Câmara de Curitiba obtém interdito proibitório para evitar presença de servidores em reunião da Comissão de Legislação

30 maio, 2017 às 10:00  |  por Fernando Tupan

Interdito

O presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Serginho do Posto (PSDB), e o da Comissão de Legislação e Justiça, Dr. Wolmir Aguiar (PSC), querem evitar manifestações dos servidores, na reunião que decidirá o destino do Plano de Recuperação Fiscal de Curitiba. Hoje será discutindo a constitucionalidade ou não da proposta de Rafael Greca (PMN). A casa legislativa obteve “interdito proibitório judicial”, proibindo a presença de servidores se manifestando. A notificação chegou para os sindicatos Sigmuc, Sismmac, SindiFisco e Sismuc. O SindiCâmara não foi notificado. Se fosse, os funcionáridos estariam legalmente proibidos de trabalharem. As entidades já recorreram da decisão. A proposta confirma o clima autoritário da gestão do tucano, segundo dirigentes, e foi espalhado nos grupos do Facebook e do What’s app, lembrando o envolvimento dele na chamada série de reportagens, “Negócio Fechado”, da Gazeta do Povo

Serginho do Posto

1 Comentários

3 ideias sobre “Câmara de Curitiba obtém interdito proibitório para evitar presença de servidores em reunião da Comissão de Legislação

  1. Roberto

    Devem ter algo de muito podre a esconder, para impedirem que os servidores se manifestem… Talvez medo que lembrem que o atual presidente recebeu dinheiro do esquema Derosso, segundo reportagem da gazetona…

    Responder
  2. vicentinho

    Cadeia para quem merece. Serginho do Posto, traiu os votos conquistados na última eleição. Aliás vem traindo há muito tempo por interesses pessoais.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>