Bom de Dica de Corrida

Publicidade
Provas

Corrida da Ponte CWB abre calendário de provas de rua em Curitiba

Prova terá percursos de 5 e 10 quilômetros
Prova terá percursos de 5 e 10 quilômetros (Foto: Divulgação)

A Corrida da Ponte CWB abre o calendário de corridas de rua de 2018 de Curitiba.  A prova acontece 20 de janeiro, com largada às 7 horas, e tem percursos de 5 e 10 kms, além da Corrida Kids. Considerada a mais rápida da cidade, por ser realizada em percurso plano, em parte na Ponte Estaiada, no cruzamento com a Avenida das Torres, a corrida é ideal para quem está começando a correr ou para atletas que procurar quebrar seus recordes pessoais.

A prova é realizada pela Global Vita Sports. Para 2019, a organização espera contar com a participação de 2 mil atletas divididos entre os percursos disponíveis. “É uma prova diferenciada, rápida, capaz de motivar quem quer iniciar o ano correndo e sair do ritmo de férias.  É uma prova para promover a saúde e inciar o planejamento da temporada dos corredores”, ressalta Arthur Trauczynski, diretor de negócios da Global Vita Sports, organizadora da Maratona de Curitiba na edição de 2017.

A Corrida da Ponte contará com espaço kids monitorado, além de serviços de fisioterapia, massagem e recuperação pós-prova. Mais informações no https://www.ticketagora.com.br/e/Corrida-Da-Ponte-2019-7054.

Serviço

Corrida da Ponte  

Data/local: 20 de janeiro de 2019, Ponte Estaiada de Curitiba.

Horário: 7h / Corrida Kids 8h20

Distâncias: 5 e 10 kms; caminhada e corrida kids (crianças de 4 a 9 anos).

Inscrições: https://www.ticketagora.com.br/e/Corrida-Da-Ponte-2019-7054.

Quem faz o blog

Vinicius Boreki – É jornalista e descobriu a corrida de rua como forma de perder peso e virou paixão. Minhas primeiras provas foram em 2011, ainda com 5 e 10 quilômetros. Parti para os 21 km em 2013 e permaneci nesta distância até 2015. Em 2016 e 2017, concluí os 42 quilômetros da Maratona de Curitiba. Meu propósito é finalizar uma maratona por ano a partir de agora. Maria Fernanda Takahashi – Formada em jornalismo, começou a correr em 2011 – contrariando a orientação dos médicos devido à uma protusão discal. Seguiu fazendo provas de 5 e 10 km até concluir suas primeiras meias maratonas no Rio de Janeiro, em São Paulo e na maratona de Curitiba, em 2017. Sofre com o cardio, não tem a pretensão de correr uma maratona, mas quer levar a corrida para a vida toda.

DESTAQUES DOS EDITORES