Bem Radical

Publicidade
Skate

Assista: Pâmela vence e brasileira de apenas 11 anos fica em terceiro no SLS London

Brasileiras brilham no pódio
Brasileiras brilham no pódio (Foto: Divulgação CBSk (por Julio Detefon))

As meninas do Brasil deram um verdadeiro show na etapa de Londres da Street League Skateboarding (SLS). Pâmela Rosa venceu, Rayssa Leal ficou em terceiro e Letícia Buffoni ficou com a quarta colocação. 

Pâmela fez um campeonato muito sólido, entrando apenas nas semifinais. Mas quem mais chamou a atenção foi Rayssa, mesmo ficando com o terceiro lugar.

Foi sua primeira final em uma final de competição da Street League Skateboarding. Sem sentir a pressão de competir ao lado de nomes consagrados, como a australiana Hayley Wilson, a "fadinha" era ovacionada a cada manobra que acertava. 

A final foi muito disputada e a diferença de Pâmela para Rhayssa foi de apenas 3 décimos (26,3 contra 26). Em segundo terminou Hayley Wilson (26,2), com Letícia Buffoni marcando 25,9 e a japonesa Aori Nishimura completando as cinco primeiras com 22,4 pontos. 

"Estou muito feliz. Tivemos três brasileiras nas finais e foi muito bom", declarou Pâmela Rosa após a vitória. "Dobradinha brasileira. Só tenho a agradecer a toda a torcida brasileira e à CBSk (Confederação Brasileira de Skate), que vem dando esse suporte incrível. Estou muito feliz pela Rayssa, por ter ficado no pódio junto com a gente."

No masculino o melhor brasileiro colocado foi Kelvin Hoefler, que terminou empatado com o australiano Shane O´Neill e nos critérios - maior nota individual - ficou em quarto. Kelvin mostrou um skate muito sólido, provando que será um dos "top contenders" a vaga para as Olimpíadas de Tóqui 2020. 

Quem venceu foi o norte-americano Nyjah Huston, que sobrou na pista londrina. Em segundo ficou o português Gustavo Ribeiro. Os demais brasileiros ficaram nas seguintes colocações: Carlos Ribeiro (11º), Ivan Monteiro (18º), Felipe Gustavo (29º) e Tiago Lemos (30º). Nenhum deles conseguiu avançar para a final. 

 

Quem faz o blog

Leopoldo Scremin é jornalista, acompanha, pratica e cobre esportes radicais há cinco anos.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES