• Boca

    Cinco dúvidas frequentes sobre cuidado bucal infantil

    Cinco dúvidas frequentes sobre cuidado bucal infantil
    (Foto: Divulgação)

    Não são apenas jovens e adultos que devem ter uma atenção especial com a higiene bucal. Desde cedo, além de todos os cuidados com a criança, os pais precisam cuidar também da saúde bucal dos pequenos. Com o objetivo de esclarecer as principais dúvidas dos pais e responsáveis, o Dr. Fábio Bibancos, odontopediatra e consultor, responde abaixo algumas perguntas sobre cuidado bucal infantil:


    Bebês precisam de higiene bucal?
    Existe muita dúvida sobre como deve ser feita a higiene bucal em bebês, esta deve ser iniciada por volta dos 6 meses de idade com o aparecimento dos primeiros dentes. Após o nascimento deles, a higienização já pode ser feita com escova pequena, adequada a idade da criança, e gel dental, em quantidade equivalente a um grão de arroz.

    Os pequenos precisam usar um creme dental específico?
    Sim, as crianças devem fazer uso de cremes dentais desenvolvidos para elas. O especialista indica que o flúor presente em géis dentais infantis é importante para prevenir cáries e o desgaste do esmalte do dente. A Sociedade Brasileira de Pediatria inclusive recomenda que a substância seja usada após o nascimento dos dentes molares. “Mas, é necessário dosar bem a quantidade de gel dental utilizado na escovação. Em crianças de 0 a 3 anos a quantidade deve ser equivalente a um grão de arroz. Já em pequenos de 3 a 6 anos a quantidade indicada é referente a um grão de ervilha”, recomenda.

    A partir de qual idade as crianças devem usar o fio dental?
    O fio dental deve ser usado em crianças a partir do contato entre dois dentes vizinhos, o que normalmente ocorre por volta dos dois anos de idade, o uso é primordial para manter a saúde bucal e prevenir a cárie. Hoje em dia já existem produtos como os flossers, fios dentais com haste, que auxiliam as mães a fazerem a limpeza interdental dos filhos.

    As crianças devem ter seus próprios itens de higiene bucal?
    Sim. O ortodontista informa que os pequenos devem usar itens desenvolvidos para o tamanho e necessidade deles. Há, por exemplo, géis dentais e flossers infantis saborizados, sem ardência, que tornam o hábito de escovar os dentes mais divertido para as crianças. Além disso, a escova de dente deve ter a cabeça pequena e as cerdas macias para não machucar. “Produtos lúdicos ajudam os pais a introduzirem a higiene bucal de forma leve e divertida, ajudando a criar o hábito de escovar os dentes desde pequenos”, completa.

    Quando é o momento certo para começar a levar as crianças ao dentista?
    É essencial incluir uma consulta ao odontopediatra na rotina de cuidados médicos dos pequenos a partir do nascimento dos primeiros dentes, para que tanto a mãe quanto a criança recebam primeiras orientações sobre cuidados bucais com o bebê, introdução de açúcar na alimentação, amamentação, e sinais e sintomas do nascimento dos primeiros dentes. “Inserindo esses hábitos desde a primeira infância é possível atuar na prevenção de problemas bucais e contribuir por um desenvolvimento mais saudável das crianças”, conclui.

  • Guardian

    App criado por mãe brasileira permite que pais bloqueiem o celular dos filhos

    App criado por mãe brasileira permite que pais bloqueiem o celular dos filhos
    (Foto: Divulgação)


    Preocupada com o tempo que a filha Bia, de 13 anos, passava em frente ao celular, a educadora parental Luiza Mendonça decidiu buscar na internet alguma tecnologia que pudesse ajudá-la na organização da rotina digital da criança. E, entre as opções disponíveis no mercado, não encontrou aplicativos em português que reunisse todas as funcionalidades em um só lugar para resolver o problema de maneira personalizada, como bloqueio de acesso, organização da rotina, localização em tempo real entre outros. Foi então que Luiza enxergou uma oportunidade de negócio e criou o AppGuardian - app de controle parental que conecta pais e filhos.

    Com o objetivo de não só "controlar e bloquear", mas também conectar famílias e possibilitar uma rotina mais equilibrada na era digital, o app permite que os pais organizem da melhor forma o tempo que os filhos permanecem conectados - seja em celulares ou tablets. De acordo com a pesquisa Opinion Box/ Mobile Time, 23% das crianças de 4 a 6 anos tem o próprio aparelho e 61% utilizam o dos pais. De 7 a 9 anos, apenas 7% das crianças não possuem smartphone ( ou não usam o dos pais), e de 10 a 12 anos esse número reduz para 5%.

    Administrando a rotina digital da família
    Indicado para crianças de 5 a 14 anos, a tecnologia ajuda a administrar o tempo nas redes sociais, verificar a localização dos filhos em tempo real, configurar bloqueio de acesso aos aplicativos instalados, checar quanto tempo as crianças ficaram conectadas e quais os aplicativos mais usados, organizar a rotina de uso dos aparelhos por dia e hora e até travar todas as funcionalidades dos dispositivos móveis. Além disso, os pais também podem acionar o “tempo em família” - funcionalidade criada para deixar todos os familiares offline permitindo mais tempo de interação entre eles.

    Outra função disponibilizada pela startup é o navegador “Navegação Segura”, que filtra e bloqueia automaticamente qualquer tipo de conteúdo impróprio, como sites pornográficos. “Nossos filhos já nasceram em uma era 100% digital e sabemos que a tecnologia faz parte da identidade deles, no entanto, acreditamos que com regras bem definidas a rotina no celular fica mais saudável e segura, e foi por isso que desenvolvemos o AppGuardian”, explica Luiza Mendonça, mãe da Bia e CEO da startup.

    Para a CEO, além de monitorar e administrar a rotina da filha no celular e tablets de uso comum da casa, a tecnologia ainda permite que ela se conecte melhor com a Bia. “Como mãe eu me sinto mais tranquila utilizando o app, pois posso verificar quanto tempo a Bia fica no YouTube, por exemplo e, isso gera até mais interação entre nós: conversamos sobre os seus vídeos e youtubers preferidos”, completa Luiza Mendonça.

  • Campanha

    Junho Púrpura alerta para distúrbios de aprendizagem, que atingem até 15% das crianças

    Junho Púrpura alerta para distúrbios de aprendizagem, que atingem até 15% das crianças
    (Foto: Marcello Casal/ABR)

    Os distúrbios de aprendizagem acometem de 5 a 15% de crianças em idade escolar, em diferentes idiomas e culturas, sendo os específicos em leitura e escrita altamente prevalentes. O dado é do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-V, 2015), publicação da American Psichiatric Association.

    Distúrbios de aprendizagem são problemas que afetam a capacidade da criança de receber, processar, analisar ou armazenar informações. Os distúrbios podem dificultar a aquisição, pela criança, de habilidades de leitura, escrita, soletração e resolução de problemas matemáticos.

    Para alertar e colocar este assunto em debate também entre a população, a Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) promove neste mês a campanha Junho Púrpura - Distúrbios de Aprendizagem: conhecer, perceber, enfrentar. O objetivo é levar dados e atualização aos pediatras sobre o aprendizado, suas dificuldades e distúrbios.

    “Precisamos trazer o problema para o consultório e não deixá-lo apenas na escola e, dessa forma, contribuir para uma orientação aos pais, esclarecendo dúvidas e ajudando as famílias na difícil escolha dos especialistas ou profissionais que devem procurar”, afirmou a presidente do Departamento de Otorrinolaringologia da SPSP e coordenadora da campanha, Renata Di Francesco.

    Segundo o coordenador de campanhas da SPSP, Claudio Barsanti, a conscientização dos profissionais de saúde para a questão é fundamental. “O quanto antes a causa dos distúrbios for detectada, melhor. Dessa maneira, serão realizadas as intervenções necessárias para que essas crianças possam ter um diagnóstico e encaminhamento adequados”.

    Barsanti explicou que sinais como alterações na percepção, escuta, visão, entre outros, devem ser observados e tratados o mais rapidamente possível. “Os profissionais devem estar atentos nesse sentido, pois o tratamento adequado precoce fará toda a diferença no futuro dessas crianças”, ressaltou.

    Entre as ações da campanha, fazem parte o treinamento com os pediatras e materiais orientadores aos pais. “A campanha vai apresentar textos de orientação à população inseridas no blog do site da SPSP, vamos elaborar um curso de orientação aos pediatras e outros textos de orientação aos médicos. É uma campanha que visa as duas frentes, que é a orientação dos pacientes e dos médicos para que isso seja bem englobado”, informou Renata.

    Para a coordenadora da campanha, é importante trazer essas queixas escolares para os médicos durante a consulta.

    “Às vezes os pais estão muito preocupados com doenças, com peso, altura, com infecções e deixa de falar que a criança não está indo bem na escola. Muitas vezes o aproveitamento ruim da criança na escola está relacionado com déficits auditivos, com problemas visuais e às vezes com coisas mais complexas, por exemplo, uma dislexia ou outros distúrbios importantes que possam estar relacionados com esses problemas.”

    Após observar algumas alterações no modo de fazer a lição de casa de seu filho Rafael, de 7 anos, a pesquisadora A.B., que prefere ter seu nome preservado, disse que vem percorrendo uma longa jornada para fechar o diagnóstico de seu filho.

    Inicialmente ele foi diagnosticado, por meio de uma avaliação neuropsicológica, como portador do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), mas ele pode ter o Transtorno do Processamento Auditivo Central. A criança vem sendo acompanhada pelo pediatra, e também por fonoaudiólogo e psicóloga.

    “Comecei a perceber em casa que ele estava com dificuldade para fazer certas lições e coisas que ele já tinha aprendido, foi uma dificuldade que me chamou atenção. Marquei uma reunião com a escola que confirmou, achando que ele estava com um pouco de dificuldade para avançar e sugeriu que ele fizesse a avaliação neuropsicológica”.

    Após esta avaliação, a pesquisadora conta que começou uma ‘via crucis’ atrás de especialistas. “A gente começou a procurar psicólogas, fui em cinco diferentes até eu achar uma que condissesse com o que eu penso, fui em neurologista, e os dois disseram que o TDAH precisa de medicação”.

    Mas a pesquisadora não estava confiante em medicar seu filho e foi em busca de outras avaliações. “Comecei a entrar em outras vias, ele faz tratamento psicológico, fui atrás [para saber] do Transtorno do Processamento Auditivo Central e quando percebi que ele tinha essa alteração, eu apostei todas essas fichas nisso. Até a gente solucionar essa alteração, eu não quero pensar em medicação, ele vai fazer tudo o que tem que fazer com fonoaudióloga e um psicomotricista para ajuda-lo”.

    Desde então, ela disse que ele vem evoluindo bem. “A escola mesmo disse que ele está bem mais concentrado, conseguindo acompanhar bem a turma, ele jamais teve que fazer uma prova diferenciada, ele tem ajuda na hora do enunciado, mas está indo bem e a parte social também está supercontrolada”.

    Ela aconselha às famílias a se informar muito quando se deparar com algum transtorno de aprendizagem. “Leia tudo, mas não dê apenas um ‘google’, mais do que isso, é importante procurar um profissional que você confie e se informar muito. A informação é a única coisa que vai te ajudar a ajudar seu filho, entender do que se trata é fundamental para as ações que terá em seguida e eles precisam muito da gente”, finalizou.

  • Boa pedida

    Biblioteca Pública: um programa diferente neste sábado para a criançada

    Biblioteca Pública: um programa diferente neste sábado para a criançada
    (Foto: Divulgação)


    Contação de histórias, oficina para crianças e dois lançamentos literários marcam a programação da Biblioteca Pública do Paraná neste sábado (08). Todas as atividades são gratuitas e não é necessária inscrição prévia.
    Às 10h, a escritora Cassia H. G. Cavarsan conversa com o público sobre Jeitinho de Manu, livro que propõe uma brincadeira de perguntas e respostas a partir da curiosidade de uma menina intrigada com uma porta misteriosa. O encontro acontece na Seção Infantil. No mesmo espaço, às 11h, o projeto Hora do Conto apresenta História em Três Atos, de Bartolomeu Campos de Queirós. A sessão é seguida de uma oficina de trabalhos manuais.
    A partir das 10h30, Raffaella Fernandez lança A Poética de Resíduos de Carolina Maria de Jesus, sobre a escritora mineira que morou boa parte da vida em favelas e produziu sua obra enquanto trabalhava como catadora de papel. O evento, que acontece no auditório, ainda inclui uma palestra ministrada pela autora do livro.

    Serviço
    08 de junho, sábado – Biblioteca Pública do Paraná
    Lançamento do livro Jeitinho de Manu, de Cassia H. G. Cavarsan
    Horário: às 10h, na Seção Infantil
    Palestra e lançamento do livro A Poética de Resíduos de Carolina Maria de Jesus, de Raffaella Fernandez
    A partir das 10h30, no auditório da BPP

    Hora do Conto
    De 3 a 11 de junho, às 11h e 15h (no sábado, somente às 11h)
    Biblioteca Pública do Paraná
    Rua Cândido Lopes, 133, Centro - Curitiba
    Entrada franca
    Mais informações: (41) 3221-4980

  • Redes sociais

    5 dicas para manter seu filho seguro no Instagram

    5 dicas para manter seu filho seguro no Instagram
    (Foto: Divulgação)

    Os jovens de hoje adoram usar as redes sociais para compartilhar fotos, postar atualizações e manter contato com seus amigos. Mas para os pais, isso geralmente levanta preocupações sobre segurança. Muitas vezes, é difícil perceber quando estão compartilhando em excesso ou quando estão permitindo que a internet saiba demais sobre suas vidas pessoais.

