Tarifa cara afasta o usuário do transporte

27 setembro, 2017 às 09:00  |  por Fernando Tupan

Vermelhao

A tarifação extra do transporte coletivo é ilegal e os curitibanos não acordaram para isso. Porque mascara um aumento e engana. A Urbs e a concessionária deveriam ter pontos de vendas em diversas regiões da cidade, sem cobrança extra nenhuma. O ridículo é que a Urbs, tem um posto na Rui Barbosa e não carrega os cartões. Somente na Rodoferroviária o serviço é realizado. Nos Estados Unidos não há cobradores em muitas cidades. Mas há uma máquina para recebimento em dinheiro dentro dos ônibus. Aqueles que utilizam o metrô não pagam a mais. Na Inglaterra, se paga o cartão e se recebe o valor pago quando resolve devolver. Em Curitiba, o custo não deveria incluir o cartão do transporte e nem a taxa para recarregar. Esse custo deveria da concessionária. O usuário está sendo lesado e o Ministério Público do Paraná deveria agir para cortar esse abuso. Caso a Urbs não abra o olho, o transporte coletivo irá quebrar. Porque a passagem está fora da realidade. Da minha residência até a casa de shows “Live”, o custo de utilização do Uber é de R$ 9,23. De ônibus, o preço é de R$ 8,50. Por R$ 0,73 é melhor chamar o aplicativo. Você espera em frente de casa. Não corre o risco de perder a carteira e as mulheres não ficam sujeitas a encoxadas dos maníacos sexuais.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>