Arquivos da categoria: Política em Curitiba

Justiça derruba liminar de Kátia Dittrich

15 dezembro, 2017 às 14:51  |  por Fernando Tupan

A Câmara Municipal de Curitiba conseguiu derrubar a liminar que impedia  o plenário da casa legislativa de discutir a cassação da parlamentar. Dittrich deve tentar um agravo. O presidente Serginho do Posto pode convocar uma sessão extraordinária para a próxima semana.

Economia escolhe nova controladora para o próximo quadriênio

13 dezembro, 2017 às 10:00  |  por Fernando Tupan

Heloise Alethea

Heloise Altheia

A partir do ano que vem a Câmara Municipal de Curitiba terá a servidora Heloise Altheia como responsável pela Controladoria do Legislativo, órgão de fiscalização interna da casa de leis. A eleição ocorreu ontem, durante a reunião da Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização. Altheia substituirá Carlos Niemeyer na função, após vencer no segundo turno a contadora Jussana Marques.

Sessão para decidir pela cassação ou não de Katia Dittrich será em fevereiro

13 dezembro, 2017 às 09:00  |  por Fernando Tupan

Palácio Rio Branco

Caso a Câmara Municipal de Curitiba consiga revogar a decisão que suspendeu a sessão de hoje, a nova, para avaliar a situação de Katia Dittrich (sem partido), só deverá ocorrer em fevereiro, após o fim do recesso parlamentar. A pressão da sociedade civil vem deixando a casa legislativa em situação difícil. Os vereadores são constantemente questionados para saber quando Dittrich irá deixar o parlamento municipal. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

Câmara de Curitiba irá tentar derrubar a liminar de Katia Dittrich

13 dezembro, 2017 às 08:00  |  por Fernando Tupan

Serginho do Posto

Serginho do Posto

O presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Serginho do Posto (PSDB), disse que a casa legislativa irá tentar derrubar a liminar obtida por Katia Dittrich. Hoje, o vereador irá se reunir com a Procuradoria Jurídica para autorizar os procuradores a iniciar a petição visando revogar a decisão. Uma das justificativas do advogado de Katia Dittrcih (SD) para pedir a suspensão é de que o processo demorou mais de 90 dias para anunciar o veredito. O defensor da cachorreira alegou que a contagem deveria ser de dias corrida. Em todos os processos abertos no passado, sempre foram contados os úteis, como no judiciário.

Kátia Dittrich ganhou sobrevida, mas conseguirá resistir ao TRE-PR

13 dezembro, 2017 às 07:00  |  por Fernando Tupan

kátia dittrich

Kátia Dittrich (sem partido) deve ter ficado doente na semana passada, quando recebeu o comunicado de que tinha sido expulsa do Solidariedade. Ficou furiosa e não quis receber o ofício. Também não gostou de saber que a legenda, através do diretório nacional, irá requerer o mandato dela assim que terminar o recesso do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). Dittrich cometeu um pecado original ao dar a mão para a corrupção. Agora, tudo aquilo que arrecadou, deverá gastar com advogados e os companheiros da causa animal vão compara-la a José Dirceu, Luiz Inácio Lula da Silva, Eduardo Cunha e Sérgio Cabral. Não mais a uma cachorreira. O Brasil mudou. O Ministério Público do Paraná (MP-PR) está seguindo o mesmo caminho do Federal e a trilha da desonestidade está sem lugar na política.

“Doente”, vereadora Kátia Diittrich consegue adiar julgamento

12 dezembro, 2017 às 20:55  |  por Fernando Tupan
Kátia Dittrich
Do Porém.net
A vereadora Kátia Diittrich, ex-Solidariedade, não será julgada mais nesta quarta-feira, na Câmara Municipal de Curitiba. Suspeita de ficar com parte dos recursos de seus funcionários no legislativo, ela conseguiu uma liminar suspendendo o processo. Na decisão do Tribunal de Justiça do Paraná, Kátia, que chegou a ser internada no Hospital Ônix, alega que teve direito de defesa cerceado. Em nota, o presidente da Câmara Municipal, Serginho do Posto (PSDB) disse que vai acatar a decisão.

Câmara de Curitiba acata emendas à LDO 2018

12 dezembro, 2017 às 19:23  |  por Fernando Tupan

A Câmara Municipal de Curitiba acatou as adequações à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018, aprovada no final de junho. Na sessão, os vereadores também admitiram as 118 emendas à matéria levadas a plenário. Sete proposições são coletivas e as demais foram apresentadas individualmente, todas por parlamentares. A atualização da LDO 2018 reduz em R$ 200 milhões a estimativa de receita total – de R$ 8,9 bilhões para R$ 8,7 bilhões, valor que consta na LOA 2018. A matéria também traz modificações quantitativas em 40 metas físicas da lei. Das emendas assinadas, uma delas possibilita a compra de equipamentos para os hospitais do Trabalhador, Evangélico, Santa Casa, Erasto Gaertner e de Clínicas Em outra emenda, proposta por cinco parlamentares, a preocupação é acrescentar duas unidades a uma meta física referente à transferência de recursos às entidades privadas que atuam na área de assistência social à criança e ao adolescente.

ISS vai diminuir nas operações de leasing?

