Metropole

Publicidade
Endemias

Proliferação de insetos aumenta no verão, alerta Prefeitura de Paranaguá

Com a chegada dos dias mais quentes, as pessoas começam a perceber um maior número de determinados insetos como cupins, moscas, baratas, mosquitos e formigas. Também está mais visível o aparecimento de abelhas. Esses insetos podem causar incomodo às pessoas, picadas e transportar doenças.

O biólogo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Paranaguá, João Roberto Barros Maceno Silva ressalta que nesta época do ano, baratas, cupins, mosquitos e formigas invadem, com maior intensidade, as residências. Devido ao calor dos ambientes, a reprodução dos insetos é mais rápida do que o normal acarretando na proliferação mais intensa e, consequentemente, a aparição mais comum em residências, ruas e comércios. “Eles não surgem de repente, eles já estão nas casas e tocas, contudo com as altas temperaturas há um aumento no metabolismo desses insetos o que causa uma taxa de reprodução maior. Além disso, eles saem mais, andam e voam com maior frequência fazendo com que percebamos a presença deles com maior intensidade”, detalha o profissional. A vegetação também floresce mais e ajuda nesse processo.

O calor e a sujeira não são os únicos fatores responsáveis pelo aumento na proliferação dos insetos, mas manter os ambientes limpos auxilia significativamente na diminuição do problema. “Algumas dicas como manter as residências e quintais limpos, sacos de lixo bem fechados, evitar água parada, os alimentos devem ser bem armazenados. São atitudes básicas que colaboram muito para evitar a presença desses insetos”, orienta João Roberto. O morador não deve deixar restos de alimentos sobre as pias, mesas e chão; também deve limpar resquícios de gordura e sempre deve selar as embalagens de comidas para impedir a entrada dos insetos. O abrigo é outro ponto importante para evitar os insetos. Armários e gavetas devem permanecer limpos e fechados.

“As formigas e baratas têm incomodado, mas lembramos que os mosquitos também tem sua reprodução acelerada e precisamos nos manter atentos para evitar a dengue, entre outras doenças transmitidas por esse vetor. Por isso, não devemos esquecer de cuidar para que não haja água parada e lixo acumulado em nossas residências e comércios”, enfatiza.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES