Arquivos da categoria: Política Internacional

Como se faz

18 outubro, 2017 às 05:00  |  por Fernando Tupan

Do Carlos Brickman

As investigações sobre corrupção no Brasil ocorreram também em Portugal, com manobras casadas e sócios ultramarinos. Mas, em Portugal, sem delações premiadas, a acusação é completa e não dá margem à criação de vítimas (http://wp.me/p6GVg3-41C). Atingiu do banqueiro Ricardo Salgado (Banco Espírito Santo) a José Sócrates, preso enquanto era primeiro-ministro. Sócrates se diz perseguido mas ninguém lhe dá bola. Juiz e procurador podem andar tranquilos pelas ruas, sem ser reconhecidos.

A ditadura venezuelana agoniza

8 outubro, 2017 às 19:38  |  por Fernando Tupan

Yan Boechat e Karla Calderon, Época

“Era bem cedo e estávamos tomando café da manhã quando ele engasgou. Tossiu um pouco e começou a vomitar. Primeiro vieram pedaços de pão; depois, o sangue. Bastante sangue. Desde que não conseguimos mais comprar o remédio de que ele precisa tem sido assim. As varizes que ele tem no esôfago não suportam a pressão do sangue, se rompem e ele vomita sangue. Eu não consigo encontrar esse propranolol desde o ano passado. De vez em quando, alguém nos dá uma cartela e ele toma, mas é raro. Os médicos já me avisaram que, se eu não conseguir os remédios, ele pode morrer. A veia pode se romper e ele ter uma hemorragia. Pode morrer dormindo. Eu sei que ele tem um pé aqui na Terra e o outro no Céu. Isso nem é o pior. O pior é quando ele tem dores e chora. Dou remédio para febre, que é o único que tenho. Aí torço para ele dormir, para cansar da dor e dormir. Passo a noite fazendo carinho na barriga dele, no peito, é tudo que eu posso fazer para diminuir a dor. Algumas vezes funciona. Em outras, não.”

Continuar lendo

Terrorista deve ser punido

5 outubro, 2017 às 11:37  |  por Fernando Tupan

Do Cláudio Humberto

A deputada ítalo-brasileira Renata Bueno reforçou a necessidade da extradição do terrorista italiano Cesare Battisti, preso ontem na fronteira tentando fugir do Brasil. Criminoso comum, do tipo cruel, recebeu do ex-presidente Lula tratamento de “perseguido político” e ganhou asilo.

Justiça do Equador decreta prisão preventiva do vice-presidente Jorge Glas

3 outubro, 2017 às 16:22  |  por Fernando Tupan

Corte Nacional de Justiça do Equador decretou nesta segunda-feira (2) a prisão preventiva do vice-presidente do país, Jorge Glas, atendendo a pedido da Promotoria-Geral por causa do suposto envolvimento do político no esquema de pagamento de propina da construtora brasileira Odebrecht. O juiz Miguel Jurado também determinou a prisão preventiva de Ricardo Rivera, tio do vice-presidente, acusado pelo crime de associação ilícita. As informações são do G1.

Bolívia anuncia 5 dias de homenagem ao “Che”, após meio século de sua morte

3 outubro, 2017 às 02:21  |  por Fernando Tupan

O presidente boliviano Evo Morales anunciou nesta segunda-feira (2/10) cinco dias de homenagens, entre os dias 5 a 9 de outubro, a Ernesto “Che” Guevara, pelo 50º ano desde a sua execução na selva boliviana. O mandatário declarou que os atos prestados em honra ao ex-guerrilheiro contarão com a presença de militares, que o derrotaram e executaram em 1967.

Continuar lendo

Requião enriqueceu o Paraguai

15 setembro, 2017 às 06:00  |  por Fernando Tupan

Marcos Tosi, Gazeta do Povo

Um político brasileiro, que ironicamente é considerado persona non grata no Paraguai, está entre os que mais contribuíram para a onda de progresso econômico vivida pelo país vizinho nos últimos anos. Quando era governador do Paraná, em outubro de 2003 Roberto Requião assinou um decreto proibindo a exportação de produtos transgênicos pelo Porto de Paranaguá. Da noite para o dia, centenas de caminhões paraguaios repletos de soja ficaram à deriva, sem ter onde despejar as cargas.

Continuar lendo

Operação venezuelana

11 setembro, 2017 às 15:23  |  por Fernando Tupan

Do O Antagonista

A PF está nas ruas hoje para cumprir mandados da Operação Venezuela. Os crimes investigados são lavagem de dinheiro e organização criminosa com atuação no Rio Grande do Sul. Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e 6 pessoas estão sendo alvos de condução coercitiva. “As investigações tiveram início com base em procedimento fiscal da Receita Federal que identificou pessoas jurídicas no RS e em SP realizando transações financeiras atípicas, supostamente no exercício de atividade de intermediação de exportação de máquinas e implementos agrícolas do Brasil para a Venezuela.

Continuar lendo

Propina institucionalizada

31 agosto, 2017 às 15:30  |  por Fernando Tupan

Do Hlucas

Se temos reclamado da corrupção no Brasil, ir ao Paraguai nos dá uma sensação diferente. Lá, a propina é institucionalizada e acontece com o conhecimento de todos. No Brasil, o corrupto fica à espreita, aguardando o momento de aproveitar o dinheiro público. Embora negativa em todas as circunstâncias, a grande diferença é que a ciência da propina do outro lado permite planejar o custo sem todos os danos indiretos com a intensidade como acontece aqui.

