Arquivos da categoria: Câmara Municipal de Curitiba

Multas eleitorais poderão ser pagas em até 700 anos

21 outubro, 2017 às 12:53  |  por Fernando Tupan

em perspectiva de conseguir quitar dívidas de multas eleitorais acumuladas por anos, dirigentes partidários afirmam que pretendem recorrer às novas regras de parcelamento aprovadas no projeto de reforma política para renegociar os pagamentos. A nova lei prevê que a parcela mensal não ultrapasse 2% dos repasses do Fundo Partidário. Há casos em que o parcelamento pode se alongar por até 698 anos, o que, na prática, representa quase uma “anistia” dessas dívidas. As informações são de Thiago Faria e Daiene Cardoso no Estadão.

Continuar lendo

Professor Euler tentou impugnar licitação da iluminação pública

18 outubro, 2017 às 08:00  |  por Fernando Tupan

Iluminação impugnação

Pela primeira vez na história da Câmara Municipal de Curitiba um vereador tentou evitar a realização de uma licitação utilizando o mandato e a pessoa física. Nem mesmo a radical Professora Josete (PT) tentou ir tão longe. Isso aconteceu nesta 17ª legislatura. O autor da proeza foi o confuso Professor Eudes (PSD) que em menos de um ano de mandato já protagonizou mancadas homéricas, como ter o veículo alugado pela casa multado por ultrapassagem pelo acostamento; ser acusado pelo prefeito Rafael Greca (PMN) de tentar vender um plano de educação que a irmã dele teria feito e de acusar Greca de tentar trocar o voto dele pela aprovação do Plano de Recuperação Fiscal por cargos. Euler tentou evitar a licitação de iluminação pública. Mas nunca admitiu publicamente. Na casa legislativa, vereadores tentaram descobrir, se ele teria preferência por algum dos concorrentes. Não descobriram.

 

Iluminação

Comissão fez perícia em áudio entregue por ex-funcionário de Kátia Dittrich

18 outubro, 2017 às 07:00  |  por Fernando Tupan

Kátia Dittrich

Nos próximos dias, a comissão que investiga a vereadora Kátia Dittrich irá começar a ouvir os funcionários responsáveis pelas denúncias de apropriação de salário. A demora, segundo o relator Oséas de Moraes, foi para a realização de uma perícia em um áudio entregue, onde se comprovaria o desvio de conduta da parlamentar. Ex-comissionados que ouviram o material afirmam que a gravação é bombástica e deverá fechar o caixão da parlamentar. O presidente Serginho do Posto (PSDB) continua negando que a casa legislativa esteja fazendo uma operação “abafa”, apesar da demora das oitivas.

A revolta de Julieta

17 outubro, 2017 às 16:32  |  por Fernando Tupan

Julieta Reis

Os ânimos ficaram exaltados entre alguns vereadores na sessão desta terça-feira, 17. Defensora do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para regulamentação dos bares em Curitiba, a vereadora Julieta Reis (DEM) revoltou-se com a sugestão do colega Felipe Braga Côrtes (PSD) para que a Guarda Municipal fiscalize os ambulantes da região do Shopping Hauer, no Batel. “As pessoas que vão vender nas portas dos bares não têm licença (alvará), mas têm que ser tratados com dignidade. Quem faz a fiscalização é a Secretaria do Urbanismo”. A indignação de Julieta descambou para a ironia social. “Então o vereador ‘Felipe do Batel’, que está defendendo os bares do Batel, quer por a polícia para tirar os ambulantes de lá”, disse Julieta. Segundo a avaliação da vereadora, são “ambulantes que precisam pagar a comida de seus filhos. Não estou defendendo que vendam bebida na porta de onde não pode, mas chega de guerra”. Para Julieta Reis, a lei 6.407/1983, responsável pela regulamentação do comércio ambulante, “trouxe paz à cidade”. “Eles (ambulantes) não podem vender bebida alcoólica. Mas não à polícia, não à guerra. A Guarda Municipal tem sua função”, completou a vereadora Julieta Reis.

