Arquivos da categoria: Eleição em Londrina

Indefinição de Kireeff quanto a candidatura cria suspense em bloco empresarial

1 novembro, 2015 às 13:59  |  por Fernando Tupan

Do Fabio Silveira

A indecisão do prefeito Alexandre Kireeff (PSD) quanto a ser ou não ser candidato à reeleição coloca em suspenso a sucessão municipal. Como Kireeff é o único nome capaz de manter o apoio do bloco empresarial que se uniu em torno dele, uma eventual desistência pode provocar rachaduras irreparáveis. Rachaduras que pode ser traduzida em candidaturas (no plural).

Sem Kireeff, empresários recentemente filiados a partidos políticos podem se colocar como candidatos a prefeito. O problema é que, além de não terem o capital político que Kireeff passou a ter, é difícil encontrar um nome que unifique o grupo.

PT ainda não sabe que apito vai tocar em 2016

27 outubro, 2015 às 10:00  |  por Fernando Tupan

Do Cláudio Osti

E a reunião do PT de Londrina, ocorrida no sábado, resolveu que precisam de uma nova reunião pra resolver. Acontece que o atual presidente do partido na cidade, o advogado Gerson da Silva, foi nomeado defensor público e precisa deixar o cargo de presidente do PT.

Ele imaginava que haveria consenso em torno de um nome. Não houve. Tudo indicava que o cargo de presidente ficaria com Tania Maria Correia, assessora da vereadora Lenir de Assis. Porém, surgiu uma outra interessada na presidência. O nome dela é Irene Jesus Macena, conselheira tutelar e petista de primeira hora.

Para que não houvesse confronto, ficou marcada uma nova reunião para o dia 6.

Relator apresenta rascunho da reforma política

14 maio, 2015 às 11:45  |  por Fernando Tupan

O relator da reforma política em tramitação na Câmara, deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), dá os primeiros sinais de como pode ser o novo arranjo do sistema político brasileiro. Ele apresentou nessa terça-feira (12), na comissão especial sobre o tema, parecer em que defende o fim da reeleição, mandato de cinco anos para todos os cargos e, ao contrário do que pediam entidades e movimentos sociais, mantém, mesmo com restrições, o financiamento privado de campanha. O relatório estabelece também a mudança do sistema eleitoral para os cargos de vereador e deputado para o distritão, no qual vencem os candidatos mais votados. As informações são do O Estado de Minas. Continuar lendo

Advogados só querem ‘boquinha’ com Defensoria, diz Requião.

19 setembro, 2014 às 17:06  |  por Fernando Tupan

1109-requiaoRoberto Requião

No debate da rádio Celinauta, ontem, o senador Roberto Requião (PMDB) repetiu uma tese polêmica: Defensoria Pública (responsável pela defesa de quem não tem dinheiro para pagar um advogado), a rigor, não serve para nada. Quem briga por ela são advogados desempregados de olho numa “boquinha”.

Queria explicar porque não implantou a Defensoria (criada por Beto Richa em 2011) e porque não pretende atender, se for eleito governador, os pleitos pelo aumento da Defensoria. Advogados indignados com o descaso do senador com a Defensoria notaram que ele não disse uma palavra sobre o auxílio-moradia para os juízes. Uma benesse que irriga a conta até dos meritíssimos que já tem casa própria na cidade.

O silêncio de Requião sobre o auxílio-moradia é visto pelos causídicos como sinal de uma coisa bem evidente. O próprio senador desfruta de uma benemerência difícil de explicar: uma aposentadoria de ex-governador de R$ 26,5 mil (seis vezes o piso do INSS) e que o vetusto político, com sua incontrolável língua de trapo, que o leva a responder seguidos processos por calúnia, difamação e injúria, não quer correr o risco de desagradar os meritíssimos.

