• 18/10/2018

    Parabéns aos médicos de todo mundo.

    Hoje é o dia do médico. Falar do seu ofício é muito difícil, afinal, as dificuldades são muitas , mas, sua luta é incansável. Um verdadeiro herói na busca de salvar vidas, pois, não há tempo ruim, afinal, não escolhe o dia, sobretudo, no cotidiano e sua alegria maior é ver a riqueza na saúde das pessoas. Não é fácil encontrar uma palavra mesmo que elevando no superlativo tamanha é a sua grandeza e seriedade no trato com seus pacientes. Portanto, hoje vamos reverenciar esta data que é significativa, mesmo que saíbamos das controvérsias que eles sofrem nos planos de saúde, nem sempre bem remunerados e atenção as vezes descabidas  O meu intuito é aproveitar, sim, para enaltecer o SUS, criticado por quem não conhece a abnegação nesses postos de saúde onde concentram médicos atuantes tanto nos seus conhecimentos como na prática do trabalho diário. É impressionante o sacerdócio praticado por essa classe. Aproveito, então, para me manifestar dizendo da minha gratidão e respeito, esperando que a classe política, também, faça a sua parte e não quando em campanhas nos cansarem ao falar da boca para fora, e buscam uma solução oferecendo mais recursos aos hospitais e casas de saúde.

    Continua muito complicado o serviço na classe de árbitro de futebol. O  modernismo chegou, é a tal criação do VAR, que ainda patina em seu entendimento, pois, complicam na diferenciação que é a imagem exposta e o seja critério. Se perguntado dos erros da arbitragem, ontem, no Itaquerão/Arena-Corinthians, que tenha sido determinante na vitória do Cruzeiro, diria de fácil solução, pois, um erro não justifica o outro. Na própria condução do "assoprador" de apito, esse cidadão que atuou nessa partida especial envolvendo, o Timão e Cruzeiro, pela final da Copa do Brasil/2018, por não ter procurado os analistas de plantão, VAR, ficou em sua imaginação que poderia ter prejudicado o time das Alterosas quando assinalou uma penalidade máxima em favor do Timão.

    Portanto, não se concebe querer se utilizar de um momento de uma forma e outra na tentativa de acertar os ponteiros no jogo. Falo isso, porque ele anulou um gol do Corithians, aliás, um golaço dessa promessa chamada, Pedrinho, em decorrência de uma pseuda falta do meia Jadson no beque Dedé.

    É impressionate o que o presidente do Paraná Clube erra no conceito futebol . É triste de se ver o  descontrôle, falando bem a verdade, que é gigantesco, afinal, só nessa temporada  mudou a comissão técnica por várias vezes. Ontem, a informação da contratação do técnico, Dado Cavalcanti, que já trabalhou em priscas eras no próprio tricolor. É mais uma dessas que vem mostrando o cidadão, Leonardo Oliveira, no despreparo de um comando executivo na área esportiva.

    A péssima campanha do Paraná Clube nessa temporada tem sido de tristeza ao torcedor que viveu a ilusão da volta à Série A Brasileira, para voltar logo em seguida de onde veio, ou seja, a Série B. Tenho conversado com alguns apaixonados torcedores do tricolor e todos se manifestam sobre a pobreza no planejamento da temporada.

    Lembre-se que; O melhor da vida é sua história. 

     

     

        

  • 15/10/2018

    AOS MESTRES COM TODO O CARINHO.

     

    Tantas foram as vezes, na minha vida escolar, que não entendia tanta abnegação dos professores em uma sala de aula. Vez ou outra ao demonstrarem atitudes mais enérgicas, principalmente, com alunos que falavam alto demais e que na verdade sempre naquela zoeira no fundo da sala. Contudo, na maioria das vezes vinha a demonstração real do seu posicionamento como um amigo e protetor. Quando na minha tenra idade o respeito que se dava a essa figura era paternal por uma mistura de simpatia e respeitabilidade, principalmente, no conhecimento da matéria. Com o passar dos anos vim saber que a profissão educacional, em todos os seus sentidos, não era uma regra de bom salário, e sim, muita dedicação e empenho que vinha das próprias entranhas. Hoje, claro, mais maduro, reajo a tudo e a todos com  meu inconformismo pelo destrato aqueles que proporcionam o bem maior que é o saber. Parabéns, a essa classe, sim, muito desprestigiada, que eleva o grau de conhecimento para defender seus alunos em de todas as idade à fugirem de uma ignorância inconcebível.

    O filme é de muitos anos atrás " Ao Mestre com Carinho", levado pelo cinema ao mundo todo um retrato da ampla dificuldade de um professor com uma determinada sala de aula. Seu ator, Sidnei Poitier, retratou uma ficcional representação da cultura londrina quando um professor idealista é´confrontado por uma classe de adoelscentes problemáticos e socialmente desajustados. Muito coisa foi mostrada nesse filme e que no final mexeu com o sentimento das pessoas, pois, na parte final quando do baile de formatura tocou a música que veio a inspirar muitas reflexões. Foi através desse filme, que maravilhosamente interpretado por Sidney Poitier, na figura de um professor, que ele é até hoje considerado o maior ator negro de Hollywood.

    Portanto, o dia glorioso é do professor, então, peço permissão para entrar na questão esportiva, alías, para criticar o que não é levado a sério, sobretudo, pela ignorância de hoje chamarem os técnicos de futebol como professores. Desculpem, mas uma coisa não tem nada haver com a outra.

    Bem que poderia o Coritiba ter sustentado a vitória contra o time do Figueirense quando jogou no último sábado. Vencia o jogo por 2x1, e por um erro absurdo do seu goleiro, Wilson, que aos 38 minutos do segundo temo tinha uma bola em suas maõs, simplesmente, fez a reposição da bola sem nenhuma necessidade,  pelo desespero do time adversário e  por não ter ninguém no seu ataque,  Por heresia, afinal, esse rapaz que vem salvando a lavoura nessa errou bisonhamente.

    Pouco a falar do Paraná Clube que mais uma vez perdeu. É de dar dó, e não é dizer que não haja comprometimento, mas, muito pela falta de qualidade de jogadores. Qualquer profissional dessa área sucumbem a tanta mediocridade. que o diga,Claudinei Oliveira, o técnico..

    Lembre-se que: O melhor da vida é sua história.

     

     

     

      

     

        

     

     

     

     

     

     

  • 10/10/2018

    VIA- CRÚCIS , o caminho doloroso do Paraná Clube.

    Se tivesse que mesurar essa campanha dos tricolores paranistas, diria ser uma VIA-CRÚCIS, pelo caminho doloroso que vem enfrentando na disputa desse Brasileirão/2018/Série A. Claro, que a dor dos seus torcedores tem sido tamanha a começar pela estratégia ou planejamento mal feito para essa temporada. Não posso, também, deixar de lado o tempo em que essa agremiação ficou fora da primeira divisão, sim, foram 10 anos, que de certa forma desfigurou o quadro sociativo e aniquilou todas as suas ideias,onde já consumado em sua queda fica agora na espera de que seus dirigentes entendam como voltar com os pés mais fincados entorno de bons profissionais nas suas áreas.

    A lamentar, sabemos que derrotas e mais derrotas tiram o moral dos jogadores, mas, sou daqueles que não os critico por falta de empenho e, sim, pela qualidade exposta em gramado. O próprio técnico, Claudinei Oliveira, após a goleada sofrida contra o Fluminense, não tendo mais palavras de incentivo a essa situação desastrosa, está aguardando pelo comunicado de sua permanência ou não da atual diretoria,

    A diretoria palmeirense vai à Conmebol para tentar estreitar conveniências, pois, o futebol brasileiro está fadado a sofrer percalços , principalmente, com as péssimas arbitragens, no  que concordo, em genero, número e graú.