Sem clima, Kátia Dittrich não comparece a reunião do partido

17 outubro, 2017 às 08:00  |  por Fernando Tupan

Katia Dittrich

O Solidariedade realizou ontem a reunião mensal do partido. Estavam presentes: o deputado federal Fernando Franscischini, o deputado estadual Felipe Francischini, o ex-vereador Zé Maria, pré-candidatos e militantes. Discutiram a formação de uma chapa para a eleição de 2018 e outros assuntos delicados. A vereadora Kátia Dittrich, acusada de se apropriar de parte do salário dos funcionários, nem apareceu. Nem se justificou. O que foi alívio para os presentes. Todos acreditam que ela não tem clima para permanecer na legenda. Além do que, está sendo investigada pela Comissão de Ética do SD, em Brasília

Tico Kuzma muda de lado

17 outubro, 2017 às 07:04  |  por Fernando Tupan

Poliana Santos e Tico Kuzma

O vereador Tico Kuzma (Pros) agora faz parte do grupo de homens sérios da Câmara Municipal de Curitiba. Ele casou com a jornalista Poliana Santos, que durante anos esteve na assessoria da casa legislativa.

Investigação de Kátia Dittrich está parada há um mês

16 outubro, 2017 às 09:00  |  por Fernando Tupan

Katia Dittrich (2)

Kátia Dittrich

Já se passou um mês e a investigação contra a vereadora Kátia Dittrich (SD) está parada. Não anda para frente e nem para trás. Até o momento a Comissão responsável não começou as oitivas. Nenhum dos ex-funcionários que a denunciaram por exigir parte do salário foi ouvido. Ainda nem há uma data para o início. A proposta era terminar o processo em até 90 dias. Pelo que tudo indica esse prazo não será cumprido. A assessoria de imprensa ainda não tem a informação de quando acontecerá a primeira reunião. O assunto está sendo gerenciado pelo presidente Serginho do Posto (PSDB) que não se manifestou sobre o assunto. A Comissão Executiva também é formada por Bruino Pessuti (PSD) e Mauro Ignácio (PSB) que deveriam cobrar o início dos trabalhos. Tudo indica que nada andará antes do final do ano. Para tudo ficar para quando o “carnaval chegar”.

Vereadores comem na mão de Serginho do Posto

16 outubro, 2017 às 08:00  |  por Fernando Tupan

Câmara de Curitiba

A 16ª legislatura da Câmara Municipal de Curitiba se comparada com a 15ª é composta por vaquinhas de presépios. Os vereadores de oposição ficam observando as propostas enviadas pela prefeitura e não se manifestam com afinco de parlamentares como Professor Galdino (PSDB), Chico do Uberaba (PMN), Chicarelli (PSDC) e até mesmo Valdemir Soares (PRB). Muitos podem falar que esse grupo terminou o mandato com problemas diversos. Mas a realidade é que eles eram combativos e todos desafiaram a gestão anterior de Gustavo Fruet (PDT). A base aliada armou arapucas para cada um deles. Enquanto os aliados de Fruet faziam e desfaziam na cara dura, sem nunca serem cobrados. Hoje, surgem votos contrários, sem contestação, sem discursos apontando os erros e os acertos. É uma pena, em um momento de transição da política do dando que se recebe a uma nova verdade, nenhuma liderança surgiu. Aqueles que estão no mandato parecem mais com os mesmos. Quando deveriam buscar saídas para o momento político. Pensam em afrouxar o sutiã para continuarem o maior tempo possível no trono do Palácio Rio Branco. O Brasil mudou e a próxima eleição irá mostrar como o mundo dá voltas. Serginho tem muito que aprender para entender como a política verdadeira funciona na prática.

Presidente do PSDC estadual nega oposição a Rafael Greca

12 outubro, 2017 às 15:02  |  por Fernando Tupan

Há aproximadamente um mês, o blog noticiou a saída de JoãoPereira da presidência do diretório municipal do PSDC. O presidente do diretório estadual, Luiz Adão, e também interventor do diretório municipal enviou um pedido de resposta. Aqui está o esclarecimento. Eke afirma que o partido não é oposição a Rafael Greca (PMN).  Leia a nota completa.

