhas da senadora.

Na campanha de 2010 a UTC de Ricardo Pessoa doou R$ 250 mil para a campanha que elegeu Glesi para o Senado. A doação, ‘por dentro’, pode sinalizar a existência de outras contribuições da empreiteira a senadora ‘por fora’, caixa dois. Gleisi é casada com Paulo Bernardo, que chefiava, em 2010, o estratégico ministério do Planejamento. No caso da doação do R$ 1 milhão não contabilizado denunciado por Youssef e Paulo Roberto Costa, foi Paulo Bernardo quem solicitou a doação, feita em dinheiro vivo. Novas doações dessa natureza podem vir à tona com a delação do chefão da UTC. Todas as empreiteiras investigadas pela PF, as maiores do país), são grandes doadoras das campanhas de Gleisi.

Deputados federais do Paraná gastam R$ 10,7 milhões com verba de gabinete

26 janeiro, 2015 às 14:17  |  por Fernando Tupan

Ivan Santos, Bem Paraná

Os deputados federais do Paraná gastaram, em 2014, R$ 10.747.248,66 em verba de gabinete, uma média de R$ 358.241,62 por parlamentar. O valor é pouco abaixo do registrado em 2013, quando o total despendido pelos parlamentares paranaenses foi de R$ 10.776.859,83. Essa redução é justificada pelas restrições ao uso desse tipo de verba em período eleitoral. Durante a campanha, por exemplo, os deputados ficam impedidos de utilizar esses recursos para divulgação da atividade parlamentar.

Continuar lendo

As viúvas de Vargas

26 janeiro, 2015 às 14:00  |  por Fernando Tupan

O ex-deputado André Vargas (ex-PT) foi reembolsado em R$ 4.812,44 em despesas de telefone, aluguel de carro e Correios feitas ainda em dezembro. O ex-petista enfrenta um outro problema, além da falta de emprego, seus assessores pelo Paraná também estão a ver navios, sem perspectiva nenhuma.

Um professor e jornalista, que mantinha um blog e um jornal à serviço do petismo local, está sem receber desde outubro passado. O pior, também perdeu sua sala de trabalho no diretório estadual do PT em Curitiba. Antes de Vargas se enrolar no Petrolão, o jornal o colocava como coordenador de campanha de Gleisi Hoffmann (PT) e futuro senador do Paraná.

Situação financeira de prefeituras piorou com a recessão econômica do país

26 janeiro, 2015 às 13:29  |  por Fernando Tupan

Se o gigante Brasil está em recessão, que dirão os pequeninos municípios. Levantamento da Associação Mineira de Municípios (AMM) mostra que, não bastasse o mau desempenho econômico do país, o aumento das receitas das prefeituras previsto para este ano não acompanhou crescimento das despesas. O balanço da entidade prevê rombo nas contas. Com recursos financeiros historicamente limitados, municípios mineiros já sentem os efeitos dessa previsão e amargam uma de suas piores crises financeiras, agravada pelo aumento da folha de pagamento, do ganho de novas competências, como a responsabilidade pela manutenção da iluminação pública, e também pelo atraso de verbas federais. Gestores consideram conjuntura “assustadora”.

Continuar lendo

Elza Correia é a nova presidente do PMDB de Londrina

26 janeiro, 2015 às 12:32  |  por Fernando Tupan

O PMDB de Londrina está sob nova direção. Ontem a vereadora Elza Correia foi eleita presidente do partido que um dia já foi o maior de Londrina.

Ex-deputada estadual, há um bom tempo Elza queria comandar o partido na cidade que ano após ano vinha perdendo força, se afastando da militância e das discussões políticas de Londrina.

A coisa estava tão desestruturada que o presidente da sigla, Sérgio Bhals, durante campanha declarou apoio ao governador Beto Richa (PSDB) apesar do partido estar disputando tendo Requião como candidato.

Amigo íntimo de Lula é peça-chave do petrolão

26 janeiro, 2015 às 12:06  |  por Fernando Tupan

Rodrigo Rangel e Adriano Ceolin, Veja

Um dos grandes pecuaristas do país, José Carlos Bumlai conta que visualizou em sonho sua aproximação com Luiz Inácio Lula da Silva, quando ele era apenas aspirante à Presidência. Com a ajuda de um amigo comum, Bumlai conheceu o petista e o sonho se realizou. O pecuarista tornou-se íntimo de Lula. O sonho embutia uma profecia que ele só confidenciou a poucos: a aproximação renderia excelentes resultados para ambos. Assim foi. Lula chegou ao Planalto, e Bumlai, bom de negócios, bem-sucedido e rico, tornou-se fiel seguidor do presidente, resolvedor de problemas de toda espécie e, claro, receptador de dividendos que uma ligação tão estreita com o poder sempre proporciona. No governo, só duas pessoas entravam no gabinete presidencial sem bater na porta. Bumlai era uma delas. A outra, Marisa Letícia, mulher de Lula.

Continuar lendo