    Juntamente com o Facebook e o Twitter, o Instagram é uma das plataformas de mídia social mais populares e é construída baseada no compartilhamento de fotos. A armadilha é que, usuários compartilham suas imagens e conteúdo para adquirir mais e mais seguidores e assim obter mais e mais curtidas. Essas curtidas indicam a popularidade de um post e, finalmente, do usuário. Portanto, na busca de mais “curtidas”, fica difícil diferenciar entre o que é ou não apropriado e seguro compartilhar. A menos que seu filho tenha atualizado as configurações de privacidade, ele pode ter seguidores desconhecidos, o que pode ser perigoso.

    Mantenha seu filho seguro seguindo essas cinco dicas:

    Remova seguidores desconhecidos


    O primeiro passo a tomar é remover todos os seguidores desconhecidos. Muito parecido com o Twitter, o Instagram pode permitir que usuários sigam um ao outro sem ter que perguntar. Se o seu filho não tiver alterado as configurações de privacidade, tecnicamente, qualquer pessoa poderá ver seu perfil e suas fotos.
    Para remover um seguidor, basta acessar a lista de seguidores do seu filho e tocar em "Remover", ao lado do usuário. Você pode então bloquear seguidores tocando no nome de usuário e acessando o perfil. No canto superior direito, você encontrará três pontos. Depois de clicar, selecione "Bloquear".

    Ativar "Conta Privada"


    Depois de remover seus seguidores desconhecidos, pense em ativar as configurações de segurança da conta privada do Instagram. Isto restringe a visibilidade da conta para aqueles que não seguem teu filho. E permite que ele aceite ou rejeite qualquer solicitação que vier em seguida. Ter isso ativado reduz o número de seguidores desconhecidos.

    Certifique-se de que a função Mapa do Instagram está desativada


    Como o Twitter e o Facebook, o Instagram permite que os usuários localizem seus posts. Isso significa que os seguidores podem ver onde uma foto foi tirada e postada. Para manter seu filho seguro, peça que ele remova todos os locais marcados geograficamente.

    Evite compartilhamentos de localização futuros

    Uma vez que se filho removeu as geo-tags, você pode bloquear essa opção de uma vez por todas. Para fazer isso, você precisará desativar os serviços de localização no telefone do seu filho. Para dispositivos iOS, acesse: Configurações> Privacidade> Serviços de localização> Instagram e toque "Nunca" em "Permitir acesso ao local". Para telefones Android, verifique o site de ajuda do Instagram para obter informações sobre a desativação de geotags.

    Finalmente ... Certifique-se de que eles não estejam divulgando informações pessoais na plataforma!


    O Instagram permite que os usuários listem informações pessoais, como seu nome real e número de telefone. Certifique-se de que seu filho não tenha nada em seu perfil que permita que alguém o contate diretamente ou saiba do seu paradeiro.

    As informações são da Gemalto, que é empresa líder em segurança digital.

  • Imparcialidade

    E quando os irmãos brigam muito? Especialista dá cinco dicas preciosas

    E quando os irmãos brigam muito? Especialista dá cinco dicas preciosas
    (Foto: Divulgação)


    Temos que aceitar o fato: brigas entre irmãos faz parte da vida de qualquer família. Não só é inevitável, como também é um meio de aprendizado sobre relacionamentos e negociações. No entanto, as disputas constantes podem transformar a rotina diária em um verdadeiro caos. Daí, cabe aos pais intervir e disciplinar seus filhos. Mas como ajudar sem parecer que está tomando partido de algum lado?  Alexandre Pedro, Psicanalista pela Sociedade Internacional de Psicanálise de São Paulo; Master Practitioner de PNL filiado ao NLP Academy; Hipnoterapeuta filiado ao International Board of Hipnosys e ao National Guild of Hipnotists, dá cinco dicas preciosas, entre elas evitar o confronto e ser imparcial. 


    1 – Não rotule e nem compare: Até pequenos rótulos colocam mais lenha na fogueira. Se a mãe chama um de "o estudioso", automaticamente entende-se que o outro não gosta de estudar. Fazer comparações no meio de uma briga, então, só piora a situação. É muito comum ouvir “seu irmão está quieto, para de implicar com ele”. Qualquer coisa que você diga a favor de um, vai soar como proteção. E isso só vai alimentar sentimentos ruins, como ciúme, inveja e baixa autoestima.

    2 – Reserve um tempo do seu dia para cada um dos filhos: Leia um livro para um, ajude na lição do outro. Sua atenção deve ser exclusiva, e a qualidade desse tempo precisa ser igual para todos. Dar atenção separadamente fará com que cada um se sinta seguro e amado de forma única, evitando brigas pela disputa do seu afeto.

    3 – Seja mediador, não um juiz: Durante uma briga entre os filhos, jamais tome partido de alguém. A rivalidade só vai aumentar. Seu papel é mediar, e não julgar. Traga os dois lados para conversar e ajude-os a chegar a uma solução que seja boa para ambos. Desse modo, não haverá ganhadores ou perdedores, e eles ainda aprendem uma habilidade importante para futuros conflitos.

    4 – Não obrigue as crianças a dividir: Aprender a dividir é muito importante, assim como aprender a ter limites. Porém, quando a criança é forçada a dividir algo com o irmão, irá assimilar isso como uma coisa negativa, e não vai querer fazer de novo. Ao invés de obrigar a criança a emprestar o brinquedo, tente outra abordagem como "é o brinquedo novo do seu irmão, você terá sua vez quando ele acabar de brincar". O dono do brinquedo se sentirá seguro e, com o tempo, menos possessivo. Assim, o ato de emprestar se tornará natural e espontâneo.

    5 – Tolere as crises de raiva: Crianças repetem um determinado comportamento que funcionou para elas. Quando os pais cedem às crises de raiva e dizem "dá a vez para o seu irmão agora", estão incentivando a rivalidade entre os irmãos e mostrando que a birra é uma boa tática para conseguir o que quer. Mostre que a crise de raiva não funciona e espere passar sozinha. Ignorar os rompantes pode ser difícil, especialmente em locais públicos. Mas lembre-se que a crise é o meio que a criança usa, temporariamente, para demonstrar sua insatisfação, e não há problema nisso. Aprender a relevar esses pequenos desapontamentos servirá para a vida futura de seus filhos, além de resultar em uma maior tranquilidade em casa.

  • Cinebaby

    Pai faz´test-drive' em sessão de cinema para crianças pequenas. Veja como foi

    Pai faz´test-drive' em sessão de cinema para crianças pequenas. Veja como foi
    O trio feliz na sessão do CineBaby (Foto: Arquivo Pessoal)

    O Blog Mães do Bem abre espaço para um pai hoje. Um pai especial e corajoso.  A convite do Bem Paraná, do Ventura Shopping e do Cinesystem Cinemas, Alexandre Ioppi Júnior levou os seus filhos Clarice, 6 anos, e Bejamin, 1 ano e 9 meses, à sessão especial CineBaby, onde pais e familiares podem levar as crianças ao cinema. O detalhe é que o trio foi ver o filme 'Vingadores, Ultimato'. Isso mesmo! Três horas de filme com duas crianças pequenas.  A ideia da experiência foi fazer um test drive da iniciativa, ver os prós e contras e ver se realmente funciona.

    Abaixo, o relato detalhado de Alexandre sobre a experiência. 


    "Ir sozinho com duas crianças - um bebê de 1 ano e 9 meses e uma menina de 6 anos - assistir a um filme de três horas pode parecer uma missão impossível. Trocadilhos à parte, fui fazer essa experiência com o Benjamin e a Clarice numa tarde dessas para assistir "Vingadores-Ultimato". Se quando fui sozinho, precisei sair pra ir ao banheiro, fiquei imaginando quantas saídas seriam necessárias com a duplinha.


    Fomos recepcionados pelo Capitão América e o Homem Aranha, apesar de as crianças gostarem dos personagens, a Clarice ficou tímida e o Benjamin assustado. Ele também chorou quando entramos no cinema, mas, por ser uma sessão baby, o ambiente estava mais claro e ele logo se acalmou. O som também fica mais baixo do que nas sessões comuns, o que evita sustos para o bebê.


    Fiquei surpreso que o Benjamin ficou um bom tempo envolvido, prestando atenção e comendo pipoca. Enquanto isso, a Clarice não parava de fazer perguntas. Não precisei usar, mas é uma boa ideia ter trocador na sala de exibição, assim não precisaria sair em caso de emergência com a fralda. Claro que a Clarice pediu pra ir ao banheiro, ela sempre pede, mesmo em filmes mais curtos. Mas havia monitoras que podiam acompanhá-la até lá e, como ela já sabe ir sozinha, foi tranquilo.
    Com o passar do filme, eles foram ficando entediados. Aí fui salvo pelos brinquedos que estavam disponíveis na parte de baixo da sala. O bebê foi lá brincar e felizmente a mana quis fazer companhia, então os dois se distraíram e conseguimos chegar até o fim do filme.


    Essas facilidades todas tornaram mais factível assistir a um filme longo com duas pessoinhas cheias de energia. Mas cada criança reage de um jeito. Havia um piazinho que não parava quieto e o pai dele acabou colocado Galinha Pintadinha no celular. Benjamin viu ou ouviu e também quis, confesso que precisei colocar alguns minutinhos até ele se acalmar. Mas como todo mundo ali estava no mesmo barco, recorri à “popó” sem constrangimento. Sobrevivemos! Com menos estresse para nós e para os demais do que se fosse uma sessão comum. Vamos aguardar a sequência da Marvel"

    Sobre o CineBaby -  Lançado em 22 de maio, o projeto acontecerá uma vez por mês e atende as necessidades dos pais, bebês e crianças. As sessões de cinema são durante o período da tarde e recebem cuidados especiais, com sala em meia luz, som e ar condicionado suaves. Além disso, há à disposição um trocador de fraldas e itens de higiene oferecidos pelas Fraldas Mili. A Bumerang Brinquedos, loja do Ventura Shopping, oferece brinquedos para distrair e entreter as crianças, que poderão ser utilizados gratuitamente.

    A escolha do filme para o CineBaby acontece por votação pelas redes sociais do Ventura Shopping, sempre com três opções de escolha. O regulamento pode ser consultado no site http://venturashopping.com.br.

  • Casa Rudá

    Escritora argentina Laura Gutman vem a Curitiba falar sobre maternidade. Saiba quando

    Escritora argentina Laura Gutman vem a Curitiba falar sobre maternidade. Saiba quando
    (Foto: Divulgação)

    Casa Rudá promove evento inédito em Curitiba com a escritora argentina Laura Gutman: Porque todo mundo teve mãe
    Palestra com a autora do best-seller “A Maternidade e o encontro com a própria sombra” será no dia 25/05, no Auditório da FAE
    Você já parou para pensar que todas as pessoas já passaram por uma gestação e parto? Seja como mãe ou como filho(a), isto é um fato. A maternidade é o ponto de partida para a vivência de inúmeros sentimentos e emoções para as quais as mulheres nunca foram apresentadas anteriormente.


    Neste mês das mães, a Casa Rudá traz a Curitiba a psicoterapeuta argentina Laura Gutman, autora do best-seller “A Maternidade e o encontro com a própria sombra”, entre outros livros.

    Em sua palestra no dia 25 de maio, Laura vai falar sobre maternidade, puerpério e a relação entre pais e filhos. O evento será das 10h às 17h, no Auditório da FAE Business School, com debate e muitas reflexões sobre as questões a cerca da maternidade na vida contemporânea. Os ingressos estão à venda pelo Sympla e custam a partir de R$ 270.

    EVENTO
    Laura Gutman e Casa Rudá: porque todo mundo teve mãe*
    Data: 25 de maio de 2019
    Horário: 10h às 17h
    Local: Auditório da FAE Business School. Av. Visconde de Guarapuava, 3263, Centro – Curitiba/PR
    Ingressos: https://www.sympla.com.br/laura-gutman-e-casa-ruda-porque-todo-mundo-teve-mae__483548
    *Haverá tradução simultânea com fones de ouvido.

    Cronograma:
    10h - abertura e exposição sensorial
    10h30 - palestra com Laura Gutman
    12h30 - intervalo para almoço
    14h - mesa redonda com Laura Gutman e convidados da Casa Rudá
    15h30 - espaço aberto para perguntas
    16h - sessão de autógrafos com Laura Gutman
    17h - encerramento


    Sobre a Casa Rudá: Primeira casa do Brasil voltada ao acolhimento de mulheres puérperas, suas famílias e filhos. As atividades da Casa Rudá vão funcionar em uma chácara na Região Metropolitana de Curitiba e serão desenvolvidas, oficialmente, a partir do segundo semestre de 2019. O evento com a psicopedagoga Laura Gutman em Curitiba vai marcar o pré-lançamento da Casa Rudá. www.casaruda.net

  • Fim de semana

    Feira Cute Cute tem programação e produtos para mães, crianças e bebês

    Feira Cute Cute tem programação e produtos para mães, crianças e bebês
    (Foto: Divulgação)

    Imagine um evento onde você encontra produtos diferenciados para bebês, crianças e gestantes. Em Curitiba, a Feira Cute Cute vem se firmando nessa segmentação e dá a largada para sua quarta edição de 16 a 19 de maio, no Buffet Du Batel. Serão mais de 40 expositores apresentando tendências e novidades em vestuário, decoração, acessórios, produtos de beleza e cuidados para mães e bebês, itens indispensáveis na primeira infância como enxoval e também muitas inovações, entre elas, fraldas de pano; colares de âmbar e roupas multiuso. Nesta edição, a entrada será beneficente, então a doação de itens para crianças vale um ingresso.

    O diferencial aqui está na reunião de marcas que se dedicam a produzir itens criativos e fora do comum. Isso tudo aliado a preços e condições especiais praticadas com exclusividade na feira. De acordo com as criadoras Flávia Polidoro e Tassia Fráguas, da We Do Prime, produtora do evento, esta edição está ainda mais especial. “Nosso cuidado está em reunir o que há de destaque para mães, gestantes e crianças e também em proporcionar experiência única de compra”, explicam as empresárias.

    Como já é característica, a Feira Cute Cute conversa com mamães que buscam o tradicional, mamães que optam por roupas sem gênero, aquelas que buscam pelo enxoval tradicional e também as mais modernas que querem encontrar alternativas em decoração, entre outras demandas que foram sendo observadas ao longo das três edições anteriores.

    Os visitantes serão novamente recebidos com espaços especiais: espaço kids monitorado; sala de amamentação; fraldário; área gourmet; e também vão usufruir de ampla programação cultural pensada para ser aproveitada em família. O destaque fica com dois jogos escape criados exclusivamente para o evento: Desafio Cute Cute – Mães e o Desafio Cute Cute – Heróis. O primeiro é voltado para as mamães que vão ter de desvendar segredos para encontrar um sábio conselho deixado por uma mãe há muitos anos. “Nossa ideia é fazer as mães brincarem, vendo que toda a correria do dia-a-dia, os desafios da maternidade, conciliar a rotina materna com a profissional, é realmente puxada, mas que vale muito a pena”, explica Tássia. Já o jogo Heróis, é um escape voltado às crianças que terão de superar desafios para salvar o planeta de um terrível vilão.

    Também faz parte da programação, uma roda de conversa sobre A rotina e o sono nos primeiros meses do bebê, com Renata Bermudez; Haline Galbier vai conversar sobre “Como Potencializar o Desenvolvimento das Crianças Através do Brincar; enfermeira Daniele Aggio Oyama irá realizar uma "Oficina de Acolhimento a gestante na orientação de aleitamento materno e cuidados com o bebê no pós parto". Para os pequenos, além do escape game, também vai rolar um Chá de Princesas e oficina de gastronomia kids com a chef de cozinha Malu Bonilauri.

    Leite em pó, leite longa vida, fralda descartável, lenço umedecido ou itens de higiene pessoal para crianças dão direito a um ingresso. A arrecadação será destinada a instituições carentes que atendem gestantes e crianças. Para acompanhar todos os detalhes, tem a rede sociais no Facebook e Instagram @feiracutecute e também no site www.feiracutecute.com.br

    PROGRAMAÇÃO

    Quinta-feira

    16h Musicalização para Bebês, Gymboree (Gratuito)

    18h30 Oficina: Do It Yourself com Sucatas, Fun Rex (Gratuita)

    Sexta-feira

    15h Oficina Amamenta Baby - Acolhimento à gestante na orientação de Aleitamento Materno e Cuidados com o Bebê no Pós Parto (Gratuito, inscrições antecipadas)

    18h30 Oficina: Super Hero Maker, Fun Rex Qual Seu Herói Favorito? Vamos entender quais são as verdadeiras qualidades por trás de um herói e aplicá-las em nossas super capas! (Gratuito)

    19h Escape Maternidade, Cubilka (Gratuito)

    19h Desfile Infantil, Agência Gel Casting (Gratuito)

    Sábado

    11h30 Teatro Infantil, Doce Azedo (Gratuito)

    14h00 Oficina de Slime (R$ 15 por criança)

    15h00 Oficina Amamenta Baby - Acolhimento à gestante na orientação de Aleitamento Materno e Cuidados com o Bebê no Pós Parto (Gratuito, inscrições antecipadas)

    17h Roda de Conversa, "Como Potencializar o Desenvolvimento do seu pequeno Brincando", Haline Galbier (Gratuito, inscrições antecipadas)

    18h Palestra “A rotina e o sono nos 3 primeiros meses do bebê”, Renata Bermudez da Sosseguinho (Gratuito, inscrições antecipadas)

    Domingo

    14h Chá das Princesas – encontro com as princesas Elsa, Branca de Neve, Bela e Moana + oficina para aprender valores importantes e descobrir histórias incríveis. (R$ 30 por criança).

    16h Escape Heróis – Brincadeira para as crianças solucionarem mistérios e salvarem o mundo de um vilão (R$ 15 por criança)

    SERVIÇO

    O que: 4ª Edição Feira Cute Cute

    Quando: de 16 a 19 de maio.

    Horários: Quinta e sexta-feira das 14h às 21h e sábado e domingo das 10h às 20h.

    Onde: Buffet Du Batel – Alameda Dom Pedro, II, 238

    Ingressos: Leite em pó, leite longa vida, fralda descartável, lenço umedecido ou itens de higiene pessoal para crianças dão direito a um ingresso. Crianças de 0 a 12 anos não pagam.

    Informações: www.feiracutecute.com.br e redes sociais Facebook e Instagram @feiracutecute


    Expositores

    Água com Sal; Amababy; Amor de Baunilha; Amor Perfeito Baby; Art’sãs; BB Decora; Bel Fiori; Biobaby; Boneca Russa by Pri Lopes; Brahma Express Curitiba; Brataro; Bruna Sorbelo Café Caramello; Casiraghi Jóias; Casulo de Anjo; Claudia Biazotto Ateliê; Coletiva Mama; Colo de Mãe; Comfy; Cordeirinhos; Doce Brigadeiro; Doll Up; Dos Anjos Fotografia Du André Culinária; Empório da Papinha; Estilo Básico; Estimularte; Fábrica de Sonhos; Fazendo Arte; Gala Cosméticos; Galeria Kids; Gama Espaço de Criar; Garimpê; Karamela Laçarotes e Headbands; Kika Sossela; La Magie Kids; Laçarotes Miss Joliê; Lalalume; Lavi Calçados; Little Folks; Mamãe Joaninha; Mayaru; Meu Capricho Bolsas; Mi For You Importados; Mundo Kids Mania; Ninadora; Pedrinha Miudinha; Pequeno João; Petit Bobo; Petit & Co; Petit Poa Buffet; Pezinhos de Pérolas, Pijama Express; Pipe e Guca; Pizza Boros; Seguindo Seus Passos; SelfieBox Foto Entretenimento; Sonhos de Ninar; Splish Splash; Taice Cream Sorvete Tailandês; Trem Bão; Trichet4u Handmade; Up Criativa

  • Polêmica

    Shopping lança sessão exclusiva para famílias com crianças

    Shopping lança sessão exclusiva para famílias com crianças
    (Foto: Divulgação)

    Quem não tem filhos pequenos se incomoda com a presença de crianças nas sessões de cinema. Há muitas reclamações nas redes sociais de adultos que desviaram a atenção do filme pelo barulho ou movimentação de pequenos entediados. Por outro lado, introduzir a cultura e o entretenimento aos filhos, desde pequenos, auxilia na formação cultural, estimula o aprendizado e, principalmente, proporciona momentos importantes e de qualidade entre a famílias - momentos esses cada vez mais escassos na sociedade atual.

    A última discussão sobre a prática aconteceu no anúncio do lançamento de “Vingadores: Ultimato”, quando fãs iniciaram uma campanha para que pais não levassem seus filhos ao cinema. Pensando nisso, o Ventura Shopping, de Curitiba, lançou, em parceria com o Cinesystem, um projeto chamado CineBaby, com sessões especiais para que pais e familiares possam levar as crianças ao cinema.

    Com início no dia 22 de maio, o projeto acontecerá uma vez por mês e atende as necessidades dos pais, bebês e crianças. As sessões de cinema serão durante o período da tarde e receberão cuidados especiais, com sala em meia luz, som e ar condicionado suaves. Além disso, há à disposição um trocador de fraldas e itens de higiene oferecidos pelas Fraldas Mili. A Bumerang Brinquedos, loja do Ventura Shopping, oferecerá brinquedos para distrair e entreter as crianças, que poderão ser utilizados gratuitamente.

    Para a gerente de marketing do Ventura Shopping, Daniela Leal, “além de proporcionar integração e convivência com outras crianças, queremos que o CineBaby seja um momento de troca de experiência entre pais e filhos de todas as idades. Diferente das sessões comuns, aqui os pais não precisam se preocupar quando a criança chorar ou caso precise levantar durante o filme”, conta.

    A escolha do filme para o CineBaby acontece por votação pelas redes sociais do Ventura Shopping, sempre com três opções de escolha. Para a primeira sessão no dia 22 de maio, os filmes disponíveis na enquete são: “Vingadores: Ultimato”, “Detetive Pikachu” e “UglyDolls”. As votações serão aceitas até domingo (19). O regulamento pode ser consultado no site http://venturashopping.com.br.

     

    SERVIÇO

    CineBaby

    Data: 22 de maio

    Horário: 14h

    Local: Cinesystem Ventura Shopping

    Endereço: R. Itacolomi, 292 - Portão – Curitiba/PR

  • Alerta

    Acidentes de trânsito: aprenda sobre os principais riscos para as crianças

    O trânsito é a principal causa de morte por acidente de crianças e adolescentes de zero a 14 anos no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Só no ano de 2016, morreram 1.292 meninas e meninos brasileiros em decorrência de acidentes no trânsito (Datasus/2016). O dado reflete a importância de governo e sociedade pensarem em formas de garantir mais segurança nesse ambiente e também que é urgente focarmos na prevenção. Neste texto, vamos falar sobre o porquê a criança é um dos atores mais frágeis no trânsito e também expor os principais fatores de risco que resultam em tantos acidentes nas vias.

     

    Acidentes de trânsito em números

    Das 1.292 crianças e adolescentes que morreram em 2016 por acidente de trânsito, 469 (36,3%) ocupavam veículos, seguido por 386 (29,9%) na condição de pedestre e 137 vítimas de motocicletas (10,6%).

    As maiores vítimas, em qualquer situação, são meninos e meninas de 10 a 14 anos, que representaram 545 mortes só em 2016. Como nesta faixa etária a criança já adquiriu mais independência, há menor vigilância dos pais ou responsáveis quanto aos procedimentos seguros no trânsito. Não usar o cinto de segurança e atravessar a rua distraídos são alguns descuidos comuns. O mesmo fator atinge outra faixa etária, de cinco a nove anos de idade, representando 352 vítimas no ano.

    Os números de crianças e adolescentes internados por acidente de trânsito também é bastante expressivo. Só em 2018, o Brasil registrou 11.037 internações, de acordo com o Datasus. Dessas, 3.596 representam meninas e meninos que se encontravam em condição de pedestre, 2.634 representam acidentes em que a criança ou o adolescente em motocicleta e 2.483 crianças em bicicletas.

    A legislação brasileira recomenda que, até os 10 anos de idade, as crianças sejam transportadas no banco traseiro do veículo automotivo, usando cinto de segurança. E, até os sete anos e meio elas precisam usar um dispositivo de retenção veicular (bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação). Quando usados e instalados corretamente, esses dispositivos reduzem em até 71% a chance de morte de uma criança em caso de acidente de trânsito.

    Leia mais sobre como prevenir acidentes de trânsito

     

    Dados sobre acidentes de trânsito com crianças e adolescentes

    Número de mortes de crianças e adolescentes em acidentes de trãnsito (2016)

    Tipos de acidentes

    Menor 1 ano

    1 a 4 anos

    5 a 9 anos

    10 a 14 anos

    Total

    Ocupante de veículo

    60

    104

    141

    164

    469

    Pedestre

    9

    131

    119

    127

    386

    Ciclista

    0

    3

    13

    48

    64

    Motocicleta

    3

    16

    16

    102

    137

    Outros

    18

    51

    63

    104

    236

    Total

    90

    305

    352

    545

    1.292

    Fonte: Datasus - 2016

    Número de internações de crianças e adolescentes em acidentes de trãnsito (2016)

    Tipos de acidentes

    Menor 1 ano

    1 a 4 anos

    5 a 9 anos

    10 a 14 anos

    Total

    Pedestre

    87

    801

    1352

    1356

    3596

    Ciclista

    19

    198

    813

    1453

    2483

    Motocicleta

    115

    461

    595

    1463

    2634

    Ocupante de veiculo

    74

    235

    441

    658

    1408

    Outros

    28

    193

    321

    374

    916

    Total

    323

    1.888

    3.522

    5.304

    11.037

    Fonte: Datasus - 2018

     

    Fatores de risco para acidentes de trânsito

    A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) estabeleceu seis principais fatores de risco para acidentes de trânsito, expostos em sua publicação Salvar VIDAS. Entre eles, destacamos:

    1. Velocidade;
    2. Não usar sistema de retenção para crianças; e
    3. Distrações.

    Velocidade

    O excesso de velocidade é uma das principais causas de acidentes de trânsito. Quanto maior é a velocidade de um veículo, mais tempo ele precisa para parar totalmente após o motorista acionar o freio. Além disso, quanto maior a velocidade, maior é o impacto em caso de colisão.

    Devido a isso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o limite máximo de velocidade em vias urbanas seja de 50 km/h. De acordo com estudos, um pedestre atropelado por um veículo que circula até essa velocidade tem menos de 20% de chance de morrer em caso de atropelamento. Quando os automóveis circulam à 80 km/h, a probabilidade de óbito é de quase 60%.

    Não usar sistema de retenção para crianças

    Usar a cadeirinha, o bebê conforto ou o assento de elevação é a única maneira segura para transportar crianças em veículos. De acordo com a legislação brasileira, é obrigatório o uso do equipamento de retenção para crianças de até sete anos e meio. Se a lei não for cumprida, o infrator deverá pagar uma multa de R$ 293,47, perde sete pontos na carteira de habilitação e tem o veículo retido para regularização.

    Para cada idade, peso e altura de meninas e meninos, existe um equipamento correto a ser utilizado, que sempre deve possuir certificação o Inmetro e ser instalado corretamente. Saiba qual é o equipamento mais indicado para cada caso:

    Qual cadeirinha usar de acordo com a idade, peso e altura da criança?

    Distrações

    Para dirigir carro ou moto, pedalar uma bike ou andar pela rua com segurança é preciso muita atenção o tempo todo. Qualquer distração pode provocar um acidente. Por isso, sempre que estiver no trânsito - seja como motorista ou pedestre - evite usar fones de ouvido ou o celular. Caso precise atender uma ligação ou responder uma mensagem, pare em um local seguro. Converse com as crianças e adolescentes sobre a importância de manter sempre atento olhos e ouvidos ao trânsito para evitar acidentes,

    Os outros fatores de risco citados pela publicação são:

    1. Não usar capacete;
    2. Dirigir sob efeito do álcool; e
    3. Não usar cinto de segurança.

     

    A criança e o trânsito

    Quando falamos das questões relacionadas ao trânsito e infância, não podemos deixar de considerar a diferença do desenvolvimento cognitivo, físico e emocional de uma criança em comparação ao adulto.

    Por isso, quando o foco das ações de prevenção de acidentes são as crianças, é necessário, além dos dados, levar em consideração as especificidades da criança e sua correlação com a mobilidade e o trânsito.

    Abaixo, seguem os principais característica física e psicológica que tornam as crianças mais vulneráveis no trânsito.

    Visão

    A criança não enxerga como um adulto. Ela não tem a mesma amplitude de visão periférica que uma pessoa adulta tem. Devido a isso, os pequenos praticamente só enxergam o que está na frente deles.

    Além disso, uma criança leva aproximadamente quatro segundos para que consiga perceber se um automóvel está parado ou em movimento.

    Conceitos como "altura" e "distância" também são confusos para crianças. Por exemplo, um automóvel, que é menor, parece mais afastado que um caminhão, que é grande.

    A mesma confusão acontece com os conceitos de "ver" e "ser visto". Se uma criança vê um automóvel, ela imediatamente acredita que também foi vista. Entretanto, isso nem sempre acontece, até mesmo em consequência à sua baixa estatura, que pode acabar deixando o pequeno fora do campo de visão dos motoristas.

    Audição

    Uma criança não ouve como um adulto. Ela não consegue detectar bem de onde provêm os sons e os ruídos da vida cotidiana a distraem, fazendo com que elas prestem atenção apenas nos barulhos que a interessam (algum colega a chamando, por exemplo).

    Relação causa-efeito

    A criança não compreende a relação causa-efeito. Com isso, ela entende que o automóvel pode parar imediatamente assim que motorista frear. Para ela, é incompreensível o conceito de que é preciso uma distância e um tempo para um veículo parar completamente após o motorista pisar no freio.

    Imitação

    As crianças tendem a imitar os adultos. Por exemplo, ela vê um adulto atravessando a rua e, imediatamente, acredita que ela também pode atravessar, sem compreender que, no trânsito, em alguns segundos a situação pode se alterar completamente.

    Satisfação das suas necessidades

    Para a criança, brincar, mover, chegar na hora na escola ou em casa, juntar-se aos seus pais do outro lado da rua ou recuperar a sua bola é mais importante que observar a circulação. Para isso, ela é capaz de correr para a rua sem observar antes se um carro está vindo.

     

    Desenvolvimento da criança

    Os acidentes têm consequências mais sérias com crianças e adolescentes porque seus corpos são mais frágeis que um corpo adulto. Isso acontece porque eles ainda estão se desenvolvendo.

    Estudiosos do desenvolvimento infantil dizem que crianças menores de dez anos ainda não possuem habilidades motoras e cognitivas totalmente amadurecidas para perceber e para reagir de forma segura diante dos riscos e das regras que o trânsito dispõe.

    Por conta de sua baixa estatura, em caso de atropelamento, por exemplo, o impacto de um veículo contra o corpo de uma criança atinge regiões da cabeça, pélvis e abdômen, que são muito frágeis do corpo humano, o que acaba aumentando as chances de lesões gravíssimas e fatais.

    Além disso, crianças de até 12 anos ainda não possuem um desenvolvimento perceptivo-motor completo para transitarem de forma segura em vias públicas. Esse desenvolvimento se manifesta por meio da observação, da percepção e da interpretação adequada dos estímulos do ambiente. Isso tudo servirá como ferramentas que as ajudarão na tomada de decisão e ação eficientes e eficazes diante dos riscos.

    Por isso, cabe aos pais, familiares, responsáveis e cuidadores desde cedo explicar os conceitos de segurança no trânsito para os pequenos e observarem as crianças durante os trajetos para perceberem se elas já estão preparadas para andarem sozinhas na rua com segurança.

    ---

     

    A Criança Segura

     

    A Criança Segura é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, dedicada à prevenção de acidentes com crianças e adolescentes de até 14 anos. A organização atua no Brasil desde 2001 e faz parte da rede internacional Safe Kids Worldwide, fundada em 1987, nos Estados Unidos, pelo cirurgião pediatra Martin Eichelberger.

     

    Para cumprir sua missão, desenvolve ações de Políticas Públicas – incentivo ao debate e participação nas discussões sobre leis ligadas à criança, objetivando inserir a causa na agenda e orçamento público; Comunicação – geração de informação e desenvolvimento de campanhas de mídia para alertar e conscientizar a sociedade sobre a causa e Mobilização – cursos à distância, oficinas presenciais e sistematização de conteúdos para potenciais multiplicadores, como profissionais de educação, saúde, trânsito e outros ligados à infância, promovendo a adoção de comportamentos seguros.

  • Só não vale deixar ela cozinhar

    Veja 16 opções de restaurantes para o Dia das Mães em Curitiba

    Veja 16 opções de restaurantes para o Dia das Mães em Curitiba
    (Foto: Divulgação)

    O Blog Mães do Bem separou 16 opções de almoço para o dia das Mães, no próximo dia 12, em Curtiba.  Tem comida italiana, japonesa, libanesa, bufê por quilo, cookies. Vale tudo, menos deixar a mãe cozinhar no dia dela. 

    Depois do almoço, passeio de helicóptero no Caminho do Vinho

    No Dia das Mães, uma emocionante opção de presente será um lindo passeio de helicóptero pela ampla área rural de São José dos Pinhais. A dica é do Restaurante Frutos da Terra, localizado no Caminho do Vinho, na Colônia Mergulhão, a menos de 40 km de Curitiba. O passeio tem duração de aproximadamente 10 minutos, ao preço de R$ 250 para duas pessoas, ou ainda, no pacote promocional, R$ 300 para três pessoas, ao mesmo tempo. Para quem for ao passeio para presentear a mamãe, ainda pode aproveitar para degustar o almoço do restaurante mais tradicional do Caminho do Vinho, que conta com amplo buffet de saladas, pratos quentes, que incluem massas italianas e polonesas, carnes assadas e coloniais, como frango caipira e carne suína, além de mais de dez tipos de sobremesas, tudo à vontade, feito e servido no fogão a lenha, por R$ 55 por pessoa. O valor do almoço inclui também deliciosos licores de aperitivo. Ainda haverá atrações musicais gratuitas, com o som da banda Regi e Maicon e a dupla Alan e Cawana.

    Onde: Rua Augusto Micrute, 3555 – Caminho do Vinho

    Horário: a partir das 11h30

    Quanto: R$ 55 almoço, passeio de helicóptero a partir de R$ 250 

    www.restaurantefrutosdaterra.com.br

    (41) 3635-1201

    Pantucci Trattoria tem menu especial

    Domingo, 12 de maio, é Dia das Mães. Para comemorar essa data com estilo, a Pantucci Trattoria, localizada no bairro Juvevê, terá um menu especial para o almoço. O menu contará com opções de entrada, prato principal e sobremesa, ao preço de R$95,90 por pessoa + taxas de serviço. Para facilitar o atendimento, no Dia das Mães, estarão disponíveis apenas o menu especial para a data, além do menu kids tradicional da casa. Ainda pensando em praticidade, haverá dois horários para reservas: 11h30 e 14h15, para evitar filas. Na entrada, as opções serão o Salmão marinado (salmão marinado com maçã verde, queijo cottage e folhas), Brie folhado (queijo Brie envolto em massa folhada servido com geleia de damasco e amêndoas laminadas) ou a Polenta cremosa com linguiça (polenta cremosa servida com linguiça artesanal e molho de funghi Porcini). Para o prato principal, as opções serão a Lasanha de pato (lasanha de pato com cogumelos frescos e molho de funghi Porcini), o exclusive Filé Wellington (corte alto de mignon com cogumelos refogados envolto em massa folhada, servido com nhoque salteado e molho de vinho tinto) o famoso Filé à Parmegiana (filé mignon empanado e gratinado com tomate e queijo parmesão servido com 1 das opções: purê de mandioquinha ou polenta cremosa ou fetuccine artesanal), Salmão Grelhado (salmão grelhado servido com crepe de legumes e molho de açafrão), Spaghetti com camarões (spaghetti artesanal com camarões médios, tomates frescos e manjericão) ou ainda o Pernil de cordeiro (pernil de cordeiro assado em baixa temperatura, servido com polenta cremosa e molho do próprio assado).
    Serviço:

    Onde: Rua Barão de Guaraúna, 553 – Juvevê
    Horário: 11h30 ou 14h15
    Quanto: R$ 95,90 + 10% de taxa de serviço por pessoa
    Reservas pelo telefone (41) 3205-3883
    www.pantuccitrattoria.com.br
    Não possui valet
    Aceita todos os cartões

    K.sa Restaurante tem pratos especiais e regulares

    O Dia das Mães será comemorado com pratos e mimo especiais no K.sa Restaurante, comandado pela chef Claudia Krauspenhar. Para o almoço de domingo (11/05), além dos pratos regulares do cardápio, a chef sugere uma opção ideal para compartilhar em família, a Paleta de cordeiro assada lentamente ao próprio molho, acompanhada de tagliatelle fresco na manteiga e sálvia e legumes grelhados (R$ 198, serve até 4 pessoas). Já quem optar por prato individual, poderá se deliciar com o Lombo de bacalhau com batatas douradas no azeite de ervas, julienne de cebola caramelizada, azeitonas, alho confit, farofa de pão rústico, acompanhado de arroz de brócolis (R$ 98). “O bacalhau é um clássico e, além da semana da Páscoa, é um prato muito apreciado pelos clientes, por isso achamos que ele merece uma posição de destaque no Dia das Mães”, comenta Claudia.

    Onde: Rua Fernando Simas, 260 – Batel, Curitiba

    Horário: das 12h às 15h

    Quanto: valores variam de R$ 98 até R$ 198

    Reservas: 41 3225-3444 e contato@restauranteksa.com.br

    Possui vallet

    Frutos do mar, massas e carne no Armazém

    O Dia das Mães é uma boa oportunidade para reunir toda a família ao redor num almoço saboroso. Especializado numa cozinha que valoriza pratos tradicionais bem executados, o restaurante Armazém Santo Antônio abre neste domingo (12/5) das 11h30 às 15h30. Pratos com frutos do mar, massas e cortes de carne são ótimas pedidas para celebrar a data, como sugere o chef Giuliano Hahn.  Um dos clássicos nos almoços de família no restaurante é o prato Camarões à Martha Rocha, que serve duas pessoas. Traz camarões rosa grelhados ao molho Aurora, cobertos por catupiry e claras em neve gratinadas, acompanhados de arroz branco e batata sauté (R$ 145). Fãs de bacalhau encontram ótimas pedidas. O Bacalhau das Abadessas tem peixe gratinado com molho de nata, maçã verde, arroz, batata sauté e brócolis (R$ 130 para duas pessoas). Já o Lombo de bacalhau à Marinheiro tem bacalhau gratinado com creme de espinafre, servido com espinafre francês, batatas ao murro, azeitonas, ovo cozido, cebola confitada e tomate cereja (R$ 95). O Armazém utiliza o bacalhau Gadus Mohrua, espécie conhecida como o legítimo bacalhau de alta qualidade.

    Onde: Rua Solimões, 344 - São Francisco, Curitiba - PR

    Horário: a casa abre das 11h30 às 15h30

    Quanto: Preço dos pratos variam até R$ 145

    Informações: (41) 3077-5505 | www.armazemsantoantonio.com.br

    Barista oferece café colonial com desconto no Dia das Mães

    ara celebrar o Dia das Mães, uma das datas mais especiais do ano, o Barista Coffee Bar, loja conceito da marca de cafés especiais Café do Moço na capital paranaense, vai oferecer, no próximo domingo, dia 12 de maio, seu menu de café colonial com 10% de desconto para as mães que comparecerem ao empreendimento. O café colonial do Barista contém variadas opções de pratos doces e salgados e é servido todos os domingos, das 10h às 18h. O cardápio tem o valor de R$ 35 por pessoa e conta com opções como ovos mexidos, waffles, frutas, iogurte, geleias e suco de laranja. Além da grande variedade de delícias, o Café Colonial também inclui uma xícara do café Red Foot, seja espresso, coado ou cappuccino, por exemplo.

    Onde: Rua Moyses Marcondes (nº 609).

    Horário: das 10 às 18 horas

    Quanto: R$ 35,  com 10% de desconto

    Mais informações na página oficial do empreendimento no Facebook ou pelo telefone (41) 3501-8234.

    Mães ganham taça de vinho no Rialto

    O dia das mães é uma data para se celebrar em família. Todos nós possuímos uma figura materna que merece ser homenageada, seja ela a mãe biológica, mãe de coraçãoou até um pai-mãe. E a Rialto traz uma maneira ainda mais especial de fazer esta homenagem: nas reservas antecipadas nos restaurantes Macellaio e Briscola para o domingo, as mães ganham uma taça de vinho para brindar seu dia. Com o tema “Feliz Dia de Todas as Mães” a ideia é refletir a realidade atual em que as configurações familiares se tornaram cada vez mais diversas e onde a figura da mãe não é apenas exercida pela mãe biológica. E é neste espírito que a Rialto Villa Gastronômica lança sua campanha de dia das mães de 2019, celebrando o Dia de Todas as Mães. Até o dia 12, mães e filhos são convidados a compartilhar suas histórias no facebook da Rialto e as imagens serão exibidas nas TVs da villa no dia das mães. No domingo, além da exibição das fotos, as mães e famílias serão recebidas para o almoço por um imenso coração de balões onde poderão fotografar com seus filhos e também ganharão sachês perfumados como um singelo presente em celebração ao dia delas.


    Almoço com decoração especial de Dia das Mães: dia 12 de maio
    Reservas antecipadas em todos os restaurantes pelo facebook ou whatsapp no número 99164-8099
    * Nas reservas antecipadas nos restaurantes Briscola e Macellaio as mães ganham uma taça de vinho da casa.

    Onde: Av. Manoel Ribas, 5824 - Santa Felicidade, Curitiba 

    Hoteis Mabu tem opções para todos os gostos.

    Os hotéis Mabu de Curitiba têm sugestões imperdíveis para quem está planejando tirar a mãe da cozinha no Dia das Mães (12). Tanto no Mabu Curitiba Business, como Mabu Curitiba Express, o almoço será em formato buffet, com muitas variedades de saladas, antepastos, pratos quentes, acompanhamentos e sobremesas. Os interessados devem fazer reserva antecipada. O Mabu Business está localizado no Centro, bem em frente à Praça Santos Andrade; e o Mabu Express, na Cidade Industrial de Curitiba. Confira abaixo o que cada hotel irá servir e as informações sobre reservas:
    Noi Mabu Curitiba Business, o almoço será servido das 12h30 às 15h30. No cardápio do Mabu Business estão antepastos como pasta baba ghanoush, húmus e coalhada seca, queijos, embutidos, entre outros; oito tipos de saladas, entre elas uma seleção de terrinas, abobrinha marinada, salada de agrião com manga e mix de folhas nobres. Entre os pratos quentes, também são oito sugestões, como medalhão de mignon ao triple funghi, conchiglione de brie com damasco, gnocchi ao pomodoro batatas duchesse ou filé de tilápia. As sobremesas servidas serão: torta de chocolate, tulipas de damasco com pistache, éclair de Chocolate, panna cotta com calda de frutas vermelhas entre outras.
    No Mabu Express o almoço de Dia das Mães, com Costela Fogo de Chão, será servido das 12h às 14h30. No hotel, os clientes podem desfrutar da arborizada área externa, além de contar com surpresas que estão sendo preparadas para o dia como sorteio de brindes e welcome drink No cardápio, entre as opções de antepastos estão: escabeche de berinjela ou de cogumelos, húmus, presunto com ervas, queijos entre outros. Das saladas, são sete opções, como caponata italiana, mix de folhas nobres com melão, tomate seco, queijo e rúcula etc. E para os pratos principais, entre as dez opções, estão a costela fogo de chão, mignon suíno grelhado com molho limão siciliano, fettuccine bolonhesa, conchiglione de figo e nozes, com molho gorgonzola, feijão tropeiro, entre outros. E como sobremesa, entre as variedades tem cheesecake com calda de amora, strogonoff de nozes, figo em caldas, pudim de leite, bolo de fubá cremoso com crosta de nozes.SERVIÇO

    ALMOÇO MABU CURITIBA BUSINESS
    Horário: das 12h30 às 15h30
    Quanto: R$ 65,00 + 10% de taxa de serviço por pessoa | Bebidas à parte (crianças até 6 anos de idade têm cortesia e de 7 a 12 anos têm 50% de desconto)
    Estacionamento cortesia.
    RESERVAS: (41) 3219-6043 (Jaqueline) | eventos.comercial@hoteismabu.com.br / eventos2.comercial@hoteismabu.com.br.
    ENDEREÇO: Rua XV de Novembro, 830 – Centro – Curitiba (PR)

    ALMOÇO MABU CURITIBA EXPRESS
    Horário: das 12h às 14h30
    Quanto:R: R$ 69,00 + 10% de desconto, incluindo sobremesas (bebidas à parte) | Crianças até 6 anos de idade têm cortesia e de 7 a 12 anos têm 50% de desconto| Mediante comprovação, pessoas com cirurgia bariátrica, têm 30% de desconto.
    Estacionamento cortesia.
    RESERVAS: (41) 3314-1400 ou pelo e-mail aeb.mcc@hoteismabu.com.br (com Alex Peixoto)
    ENDEREÇO: Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2609 - CIC - Curitiba (PR)

    Brunch especial para as mães no Grand Hotel Rayon
    As delícias do restaurante Garbo, do Grand Hotel Rayon, darão um sabor especial para o Dia das Mães. Isso porque, para celebrar a data, o local preparou um brunch especial para o domingo, dia 12 de maio. O brunch reúne sugestões que contemplam desde clássicos do café da manhã, como Ovos Benedict, Bagel com salmão e Croque monsieur, até pratos como o Risoto ao funghi, o Stinco de cordeiro e o Mignon a molho mostarda l'ancienne. O cardápio conta com uma grande variedade de antepastos, saladas, carpaccios, queijos , frios e entradas como Vol-au-vent de cogumelos, Salmão gravlax e Quiche Lorraine. Saindo do grill, opções como omeletes, tapioca e massas com diversos molhos. Dentre os pratos quentes, destaque para o Conchiglione com brie e damasco gratinado e os Frutos do mar com favas. Um delicioso e completo buffet de sobremesas deixa a data ainda mais doce.

    Onde: Rua Visconde de Nacar, 1424 - Centro - Curitiba (PR)

    Horário: que acontece das 12h às 15h

    Quanto: de R$110 por pessoa (crianças até 6 anos não pagam, de 7 a 12 anos pagam apenas 50%).

    O estacionamento e as bebidas são cobrados à parte.

    reservas@grandhotelrayon.com.br
    www.facebook.com/pg/grandhotelrayon
    @grandhotelrayon

    Dia das Mães com gastronomia asiática no Extásia

    Que tal um Dia das Mães com toque asiático contemporâneo? Este é o convite que faz o restaurante Extásia, inaugurado no começo do ano no Batel. A casa abrirá especialmente neste domingo, para homenagear as mamães, no almoço. O premiado chef Flávio Miyamura, que já conquistou estrela no Guia Michelin, criou dois pratos como sugestão para duas pessoas. Estas duas sugestões estarão disponíveis sábado e domingo. Além disso, o menu a la carte estará à disposição dos clientes.
     O Extásia funcionará nesta sábado e domingo (11 e 12/5) para almoço das 12h às 15h. Jantar somente no sábado, das 19h à meia-noite.
     Uma das sugestões especiais para o Dia das Mães apresenta Arroz feito na wok, típica panela oriental, com camarões, frango, legumes e pasta de pimenta gochujang. É um dos maiores sucessos da casa, agora em versão para compartilhar em duas pessoas. Sai a R$ 98.  Outra opção é o Bulgogi Short Ribs. Este prato surpreendente traz carne bovina com arroz coreano e mix de legumes ao molho bulgogi (tradicional da Coreia, com carne, arroz de jasmim e gema de ovo). Também serve duas pessoas e sai a R$ 120.



    Onde: Rua Teixeira Coelho, 255 - Batel, Curitiba - PR

    Horário: almoço das 12h às 15h (sábado e domingo); jantar (19h à meia-noite, somente no sábado)

    Quanto: média de R$ 100 por prato

    Reservas: (41) 3015-1003
    Siga: www.instagram.com/extasiacuritiba

    Full Jazz Bar estende cardápio do Curitiba Restaurant Week até o Dia das Mães
    Como presente especial para o Dia das Mães, o Full Jazz Bar decidiu prorrogar em mais uma semana o cardápio promocional do 19º Festival Curitiba Restaurant Week. E também no domingo (dia 12), a casa referência em boa música e gastronomia em Curitiba, contará com apresentação do grupo Bossa In Jazz, com a cantora Lídia Brandão, acompanhada de Cris Julian na guitarra e Mateus Silva na bateria, apresentando os clássicos do Jazz e Bossa Nova. Os pratos do festival – com entrada, prato principal e sobremesa –, sai a R$ 46,90. Os demais pratos da casa também estarão disponíveis aos clientes. O cardápio tem opções deliciosas como a Salada Caprese, com alface americana, confit de tomate cereja, lascas de parmesão e molho pesto; Frango com Crostas de Ervas, que traz filé de peito à milanesa com crostas de ervas, acompanhado de purê de batata baroa e brócolis alioli ou Mignon Suíno, acompanhado de purê de batata salsa e farofa de castanha com melado de cana. Brubeck Quartet, um tartine feito com musseline de batata baroa, salmão curado na casa e confit de tomatinhos cereja; Mignon a Chet Baker, um Tournedo de Mignon grelhado, Purê de Batata Baroa, quiabos grelhados com emulsão de gergelim e pó de azeite de açafrão ou Risotto Free Jazz, preparado com lula, pera e queijo Brie são algumas das delícias que poderão ser degustadas no domingo. E para fechar, as sobremesas são Ella & Duke, uma saborosa torta feita com massa de churros, sorvete de creme e maçã caramelizada; Take Five Bread, um pudim de pão com figos doces, calda de caramelo toffee e farofa doce.
     para evitar atropelos na data, que é uma das mais movimentadas nos restaurantes.

    Onde: Rua Silveira Peixoto, 1297, Batel

    Quanto: R$ 46

    As reservas já podem ser feitas pelo telefone (41) 3312-7030,

    Reservas e informações: (41) 3312-7030
    https://www.facebook.com/fulljazzbar/
    Instagram: @fulljazz.bar

    Casa da Esquina "vende" tranquilidade na Vila Izabel
    A Casa da Esquina oferece um cardápio saboroso e uma opção para quem quer fugir das filas dos tradicionais restaurantes
    Dia das Mães está chegando e o cenário é sempre o mesmo. Filas e mais filas nos mais tradicionais restaurantes da cidade. Além disso, o preço nesses restaurantes costumam ser bem salgados, e o passeio em família, que deveria ser agradável, se torna um incômodo. Se você também não gosta nem um pouco desse cenário, a Casa da Esquina pode ser uma excelente opção para este Dia das Mães. O restaurante, que é comandado pelo Chef Robson Caffaro, mais conhecido como Chef Faixa Preta, e pela empresária Marta Monteiro, e que fica localizado na Vila Izabel, oferece um cardápio com o conceito de comida afetiva, com pratos clássicos como rabada, língua ao vinho, lombo assado, e diversas outras receitas que têm aquela cara de comida de vó e, claro, de mãe! No domingo, a Casa da Esquina estará aberta para receber mães, filhos e famílias que queiram aproveitar o dia para almoçar juntos sem gastar muito e comendo bem. O restaurante estará aberto das 11h30 às 15h e o valor será de R$ 57,90 o buffet por quilo ou R$ 43,90 livre.

    Onde: Rua Professor Dário Veloso, 602 - Vila Izabel

    Horário: das 11h30 às 15 horas

    Quanto: R$ 43,90 bufê livre e R$ 57,90 por quilo


    Site e telefone: www.casadaesquina.com.br | (41) 3149-1515

    Quinoa 225 é opção no Cristo Rei

    O Quinoa 225 é um restaurante criado pela chef e empresária Maria Bernadete Menuci, responsável há anos pela tradicional gastronomia do restaurante Happy Burger. Com DNA empreendedor, Berna como é conhecida, abriu o Quinoa 225 e atende diariamente no almoço com variado buffet por quilo com temática diferente inspirada em pratos da cozinha brasileira e internacional. No cardápio da semana: a segunda-feira é dia da cozinha Italiana, na terça é a vez da mexicana, quarta é dia de feijoada; na quinta a gastronomia é árabe, a sexta-feira é com frutos do mar e, aos sábados, tem a gastronomia brasileira e feijoada. Diariamente o buffet custa R$ 55,00 o quilo e aos sábados e feriados são duas opções – R$ 55,00 buffet livre e R$ 72,00 o quilo Atualmente quem comanda a cozinha e a equipe do Quinoa 225 é o chef e professor de cousine Bruno Machado, que trouxe toda a expertise e qualidade para os pratos oferecidos diariamente no Quinoa 225. O restaurante que funciona normalmente de segunda a sábado, abrirá excepcionalmente no domingo dia 12 de maio, para o almoço de Dia das Mães. Para a data, Bruno criou um cardápio especial para receber as famílias que buscam um agradável local para comemorar esse dia.

    Onde: Av. Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, 251 – Cristo Rei, Curitiba (PR)

    Quanto:  R$ 55,00 buffet livre e R$ 72,00 o quilo

    Telefone: (41) 3262-9196

    WhatsApp – (41) 99891-1752

    Mesa Gastronômica Libanesa no Velho Oriente

    Restaurante Velho Oriente é uma ótima opção para o almoço de Dia das Mães. Para o domingo, dia 12 de maio, a restauranteur Vaneska Berçani prepara deliciosas surpresas no menu do novo sucesso da casa, a Mesa Gastronômica Libanesa. Além das delícias árabes tradicionais da casa, no cardápio para o final de semana do Dia das Mães: fundo de alcachofra recheado com carne e coalhada fresca, abóbora assada com spicy tahine, kebab de peixe, batatas fritas com zaatar e carré de cordeiro grelhado e couscous de frutas secas. Para a sobremesa, delícias como o pudim de pistache, peras ao vinho com tomilho, e coalhada fresca e nozes. No domingo as mães que forem almoçar no restaurante, ganharão as tradicionais balas de amêndoas que há anos fazem a alegria neste domingo especial. A Mesa Gastronômica está disponível no almoço do Velho Oriente nos finais de semana por R$ 65,00 por pessoa. Crianças até 12 anos pagam meia refeição. A Mesa Gastronômica Libanesa pode ser aproveitada aos sábados, domingos, feriados ou datas comemorativas.

    Onde: Avenida Água Verde, 1551 - Água Verde

    (41) 3343-2007

    Horário: das 11h30 às 15h30

    Quanto: R$ 65 por pessoa

    Almoço de Dia das Mães no Nou Nikkei Cuisine

    O Nou Nikkei atenderá normalmente no almoço deste domingo de Dia das Mães. Com a prorrogação do Curitiba Restaurant Week até o dia 12 de maio, o festival gastronômico é uma ótima pedida para quem quer surpreender as mães neste dia especial. O festival tem preços fechados para almoço a R$ 46,90 e jantar por R$ 58,90 + R$ 1,00 destinado à ação social. O festival está na última semana e fica disponível todos os dias de acordo com o funcionamento da casa. Além deste cardápio especial, a casa conta com o menu tradicional funcionando normalmente. Vale dizer ainda que o restaurante Nou Nikkei cobra rolha apenas as sextas e sábados à noite. No restante das operações a rolha é livre. 

    Onde: Rua Fernando Simas, 333, Batel Soho

    Horário: 12h às 16h

    Vallet no local

    Quanto:  R$ 46,90 + R$ 1,00

     

    www.restaurantenou.com.br

    Dia das Mães especial no Empório Kaminski


    O segundo domingo de maio é sem dúvida alguma uma data muito especial. É quando se comemora o dia da mulher mais importante das nossas vidas: nossa mãe. O Buffet de Almoço de Dia das Mães, no dia 12 de maio,serpa  na sede da Av. Sete de Setembro, com pratos especiais elaborados pela Chef Camila Kaminski. No cardápio (R$ 65,90 o quilo): Salmão Grelhado ao Molho de Laranja, Mel e Tomilho Limão, Escalopes de Mignon à Bonne Femme, Paleta de Cordeiro assado lentamente com manteiga de Hortelã, Risoto de Camarões ao Limão Siciliano e Aspargos Frescos, Purê de Batata Baroa com Gorgonzola, Charutos na folha de Parreira cozidos sobre cama de Costela bovina, Nhoque de Batata à Moda da Nonna, Rigatoni aos molhos de Cogumelos Frescos e Alfredo, Hot Rolls de Salmão com Cream Cheese, Quiche Quatro Formaggi, Farofa de Banana da Terra, Arroz Branco, Arroz Integral com Abobrinhas ao Forno, Feijão Branco.

    Não serão aceitas reservas; os lugares são por ordem de chegada. 

    Onde: Avenida Sete de Setembro, 6355, Seminário

    Horário: das 11h30 às 14h30 (por ordem de chegada)

    Quanto: R$ 65,90 o quilo

    Tel: (41) 3342-7371 - Estacionamentos próprios e gratuitos para 50 carros.


    Cookie Stories apresenta torta especial para o Dia das Mães

    De origem americana, um dos doces favoritos dos brasileiros atualmente são os famosos cookies. Pensando nisso, a Cookie Stories apresenta em primeira mão o Giant Cookie, uma torta que se assemelha, em aparência e sabor, a um enorme biscoito. O lançamento foi criado especialmente para o Dia das Mães, que será celebrado neste domingo, dia 12 de maio, e promete tornar a data ainda mais doce. Com recheios de Nutella, doce de leite e fudge de chocolate, as tortas custam R$ 60 reais cada e devem ser encomendadas com pelo menos um dia de antecedência. “O Dia das Mães é a data perfeita para um almoço em família. Pensando nisso, adicionamos um toque especial ao Giant Cookie: ele é vendido congelado para ser assado em casa e consumido quentinho”, conta Rafaela Camargo, sócio proprietária da Cookie Stories.

    Onde: Rua Moysés Marcondes (nº 429), Juvevê

    Horário: domingos, das 14h às 18h30.

    Quanto: torta R$ 60

    Mais informações na página oficial da Cookie Stories no Facebook ou no site www.cookiestories.com.br.



  • Nova fase

    Saiba como apresentar os alimentos às crianças

    Saiba como apresentar os alimentos às crianças
    (Foto: Divulgação)

    Quando se trata de Introdução Alimentar, existem diversas dúvidas sobre como, quando, e quais alimentos apresentar à criança, pois existem diferentes métodos, diversas fases pelas quais o bebê passa, entre outros fatores, que influenciam esse período de aprendizagem. Vale a pena entender um pouco para proporcionar uma experiência enriquecedora e tranquila para a família.

    Segundo a doutora Priscila Moraes, médica pediatra e alergista da Docway, o recomendado é que as crianças a partir dos 6 meses de idade comecem a ingerir alimentos sólidos. Nessa idade normalmente a criança já consegue se sentar sozinha, pegar objetos e leva-los a boca. Por isso, é importante que haja firmeza do tronco e que tenha estabilidade para se concentrar naquilo que está em sua mão, para poder realizar o movimento de trazer o alimento até a boca. Além disso, é por volta dos 6 meses que o intestino está mais maduro para receber o alimento sólido, fazendo uma melhor digestão e evitando a constipação.

    Em relação aos tipos de alimento naturais que podem ser introduzidos à dieta, não há nenhuma restrição, “diferente do que se pensava antigamente, ovo deve ser oferecido desde o início da introdução alimentar, pois atrasar seu consumo pode favorecer o aparecimento de alergias, o mesmo serve para o peixe, que pode ser oferecido nos primeiros meses” explica a doutora. Já referente aos preparos industrializados, doces e temperos prontos, há ressalvas. O ideal seria não permitir que a criança os ingerisse até completar dois anos.

    Grupos de alimentos sugeridos:

    1. Cereais/tubérculos/raízes, como arroz, milho, batata, inhame e mandioquinha (carboidratos complexos);
    2. Carnes em geral (proteínas de alto valor biológico, ferro, zinco, cobre);
    3. Leguminosas, que são grãos de vagens, como feijão, grão de bico, ervilha, lentilha e soja (proteínas de baixo valor biológico, ferro, fibras e vitaminas);
    4. Legumes e verduras (vitaminas, minerais e fibras).

    Existem três métodos para fazer a introdução alimentar, são eles:

    Tradicional: esse método é feito com a já conhecida papinha, oferecida com colher, amassada, e a partir dos 8 meses de idade da criança, servida com pequenos pedaços. Nesse método, os alimentos devem ser triturados com um garfo, e as carnes podem ser desfiadas ou moídas, sempre respeitando a capacidade de mastigação do bebê.

    BLW (Baby-Led Weaning): consiste na oferta de alimentos em pedaços, tiras ou bastões. Em geral, não inclui alimentação com a colher e nenhum método de adaptação de consistência para preparar a refeição, como amassar, triturar ou desfiar. A abordagem encoraja os pais a confiarem na capacidade da criança de se alimentar sozinha, sem interferências.

    Participativa: nesse caso, o bebê é o agente ativo do processo, porque ele mesmo escolhe o alimento que vai comer. Porém, é assistido pelos pais, que intermediam as preferências dele e o ajudam enquanto ele não tem habilidade ou eficiência na ingestão adequada de nutrientes necessários para o seu desenvolvimento.

    Não há um método que seja mais indicado que o outro, seria interessante uma mescla entre eles, “o ideal é que o lactente receba os alimentos amassados oferecidos na colher, mas também experimente com as mãos, para explorar as diferentes texturas dos alimentos, como parte natural de seu aprendizado sensório motor”, sugere Priscila.

    Finalmente, a médica dá algumas dicas para tornar a introdução alimentar algo prazeroso e divertido:

    1. Faça um prato colorido, a criança precisa identificar o que é cada alimento, conhecer sua textura, seu cheiro e seu sabor;
    2. Insista, mesmo que a criança rejeite alguns alimentos, não desista, é preciso provar várias vezes o mesmo alimento, mesmo que não goste no começo;
    3. Não use liquidificador nem peneira. Com liquidificador, as fibras são rompidas e aumenta a chance de constipação intestinal. A peneira faz com que o alimento perca sua consistência e isso facilita a seletividade alimentar mais tarde;
    4. Não dê açúcar e industrializados nos primeiros anos de vida, especialmente até os 2 anos. O paladar da criança vicia no açúcar e nos condimentos, aumentando risco de obesidade e desnutrição funcional;
    5. Evite eletrônicos durante as refeições. A distração faz com que a criança perca o apetite e não preste atenção no que está comendo;
    6. Faça a introdução alimentar algo divertido. Não force, não exija que a criança coma tudo, seja flexível.

  • Literatura

    Veja a programação de maio da Biblioteca Pública para a criançada

    Veja a programação de maio da Biblioteca Pública para a criançada
    (Foto: Divulgação)

    A Biblioteca Pública do Paraná oferece uma intensa programação infantil no mês de maio. As atividades incluem edições dos projetos Aventuras Literárias, Cine Pipoca e Piquenique Literário. Haverá também uma oficina voltada para mães que discutirá a maternidade a partir da literatura infantil e o lançamento de um livro. A entrada é franca para todos os eventos.

    A programação começa em 4 de maio (sábado), com o lançamento do livro Sophie: Uma calopsita inteligente, do professor curitibano Jeová Gomes de Melo. O evento acontece às 10h, na Arena BPP. No dia 23, a escritora Lia Flinn conversa com o público infantojuvenil sobre o livro Os jardins da Terra, às 14h30, na Seção Infantil.
    Brincadeiras ao ar livre e sessões de cinema também fazem parte das atividades. No dia 9, as crianças são convidadas a participar de mais uma edição do Piquenique Literário, projeto que acontece na Praça 29 de Março, em Curitiba, das 10h às 11h30. Em 15 e 29 de maio, sempre às 14h30, o Cine Pipoca exibe o filme O menino no espelho (2014), no Auditório da BPP.

    A Biblioteca ainda está com inscrições abertas para a oficina Ler e sentir, com a psicóloga Patricia Teixeira Dias. Para ocupar uma das 15 vagas disponíveis para o curso, que é voltado para mães, basta enviar nome completo, idade e telefone para o e-mail http://casinhadelivro@gmail.com.

    Mais informações sobre os eventos pelo telefone (41) 3221-4980.

    Programação Completa
    Hora do Conto
    Segunda a sexta: 11h e 15h
    Sábados: 11h
    Oficinas de trabalhos manuais
    Segunda a sexta: 11h15, 15h15
    Piquenique Literário
    Dia 9 de maio, das 10h às 11h30, na Praça 29 de Março
    Aventuras Literárias
    Os jardins da terra, de Lia Finn
    Dia 23 de maio, às 14h30, na Seção Infantil
    Cine Pipoca
    Exibição do filme O menino no espelho, dias 15 e 29 de maio, sempre às 14h30, no Auditório
    Oficina Ler e sentir
    Inscrições abertas. Voltadas para mães, com a psicóloga Patricia Teixeira. Dia 18 de maio, das 10h às 12h, na Seção Infantil
    Lançamento de livro
    Sophie: Uma calopsita inteligente, de Jeová Gomes de Melo
    Dia 4 de maio, às 10h, na Arena BPP

  • Projeto USP

    Fada do dente agora tem endereço. Saiba qual é

    Fada do dente agora tem endereço. Saiba qual é
    (Foto: Reprodução)

    Para aumentar as doações de dentes de leite para seu banco de órgãos, a Faculdade de Odontologia da USP, em São Paulo, lançou a campanha O Endereço da Fada do Dente. A ideia é mostrar que, ao invés de deixar o dente de leite embaixo do travesseiro para a fada, jogar em cima do telhado ou até ir para o lixo, pais e filhos podem ajudar a ciência, doando o material à Universidade.

    A faculdade utiliza dentes de leite em pesquisas científicas que ajudam milhares de pessoas. “Muitas pessoas não sabem que um dente também é um órgão. Dependendo da forma que é retirado, manipulado e armazenado, pode servir até para pesquisas sobre células-tronco. Incentivar a doação de dentes extraídos para o nosso banco nos ajuda a descobrir novas maneiras de melhorar a vida das pessoas”, conta o professor José Carlos Imparato, coordenador do BioBanco de Dentes da Faculdade de Odontologia da USP. O biobanco possui cerca de 10 mil dentes.

    Como doar o dente?
    Para fazer a doação, basta acessar o site www.enderecodafadadodente.com.br, preencher um formulário com nome, endereço, CEP, cidade e Estado. Os doadores receberão em casa uma carta, já selada, pronta para a doação dos dentes, além de assinarem um termo de autorização obrigatório. Sem nenhum custo. No site, há ainda um livro de história que pode ser baixado, selos e papéis de parede com a campanha da fada do dente.

  • Boa nova

    Museu prepara a 6ª edição de “Uma Noite No MON” para crianças de 7 a 10 anos

    Museu prepara a 6ª edição de “Uma Noite No MON” para crianças de 7 a 10 anos
    (Foto: Maita Franco/Divulgação)



    No dia 25 de maio, sábado, acontecerá no Museu Oscar Niemeyer a 6ª edição do programa “Uma Noite No MON”. Desta vez o tema do encontro é a 6ª Convenção de Fantasmas: Revisitando Memórias.

    A ação é em comemoração a 17ª semana de Museus, é voltada para o público infantil entre 7 e 10 anos e ocorrerá das 18h às 22h30. Neste período, o museu estará fechado ao público visitante, mas aberto aos participantes. São 60 vagas para as crianças e os ingressos possuem o valor de R$ 100,00. A programação deste ano conta com dinâmicas, oficinas, brincadeiras e visitas mediadas em forma de contação de histórias.

    No dia 18/5, o programa também acontecerá, porém será destinado às crianças da ONG Passos da Criança. A edição do dia 25/5, será aberta ao público interessado, as inscrições têm início a partir de 2 de maio. Mais informações na bilheteria do MON ou pelo telefone 3350-4468.

