Veja: dois pesos e duas medidas, ou, pingolingo no dos outros não arde

26 outubro, 2017 às 12:29  |  por Fernando Tupan

wagner-shwartz

A revista Veja tem dedicado matérias, em edições seguidas, para condenar o surto de moralismo obscurantista que estaria varrendo o país por conta de uma radicalização ideológica de direita. Além da exposição de Porto Alegre, fechada por pressão de movimentos que identificaram na mostra incitação à pedofilia e a zoofilia, e as críticas a performance de Wagner Schwartz, que se apresenta nu, em La Bête, e tem sido exposto a visão e manipulação de crianças tem sido alvo da revista. A convivência de petizes com o ator peladão seria normal e saudável, segundo Veja.

É uma posição respeitável a defesa da livre manifestação e o combate a qualquer espécie de censura. O problema é que Veja parece ter dois pesos e duas medidas. Ao mesmo tempo em que critica a censura as exibições desnudas de Schwartz, a revista mostra as fotos das apresentações do ator censuradas por tarjas eletrônicas que encobrem sua genitália. Ou seja, para Veja, é normal e aceitável que crianças de 4 ou 5 anos vejam e toquem um adulto nu, mas essa visão deve ser interditada aos leitores da revista. Então, a visão do pingolingo de Schwartz é boa para as crianças, mas é ruim para os leitores? Qual é a lógica? Politicamente correto demais e coerência de menos. É o que parece.

1 Comentários

3 ideias sobre “Veja: dois pesos e duas medidas, ou, pingolingo no dos outros não arde

  1. eduino sauer

    Acho engraçada essa história da manjuba do Schwartz. Todo mundo que é a favor da exibição do dito cujo as criancinhas diz que, pessoalmente, não levaria os próprios filhos ou netos para presenciar essa performance… Assim como Veja, acha bom o negócio, desde que seja para os outros..

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>