12 dezembro, 2017 às 09:00  |  por Fernando Tupan

Noemai Rocha

A vereadora Noêmia Rocha (PMDB) criticou a aprovação do aumento do ISS para os planos de saúde. O que ela não entendeu foi porque a prefeitura deseja a diminuição do valor do imposto nas operações de leasing. Noêmia acusou o prefeito Rafael Greca (PMN) de estar tentando beneficiar os grandes conglomerados financeiros e penalizar a classe média da capital paranaense. O líder do prefeito, Pier Petruzziello (PTB), não tocou no assunto o que indignou a oposição.   (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

Katia Dittrich será julgado amanhã na Câmara de Curitiba

12 dezembro, 2017 às 08:00  |  por Fernando Tupan

kátia dittrich

A sessão de amanhã da Câmara Municipal de Curitiba será um divisor na história política local. O curitibano conhecerá quem são os verdadeiros vereadores, aqueles que alisarão a cabeça de Katia Dittrich (sem partido) e os parlamentares que fugiram da  responsabilidade, com medo que fossem denunciados pela acusada. Sim, na rádio corredor do Palácio Rio Branco e do 29 de Março, um vereador de oposição confirmou que ela teria feito a afirmação. Agora resta ao Ministério Público do Paraná (MP-PR) esperar e ter a relação dos omissos e investigar, quebrando o sigilo de todos os comissionados para saber quais responderão por improbidade.

Câmara de Curitiba não deverá ter recesso

11 dezembro, 2017 às 11:00  |  por Fernando Tupan

Palácio Rio Branco

Os vereadores da Mesa Executiva da Câmara Municipal de Curitiba quando são questionados pelos servidores e comissionados sobre o recesso de janeiro estão sendo orientados a pressionar o presidente do Sindicato dos Servidores da Câmara Municipal de Curitiba, Luiz Andrade. Explicam que o motivo de não darem o período do recesso este ano é uma denuncia do SindiCâmara ao Ministério Público do Paraná (MP-PR).

Câmara de Curitiba ensina como assediar moralmente sem ser pego

11 dezembro, 2017 às 09:00  |  por Fernando Tupan

Assédio moral

No final do mês passado houve um curso voltado para as chefias da Câmara Municipal de Curitiba, onde o assunto era assédio moral… Os chefes foram orientados sobre o que caracteriza assédio moral… Segundo um dos participantes, um procurador do município que estava no local ensinou formas sobre como descaracterizar o assédio moral legalmente… Com frases como o ônus da prova é de quem acusa… Nem tudo é assédio moral… Que gravações de celular não valem como prova… E coisas assim… E a chefe da procuradoria jurídica da CMC disse que é preciso acabar com a máxima de que tudo é assédio moral… O curso não passou de uma aula camuflada sobre como assediar moralmente sem ser pego… Pois nem o sindicato dos servidores da câmara foi convidado a participar.

 

 

 

Absolvição de Kátia Dittrich poderá aumentar número de vereadores investigados pelo MP-PR

11 dezembro, 2017 às 08:00  |  por Fernando Tupan

Kátia-Dittrich4

Katia Dittrich

Membros do Ministério Público do Paraná (MP-PR) estão torcendo para que a vereadora Kátia Dittrich (sem partido) escape da cassação na Câmara Municipal de Curitiba. Assim o grupo poderá ter ideia quais são os vereadores que podem estar fazendo maracutaia com o salário dos indicados do gabinete. Aqueles que não compareceram a votação ou que votarem pela absolvição de Dittrich serão os primeiros a terem os sigilos bancários dos funcionários quebrados. Denúncias foram feitas no MP-PR de que em dias de pagamento, vários comissionados sacam quantias fixas.

Veredito de Kátia Dittrich poderia ter sido outro

11 dezembro, 2017 às 07:00  |  por Fernando Tupan

Osias Moraes

Osias Moraes

Por muito pouco a vereadora Kátia Dittrich (sem partido) não foi beneficiada na Comissão Processante da Câmara Municipal de Curitiba. Na sexta-feira, o relator Osias Moraes (PRB), investigado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) por manter um funcionário fantasma no gabinete, pediu apenas uma suspensão apenas para a parlamentar. Toninho da Farmácia (PDT) quase acompanhou o voto de Moraes. Durante a discussão do relatório foi convencido por assessores para mudar o voto. Evitou um desgaste desnecessário para o mandato pelos próximos anos. Acompanhou o parecer do presidente Cristiano Santos (PV). Possivelmente amanhã uma decisão será tomada no plenário.

Aprovado relatório que indica cassação de Katia Dittrich

10 dezembro, 2017 às 14:14  |  por Fernando Tupan

Da Agência Câmara de Curitiba

A Comissão Processante decidiu pela procedência da denúncia contra a vereadora Katia Dittrich, que poderá ter o seu mandato cassado pelo plenário da Câmara de Curitiba. A decisão, anunciada nesta sexta-feira (8), não foi unânime. O voto do relator, vereador Osias Moraes (PRB), foi de que a parlamentar, acusada de exigir a devolução de parte dos salários de ex-servidores lotados em seu gabinete, fosse suspensa por 90 dias. No entanto, venceu o voto em separado do presidente do colegiado, Cristiano Santos (PV), acompanhado de Toninho da Farmácia (PDT). Eles entenderam que houve quebra de decoro parlamentar e que, por isso, caberá ao plenário decidir se o mandato de Katia deve ou não ser cassado.

Continuar lendo

Aroldo Martins assume PRB de Curitiba

8 dezembro, 2017 às 06:00  |  por Fernando Tupan

Do Fábio Campana

O bispo Aroldo Martins assumiu a presidência do PRB em Curitiba, acumulando agora com a vice-presidência da executiva estadual. Martins passou no mês passado comando do partido no Paraná ao advogado Valdemar Jorge e o PRB se abriu a novos segmentos políticos para aumentar consideravelmente a participação da sigla no cenário estadual. Nomes importantes do empresariado paranaense estão sendo cogitados para integrar o partido. Com a presidência do partido em Curitiba, Aroldo Martins juntamente com o vereador da capital, Osias Moraes formam uma frente política para agilizar as ações do PRB na capital.