• 08/11/2018

    Curitiba Cia de Dança estreia espetáculo “Relações”

    No dia 8 de novembro, às 20h, a Curitiba Companhia de Dança, escola de dança da capital paranaense, apresenta o seu espetáculo inédito “Relações”, que aborda os relacionamentos humanos por meio da coreografia do carioca Carlos Laertes.

    A apresentação, que é dividida em duas partes, promove a investigação coreográfica das relações dentro das grades dos academicismos clássicos e contemporâneos, observando a experiência do desejo humano pelo outro e o seu estado inicial, realçando o equilíbrio entre a libertação e a alienação.

    No primeiro momento, o palco é dividido em dez estruturas metálicas, que espelham o ambiente de cada intérprete, passando uma ideia mais árida da superfialidade cotidiana, ambientando guetos, ruas e vielas.

    Já no segundo ato, uma rampa de dois metros e meio de altura, muda a perspectiva dos dançarinos e do público, trazendo lembranças de várias relações, positivas ou negativas, e oferecendo relatos físicos sobre o desejo, encontros e dominações perante uma atmosfera de perigo.

    “A linguagem do corpo é a primeira forma que o homem descobriu para se relacionar com o outro, seja uma pessoa, um animal ou um objeto. Relações nos cercam como labirintos, sejam elas curtas, duradouras, infindas ou até imperceptíveis. Relacionar-se é estar vivo”, comenta o coreógrado Carlos Laerte, que trouxe a ligação entre o cinema e a linguagem do corpo como fragmento do desejo, discussão e relação.

    Os ingressos estão disponíveis com valores a partir de R$16 (meia) e podem ser adquiridos pelo Disk Ingressos ou diretamente na bilheteria do Centro Cultural Teatro Guaíra.

    O espetáculo “Relações” é realizado pela Curitiba Companhia de Dança e dos Amigos Apoiadores da Dança de Curitiba. Parte da renda arrecadada será doada para o Pequeno Cotolengo.

    **Estudantes, doadores de sangue, professores, portadores de necessidades especiais (PNE), portadores de câncer, pessoas acima de 60 anos e trabalhadores da indústria também são beneficiados com meia-entrada.

    Ficha Técnica:
    Direção Geral: Nicole Vanoni
    Concepção, Dramaturgia e Coreografia: Carlos Laerte
    Assistente de Direção: Claudio Fontan
    Ensaiadores: Claudio Fontan e Eunice Oliveira
    Professora: Viviane Cecconello 
    Professora da técnica de Alexander: Sheila Tramujas
    Figurino: H-AL / Alexandre Linhares e Thifany F.
    Cenário: Carlos Laerte
    Trilha Sonora: Luciano Salvador Bahia 
    Edição Trilha Sonora: Dj Marcão
    Execução cenográfica: Reinaldo Rocha e Élio Chaves 
    Iluminação: Fabia Regina
    Produção: Bia Reiner
    Realização: Curitiba Cia de Dança e Amigos e Apoiadores da Dança de Curitiba 
    Elenco/Curitiba Cia de Dança: Ane Adade, Clarissa Moura, Danilo Silvestre, Davi Mero, Edgar Marques, Frederick Nicolás, Hamilton Félix, Jaruam Miguez, Leonardo Silveira, Marcela Pinho, Nayara Santos, Nicole Vanoni, Patrich Lorenzetti, Rubens Vital, Tatiana Araújo.
    Estagiário: Mario Gilberto

     

    Sobre a Curitiba Cia De Dança – A Curitiba Cia de Dança foi criada em 2013 por Nicole Vanoni e um grupo de artistas de origem e experiências diferenciadas, que se aglutinam ao redor da ideia de experimentação, pesquisa e criação em dança contemporânea, e na diversidade de experiências com coreógrafos diferentes. A primeira obra coreográfica da Cia, “A Lenda das Cataratas”, com concepção de Rafael Zago, surgiu em 2014 e participou de festivais no Brasil e no exterior. Em 2017, a apresentação “Memória de Brinquedo”, uma vitoriosa parceria entre a Cia e o renomado coreógrafo brasileiro Luiz Fernando Bongiovanni, surgiu para retratar as preocupações e provocar o espectador em relação ao mundo moderno e tecnológico. Em 2018, a Curitiba Cia de Dança estreia, no Oeste do Paraná, o espetáculo “Cirandas” baseado nas cirandas de Villa-Lobos e, para o final do ano, prepara o espetáculo “Relações” do coreógrafo carioca Carlos Laerte.

    Serviço:
    Curitiba Cia de Dança apresenta “Relações”
    Data: 8 de novembro (quinta-feira)
    Horário: 20h
    Local: Centro Cultural Teatro Guaíra ( Rua XV de Novembro, 971 – Centro)
    Valor: R$16 (Meia ) / R$26 (inteira)

    **Estudantes, doadores de sangue, professores, portadores de necessidades especiais (PNE), portadores de câncer, pessoas acima de 60 anos 
    e trabalhadores da indústria também são beneficiados com meia-entrada.

    Realização: Curitiba Companhia de Dança e Amigos Apoiadores da Dança de Curitiba
    Classificação: Livre
    Evento oficial: https://www.facebook.com/events/2190588107934306/

  • 24/10/2018

    Sarau Corpo/Exposição traz o melhor da dança contemporânea neste final de semana

    Um dos meus projetos favoritos no Studio é o Sarau que apresentamos anualmente. Ele faz parte da nossa grade curricular e é desenvolvido pelos alunos de dança contemporânea, fazendo com que eles vivenciem a experiência de um projeto de pesquisa em dança e que consigam acessar um processo de criação.

    As duas últimas edições do Sarau foram verdadeiros sucessos e nos encheram de orgulho, em 2016 abordamos o tema Notações de Um Cotidiano Incomum e em 2017 o tema No Verso Eu Existo. Para a edição 2018 estamos preparando uma apresentação muito especial, o Sarau Corpo/Exposição.

    O Sarau Corpo Exposição, que acontece neste sábado (27/10) às 20h30, irá abordar situações de movimento em que os bailarinos vão experimentar o quão adaptável e criativo eles são em variados contextos. Acessaremos um poderoso potencial de movimento diante da crise, através de experiências práticas para desenvolver força, resistência, capacidade de adaptação e criatividade.

    Convido todos vocês a prestigiarem nossa apresentação que foi pensada nos amantes da arte e da dança. Os ingressos podem ser adquiridos na hora por R$10. Para mais informações, é só acessar www.facebook.com.br/studiojulianaribeiro.

     Um beijo,

    Juliana Ribeiro.

    Juliana Ribeiro é coreógrafa, bailarina e diretora do Studio de Dança Juliana Ribeiro.

  • 22/10/2018

    Curitiba Cia de Dança em turnê no Nordeste

    Até 27 de outubro, a Curitiba Cia de Dança entra em curta turnê pelo Nordeste do Brasil. Dois espetáculos da companhia serão apresentados durante o período. Uma delas é “Quando se Calam os Anjos”, que conta com a direção geral de Nicole Vanoni e coreografia de Airton Rodrigues, e leva para o palco questões cênicas e dramatúrgicas, realçando um universo pós-moderno virtual, em que os encontros são marcados pelo descaso com o outro e pela falência do ser humano.

    As cenas, criadas com jogos de luz, sons e movimentos ajudam a construir a dramaturgia, que por sua vez aposta na ironia, inquietude e na sensualidade, utilizando a fisicalidade dos corpos como poesia. O espetáculo “Memória de Brinquedo” também fará parte da turnê. Criada e coreografada por Luiz Fernando Bongiovanni e direção artística de Nicole Vanoni, a peça celebra histórias, lembranças e sensações tecidas ao longo da infância, buscando incentivar a reflexão sobre o mundo tecnológio e a ludicidade.

    Neste trabalho, a companhia promove um resgate poético e um incentivo ao ato de brincar que é considerada atividade fundamental para o desenvolvimento físico e psicológico das crianças. O espetáculo se apropria de várias fontes, que vão desde a memória individual/coletiva da brincadeira e sua representação simbólica, até estudos recentes da neurociência.