Dificuldade de relacionamento de Gleisi com outros partidos

27 maio, 2014 às 11:00  |  por Fernando Tupan

Tiago Gevert

Tiago Gevert

As relações entre o PT e o PSC em Curitiba estão desgastadas. Na inauguração do viaduto do Boqueirão, no sábado, o vereador Tiago Gevert não cumprimentou a pré-candidata ao governo do Paraná, Gleisi Hoffmann. Gleisi estendeu a mão, mas o social cristão não viu ou fez que não viu. Deixando a pré-candidata balançando a mão. Alguns políticos brincaram que ele poderia ter brincado de pingue pong e a mão dela servindo de rede. A petista fechou a cara e odiou ter sido ignorada pelo parlamentar curitibano. A postura de Gevert mostra que o Partido dos Trabalhadores terá um longo e difícil caminho até que consiga emplacar um nome de simpatia dos políticos paranaenses. Principalmente após os últimos escândalos do governo Dilma Rousseff.

Richa convida Galdino para integrar chapa tucana

2 abril, 2014 às 08:00  |  por Fernando Tupan

Galdino2

A foto do mestre Orlando Kissner é de janeiro, mas foi dessa forma que o vereador Professor Galdino (PSDB) reagiu ao ser convidado pelo governador Beto Richa (PSDB) a integrar a chapa dos candidatos tucanos à Assembleia Legislativa. Galdino disse que deve aceitar o desafio.

Base Popular prega boicote na eleição do PMDB de Curitiba

21 fevereiro, 2014 às 11:00  |  por Fernando Tupan

Roberto Requião e Professor Altino

Roberto Requião e Professor Altino

A convocação da “Base Popular” para militantes não comparecerem a convenção do dia 23 de fevereiro do PMDB curitibano mostra que a aposentadoria de Roberto Requião deve estar mais próxima do que era imaginado. Sem apoio desse grupo comandado por Professor Altino, existe o risco do grupo do ex-governador ficar com menos de 20% dos votos. Caso o índice não seja alcançado, nenhum representante da chapa de João Arruda terá direito a participar da Executiva Municipal.

PT negocia vaga no Senado no Paraná

24 outubro, 2013 às 08:00  |  por Fernando Tupan

PT negocia vaga no Senado no ParanáAndré Vargas

O PT está negociando com os partidos aliados para ceder a única vaga para o Senado no Paraná. O sonho de trocar de plenário no Congresso Nacional do deputado federal e vice-presidente da Câmara Federal, André Vargas, terminou.  O partido tem preferência para negociar com o PMDB, PTB, PP, PR, PDT e PCdoB. A iniciativa é para evitar que partidos da base aliada se coliguem com o PSDB de Aécio Neves ou o PSB de Eduardo Campos.  Eduardo Sciarra (PSD), que vem paquerando a vaga de senador em uma chapa com a ministra Gleisi Hoffmann, por enquanto está em segundo plano e também está correndo para se viabilizar através de outros caminhos. Mas pelo jeito só restará a ele sair à reeleição. Assim como Vargas.

Pier faz bullying com Galdino ao comparar Centro Pop com campo de concentração

3 setembro, 2013 às 10:18  |  por Fernando Tupan

Pier se irrita com Galdino ao comparar Centro Pop com campo de concentraçãoPier

O petebista Pier, que disputa a indicação de líder na Câmara Municipal de Curitiba do prefeito Gustavo Fruet, no lugar do petista Pedro Paulo, adotou um estilo agressivo na tribuna. Tentou desmerecer o vereador Professor Galdino falando que ele não conhecia o que era campo de concentração por utilizar o termo para definir o Centro Pop do Boqueirão. Ironicamente ele disse que o tucano deveria visitar um Museu do Holocausto nas cidades de Boston e Washington. Galdino deu o troco. Afirmou que viveu dez anos na Europa, tendo morado inclusive na Alemanha, onde visitou campos de concentrações e conheceu os horrores que os judeus passaram na 2ª Guerra Mundial nas mãos de Hitler. Mas também provocou Pier, falando que ele teria idade para ser o pai dele. Se fosse daria um corretivo nele. Pier apenas sorriu pela alfinetada.

2012, o pior ano do século na opinião de Aécio Neves

18 dezembro, 2012 às 06:00  |  por Fernando Tupan

O senador Aécio Neves criticou a condução da política econômica do governo Dilma Roussef em artigo para o jornal Folha de São Paulo. Segundo o tucano, 2012 foi o pior ano deste século.