    É, minha gente, a diretoria atleticana sempre encontra alguma coisa para ficar nas páginas. Seria, na verdade, melhor com seus últimos bons resultados, mas, acontece que a agremiação tem por norma estar na mídia de todas as maneiras. Agora, vem essa polêmica de entrar em campo seus jogadores com uma camisa cor amarela, sugestiva, mexendo com  política nacional ao fazer alusão a um determinado candidato à Presidência da República.

    O garoto criado na base do Coritiba, Gustavo, cujo apelido é Mosquito, entendeu que deveria deixar o clube em decorrência do convite formulado pelos dirigentes corintianos. Alegando falta de pagamento, virou as costas para o clube que o formou, e com isso, vai tentar mostrar sua qualidade de profissional, pois, nem no time de cima jogou pelo Verdão Paranaense. Torço que esteja errado em minha previsão, mas, a vida desse rapaz segue como já vi de tantos outros que sonharam sem ter os pés no chão.

    Lembre-se que: O melhor da vida é sua história.

     

     

     

     

     

      

  • 08/10/2018

    As derrotas dos institutos de pesquisas.

    Após conhecer os números gerais dessa eleição, e ainda para reforçar uma opinião própria, deu para notar os equívocos dos profissionais da área que vinham comentando, anteriormente, baseado nas informações dos institutos de pesquisas. Com isso o arraso foi total deixando os comentaristas políticos sem um argumento fortalecido, afinal, se afundaram , também, nos números que precipitaram erros nas avaliações antecipadas. Há de se dizer, também, que os marqueteiros políticos tidos como profissionais nessa área, entraram nos mesmos erros esquecendo de que no país hoje existem as redes sociais com informações instantâneas. Portanto, vivemos o século 21 e não mais os anos antigos.

    A matéria é boa e vamos continuar. Aqui, no Paraná, desculpem, não tenho a pretensão de ferir as pessoas de outras praças, vimos, também, que muitas coisas estavam por acontecer. As decepções com políticos da velha guarda e que nunca poderiram imaginar sofrer um baque e irem para suas casas, viram ruir suas pretensões, afinal, viraram as costas por muitos anos à população. Ouvia-se, anteriormente, que a corda iria arrebentar e que alguns não acreditavam, mas, a verdade apareceu. Prestem atenção, senhores políticos, acabou aquela mamata de acharem que ninguém sabe nada de cultura política, afinal, hoje  acostumados com notícias instantâneas o povo passou a ser mais interessado, transformando uma etinia concentrada com a presença de muita gente de fora do estado.

    Na política nacional, os grandes nomes de outros tempos que perderam nessas eleições gerais, principalmente, senadores e governadores, agora não terão mais seus foros privilegiados e vão ser processados na onda da Lava Jato. É só aguardarem, pois, o que chegar às mãos do Dr. Sergio Moro, a coisa vai pegar, Sem ser mais realista que o rei fico pensando como um cidadão que chega ao comando de uma cidade, estado ou um país, se perde com poder que llhe é atribuido.

    Confesso nunca ter acompahado um interesse enorme de um povo havido por votar, aliás, nas filas das secções de votações muitas pessoas esperaram por horas sem reclamações. Mesmo que o voto seja secreto posso afirmar aos senhores que muitos faziam questão de dizer a quem votariam com a consciência de não perderem suas "apostas".

    Na política paranaense mudanças na composição do Governo Estadual  e na Assembléia Legislativa. Em relação ao Senado, duas aparições que não estavam definidas pelos institutos de pesquisas, Professor Oriovisto, empresário do Grupo Positivo e Flavio Arns,que ganharam esse alto posto, com as derrotas nas urnas do ainda Senador Roberto Requião e do ex-Governador do Estado, Beto Richa.

    Lembre-se que: O melhor da vida é sua história.

     

      

         

     

     

  • 05/10/2018

    Álvaro Dias, com tom irônico mostrou o real momento do país.