     

    FICHA TÉCNICA QUANDO SE CALAM OS ANJOS

    Direção Geral e Concepção- Nicole Vanoni
    Coreografias- Airton Rodrigues
    Assistente de Direção e Coordenação de Palco: Claudio Fontan
    Ensaiadora - Eunice Oliveira e Claudio Fontan
    Elenco/Curitiba Cia de Dança: Ane Adade, Clarissa Moura, Danilo Silvestre, Davi Lopes, Edgar Marques, Fernando Gomes, Frederick Nicolás, Hamilton Félix, Jaruam Miguez, Leonardo Silveira, Marcela Pinho, Nayara Santos, Nicole Vanoni, Patrich Lorenzetti, Rubens Vital, Tatiana Araújo.
    Estagiário: Mario Gilberto
    Trilha Sonora: Raul Arcangelo
    Figurino: Paulinho Maia
    Projeto de Luz: Osvaldo Gazotti
    Operação de Luz: Fabia Regina
    Professora de Ballet: Viviane Cecconello
    Fotos e Vídeos: Willian Abbin
    Produção: Bia Reiner
    Realização: Curitiba Cia de Dança e AADC – Amigos e Apoiadores da Dança de Curitiba

     

    FICHA TÉCNICA MEMÓRIA DE BRINQUEDO
    Direção Geral: Nicole Vanoni
    Concepção e Coreografia: Luiz Fernando Bongiovanni
    Assistente de Direção: Claudio Fontan
    Assistente de Coreografia: Patrícia Machado
    Ensaiadores: Patrícia Machado, Claudio Fontan e Eunice Oliveira
    Professores: Viviane Cecconello e Leandro de Lara
    Figurino e Cenário: Gelson Amaral
    Costureira: Noeli Santana
    Iluminação: Fabia Regina
    Produção: Bia Reiner
    Realização: Curitiba Cia de Dança
    Elenco/Curitiba Cia de Dança: Ane Adade, Danilo Silvestre, Davi Mero, Edgar Marques, Fernando Gomes, Frederick Nicolás, Hamilton Félix, Jaruam Xavier, Leonardo Silveira, Marcela Pinho, Nayara Santos, Nicole Vanoni, Patrícia Machado, Patrich Lorenzetti, Rubens Vital, Tatiana Araújo.
    Estagiário: Mario Gilberto

     

  • 19/10/2018

    Curitiba Cia de Dança se apresentou na abertura da Bienal de Curitiba

    No dia 18 de outubro, às 20h, no Museu Oscar Niemeyer, estreou a 25ª edição da Bienal de Curitiba, referência em arte contemporânea e reconhecida pela imprensa especializada como um dos principais eventos de arte do mundo. A Curitiba Cia de Dança, escola respeitada no segmento na capital paranaense, foi a responsável pela abertura oficial do evento e apresentou uma performance inédita, em parceria com Alexandre Linhares, estilista responsável pela marcal H-AL, baseada em uma de suas obras, que consiste em fotografia em tecidos, manifestada no outdoor têxtil, em que fatias de bordados dialogam com visões independentes de uma mesma paisagem.

    Oito partes refletem diferentes visões do mundo e formam um painel, assim como peças vestíveis pelos dançarinos. Em uma delas, as palavras retroalimentação, interdependência e circulação transitam livremente. Também existe o dialogo com a criação feminina, a agitação, a corrida, a pausa e o mundo que gira independentemente do seu entorno.

    A parceria com o estilista vai além da apresentação e também ocorrerá no novo epetáculo, “Relações”, com estreia marcada para o dia 7 de novembro, no Teatro Guaíra, com a coreografia do carioca Carlos Laerte.

    A 25ª Bienal de Curitiba vai de 18 de outubro a 31 de dezembro de 2018, e contará com edição especial, envolvendo uma mostra principal e a participação de outros centros culturais da cidade, além de espaços públicos com programações paralelas, intervenções urbanas e exposições em galerias e museus.