    Sobre o MON

    O Museu Oscar Niemeyer (MON) pertence ao Estado do Paraná. A instituição abriga referenciais importantes da produção artística nacional e internacional nas áreas de artes visuais, arquitetura e design, além da mais significativa coleção de arte asiática da América Latina. No total, o acervo conta com aproximadamente 7 mil peças, mantidas num espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, sendo 17 mil metros quadrados de área para exposições, o que torna o MON o maior museu de arte da América Latina.

    Serviço
    Uma noite no MON
    Dia 25 de maio, sábado
    Horário: das 18h às 22h30
    Inscrições: a partir de 02 de maio na bilheteria do MON – terça a domingo, das 10h às 18h
    Faixa etária: 7 a 10 anos
    Valor: R$ 100 por criança
    Capacidade: 60 participantes
    Informações: pelo telefone 3350-4468 ou na bilheteria do MON

    Museu Oscar Niemeyer
    Rua Marechal Hermes, 999.
    Visitação: Terça a domingo, das 10h às 18h
    www.museuoscarniemeyer.org.br

  • Dicas

    Saiba como evitar que a criança cresça e vire um ´pitbull´ das redes sociais, como o filho de Bolsonaro

    Saiba como evitar que a criança cresça e vire um ´pitbull´ das redes sociais,  como o filho de Bolsonaro
    (Foto: Divulgação)

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente, é uma espécie de pitbull nas redes sociais. Seus posts provocam crises constantes no Palácio do Planalto, já ajudaram a derrubar um ministro e atualmente têm como alvo principal o vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão.

    Não sabe ao certo é quanto dessa metralhadora virtual de Carlos tem ou não o aval do pai, Jair Bolsonaro, mas a verdade é que não é só o presidente da República que precisa se preocupar com o que os filhos andam fazendo nas redes sociais.

    Excessos em geral nas redes, como exposição da privacidade, ciberbullying e falta de interesse pelo mundo real, deixam pais aflitos. Ensinar desde cedo os limites da conduta virtual tem sido um imperativo dentro de casa e nas escolas. 

    Facebook, Instagram e Twitter só permitem inscrição a partir dos 13 anos, por exemplo. Mas, mesmo com essas restrições nas políticas de uso de páginas e aplicativos, especialistas admitem que a vida digital dos pequenos é inevitável.

    Uma pesquisa realizada com 3.102 crianças e jovens de 9 a 17 anos em todo o país mostrou que 73% dos que acessam internet usam redes sociais. Envio de mensagens instantâneas (79%) e assistir a vídeos online (77%) também fazem parte da rotina, segundo o estudo do Cetic.br (Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação), ligado ao Comitê Gestor da Internet. 

    "Em algum momento, no decorrer dos próximos três a cinco anos, não vai existir mais o mundo offline", afirma a psicóloga Andréa Jotta, do Laboratório de Estudos de Psicologia da Informação e Comunicação da PUC de São Paulo. "E preparar essas crianças para isso significa trabalho."

    A base dessa orientação é mostrar que tudo o que é feito na internet deixa rastros, dificilmente é apagado e pode ser compartilhado, reproduzido e lembrado para o resto da vida. Assim, responsabilidade e respeito ao outro são princípios que ganham amplitude com o uso da tecnologia.

    "Coisas que antigamente as crianças faziam, como bater boca e mandar um bilhetinho, em uma semana podiam estar esquecidas. Hoje essas atitudes se perpetuam e impactam no desenvolvimento afetivo e cognitivo delas", diz psicóloga Andréa. 

    Não há consenso sobre a idade para as crianças entrarem nas redes. Até os dez anos, o ideal é usar junto com os filhos, participando de jogos ou o ajudando a mandar mensagens. Uma boa ideia é ter um perfil conjunto, e não apenas a senha da página da criança, como fazem alguns pais. 

    Programas de controle parental também podem ser úteis para os mais novos, mas não são suficientes. "O seu filho sempre vai dar um jeito de quebrar essa segurança. Então, o diálogo e o acompanhamento constante são primordiais", afirma Débora Sebriam, coordenadora de tecnologia educacional do Centro Educacional Pioneiro, em São Paulo. 

    O início da vida digital deve ser acompanhado de perto, e uma solução é compartilhar um perfil com o filho. A partir da adolescência, quando a privacidade ganha relevo, o melhor é deixá-lo independente. 

    E quando são os filhos que têm a senha individual dos pais? "Não é via de mão dupla", diz a psicóloga e psicanalista Vera Iaconelli, colunista da Folha.

    Com a senha do filho ou o perfil compartilhado, explica, o pai está cumprindo o papel de dar acesso ao mundo dos adultos --e o inverso não ocorre. "A senha do adulto é algo que diz respeito ao adulto."

    Quanto menor é a criança, menor é o tempo que ela deve ficar na internet. A fim de preservar espaço para atividades offline importantes para o desenvolvimento, muitas escolas têm adiado a permissão para o porte de celulares em sala de aula.

    Em São Paulo, o colégio Stance Dual, que recebe alunos desde a educação infantil, só libera o uso do aparelho fora da sala de aula e a partir do oitavo ano (jovens na faixa de 13 anos de idade).

    Nem sempre foi assim, explica a coordenadora educacional, Ana Claudia Esteves Correia. "Percebemos que os mais novos ainda não dão conta das consequências do mau uso. Colocam uma coisa na internet e não sabem como isso vai impactar, quantas pessoas vão ver. E uma criança de até 13 anos com celular na escola perde muito em convivência interpessoal."

    No ano passado, a escola implementou um projeto de "cybermentores", em que alunos mais velhos com afinidade em tecnologia ajudam os mais novos em questões de segurança digital e dão apoio em situações como vazamentos e bullying virtual. 

    "Enquanto a criança não provar que não vai fazer na internet algo que seja ruim para ela ou para os outros, é melhor não soltar", orienta a psicóloga Andréa, da PUC.

    E essa maturidade, explica, envolve desde ter cuidado para compartilhar conteúdos recebidos, como fotos íntimas ou notícias falsas, a pensar na própria imagem. "O jovem vai mudar muito, mas aquele post vai ficar ali para sempre", diz. 

    Mágoas e desentendimentos são mais fáceis de serem superados face a face, sem registros que podem ficar permanentes. Mesmo assim, as pessoas insistem em contar tudo e divulgar suas desavenças para amigos virtuais e seguidores. "É uma superexposição da antiga intimidade", comenta a psicanalista Vera Iaconelli.

    No Centro Educacional Pioneiro, um trabalho iniciado em 2011 ajuda os alunos a desenvolver empatia e a projetar consequências de postagens, com base em situações de constrangimento debatidas em rodas de conversa. "Tentamos promover a autorregulação emocional", conta a coordenadora pedagógica.

    A educadora ressalta que muitos dos problemas detectados na discussão sobre o que fazer nas redes não são exclusividade de crianças e jovens. "Os adultos também enfrentam isso."

    TÁ OK?

    Senhas compartilhadas, só para os pequenos

    O início da vida digital deve ser acompanhado de perto pelos pais, e uma solução é compartilhar um perfil com o filho. Na adolescência, o melhor é deixá-lo independente

    Não viva só online

    Estimule o tempo fora das redes sociais, com outras atividades de lazer e amigos reais

    Pense antes de postar

    Publicações deixam rastros e não adianta apagar o post -qualquer deslize pode ser espalhado e lembrado por toda uma

    vida

    Não exponha problemas nas redes

    Mágoas e desentendimentos são mais fáceis de serem superados face a face, sem registros que podem ficar permanentes

    Respeite a opinião do outro

    Em caso de discordância, exponha seus argumentos sem fazer agressões. Demonstre que o respeito continua fora da rede

    Peça desculpas em público

    Se ofendeu alguém online, também faça aí a sua retratação; não adianta resolver nos bastidores, o que foi publicado é o que fica

  • Programe-se

    Dez atrações de Páscoa para curtir com a criançada em Curitiba

    Dez atrações de Páscoa para curtir com a criançada em Curitiba
    (Foto: Divulgação)

    O blog Mães do Bem separou 10 atividades bem legais para curtir o feriado de Páscoa com as crianças no clima do coelhinho. Tem muita atividade nos shoppings e restaurantes, mas tem também exposições. 

    Parque e contação de histórias no Palladium

    O clima de Páscoa já toma conta de Curitiba, com várias lojas decoradas no Shopping Palladium para a data. Além de funcionar em horário especial na semana festiva, o Palladium Shopping Center preparou duas atrações para adultos e crianças se divertirem juntos.  Nos dias 18, 19 e 20 de abril -19h30 (quinta-feira, 18/04) e 16h (sexta-feira e sábado, 19 e 20/04)- haverá a “Arena Cultural Palladium” de contação de histórias com “Fafá Conta”, que garante a diversão para toda a família. Na Praça de eventos, localizada no piso L1 do Palladium Shopping Center, as crianças também podem se divertir com uma estrutura especial de Páscoa. Em 180m² de área, o parque possui mais de 200 mil bolinhas coloridas, escorregadores, tobogãs, camas elásticas e uma minioficina de slime. A entrada custa R$ 20,00 por 15 minutos ou R$ 25,00 por 30 minutos, e R$ 1,00 por minuto adicional. Crianças até quatro anos não pagam e devem estar acompanhadas de um responsável, sendo que o adulto paga pela brincadeira.

    Onde: Shopping Palladium (Av. Presidente Kennedy, nº 4121, Portão)
    Quanto: gratuito

    O coelhinho da Páscoa está no Estação                                                                                                                                 O Shopping Estação tem uma programação especial para a Páscoa, com atividades gratuitas e abertas ao público. Diariamente a magia fica por conta do coelhinho da Páscoa. O personagem lúdico atende as famílias em um cenário instagramável, personalizado para a data comemorativa. Objetos de decoração em forma de ovos coloridos estão entre os destaques do espaço, que também tem um trono para o Coelho da Páscoa. O espaço gratuito, localizado no Piso L1, fica disponível até dia 21 de abril. O Coelho da Páscoa atende o público diariamente, das 12h às 20h. Com exceção do dia 20, que será das 12h às 22h. As famílias podem garantir os registros com seus celulares, mas também será ofertado o serviço de fotografia profissional, com fotos a partir de R$ 10. E no sábado (20) que antecede a Páscoa a programação do Espaço Faz de Conta será diferente, totalmente interativa. Das 16h às 18h as crianças poderão participar de uma oficina de confecção de orelhinhas e rabinhos de pompom, camarim de pintura facial e distribuição de ovinhos de chocolate. Todas as atividades são gratuitas. A oficina tem vagas limitadas, com duração de meia hora.

    Onde: Shopping Estação (Av. Sete de Setembro, 2775 - Rebouças)
    Quanto: gratuito

    Caça aos Ovos e Oficina de Pirulito no Jardim das Américas
    No Shopping Jardim das Américas, tem a famosa Caça aos Ovos, na qual as crianças de 2 a 10 anos irão percorrer todo o mall em busca dos tesouros de chocolate. São realizadas seis Caças aos Ovos por dia com duração de 1 hora cada. Vale reforçar que as vagas são limitadas a 15 crianças por turma. A atividade acontece no Shopping Jardim das Américas nos dias 19 e 20 de abril, das 14h às 20h.  Acontecerá também na Praça de Eventos – 2º piso, a Oficina de Pirulito de Chocolate, nos dias 19 e 20 de abril, das 14h às 20h. As oficinas têm duração de 30 minutos, também com capacidade para 15 crianças por turma, faixa etária de 3 a 12 anos.  As inscrições devem ser feitas previamente através do formulário disponível no site do shopping: jardimdasamericas.com.br/pascoa2019 e o valor de inscrição para cada atividade é de R$ 5,00 (pagamento somente em dinheiro). Venha aproveitar essa Páscoa com muita diversão e sabor no Shopping Jardim das Américas.

    Onde: Shopping Jardim da Américas
    Quanto: caça gratuita, oficina R$ 5

    Ventura Shopping também tem atividades

    Já Ventura Shopping preparou uma programação especial para  19 e 20. O shopping oferecerá opções de oficinas especiais de Páscoa, onde as crianças poderão fazer a decoração de ovos de chocolate e confeccionar orelhinhas de coelho personalizadas. O evento acontece na Praça Central, que estará decorada para receber o público. Para participar das atividades, que custam R$ 5,00 por pessoa, as crianças devem estar acompanhadas de um responsável e realizar um cadastro, que pode ser feito na hora. O Ventura Shopping funcionará em horário especial durante o feriado: na sexta-feira, 19 de abril, as lojas estarão abertas das 14 às 20h. No domingo de Páscoa (21 de abril) a Praça de Alimentação e Lazer funcionarão das 12 às 20h.

    Onde: Shopping Ventura
    Quanto:  R$ 5

    Ópera de Arame terá caça ao tesouro para crianças 
    Feriado de Páscoa chegando e a pergunta que sempre surge é: o que fazer em Curitiba nesses dias? Pois o projeto Vale da Música, na Ópera de Arame, irá oferecer uma programação especial no feriado de Páscoa. Para agradar ao coelhinho da Páscoa, crianças e adultos, as atrações especiais começam já na sexta-feira (19).No sábado (20), a atração especial fica por conta da apresentação musical da ONG Jovem Alegro, que vai emocionar quem passar pelo Vale. Serão 15 crianças de 7 a 14 anos em um formato de uma orquestra de metais. Isso mesmo. Alunos do projeto Alegro, desenvolvido em Curitiba e Região Metropolitana e que atende atualmente mais de 400 crianças e jovens em situação de risco, se apresentarão no palco da Ópera de Arame com duas apresentações durante a tarde. Já no domingo de Páscoa, além da programação normal, mais de 20 músicos farão uma apresentação especial de jazz gospel. A Big Band Doxology estará não só no Palco Flutuante, mas também espalhada por todo o deck, para aproximar ainda mais a música do público.  E, pra não deixar o Coelhinho triste, a criançada que estiver no Vale vai poder participar de uma caça ao tesouro por todo o espaço da Ópera, ou seja, vai dar pra correr e brincar bastante. 