    Como sempre depois de um mal resultado vem a choradeira com à busca de se jogar a culpa na arbitragem. Na verdade quem já percorreu por várias anos essa correria de Libertadores de América, faço parte dessa briga intensa contra o comando da Conmbebol, o prejuizo do futebol brasileiro já sente a falta de uma presença autoritária como foi por anos do ex-presidente, Ricardo Teixeira. Não vá pensar os senhores que esse cartola não mexia com os pauzinhos para não ver o futebol brasileiro sofrer consequências. De uns tempos a essa parte, a CBF vivendo um outro momento com personagens sem a expressão devida, mostra uma tremenda fragilidade ,

    Ontem, em Belo Horizonte, o Cruzeiro não conseguiu seguir no seu intento de chegar a parte final desse torneio. Tendo perdido o primeiro jogo contra o Boca Júnior, em Buenos Aires,  por 2 gols a zero, necessitava pelo menos de ganhar no mínimo por dois gols de vantagem. Chegou, sim, ao gol inicial, mas ficou por aí mesmo. Arbitragem confusa, aliás, os mineiros estão possessos contra o árbitro da partida, alegando anulação de mais um gol. A correria foi enorme, mas, com a expulsão do zagueiro, Dedé, tomou o gol do adversário no apagar das luzes. Com essa eliminação o futebol brasileiro ainda contará com dois representantes, Grêmio e Palmeiras.

    Com jogos interessantes à noite pela Série/B, um deles, inclusive, o Coritiba que recepcionará o irregular time do Juventude (Caxias), mostrará o real tamanho da dificuldade do time paranaense em seguir ou ficar pelo caminho. Essa rodada ( 30ª), terminará amanhã, sendo hoje a realização de 4 partidas. O técnico esmeraldino, Argel Fucks, animado com a vitória em cima do Avaí, continua mexendo com o moral dos jogadores, afirmando que deram gás a agremiação. Então, vamos aguardar.

    O país parou com toda certeza para acompanhar o último debate da Tv Globo com os presidenciáveis. Sem contar com o Cabo Dacíolo e o Capitão Jair Bolsonaro, sendo este último alegando que não tinha tido a liberação dos médicos para tanto, a ironia dos candidatos foi a tônica do "espetáculo". Contudo, para quem viu com atenção deve ter notado que alguns conchavos já foram manipulados para um 2º turno. 

    Por entender que não haveria necessidade de participar, afinal, o Ibope mostra segurança que estará disputando o 2º turno, Jair Bolsonaro, deu uma entrevista especial a Tv. Record no que foi tremendamente criticado, principalmente, por Ciro Gomes. De tudo mesmo, a participação do candidato paranaense, Álvaro Dias, foi a mais comentada. Sabendo da conclusão sôbre a não efetivação no cenário para uma briga futura, largou seus conceitos, muitos aliás, para mostrar em palavras energícas a canalhice que o Brasil vem assistindo algum tempo, dizendo da roubalheira que se instalou nos governos passados. Fez a sua parte no tete à tete.

    Lembre-se que: O melhor da vida é sua história.

     

     

     

  • 03/10/2018

    Festa de Arromba.

    Com presença de centenas de pessoas que lotaram o Salão Firenze/Restaurante Madalosso, aconteceu nessta última segunda feira, a solenidade pela passagem do 7º aniversário da Confraria Amigos da Bola. A princípio estava programado um número menor de pessoas, mas, foi necessário a utilização de mais um salão, esse foi o Roma, a pedido dos próprios proprietários, Carlos e D.Flora. Foi na verdade uma Festa de Arromba.

    Tradicionalmente os confrades sabem que em todas as primeiras segundas feiras acontecem essa reunião onde a presença sempre importante dos amigos faz notar o desejo do reencontro das pessoas de todos os cantos da nossa cidade. Nesse caso a proporção de pessoas aumentou de forma significativa. O trabalho intenso dos pares da diretoria, de modo que algumas reuniões fossem realizadas para que nada faltasse ao evento, onde surgiu a idéia de convidar ex-jogadores que viveram a glória nas conquistas de mundiais, casos de Rivellino, Paulo César Cajú e Rogério, e o garoto de ouro do nosso futebol, Alex. 