     

    FICHA TÉCNICA

    Concepção: Alexandre Lunhas e Tifany

    Coreografia: Claudio Fontan

    Bailarinos: Elenco/Curitiba Cia de Dança: Clarrisa Moura, Danilo Silvestre, Davi Mero, Frederick Nicolás, Leonardo Silveira, Rubens Vital e Tatiana Araújo.

    Estagiário: Mario Gilberto.

  • 18/10/2018

    Vem aí o Sarau Corpo/Exposição

    Todo ano desenvolvo um projeto de pesquisa para meus alunos de dança contemporânea em formato de Sarau. O meu objetivo é incentivá-los a vivenciar essa experiência e acessar um processo de criação. Nos últimos dois anos os temas escolhidos foram No Verso Eu Existo (2017) e Notações de Um Cotidiano Incomum (2016). Para a edição 2018 vamos abordar o tema Corpo/Exposição.

    O Sarau Corpo/Exposição trará situações de movimento em que os bailarinos vão experimentar o quão adaptável e criativo eles são em variados contextos. Acessaremos um poderoso potencial de movimento diante da crise, através de experiências práticas para desenvolver força, resistência, capacidade de adaptação e criatividade.

    Convido todos vocês a prestigiarem a apresentação, que vai acontecer no dia 27/10, sábado, às 20h30. Os ingressos podem ser adquiridos na hora por R$10. Tenho certeza de que será uma ótima oportunidade para reunir os amantes da dança e da experimentação. Para mais informações, é só acessar www.facebook.com.br/studiojulianaribeiro.

    Um beijo e vejo vocês lá!

    Juliana Ribeiro.

    Juliana Ribeiro é coreógrafa, bailarina e diretora do Studio de Dança Juliana Ribeiro.

  • 09/10/2018

    Curitiba recebe o espetáculo de dança “Quando se Calam os Anjos”

    Na próxima quarta-feira (10), às 20h, a Curitiba Companhia de Dança, uma das mais respeitadas escolas de dança do Brasil, se apresenta no SESC da Esquina, no centro de Curitiba, com o espetáculo “Quando se Calam os Anjos”.

    A obra, que conta com a direção geral de Nicole Vanoni e coreografia de Airton Rodrigues, leva para o palco questões cênicas e dramatúrgica, realçando um universo pós-moderno virtual, em que os encontros são marcados pelo descaso com o outro e pela falência do ser humano.

    As cenas, criadas com jogos de luz, sons e movientos, ajudam a construir a dramaturgia, que por sua vez aposta na ironia, inquietude e na sensualidade, utilizando a fisicalidade dos corpos como poesia.

    Curitiba Companhia de Dança convida Balé Teatro Guaíra

    Na data, a Curitiba Companhia de Dança também convida o Balé Teatro Guaíra para se apresentar com o espetáculo “Super Natural”, que conta com a direção de Cintia Napoli.

    A mostra, que é um fruto de um intercâmbrio entre o Balé e o sul coreano Jae Duk Kim, permeio o sentido das palavras foco, concentração e alma. A coreografia, que traz uma breve amostra da linguagem artística do líder do renomado grupo de dança contemporânea Modern Table, revela características singulares, com uma dança ritualística e contemporânea, sempre em consoância com a trilha sonora composta pelo próprio coreógrafo, e resultando em uma experiência estética ímpar e uma hibridização de corpos brasileiros com a influência da cultura oriental.

    Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do SESC da Esquina (R. Visc. do Rio Branco, 969 – Centro) e saem por R$20.

    **Estudantes, doadores de sangue, professores, portadores de necessidades especiais (PNE), portadores de câncer, pessoas acima de 60 anos e trabalhadores da indústria também são beneficiados com meia-entrada.

