Novo diretor geral da Câmara de Londrina responde processo por improbidade

9 fevereiro, 2018 às 07:00  |  por Fernando Tupan

Do Cláudio Osti

O novo diretor geral da Câmara, Mark Sandro Sorprezo de Almeida, nomeado pelo presidente interino da Casa, vereador Ailton Nantes, responde a processo de improbidade administrativa na Justiça por suposta irregularidade em licitação para compra de marmitas no município de Rolândia (Região Metropolitana de Londrina). Trata-se de uma ação civil pública protocolada pelo MP (Ministério Público) em setembro de 2015, contra Almeida e o ex-prefeito de Rolândia Jonny Lemman, que pede a devolução de R$ 155 mil aos cofres do município. A informação é do jornalista Guilherme Marconi, da Folha de Londrina. Ele é foi alvo também de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), conhecida como ‘CPI da Marmita’, aberta pela Câmara de Rolândia em 2012.

Seu Ailton Nantes, você realmente não encontrou outra pessoa capacitada para dirigir a Câmara? Ou nomeou o cara porque gosta de emoções fortes? Ou ainda não pesquisou sobre o passado do novo contratado?

Pior, é a mania de achar que ninguém vai questionar. Almeida era chefe de gabinete de Nantes, mas, como ficava só no gabinete, “el pueblo” meio que deixou pra lá. Mas enquanto diretor geral da Câmara, Mark Sandro Sorprezo de Almeida deveria sim ter um curriculo sem questionamentos.

Pior 2, o vereador Ailton Nantes, também se transformou num político fujão, ele se recusou a dar entrevistas sobre a nomeação, apenas uma nota para a imprensa dizendo que a nomeação atendeu as normas da Casa.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>