    Outras grandes figuras foram convidadas da nossa sociedade e estiverem presentes, como dos presidentes , Ernani Buckmann da Academia Paranaense de Letras e Dr. Renato Bettega, Presidente do tribunal de Justiça do Estado do Paraná. Outros grandes personagens vieram para a festa, entre eles o Oberdan, estupendo zagueiro campeão pelo Santos, Coritiba e Gremio; Negreiros um dos melhores jogadores da meia cancha do Coritiba, também, com passagens pelo Santos e Gremio, e da alegria de não vè-los há muitos anos, do goleiro paranaense, nascido na Lapa, ele que começou a carreira no Ferroviário, Lalá; do brilhante Maneco que brilhou com a camisa do Santos e Buião que morou em Curitiba por longos 10 anos, ele que jogou no Atlético Paranaense e Colorado.

    Semana importante para o país quanto aproximação da eleição que vão referendar postos de comandos na politica brasileira. Votos para Presidente da República, a Senadores; Governadores e Deputados, Estadual e Federal. Uma agitação sem precedentes tenho notado quanto as escolhas, inclusive, com brigas entre familiares quanto as escolhas.Tudo isso pelo péssimo momento que vive o nosso querido Brasil. Quem vai solucinar todos esses desmandos havidos, aliás, uma boa pergunta, ainda não se tem uma resposta verdadeira.

    Pulando de saco para mala não esquecer que o futebol vai sendo levado a trancos e barrancos, em especial, os erros gravissímos nas arbitragens. Parece que os árbitros querem avacalhar com o VAR (Árbitro de Vídeo).

    Lembre-se que: O melhor da vida é sua história.

     

  • 01/10/2018

    Seriedade está em desuso no Brasil.

    Vivemos uma incerteza tão grande que a vergonha na cara passou a ser um atributo em desuso. É uma realidade que o povo brasileiro vem passando sem saber o caminho a tomar por estar flutuando nos conceitos de gente que deveriam reagir a seriedade tão necessárias nesses tempos de insatisfação geral. Até parece que essa eleição, de 7 de Outubro,vá mudar todo esse panorama. Ledo engano. O nosso país, infelizmente, foi entregue à pessoas sem escrúpulos e que agoram tem a cara de pau de tentarem continuar a praticar atributos que eles mesmos enterraram, sobretudo, por se entregarem ao sub mundo.

    O momento é tão delicado que existem brigas entre componentes da mesma família pelas escolhas, como se os nomes à vista viessem resolver todos os problemas. Desculpe, não me iludo com esse processo ao dizerem democrático, pois, jogaram fora, inclusive, nossos costumes e simplicidade nos tratos. Minha gente, foi tão descarado os roubos, as falcatruas e desvios de comportamentos, que o povo deveria saber reagir. A mim me parece que todos estão inertes a ponto de esquecerem políticos que prejudicaram a nação deixando quase 14 milhões de brasileiros sem  empregos. 

    Ligo a televisão e vejo consternado as mentiras constantes de politicos profissionais. Olha, tá difícil imaginar que venhamos a ter melhoras nos próximos 20 anos, afinal, o buraco que nos levaram é profundo. Noto, assim como os senhores, campanhas pedindo orientações que país gostariam de viver, e as respostas são praticamente as mesmas. Na verdade falta tudo.

    Não fugindo, também, o futebol nesse final de semana onde tivemos arbitragens com erros prejudiciais a exigência da verdade em campo. Que barbaridade. Uma , inclusive, um descalabro, e foi na partida entre o Internacional e o Vitória, quando o "assoprador" deu um penalti sem ver o lance. Outro descaramento foi o técnico do Inter, dizendo que erros acontecem, explicando que também já sofreu com isso. O Atlético Paranaense foi "operado" ,ontem, na Vila Belmiro, quando no final do jogo o árbitro achou de dar uma penalidade máxima. Tudo isso é inconcebível, mas, no país que ora vivemos parece que tudo é normal. 