    Sobre a Curitiba Cia De Dança – A Curitiba Cia de Dança foi criada em 2013 por Nicole Vanoni e um grupo de artistas de origem e experiências diferenciadas, que se aglutinam ao redor da ideia de experimentação, pesquisa e criação em dança contemporânea, e na diversidade de experiências com coreógrafos diferentes. A primeira obra coreográfica da Cia, “A Lenda das Cataratas”, com concepção de Rafael Zago, surgiu em 2014 e participou de festivais no Brasil e no exterior. Em 2017, a apresentação “Memória de Brinquedo”, uma vitoriosa parceria entre a Cia e o renomado coreógrafo brasileiro Luiz Fernando Bongiovanni, surgiu para retratar as preocupações e provocar o espectador em relação ao mundo moderno e tecnológico. Em 2018, a Curitiba Cia de Dança estreia, no Oeste do Paraná, o espetáculo “Cirandas” baseado nas cirandas de Villa-Lobos e, para o final do ano, prepara o espetáculo “Relações” do coreógrafo carioca Carlos Laerte.

    FICHA TÉCNICA QUANDO SE CALAM OS ANJOS
    Direção Geral e Concepção- Nicole Vanoni 
    Coreografias- Airton Rodrigues
    Assistente de Direção e Coordenação de Palco: Claudio Fontan
    Ensaiadora - Eunice Oliveira e Claudio Fontan 
    Elenco/Curitiba Cia de Dança:  Ane Adade, Clarissa Moura, Danilo Silvestre, Davi Lopes, Edgar Marques, Fernando Gomes, Frederick Nicolás, Hamilton Félix, Jaruam Miguez, Leonardo Silveira, Marcela Pinho, Nayara Santos, Nicole Vanoni, Patrich Lorenzetti, Rubens Vital, Tatiana Araújo.
    Estagiário: Mario Gilberto
    Trilha Sonora: Raul Arcangelo
    Figurino: Paulinho Maia
    Projeto de Luz: Osvaldo Gazotti
    Operação de Luz: Fabia Regina
    Professora de Ballet: Viviane Cecconello
    Fotos e Vídeos: Willian Abbin
    Produção: Bia Reiner
    Realização: Curitiba Cia de Dança e AADC – Amigos e Apoiadores da Dança de Curitiba

    FICHA TÉCNICA SUPER NATURAL
    Direção: Cintia Napoli
    Duração: 20 min
    Coreografia: Jae Duk  Kim
    Composição Musical: Jae Duk Kim
    Reposição coreográfica: Airton Rodrigues
    Ensaiadores: Airton Rodrigues e Soraia Felício
    Assistente de Ensaio: Regina Kotaka
    Elenco: Betina D'Agnoluzzo, Carlos Matos, Claudia Sibille, Clarissa Cappellari, Gloria Candemil, João Bicalho, Juliana Rodrigues, Karin Chaves, LeandroVieira, Leonardo Lino, Luana Nery, Luana Teodoro, Luciana Volosxki, Malki Pinsag, Murilo Machado, Nelson Mello, Paula Sousa, ReinaldoPereira, Rene Sato, Ricardo Alves, Rodrigo Castelo Branco, Rodrigo Leopoldo, Vitor Rosa. 

    Serviço:
    Curitiba Companhia de Dança “Quando os Anjos se Calam”
    Local: Sesc da Esquina (Rua Visconde do Rio Branco, 969 - Centro)
    Data e horário: Quarta-feira (10) - 20h
    Entrada: R$20
    Facebook: facebook.com/curitibaciadedanca/
    Instagram: @curitibaciadedanca

    Curitiba Companhia de Dança convida Balé Teatro Guaíra – Espetáculo “Super Natural”
    Local: Sesc da Esquina (Rua Visconde do Rio Branco, 969 - Centro)
    Data e horário: Quarta-feira (10) - 20h
    Facebook: facebook.com/curitibaciadedanca/
    Instagram: @curitibaciadedanca

  • 03/10/2018

    Começando o Projeto Verão em 3, 2, 1....

    O inverno ficou para trás e muitas pessoas já estão se preocupando com o famoso “Projeto Verão”. Um perfil frequente entre os alunos que me procuram são aqueles que querem emagrecer mas que acabam encontrando na dança mais do que uma atividade física: uma paixão.

    Escolher a dança como atividade física, estando ou não em busca de perder uns quilinhos, é sempre uma ótima opção. Mas para quem não abre mão de perder aqueles quilinhos extras é inegável que essa atividade contribui, e muito, para o emagrecimento.

