Igrejas

27 setembro, 2017 às 11:00  |  por Fernando Tupan

Do Bem Paraná

A comissão de Economia da Câmara Municipal de Curitiba decidiu ontem devolver ao autor o projeto assinado pelo vereador Thiago Ferro (PSDB) e outros dez parlamentares da bancada evangélica da Casa, que pretendia estender para as igrejas que funcionam em imóveis alugados, a isenção do pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) já oferecida para entidades religiosas instaladas em imóveis próprios. O relator, vereador Bruno Pessuti (PSD) justificou a devolução sob o argumento de que a proposta não prevê o impacto da isenção nas contas do município.

Pessuti também destacou parecer da Procuradoria Jurídica da Câmara apontando que a proposta “fragiliza ainda mais a arrecadação de receitas do município, que vive um drama fiscal grave”, e que o projeto “carece do estudo do impacto econômico da renúncia de receita e não traz a indicação pormenorizada da fonte de compensação de recursos”. Na semana passada, os vereadores aprovaram projeto apresentado pelo prefeito Rafael Greca (PMN) que desvincula a cobrança da taxa do lixo do IPTU. A medida atinge 443 mil imóveis, incluindo igrejas que funcionam em imóveis próprios e são isentas do pagamento do IPTU.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>