Desde que o século 21 começou, a economia brasileira vive o seu pior ano: dados do PIB apontam, no terceiro trimestre, um crescimento de apenas 0,7% em relação ao anterior e indicam que fecharemos 2012 no patamar de 1%.

A inflação em alta superou o centro da meta e as projeções indicam que tende a crescer ainda mais. Os investimentos continuam em queda livre.

Continuar lendo

A dúvida entre a FAS e a secretaria de Comunicação

14 dezembro, 2012 às 15:14  |  por Fernando Tupan

O prefeito Gustavo Fruet está descascando um problema em casa. A esposa, a jornalista Márcia Oleskovicz Fruet, não está querendo assumir a FAS e espera ser a escolhida para a secretaria de Comunicação, pasta que poderia gerir melhor e cuidar da própria imagem do marido. A indicação é perfeita para Fruet, já que Márcia tem um ótimo trânsito nos meios de comunicação impressa e televisiva.

Redefinição de forças

1 novembro, 2012 às 06:45  |  por Fernando Tupan

As eleições chegaram ao fim. Temos um novo prefeito em Curitiba e 38 vereadores. O momento agora é de se alinhar com um futuro. Estarei participando desse novo momento político em Curitiba e a partir de amanhã estarei cuidando apenas do blog do Tupan.

A carga de trabalho me motivou a ficar apenas com o blog. Nos últimos 4 meses foram 16 horas de trabalho diário, de domingo a domingo, entre preparação de matérias, conversas, telefonemas e leituras. Adorei o que fiz. Em alguns momentos fui acusado de defender um candidato, depois outro e assim por diante.

O blog continuará contando os bastidores da política curitibana e paranaense, de um ponto de vista ácido e sem a preocupação de olhar para o lado direito ou para o lado esquerdo. Vou continuar analisando todas as redefinições de forças e as consequências dos movimentos nos bastidores. Esse não é o último adeus. Vai ser o primeiro. Logo estarei de volta.

Leia mais na Coluna do Tupan

Barbosa Neto vai ficar neutro no segundo turno em Londrina

11 outubro, 2012 às 18:19  |  por Fernando Tupan

Do blog Paçoca com Cebola

E o PDT de Londrina vai ficar neutro no segundo turno da  eleição na cidade. O presidente municipal do PDT, Barbosa Neto, diz que nenhum dos dois candidatos representam os ideários do Trabalhismo e tão pouco estão comprometidos com as conquistas que a população de Londrina obteve no mandato de Barbosa. “Eles representam projetos antagônicos ao nosso”, defendeu Barbosa.

Governo não leva petista a segundo turno em Londrina

11 outubro, 2012 às 17:17  |  por Fernando Tupan

Da Revista Época

Nem mesmo a força de três importantes ministros do governo Dilma conseguiu evitar o fiasco da candidatura da ex-ministra do Desenvolvimento Social do governo LulaMárcia Lopes (foto), que ficou fora do segundo turno em Londrina. Irmã do secretário geral da presidência, Gilberto Carvalho, Márcia também contou com o empenho do casal de ministros Paulo Bernardo, das Comunicações, e Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, que foram várias vezes à cidade fazer campanha. Márcia só conseguiu 14% dos votos e o PT perdeu três dos quatro vereadores que tinha no principal reduto de Bernardo, de Gleisi e do secretário Nacional de Comunicação do PT, deputado André Vargas.

O calvário da eleição curitibana: o lixo

9 outubro, 2012 às 15:24  |  por Fernando Tupan

O grupo Vassoura Apartidária se reuniu na noite de segunda-feira para fazer um balanço da operação Mutirão Vassoura 1º turno. A conclusão dos participantes é de que a ação surtiu efeitos acima do esperado com a entrega do material recolhido ao Ministério Público Eleitoral e o pedido de abertura de inquérito. Nesta terça-feira, com auxílio do Comitê 9840, os integrantes irão continuar se articulando visando o trabalho para o 2º turno.

Continuar lendo