    Um ótimo exemplo é a aula de balé, que pode queimar até 300 calorias, já imaginou? Fazer zumba três vezes por semana pode queimar até 900 calorias! E, na minha opinião, você emagrece se divertindo, bem diferente da rotina de academia com horas e mais horas de esteira, sem interação e estímulo.

    Outro grande ponto a favor da dança como maneira de emagrecer é a diversão. Modalidades como dança contemporânea, jazz, zumba, balé e samba são as que mais queimam calorias e também as mais animadas. É divertido participar e os alunos não frequentam como se fosse uma obrigação.

    Então, se o seu desejo é emagrecer, vão aí as minhas recomendações: procure um médico de confiança e uma modalidade que tenha a ver com o seu perfil. O seu corpo e a sua mente vão agradecer!

    Juliana Ribeiro é bailarina profissional, coreógrafa e diretora do Studio de Dança Juliana Ribeiro

  • 26/09/2018

    Peça O Menino Quadradinho e o Tempo das Palavras, de Ziraldo, em última apresentação neste sábado (29) no Teatro Bom Jesus

    Neste sábado (29) acontecem as duas últimas sessões da peça O Menino Quadradinho e o Tempo das Palavras, espetáculo teatral musicado que leva aos palcos do Teatro Bom Jesus a história do Menino Quadradinho, personagem de Ziraldo apaixonado por histórias em quadrinhos.

    Toda a renda obtida com a bilheteria nos dois horários de apresentações, às 15h e às 17h, será revertida para o Hospital Pequeno Príncipe. A montagem tem nomes de peso das artes paranaenses, como o iluminador Beto Bruel, a diretora Fátima Ortiz, a compositora Rosy Greca e coreografia de Juliana Ribeiro, bailarina e diretora da Companhia de Dança Juliana Ribeiro. No elenco, os atores Rafael Wolff, Juliana Spricigo, Flora Vieira Chagas, Saulo Soull e Victória Flach.

    “A peça é linda e retrata como ninguém o mundo cheio de aventura e imaginação do Ziraldo, além do cunho filantrópico da montagem”, conta Juliana Ribeiro.

    Serviço:

    Dia 29 de setembro, às 15h e 17h

    Teatro Bom Jesus (Rua 24 de maio, 135)

    Ingressos à venda no site: https://www.diskingressos.com.br/evento/8011/29-09-2018/pr/curitiba/o-menino-quadradinho-e-o-tempo-das-palavras

    Crianças de até 06 anos não pagam.

    Ficha Técnica do Espetáculo:

    Elenco:

    Rafael Wolff

    Juliana Spricigo,

    Flora Vieira Chagas,

    Saulo Soull e

    Victória Flach.

    Tradução em Libras:

    Jonatas Medeiros

    Tradutor Ator:

    Jonatas Medeiros

    Rafaela Hoebel

    Viviana Rocha

    Produção Fluindo Libras: Felipe Patrício.

    Texto: Enéas Lour e Fatima Ortiz

    Direção: Fatima Ortiz

    Assistente de Direção: Jean Carlos Sanchez

    Produção executiva do espetáculo: Daniel Valenzuela

    Composição e Direção Musical: Rosy Greca

    Arranjos, sonoplastia e execução instrumental: Ervin Fast

    Direção de estúdio e preparação vocal: Rosy Greca

    Iluminação: Beto Bruel

    Cenários e adereços: Ricardo Alberti

    Cenotécnico: Fabiano Hoffmann

    Figurinos e modelagem: Sóluá Carneiro

    Coreografias: Juliana Ribeiro

    Criação de adereços: Ricardo Alberti e Sóluá Carneiro

    Confecção de Adereços: Guilherme Almeida

    Costureira: Sindy Crespim

    Maquiagem: O grupo, sob orientação de Daniel Valenzuela

    Estúdio de gravação/mixagem/masterização: Estúdio da Cântaro

    Técnico de gravação/mixagem/masterização: Cristiano Vaz

    Captação de imagens: Cristiano Vaz

    Fotos: Aleksander Schoeffel

    Edição e montagem de vídeo-projeção: Cristiano Vaz, Jean Carlos Sanches e Manolo Fraga

