JK foi morto por provável atentado, diz Comissão da Verdade de Minas

14 dezembro, 2017 às 07:00  |  por Fernando Tupan

A Comissão da Verdade em Minas Gerais (Covem) apresentou, na manhã desta quarta-feira (13), o relatório das investigações sobre as violações de direitos humanos no período da ditadura militar no estado. Um dos pontos destacados no documento foi a conclusão de que o ex-presidente Juscelino Kubitscheck provavelmente foi assassinado. Mais de 40 anos depois do ocorrido, a morte de JK em um acidente na rodovia Presidente Dutra, próximo a Resende (RJ), é alvo de constantes polêmicas. A Comissão Municipal da Verdade de São Paulo concluiu por um atentado. Já a Comissão Nacional diz que foi um acidente. As informações são do Estado de Minas.

Continuar lendo

Congresso derruba veto que tornava autofinanciamento de campanhas ilimitado

14 dezembro, 2017 às 06:00  |  por Fernando Tupan
O Congresso Nacional derrubou o veto do presidente Michel Temer que permitia financiamento ilimitado de políticos para suas próprias campanhas eleitorais. Com uma margem apertada no Senado e mais de 40 votos de diferença na Câmara, os deputados e senadores mantiveram o texto da minirreforma eleitoral como aprovado no início de outubro. Os parlamentares discordaram do veto presidencial por 302 votos a 12 na Câmara, e com um placar de 43 a 6 no Senado. Para que os vetos sejam derrubados ou aceitos, é necessário o apoio de pelo menos 257 deputados ou 42 senadores.

STJ decide que os processos dos acionistas de teles estatais serão julgados individualmente

14 dezembro, 2017 às 06:00  |  por Fernando Tupan
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, nesta quarta-feira (13/12), que os processos de acionistas de empresas estatais de telecomunicações serão julgados individualmente. Com isso, as ações, que se arrastam na Justiça desde 1999, vão voltar a tramitar em todas as instâncias, postergando ainda mais o desfecho do processo, que envolve uma dívida bilionária com os clientes que compraram ações de estatais de telefonia desde a década de 1960. as informações são de Simone Kafruni, no Correio Braziliense.

Histeria contra corrupção encobre nossos reais dilemas

14 dezembro, 2017 às 06:00  |  por Fernando Tupan

Marcos Verlaine*

Há uma grita geral nos meios de comunicação sobre corrupção, que escandaliza, mobiliza e anima o debate político nacional. E, em tempos recentes, até mobilizou e levou para as ruas uma parcela expressiva dos estratos médios. Que, inclusive, serviu de combustível para afastar dois presidentes da República: Collor, em dezembro de 1992; e Dilma, em agosto de 2016. Mas, definitivamente, é preciso começar a clarear que o problema central ou principal da sociedade brasileira não é a corrupção. Essa que envolve seus três sustentáculos principais: os poderes econômico e político e setores da alta burocracia estatal-governamental. O problema é político, pois são por meio das orientações e decisões políticas que se definem as prioridades de um país e de um povo, a partir das esferas governamentais.

Continuar lendo

Marcelo Odebrecht vai para ‘nova prisão’ de 3 mil m², em São Paulo

13 dezembro, 2017 às 20:35  |  por Fernando Tupan

Na próxima terça-feira, dia 19, o empresário Marcelo Odebrecht vai ficar frente a frente com o juiz de execução penal da 12ª Vara Federal de Curitiba, Danilo Pereira Junior, e indicará ao magistrado o endereço onde vai cumprir sua prisão domiciliar.  A formalidade é o último passo para que o empreiteiro, herdeiro de uma das maiores construtoras do País, volte para casa exatos 914 dias depois de ser preso na 14ª fase da Operação Lava Jato. As informações são do Correio Braziliense.

Continuar lendo

PSDB fecha questão. DEM será o próximo

13 dezembro, 2017 às 18:34  |  por Fernando Tupan
Da Denise Ruthenburg
Aos poucos, os partidos da base vão entendendo a importância de se aprovar logo a reforma da Previdência e, com ela, garantir o discurso de recuperação econômica na eleição. O PSDB, por exemplo, que não tem tradição de fechar questão em votações tomou essa decisão hoje de manhã, de olho nos números da economia e na perspectiva de não deixar o PT repetir o discurso de 2006, quando jogou no colo dos tucanos o terrorismo da privatização. Os petistas planejam repetir essa estratégia com a reforma da previdência.

Proposta que altera regras do foro privilegiado avança na Câmara

13 dezembro, 2017 às 15:26  |  por Fernando Tupan
A Proposta de Emenda à Constituição 333/17, que altera as regras para o foro privilegiado, deu mais um passo na Câmara dos Deputados. O presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) determinou, nesta terça-feira (12/12), a criação de uma comissão para discutir o tema. O ato foi lido em plenário. O texto já foi aprovado no plenário do Senado Federal, no começo deste ano, e na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, em novembro. As informações são do Correio Braziliense.

Os gritos do vereador. Mais uma história para os anais da Câmara de Londrina

13 dezembro, 2017 às 14:26  |  por Fernando Tupan

Do Cláudio Osti

E o gritante vereador de Londrina, Jamil Janene (PP) – dificilmente ele faz uma crítica no Plenário sem gritar-, homem forte do prefeito Marcelo Belinati, subiu nas tamancas hoje na Câmara por causa da matéria publicada na Folha de Londrina sobre o “presente” de natal que pode ser dado para proprietários de grandes áreas no perímetro urbano. Aqueles benefícios que são concedidos só para quem a gente quer muiiito bem. (Veja post logo abaixo sobre o tema). Pois bem, Janene espinafrava a imprensa a plenos pulmões quando todos os jornalistas, setoristas da Câmara se levantaram e saíram do Plenário. Sem a plateia alvo, Janene, defensor do aumento do IPTU, ficou ainda mais indignado. Os jornalistas retornaram pouco depois, quando Janene não mais estava com a palavra.