    Onde: Rua João Gava, 970 - Abranches
    Quanto: R$10 a inteira e R$ 5 meia-entrada

    Oficinas criativas para os pequenos no Mercado Municipal

    O Mercado Municipal de Curitiba dá a largada às comemorações da Páscoa. Diversas atividades alusivas à data acontecem durante o mês de abril, como aulas-show de gastronomia de pescados e chocolates para adultos e crianças; oficinas de decoração para aprender a decorar uma mesa para a Páscoa; oficinas criativas como produção de cestinha e orelhinha de coelho para fazer em família. E para deixar tudo no clima, o Sr. Coelho é quem recebe os visitantes. Já para curtir com as crianças, a programação contempla atividades criativas e também gourmet, nos dias 19 e 20 de abril, das 11h às 14h, na Praça do Setor de Orgânicos. Monitoras recebem as famílias para participarem de todas as brincadeiras. Para completar, além das atividades abertas ao público, o Mercado Municipal também promove sua tradicional Semana dos Pescados de 15 a 21 de abril. Uma boa oportunidade para garantir peixes frescos a preços especiais.

    Onde: Mercado Municipal (Av. Sete de Setembro, 1865)
    Quanto: gratuito

    Oficina de máscaras para as crianças na Páscoa do Au-Au
    A Páscoa na rede Au-Au Lanches conta com uma ação animada para as crianças. A loja da Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 990, terá uma atividade temática até 21 de abril, no espaço kids. Uma supervisora acompanha os pequenos, que ganham uma máscara de coelhinho para decorar. Estarão disponíveis tintas, colas coloridas e lantejoulas, entre outros adereços para que as crianças desenvolvam a criatividade. Esta ação gratuita acontece das 12h às 20h.

    Onde:  Al. Dr. Carlos de Carvalho, 990 - Batel, Curitiba - PR
    Quanto: oficina gratuita

    Fafá Conta, oficina de slime e caça aos ovos na Rialto Villa Gastronômica

    O sábado que antecede a Páscoa será muito mais divertido com as atrações da Rialto Villa Gastronômica.
    As atrações especiais começam às 14h com a rainha da contação de histórias Fafá Conta, encantando as crianças e adultos com suas histórias de Páscoa. Em seguida, o Coelho da Páscoa chega para divertir e trazer as recreações e oficinas especiais de Páscoa. Gincanas, oficina de orelhas de coelho e cones de cenoura e pintura de ovos estão entre as atrações.
    Às 17h30 acontece a oficina de slime e, logo após, a caça aos ovos. Todas as atividades são gratuitas (para ambas as atividades as senhas deverão ser retiradas uma hora antes). Os restaurantes ainda contarão com cardápio especial para o final de semana de Páscoa.

    Onde:  Avenida Manoel Ribas, 5824 - Santa Felicidade
    Quanto: gratuita

    Museus são boa pedida

    Os espaços museológicos da Secretaria de Estado da Cultura (SEEC) abrem em horário especial durante o feriado de Sexta-Feira Santa e a Páscoa. Uma boa pedida para pais e crianças. Há exposições como "História sem fim: o pensamento revolucionário de Adalice Araújo", no hall da Seec; "Revisitando Curitiba", no Museu da Imagem e do Som Paraná (MIS-PR), entre outras. Quem passar pelo MIS-PR poderá revisitar Curitiba de décadas passadas na mostra que reúne 28 fotografias do acervo do museu, que retratam a história e a transformação da cidade durante as décadas de 1920 e 1950. As imagens integram coleções como a dos fotógrafos Guilherme Glück e Jesus Santoro. Além da exposição, há ainda a coleção tridimensional do museu, composta por rádios, radiolas, toca-discos, moviolas, câmeras fotográficas e projetores. Quem for ao Museu Oscar Niemeyer (MON) pode visitar as exposições: “O que é original? Marcelo Conrado”, “Ivens Machado – Mestre de Obras” e “Oferenda – Guita Soifer”. A primeira traz uma exposição inédita de Marcelo Conrado, onde o artista, com 20 fotografias e 13 pinturas em grandes formatos, instiga uma discussão sobre o conceito de autoria na arte contemporânea.

    Ver programação aqui

    Exposição Páscoa no Bosque Alemão

    Quem visitar a exposição poderá apreciar cenários feitos de bolacha que mostram como a Páscoa é celebrada sob a ótica das culturas alemã, italiana, ucraniana, polonesa e judaica. Na maquete da etnia alemã, é possível apreciar uma casa de arquitetura enxaimel, a bandeira da Alemanha em tecido comestível de papel de arroz e uma osterbaum (árvore da Páscoa) de bolacha. Para simbolizar a etnia italiana, foram criadas um miniatura da igreja de Santa Felicidade e uma cruz papal. As pêssankas têm lugar nas maquetes que resgatam as celebrações polonesa e ucraniana. Na obra alusiva à Ucrânia há uma miniatura do Memorial do Parque Tingui e placas com as frases "Cristo Ressuscitou!" e "Verdadeiramente Ressuscitou!" em ucraniano. Já na maquete que retrata a data sob a ótica polonesa há elementos em biscoito que representam o piso em petit-pavé e uma das casas de madeira do Bosque do Papa e cestas de frutas. Aberta nos  dias 19, 20 e 21/4, das 10h às 19h Horários das oficinas infantis para o público 20/4, das 10h às 19h e 15h30 às 16h30

    Onde: Oratório de Bach, Bosque Alemão (Rua Schubert, 175, Vista Alegre) 

    Quanto: Gratuita

  • Bora ler com a criançada?

    Livraria comemora dia internacional do livro infantil com descontos de até 50%

    Livraria comemora dia internacional do livro infantil com descontos de até 50%
    (Foto: Divulgação)

    A categoria de livros infantis tem conquistado cada vez mais os responsáveis e apaixonados pelos livros que buscam inserir as crianças no universo dos livros desde cedo. E, para o Dia Internacional do livro Infantil, comemorado em 2 de abril, a Saraiva preparou uma ação para compras exclusivas no e-commerce até o dia 23 de abril.

     Durante o período, a rede vai oferecer 50% de desconto na compra de uma seleção especial de livros infantis, além de desconto progressivo em mais de 500 obras: na compra de dois livros, o cliente ganha 10% off; três livros, 15% off e quatro ou mais títulos, 20%.

     Hoje, a categoria de livros infantis é uma das mais vendidas nas lojas físicas e e-commerce da Saraiva. As mulheres são as maiores consumidoras, representando 71% dos clientes que compram esse gênero literário.

     E com o objetivo de estimular, ainda mais, o acesso das crianças à cultura, incentivando a leitura e o contato com livros desde os primeiros anos de vida, a Saraiva realiza continuamente uma série de ações com esse foco. Entre elas, as contações de histórias gratuitas Hora da Criança. Só em 2018 foram mais de 2.500 eventos para o público infantil com contações de histórias realizadas em lojas de todo o Brasil durante os fins de semana.

     

    Confira abaixo alguns livros que fazem parte da ação:

    O Meu Pé de Laranja Lima - 50 Anos de Sucesso! - Jose Mauro de Vasconcelos  (Melhoramentos)

    De R$ 55,00 Por R$ 29,90

    Descrição: "Um clássico da literatura brasileira, com adaptações para a televisão, o cinema e o teatro, O Meu Pé de Laranja Lima é desses livros que marcam época. Lançado em 1968, trata-se de uma história fortemente autobiográfica, que demonstra a mão de um escritor experiente, ciente do efeito que pode provocar nos leitores com suas cenas e a composição de seus personagens. O protagonista Zezé tem 6 anos e mora num bairro modesto, na zona norte do Rio de Janeiro. O pai está desempregado, e a família passa por dificuldades. O menino vive aprontando, sem jamais se conformar com as limitações que o mundo lhe impõe – viaja com sua imaginação, brinca, explora, descobre, responde aos adultos, mete-se em confusões, causa pequenos desastres. As surras que lhe aplicam seu pai e sua irmã mais velha são seu suplício, a ponto de fazê-lo querer desistir da vida. No entanto, o apego ao mundo que criou felizmente sempre fala mais alto. Só não há remédio para a dor, para a perda. E Zezé muito cedo descobrirá isso. A alegria e a tristeza não poderiam estar mais bem combinadas do que nestas páginas. E isso, se não explica, justifica a imensa popularidade alcançada pelo livro".

     

     

    O Menino Maluquinho - Nova Ortografia - Ed. 92ª - Ziraldo – (Melhoramentos)

    De R$ 59,90 Por R$ 29,90

    Descrição: Na grande obra infantil de Ziraldo, verso e desenho contam a história de um menino traquinas que aprontava muita confusão. Alegria da casa, liderava a garotada, era sabido e um amigão. Fazia versinhos, canções, inventava brincadeiras. Tirava dez em todas as matérias, mas era zero em comportamento. Menino maluquinho, diziam. Mas na verdade ele era um menino feliz.

     

     

     Meus Bichinhos Favoritos: 6 Livros e & 1 Jogo - Nobel (Yoyo)

    De R$ 69,90 Por R$ 34,90

    Descrição: Uma caixa divertida com seis livros e um incrível jogo de memória, ideal para ensinar novas palavras às crianças. Combine os desenhos do joguinho e divirta-se aprendendo novas palavras.

     

     Turma da Mônica Como? Onde? Por Quê? - Camilla de La Bedoyere (Girassol)

    De R$ 59,90 Por R$ 50,90

    Descrição: Com este livro, as crianças vão descobrir as respostas para as perguntas mais cabeludas sobre o corpo humano, os animais e o planeta Terra com a Turma da Mônica! Perfeito para as mentes mais curiosas, este livro está recheado com muita informação, fotos, desenhos coloridos e cartoons, tornando a leitura pra lá de divertida. Tem também sugestões de atividades simples relacionadas aos temas abordados e um teste ao final de cada seção para saciar a curiosidade! Pontos de interesse: Fatos e curiosidades sobre o corpo humano, os animais e o planeta Terra. Ao final de cada seção, há um quiz para testar os conhecimentos da criança, reforçando o aprendizado. Repleto de imagens e ilustrações que auxiliam na aprendizagem. Proporciona conhecimento à criança sobre o mundo ao seu redor Além de ser um ótimo material de pesquisa, os personagens da Turma da Mônica tornam o produto mais atrativo. Temas abordados: Conhecimentos gerais, ciência, animais, curiosidades e fatos.

     

    Minha Pequena Luz - Little Tiger Press Ltd.; Márcia Duarte Companhone (Tiger Tales)

    De R$ 59,90 Por R$ 29,90

    Descrição: Com capa fofinha e páginas cartonadas, esse livro tem lindas ilustrações e belas canções para a hora de dormir. Embale o sono das crianças com rimas e ritmos.

  • Dramas tecnológicos

    21% das crianças e adolescentes deixam de comer ou dormir por causa da internet

    21% das crianças e adolescentes deixam de comer ou dormir por causa da internet
    (Foto: Divulgação)

    De acordo com dados da Tic Kids Online-Brasil, pesquisa realizada pelo Comitê Gestor da Internet (CGI), 80% das crianças entre 9 e 17 anos estão conectadas à internet, sendo que 97% nas classes sociais A e B, 85% na classe C e 51% nas classes D e E. O levantamento mostra ainda que 66% das crianças acessam a internet mais de uma vez por dia, principalmente pelo celular (83% dos entrevistados usam smartphones na hora de se conectar).

    No que diz respeito a saúde, o tempo gasto ao celular pode ser prejudicial, já que 21% das crianças e adolescentes deixam de comer ou dormir por causa da internet e 17% dos entrevistados já fizeram buscas sobre formas de emagrecer. Para os especialistas da Sociedade Brasileira de Pediatria, o ideal é limitar o tempo de exposição às mídias ao máximo de 1 hora por dia, isso, para crianças entre 2 a 5 anos de idade. Para os adolescentes é preciso ficar de olho e não deixá-los isolados nos seus quartos ou permitir que ultrapassem as horas saudáveis de sono para ficar na internet.

    Criança e tecnologia: até quando é saudável?

    Tablets podem causar mal à visão das crianças

    O lado bom da tecnologia
    Pensando em ajudar pais e mães a organizarem melhor a rotina dos filhos ao celular e tablets, a startup AppGuardian desenvolveu um app que permite aos pais monitorarem as atividades das crianças e adolescentes na internet. O AppGuardian - disponíveis para Android e IoS (apenas na versão pais) - possibilita que os pais verifiquem a localização dos filhos em tempo real, bloqueiem o acesso a aplicativos no celular das crianças e ainda tenham um relatório do tempo gasto no Youtube e demais redes sociais. Outra funcionalidade que pode auxiliar na organização da rotina é o Tempo de Tela - com ela os responsáveis conseguem determinar quanto tempo querem que os filhos fiquem à frente das telinhas de forma personalizada.

    Além disso, a startup disponibiliza o Navegação Segura, navegador que filtra e bloqueia qualquer tipo de conteúdo adulto no celular ou tablet da criança promovendo mais segurança.

    “Nossa ideia é facilitar o dia a dia das famílias, possibilitando mais tranquilidade aos pais na hora de lidar com a rotina digital dos filhos. Sabemos que essa geração já nasceu conectada e encontrar o equilíbrio não é fácil, portanto, nada melhor que a tecnologia para ajudar os pais a se conectarem com os filhos”, conta Luiza Mendonça, CEO do AppGuardian.

DESTAQUES DOS EDITORES