Ministro Moreira Franco condena cartel nos postos de combustíveis

9 fevereiro, 2018 às 05:00  |  por Fernando Tupan
O ministro Moreira Franco, da Secretaria Geral da presidência, condenou  em sua conta no Twitter, a ação cartelizada das corporações do setor de combustíveis. Ele afirmou que o governo acionou o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) contra o cartel de postos de gasolina. “Queremos que a queda de preços da Petrobrás chegue aos consumidores. Não podemos assistir de mãos atadas à atuação cartelizada das corporações do setor em prejuízo da população”, escreveu o ministro.  As informações são do Correio Braziliense.
Para o ex-presidente do Cade, Ruy Coutinho, o mais difícil é provar a existência de um cartel, já que há uma série de condições do mercado que refletem na oferta e na demanda. “Precisamos levar em consideração, por exemplo, que o mercado de combustíveis é marcado por uma similaridade de preços e isso isoladamente não pode ser considerado cartel. É preciso um comportamento paralelo maior das associações, sindicatos, postos”, explicou.
Coutinho destacou que a similaridade constante de preços deve funcionar como um sinal amarelo para que o Cade faça um acompanhamento mais refinado dos agentes de combustíveis. “Pode ser que esteja havendo esse movimento ou não, mas acho que é preciso aperfeiçoar os instrumentos de investigação”, completou.
A assessoria de comunicação social do Cade informou que, até a tarde de ontem (6/2), não foi protocolada consulta ou petição a respeito do assunto.
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>