Fake News podem construir um futuro muito real

13 dezembro, 2017 às 13:27  |  por Fernando Tupan

Marcelo Vitorino

Depois da eleição que colocou Donald Trump na cadeira mais importante da política ocidental, discussões sobre notícias falsas ou fake news passaram a ocorrer com maior frequência. A influência dessas notícias no resultado eleitoral estadunidense foi tão grande que, em 2016, o departamento da universidade de Oxford, responsável por elaborar dicionários, elegeu o termo pós-verdade como palavra do ano.

Filho do ex-presidente do TRE-PR quer fazer o teste das urnas

13 dezembro, 2017 às 12:30  |  por Fernando Tupan

Gilberto xisto pereira

O filho do ex-presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), Gilberto Xisto Pereira, o Gilbertinho, foi sondado para disputar uma das cadeiras da Assembleia Legislativa do Paraná. PSB, PSD, Podemos, PRTB e Solidariedade já formalizaram o convite. Xisto Filho está analisando qual será a melhor legenda, obrigatoriamente sem envolvimento com a corrupção, e que possibilite chances concretas de eleição. O único problema é que o pai, Adalberto Jorge Xisto Pereira, não vê com simpatia a candidatura, que poderia deixa-lo em uma saia justa, por ser do órgão que comanda o pleito no Paraná.

Ricardo Barros articula apoio de deputados federais para Cida Borghetti

13 dezembro, 2017 às 11:44  |  por Fernando Tupan

Cida Borghetti e Ricardo Barros

Faltando três meses e meio para a governadora em exercício, Cida Borghetti (PP), herdar definitivamente a cadeira do governador Beto Richa (PSDB) no Palácio Iguaçu, o marido, secretário de Saúde, Ricardo Barros, vem trabalhando para conquistar adesões a candidatura da esposa. Segundo um dos integrantes da bancada federal paranaense, Barros vem acenando com cargos chaves no primeiro, segundo e terceiro escalão, repetindo a tática do presidente Michel Temer (PMDB) para atrair aliados, a partir de abril. “O número é para lembrar o romancista Honoré de Balzac”, disparou o parlamentar que vazou a informação.

Economia escolhe nova controladora para o próximo quadriênio

13 dezembro, 2017 às 10:00  |  por Fernando Tupan

Heloise Alethea

Heloise Altheia

A partir do ano que vem a Câmara Municipal de Curitiba terá a servidora Heloise Altheia como responsável pela Controladoria do Legislativo, órgão de fiscalização interna da casa de leis. A eleição ocorreu ontem, durante a reunião da Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização. Altheia substituirá Carlos Niemeyer na função, após vencer no segundo turno a contadora Jussana Marques.

Sessão para decidir pela cassação ou não de Katia Dittrich será em fevereiro

13 dezembro, 2017 às 09:00  |  por Fernando Tupan

Palácio Rio Branco

Caso a Câmara Municipal de Curitiba consiga revogar a decisão que suspendeu a sessão de hoje, a nova, para avaliar a situação de Katia Dittrich (sem partido), só deverá ocorrer em fevereiro, após o fim do recesso parlamentar. A pressão da sociedade civil vem deixando a casa legislativa em situação difícil. Os vereadores são constantemente questionados para saber quando Dittrich irá deixar o parlamento municipal. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

Câmara de Curitiba irá tentar derrubar a liminar de Katia Dittrich

13 dezembro, 2017 às 08:00  |  por Fernando Tupan

Serginho do Posto

Serginho do Posto

O presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Serginho do Posto (PSDB), disse que a casa legislativa irá tentar derrubar a liminar obtida por Katia Dittrich. Hoje, o vereador irá se reunir com a Procuradoria Jurídica para autorizar os procuradores a iniciar a petição visando revogar a decisão. Uma das justificativas do advogado de Katia Dittrcih (SD) para pedir a suspensão é de que o processo demorou mais de 90 dias para anunciar o veredito. O defensor da cachorreira alegou que a contagem deveria ser de dias corrida. Em todos os processos abertos no passado, sempre foram contados os úteis, como no judiciário.

Kátia Dittrich ganhou sobrevida, mas conseguirá resistir ao TRE-PR

13 dezembro, 2017 às 07:00  |  por Fernando Tupan

kátia dittrich

Kátia Dittrich (sem partido) deve ter ficado doente na semana passada, quando recebeu o comunicado de que tinha sido expulsa do Solidariedade. Ficou furiosa e não quis receber o ofício. Também não gostou de saber que a legenda, através do diretório nacional, irá requerer o mandato dela assim que terminar o recesso do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). Dittrich cometeu um pecado original ao dar a mão para a corrupção. Agora, tudo aquilo que arrecadou, deverá gastar com advogados e os companheiros da causa animal vão compara-la a José Dirceu, Luiz Inácio Lula da Silva, Eduardo Cunha e Sérgio Cabral. Não mais a uma cachorreira. O Brasil mudou. O Ministério Público do Paraná (MP-PR) está seguindo o mesmo caminho do Federal e a trilha da desonestidade está sem lugar na política.