Após capacitação, cientistas devem desenvolver tecnologia

11 agosto, 2014 às 06:00  |  por Fernando Tupan

Emilia Villani é uma das 18 cientistas do Brasil que passaram uma temporada na Suécia para aperfeiçoar a capacitação no setor aeroespacial. A bolsa para fazer pós-doutorado de um ano na Europa foi conseguida após inscrição em um programa do governo federal, mas promovido pelo Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (Cisb).

O Cisb foi fundado em 2011 em São Bernardo, pela Saab, que fabricará os 36 aviões caças Gripen comprados pelo governo federal. Hoje, a companhia sueca é apenas uma das empresas associadas do Cisb, mas ainda assim é a que mais demanda serviços.

Embora não vá ser contratada direta da Saab, Emilia, que é professora do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), diz que, na entidade, estará empenhada em desenvolver novas tecnologias para o segmento, beneficiando diretamente a empresa sueca.

- O escopo desta cooperação são os desafios futuros do setor aeronáutico brasileiro – afirma ela, que foi à Suécia acompanhada do marido e do filho, que tinha seis anos.

A capacitação dos cargos científicos e de engenharia para o setor aeroespacial são os mais demorados e mais caros.

O comandante Juniti Saito, da Aeronáutica, frisa a importância do nível de qualidade tanto da mão de obra quanto dos parques industriais.

- A etapa de produção deve ser fruto do trabalho realizado pela iniciativa privada e exige árduo trabalho de inspeção de nossa parte. O APL (arranjo produtivo local) que será elaborado em São Bernardo será singular em nosso país – afirma Saito.

Os metalúrgicos ainda não começaram a ser capacitados para atender à chegada da sueca Saab a São Bernardo do Campo. Rafael Marques, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, garante que não haverá falta de mão de obra capacitada.

- Com a crise no setor automotivo, muitos metalúrgicos estão procurando cursos de ferramentaria aeronáutica na expectativa de aumentar suas possibilidades de trabalho – afirmou, para completar. – De qualquer forma, mesmo para quem não tiver feito um curso, acreditamos que a empresa dará. E não é demorado esse tipo de treinamento.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>