    Execução de Luz: Jean Carlos Sanchez

    Execução de som: Andrei Hundsdorfer de Paula

    Execução de vídeos: Márcio Junior

    Contrarregra: Kesley Ladaninski

    Desenho gráfico: Evandro Marenda

    Ensaios: Espaço Cultural Pé no Palco

    Coordenação espetáculo e oficinas: Rosy Greca Produções Artísticas

  • 20/09/2018

    Festival de dança Movimento em Pauta agita o Teatro Fernanda Montenegro neste fim de semana

    Nos dias 21, 22 e 23 de setembro o Teatro Fernanda Montenegro recebe mais uma edição do festival Movimento em Pauta, que reúne os principais bailarinos da cidade em apresentações de diversas modalidades. A entrada custa R$ 20 e as apresentações acontecem a partir das 20h.

    Os bailarinos do Studio de Dança Juliana Ribeiro sobem ao palco nos três dias com apresentações em solo e em grupo da tetracampeã brasileira de salsa, Carina Trombim, que ministra aulas na escola, além de coreografias solo e em grupo de jazz.

    “Estamos mais uma vez no Movimento em Pauta e é sempre uma alegria. É um espaço que tradicionalmente incentiva a dança e sempre nos sentimos prestigiados ao participar”, conta Juliana Ribeiro, diretora do Studio que leva seu nome.

     

    Serviço

    Studio de Dança Juliana Ribeiro no Movimento em Pauta

    Local: Teatro Fernanda Montenegro (Shopping Novo Batel – Alameda Dom Pedro II, 255)

    Apresentações nos dias 21, 22 e 23.

    Apresentações a partir das 20h.

    Valor: R$ 20.

  • 12/09/2018

    6 transformações na vida de quem dança

    Olá! Essa semana eu trago para vocês um ponto de vista diferente, o olhar dos meus alunos sobre a dança. Eu conversei com seis deles para saber o que mudou na vida após começarem a dançar e as respostas são pura inspiração.

    Olha só:

    “A dança me deu mais confiança em tudo na vida. Para falar com as pessoas, para me posicionar, me impor quando necessário e para me mostrar mais como artista”, Carol Petik.

     

    “A dança mudou minha maneira de ver o corpo. Quando comecei a entender o que era a dança, parei de ver o corpo como algo malicioso e muito intimo, comecei a ver como algo maravilhoso que fala sem palavras. Outro ponto eram as minhas notas na escola, que sempre foram muito boas mesmo quando eu não tinha tempo de estudar em casa. Eu sempre estava nas aulas de dança e fazia tudo na sala, muito rápido, e mesmo assim tirava 10 até nas coisas que não sabia”,  Thamires Hilareck

     

    “Dançar me ajudou quando tive depressão, foi uma indicação da psiquiatra e me ajudou a ter pulsão de vida”, Helen Carvalho.

     

    “A dança me ajudou com a cognição, consigo aprender as coisas com mais facilidade e resolver problemas com mais rapidez, tanto na parte escolar como nos problemas cotidianos”, Fernanda Dias.

     

    “A dança ampliou minha percepção de mundo, me permitiu aceitar minhas particularidades. Me trouxe possibilidades diferentes de expressão ocultando o receio da fala”, Maria Wendt.

     

    “A dança me trouxe uma vida mais saudável, me permitiu tratar de uma doença de um jeito que eu me sentisse bem, cuidando do meu corpo e mente. Dançar me faz livre e especial, pois quando a faço não tenho preocupações com mais nada no mundo, exceto ser feliz”, Emilly Charleaux.

     

    E você? O que a dança mudou na sua vida? Conta pra mim ;)

    Boa semana!

    Juliana Ribeiro.

    Juliana Ribeiro é coreógrafa, bailarina e diretora do Studio de Dança Juliana Ribeiro

DESTAQUES DOS EDITORES