A ‘gestão empresarial’ de Ricardo Barros

25 julho, 2017 às 09:00  |  por Fernando Tupan

Guilherme Amado, no blog de Lauro Jardim:

Enquanto Ricardo Barros bate no peito que tem uma gestão empresarial à frente do Ministério da Saúde, duas visitas em especial aos hospitais federais do Rio de Janeiro chocaram a comissão de deputados criada por Rodrigo Maia para fazer um raio-x da situação da Saúde no estado. A primeira foi no Hospital Cardoso Fontes, em Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade, quando, instada pelo deputado Chico D’Ângelo (PT), a diretora não soube dizer quantos leitos tem o hospital. A outra foi no Hospital do Andaraí, na Zona Norte da cidade, em que a diretora também mostrou pleno desconhecimento da unidade que dirige. Diz D’Ângelo:— Não estou nem criticando a indicação política em si, mas há que se atender a critérios técnicos mínimos. As indicações atuais mostram uma situação degradante. O mínimo que um diretor de hospital tem que saber é o número de leitos da unidade que dirige.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>