Continuar lendo

Caso Kátia Dittrich pode ser empurrado para 2018

11 outubro, 2017 às 09:03  |  por Fernando Tupan

Kátia Dittrich

Kátia Dittrich

A Câmara Municipal de Curitiba pretende empurrar até o ano que vem a decisão de cassar ou não o mandato da vereadora Kátia Dittrich ou Kátia dos Animais. Um vereador da base aliada disse que ela vem cantando que caso fosse cassada, levaria pelo menos outros seis parlamentares com ela. Outro vereador de oposição confirmou a informação e disse “que a ameaça é uma mancha para a casa legislativa”. Hoje, são investigados pelo Ministério Público do Paraná outros quatro parlamentares além de Dittrich: Thiago Ferro (PSDB), Rogério Campos (PSC), Oséas Moraes (PRB) e Geovane Fernandes (PTB).

Cadeira derruba vereador Ezequias Barros

11 outubro, 2017 às 08:00  |  por Fernando Tupan

A Câmara Municipal de Curitiba nos prega peças. Enquanto vereadores são investigados por improbidade pelo Ministério Público do Paraná, aqueles sem problemas pagam o pato. Foi o que aconteceu com o vereador Ezequias Barrps  (PRB). Durante a sessão, ao tentar sentar, a cadeira andou e o parlamentar foi ao chão. Caiu e levantou-se com dignidade. Enquanto isso, os companheiros suspeitos de se apropriarem de parte do salário dos funcionários continuam de cabeça baixa falando besteiras na tribuna do Palácio Rio Branco.

Fruet perdeu convênios, prazos e recursos, afirma Serginho do Posto

10 outubro, 2017 às 15:35  |  por Fernando Tupan

Serginho do Posto

O presidente da Câmara de Curitiba, Serginho do Posto (PSDB), a gestão do ex-prefeito Gustavo Fruet. Segundo o tucano, o município perdeu recursos para investimentos e prazos ao atrasar a emissão de documentos ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). “Ia ter R$ 2 milhões a fundo perdido, mas passou mais de mil dias sem a certidão do TCE. Pelo atraso de quatro anos (na execução da obra), o valor aumentou de R$ 2,4 mi para R$ 3,6 milhões. O que a gente fala quando uma gestão se equivoca tanto?”, indagou Serginho do Posto.

Ex-vereadores preparam ação coletiva para terem 13º salário retroativo

10 outubro, 2017 às 11:00  |  por Fernando Tupan

Aílton-Araújo1

Aílton Araújo

O ex-presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Pastor Aílton Araújo (PSC), está articulando uma ação coletiva para ter o 13º salário retroativo. Diversos ex-vereadores foram consultados para entrarem na Justiça do Trabalho em bloco. Cada vereador que participou da última legislatura poderá receber em torno de R$ 100 mil. O que traria um impacto financeiro de R$ 3,8 milhões por baixo, somente com os vereadores da 16ª Legislatura. Esse valor não leva em conta os parlamentares que passaram pela casa legislativa após a Constituinte de 1988. O custo poderá bater na casa dos R$ 28 milhões, segundo especialistas, caso a Justiça se posicione do lado dos políticos.

IPTU será corrigido pela inflação

10 outubro, 2017 às 10:02  |  por Fernando Tupan

Coleta de Lixo

Em 2018, o aumento do IPTU será em torno de 2.54% segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A variação será diferente caso se utilize dados diferentes, mas não deverá passar dos 3%. A finalização da proposta deverá acontecer até a próxima semana, para então ser enviada pela prefeitura à Câmara Municipal de Curitiba. Desta vez, com a desvinculação da taxa de lixo. A prefeitura ainda não decidiu quando enviará o novo imposto, o que deixará o curitibano pra lá de nervoso.

Emendas parlamentares municipais chegarão a R$ 800 mil

10 outubro, 2017 às 09:00  |  por Fernando Tupan

Luiz Fernando Jamur

Luiz Fernando Jamur

Cada vereador da Câmara Municipal de Curitiba poderá indicar emendas parlamentares de R$ 800 mil no próximo Orçamento, a ser votado até o final do ano. Mas por pouco esse valor não caiu para R$ 300 mil. Alguns vereadores influentes na casa legislativa tentaram indicar parte dos R$ 30 milhões devolvidos na semana passada à prefeitura para obras que beneficiassem as bases eleitorais deles. O secretário de Governo, Luiz Fernando Jamur interveio e evitou a manobra. A fome de garantir recursos irritou o baixo clero, que taxou com palavras desagradáveis o líder do prefeito Rafael Greca (PMN), Pier Petruzziello. A posição de Jamur o consolidou perante Greca, ao evitar uma rebelião em curso.