    Uma movimentação jamais vista tem sido o comentário a respeito do Jantar da Confraria Amigos da Bola em seu 7º aniversário. Será hoje a partir das 19.30 horas no Restaurante Madalosso/Salão Firenze. Convites no próprio salão e o custo é de 55 reais.

    Lembre-se que: O melhor da vida é sua história

     

  • 28/09/2018

    O significado da Confraria Amigos da Bola.

    Olá galera do esporte, vou me ater hoje a dizer do contentamento que tenho em comentar um assunto que está bombando entre muitos amigos, neste caso, sôbre a passagem do 7º Aniversário da Confraria Amigos da Bola, que será realizado no dia 1º de Outubro (2ª feira), no restaurante Madalosso/Salão Firenze. Com o significado de viver reencontros a cada mês, essa criação foi iniciada em uma das mesas do restaurante Cascatinha, num almoço verdadeiramente para jogar conversa fora de ex-jogadores, Aladim, Dreyer, Hidalgo, Luis Claudio, Claúdio Marques. E assim a cada mês as reuniões foram acontecendo e naturalmente foram se integrando outros companheiros. Zé Domingos,Caetano, Faissal, Buttine, Hinça. 

    O tempo foi passando e aquilo que nunca poderia-se imaginar foi crecendo, seria muito pela prática de um grupo de pessoas tratando o assunto voltado, estritamente, a sentimentos e emoções. Claro, numa inspiração de uma conversa a respeito dos bons tempos de vida esportiva vivida no gramado, cada um com sua hitória, enfim foi se estendo em todos os meses. A partir de uns tempos a essa parte, surgiu, então, para valorizar mais o próprio evento, entregas de placas alusivas a personagens da nossa comunidade e em todas as suas especialidades, até porque, vimos que o entorno outras pessoas deveriam ser homenageadas.

    Para sintetizar o que poderá ser essa reunião festiva estarão alguns personagens consagrados como Rivellino, Paulo César Cajú, Mengálvio, Oberdan, Negreiros, Buião, com títulos mundiais de futebol, como também, presenças importantes como a do Presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, Dr. Renato Bettega e do atual Presidente da Adademia Paranaense de Letras, Ernani Buckmann., que farão parte dessa solenidade.

    Quero fazer uma menção de alegria ao ler, como faço diariamente, a coluna do Augusto Mafuz, no Portal Paraná Online, pelas palavras elogiosas quanto a essa iniciativa, ele que, também, teve a oportunidade de ter sua premiação de forma merecida.

    Esperando que tudo saia a contento, aliás, gostaria de informar que muitas pessoas tem procurado comprar o convite, seu valor é de 55 reais, e o recado é chegar às 19.30 horas e pessoas envolvidas nessa solenidade irão atender. 

    Lembre-se que : O melhor da vida é sua história.

     

     

     

       

  • 24/09/2018

    Feito do Operário contagia o desportista paranaense.

    Há de se aplaudir o feito retumbante do Operário de Ponta Grossa, o famoso "Fantasma", que ao ganhar do time cuiabano, em campo adversário, chega a Série B, para se juntar a outras equipes do futebol paranaense, como o Paraná Clube e com amplas possibilidades do Londrina e Coritiba à permanecerem, também, nesse série para o certame em 2019. Com parcos recursos financeiros a verdade é que essa agremiação juntou o que se pode dizer de apoio dos empresários da municipalidade e de uma administração coesa tanto administrativa como futebolística.  Portanto já se comenta que teremos para o ano que vem um campeonato estadual e um brasileiro bem disputado com equipes paranaenses.

    Nos meus bons tempos de jogador de futebol o placar de 3x0 era considerado goleada. Portanto, o clássico, ontem, entre atleticanos e paranistas e que foi vencido com muita autoridade pelo Furacão, proporciou essa verdade na vida esportiva que ora atuam as equipes tradicionais da capital paranaense, vendo um Paraná Clube trilhando de forma passiva, até porque, não tem como exigir dos adversários por sua fraquesa individual técnica e coletiva. Quanto ao Atlético, bem superior em todos os sentidos, após, mudanças no seu comando técnico passou a mostrar sua verdadeira  credencial.

