Amsterdam: imperdível

21 junho, 2012 às 19:55  |  por Jussara Voss

Juro, não sei se fiquei impressionada pelo fato de o chocolate não levar conservantes e, por isso, deve ser consumido em sete dias, ou pela loja tão bem decorada, ou pela beleza dos chocolates expostos, enfim, o fato é que o Puccini Bomboni não me sai da cabeça. Na verdade, sei que é a lembrança do chocolate derretendo na minha boca e o sabor, o aroma e a textura perfeitos que me marcaram a ponto de querer voltar para experimentar mais. Não acredito que eu comprei um bomboni, um!, e quatro bastões de marzipã. Com o cheiro que tinha a loja, simplesmente, não acredito. E não foi fácil comprar. Uma hora a loja estava fechada, depois esqueci o pacote, a loja fechou e eu iria embora no dia seguinte. Voltei pela terceira vez e fui salva pelo garçom do restaurante próximo que conhecia o funcionário da limpeza que trabalhava à noite. A dica foi da Constance Escobar, e que dica. Inesquecível. Aqui o link para o post dela, e além do site da loja, quase nada de informação. Adorei a descrição encontrada na web “no sugar, no butter, no fondant, no artificial additives”. Some a isso, ingredientes frescos e inusitados, têm os tradicionais também, é claro, e preparo artesanal. De decoração minimalista, são duas lojas na cidade. Não esqueço do meu hazelnut gianduia. Impossível.

2 ideias sobre “Amsterdam: imperdível

  1. Lili

    Não experimentei, mas mesmo assim da minha cabeça este chocolate também não sai!!!!!
    Bjos
    Lili

  2. Maria Célia

    Estou com água na boca. Pelo que você descreveu “no sugar, no butter, no fondant, no artificial additives” e pelas fotos que nos calam.
    Chocolate assim… é dos deuses!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>