Continuar lendo

Maduro nos representa, diz MST

10 agosto, 2017 às 14:28  |  por Fernando Tupan

O líder do MST, João Pedro Stédile, apoia o governo de Nocolas Maduro na Venezuela. Apoia ainda a assembleia constituinte, ataca a burguesia golpista e a provável intervenção dos EUA no país.

O apoio ao golpe de Nicolás Maduro é a página mais vergonhosa da história do PT

31 julho, 2017 às 17:27  |  por Fernando Tupan

Andrei Roman

Desde o impeachment da Dilma Rousseff, o PT vem reafirmando sistematicamente o discurso do golpe. Confesso que é um discurso que até ontem não tinha levantado em mim uma forte emoção. Concordei desde o começo em aceitar o termo como uma figura de estilo: ao final das contas, Dilma caiu “apunhalada” nas costas por antigos aliados, os crimes imputados a ela sendo somente um pretexto para tirá-la do cargo. Do mesmo jeito que alguém pode usar a palavra “apunhalar,” é então possível falar em um golpe. Mas preferi fazer abstração do argumento mais audacioso que o impeachment causou uma quebra no processo democrático. Apesar do combate legítimo em torno da constitucionalidade do processo, construído com inteligência e elegância por José Eduardo Cardozo, o impeachment da Dilma não nos levou para a instauração de uma ditadura. Os votos que levaram a atual configuração do Congresso, por mais corrupto e imoral que ele provou-se ser, não vieram de extraterrestres. Há portanto um óbvio exagero na insistência no discurso do golpe. Considerei desde o começo que é um daqueles exageros naturais no combate ideológico e fiz questão de não me meter neste debate em público ou em privado. Acreditei que, ao agir dessa forma, o PT está exercitando o seu papel legítimo, como o partido de maior expressão popular da história brasileira, de articular um discurso, sempre bem-vindo, na defesa da democracia.

Continuar lendo

Voo internacional venezuelano em Maringá

26 julho, 2017 às 08:03  |  por Fernando Tupan

Jatinho venezuelano

O blogueiro Angelo Rigon contou que, na segunda-feira, o Aeroporto Regional de Maringá recebeu um voo internacional de cargas, que fez procedimentos aduaneiros. Vale lembrar que a o Silvio Name Junior não tem aduana.Como passageiro, um ministro da Venezuela e uma carga desconhecida. Ele teria ficado na cidade canção até terça-feira. A questão agora é para entender o que o político foi fazer na cidade paranaense.

Uruguai começa a venda em farmácias de maconha para consumo recreativo

19 julho, 2017 às 15:31  |  por Fernando Tupan

A partir de hoje, os 3,4 milhões de habitantes do Uruguai já podem encontrar nas farmácias do país pacotes com maconha para uso recreacional. A droga legalizada, produzida por duas companhias privadas escolhidas pelo governo em uma licitação pública, será vendida a 187,04 pesos (R$ 20,61) para cada 5 gramas, preço similar ao praticado no mercado ilegal. As informações são de Murillo Ferrari no Estadão.

Continuar lendo

Acordo com a Suíça permite repatriação de US$ 1,5 milhão aos cofres brasileiros

30 junho, 2017 às 18:26  |  por Fernando Tupan

Uma ação de cooperação com a Suíça permitiu a repatriação aos cofres públicos brasileiros de US$ 1,5 milhão recebidos de forma ilícita por um dos investigados na Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. A repatriação foi confirmada nesta semana. O valor estava depositado em um banco suíço, em contas de empresas offshores controladas por João Carlos de Medeiros Ferraz, que fechou acordo de colaboração premiada em 2015. Segundo o Ministério da Justiça, o recurso foi obtido por meio de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. As informações são da Agência Brasil.

A nova revolução

16 junho, 2017 às 07:00  |  por Fernando Tupan

A Lava-Jato revela o divórcio entre a elite política e a sociedade, entre os partidos e os eleitores, num momento em que a nossa economia e o Estado brasileiro precisam se reinventar

do blog do Azedo

A clássica divisão entre esquerda e direita que pautou a política desde a Revolução Francesa, fazendo com que essas forças se revezassem no poder, foi sepultada no seu país de origem, avisa o professor da UFRJ Marcos Cavalcanti, no “textão” que postou para os amigos do Facebook. “Foi um tsunami. A direita sofreu a maior derrota eleitoral da sua história e deverá ter apenas 70 deputados. A extrema direita (Front Nacional, de Marine Le Pen) deverá ter apenas 10 deputados. Já a esquerda foi dizimada. O PS (partido que estava no poder) teve menos de 10% dos votos e não deverá fazer nem 40 deputados. A “nova esquerda”, a France Insoumise teve menos votos que o Front Nacional e, mesmo aliada ao PCF (Partido Comunista Francês), fará menos de 15 deputados…”

Continuar lendo

PF investiga ex-governador espanhol por desvio 21 milhões de euros

14 junho, 2017 às 06:00  |  por Fernando Tupan

A Polícia Federal deflagrou a operação IGNATUS* para cumprir nove mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. A operação é feita em conjunto com o Ministério Público Federal e em cooperação internacional com autoridades espanholas. A investigação em curso no Juízo de Instrução de Madri aponta a existência de uma organização criminosa encabeçada pelo ex-Presidente da Comunidade Autônoma de Madri, Jaime Ignacio González, cargo equivalente ao de Governador no Brasil, responsável pela administração no período de setembro de 2012 a junho de 2015. As informações são do Correio Braziliense.

Continuar lendo