    Na sexta feira última, o Coritiba com a participação do 4º técnico contratado, Argel Fucks, evidenciou os extertores da humilhante presença nessa Série B, bem distante do próprio objetivo da qual seria a subida à Divisão Principal Brasileira.. Mostrando sua costumeira realidade de elenco sem condições técnicas para sustentar emocionalmente maus resultados, passou o verdão paranaense um perdedor assíduo na contagem dos pontos necessários.   

    Claro, que a bagagem dos atuais presidentes dessa agremiações, Coritiba e Paraná Clube, são infinitamente menores em relação aos mais "cascudos" dirigentes brasileiros, comprovam no dia a dia suas ineficiências no trato de bem gerir um bom encaminhamento esportivo. Triste é contemplar o atual estágio.

    Em tom de brincadeira já ouvimos dizer que o ano que vem será do futebol paranaense, afinal, com 4 equipes disputando a Série B, em 2019, pelo menos uma equipe conseguirá seu feito ao lado do time atleticano, na Série A. O que fazer, hein ? 

    Lembre-se que : O melhor da vida é sua história.

     

     

     

  • 21/09/2018

    "VAI OU RACHA" , CRB X CORITIBA.

    A partir do momento que dirigentes "inteligentes", da CBF, enviaram o diretor Nunes para votar em nome do futebol brasileiro pela sede do Mundial de Futebol/2026, onde estavam na briga os Estados Unidos, México e Canadá contra Marrocos, azedou o lado político brasileiro com a Conmebol pela escolha infeliz deste cidadão, que a mando de quem escolheu os marroquinos. Explicando melhor:  é que todas as Confederações Esportivas da América do Sul votaram pelos americanos, mexicanos e canadenses. Falo isso, claro, com a coincidência no descaso da utilização do sistema de arbitragem, VAR, em muitas oportunidades em que o time brasileiro foi totalmente prejudicado. Parecia tudo orquestrado. 

    Agora, os dirigentes dos clubes brasileiros que estão disputando esses torneios pela América do Sul, começam a entender que o boicote existe pelas últimas atuações de determinados árbitros. Contudo, notícias da CBF dando conta que o próximo presidente dessa entidade, Rogério Caboclo, notando essa desavença esteve em contato com a diretoria da Conmebol, em Assunção. 

    Lembro-me bem quando o futebol brasileiro não dava a mínima para essa disputa de Libertadores com a falta de segurança na arbitragem. Nâo ligava mesmo. Contudo, a partir da exposição das imagens dos jogos as equipes brasileiras entraram e passaram a ganhar não só a Libertadores como Títulos Mundiais. O time santista em 1962 e 1963; Flamengo, em 1981; Gremio, em 1983; São Paulo, tricampeão nos anos, 1992/1993 e 2005: Internacional e por último o Corinthians, em 2012.

    Se fossem os dirigentes esportivos brasileiros, coesos à uma determinação séria, até poderia a acontecer um abandono geral com uma idéia fixa de sair dessas competições. Como ficaria a tal da Conmebol?  A verdade, meus amigos, é que enquanto esteve no comando do futebol brasileiro, Ricardo Teixeira, nada se via de contrariedade. Gostaria de ver, essa tal de Conmebol ver o maior país do continente fora dessa parada.

    Como diria os mais antigos moradores da nossa "província", hoje o bicho vai pegar. Porque? Fácil de raciocinar, afinal, o Coritiba vai jogar a noite, em Macéio, contra o CRB. Contratado para apagar esse incêndio, o técnico Argel Fucks, vai para a sua primeira batalha. Confesso, aos queridos leitores, que essa partida será " VAI OU RACHA ". 

    Lembre-se que: O melhor da vida é sua história. 

     

     

     

     

     

DESTAQUES DOS EDITORES