Ervilhas em água de alface, por Alex Atala

10 novembro, 2009 às 17:40  |  por Jussara Voss

Do livro “Por uma Gastronomia Brasileira”, do Alex Atala, já testei quase todas as receitas também, como o da Roberta Sudbrack já está bem “gasto”, e estou familiarizada, só sobraram aquelas cujos os ingredientes são difíceis de encontrar, agora, do seu último livro, “Escoffianas Brasileiras”, confesso que desde que comprei não tive coragem de levar pra cozinha.  Neste fim de semana venci o medo, achei uma receita muito simples e encarei. O resultado foi incentivador: “ervilhas em água de alface” é um prato perfeito para abrir uma refeição. Leve e saboroso. Mesmo sem fechar o pacote a vácuo, deu certo, a alface solta muita água, não acreditei, aliás, tem que espremer bem e ela vira água no final do cozimento. Só faltou a flor de borago, que deveria enfeitar o prato.

As ervilhas empacotadas, exagerei um pouco na pimenta, que eu adoro.



Ervilhas em água de alface
Ingredientes
400g de ervilha fresca, 2 pés de alface-americana, 40g de bacon, 40g de cebola, 2 ramos de tomilho, 3g de gelatina em folha, 1 folha de louro, qb (quanto baste) de sal, q.b. de pimenta-do-reino, 8 flores de borago.

Preparo
1.    Retire a pele das ervilhas e reserve.
2.    Corte a alface ao meio e retire um pouco do miolo.
3.    Em um saco apropriado, coloque a alface, depois as ervilhas ao centro. Sobreponha cubos de bacon, rodelas de cebola, um ramo de tomilho, meia folha de louro e pimenta-do-reino moída na hora. Embale a vácuo com potência máxima e cozinhe em banho-maria por 30 minutos.
4.    Abra delicadamente o saco, conservando todo o caldo à parte. Recupere as ervilhas em um prato de serviço. Reserve-as aquecidas.
5.    Em uma panela, coloque as folhas de gelatina previamente hidratadas e a água de cozimento (esprema a alface, recuperando o máximo de seu suco).
6.    Corrija o sal e sirva em seguida com as flores de borago como enfeite.

2 ideias sobre “Ervilhas em água de alface, por Alex Atala

  1. Rodrigo Alves

    Jussara. Este blog, como sempre, está uma delícia. Lê-lo às 21h de uma terça-feira na redação é uma crueldade, afinal a nossa refeição por aqui acaba sendo as barrinhas de cereais, um paozinho com presunto e queijo, no máximo… risos!
    Estou te seguindo no Twitter!
    PS: Saí da correria da reportagem e agora sou editor!
    Saudades e bjos!

  2. Jussara Voss Autor do post

    Oi, Rodrigo!
    Achei que te encontraria no evento da Prazeres…
    Parabéns pela “editoria”, é merecido.
    Beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>