Personal Nerd

Personal Nerd

Publicidade
Personal Nerd

Guarde seus arquivos na nuvem

Sabe quando o seu computador dá problema e você tem que procurar um profissional de informática para formatar seu equipamento e a maior preocupação é com os arquivos? Quando o sistema está cheio de vírus ou lento, tudo bem, ainda não é tão grave. Seu amigo técnico vai plugar ali um HD externo e fazer o backup das suas coisas, ou tirar fisicamente o disco e colocar em outra máquina para esse trabalho. Dependendo da quantidade de arquivos e da facilidade — ou não — de achá-los na máquina, isso pode levar algumas horas... Quando o problema é especificamente no HD, aí complica um pouco mais. Numa empresa especializada — e por um preço nada barato — você pode TALVEZ conseguir recuperar seus arquivos, dependendo do quão danificado esteja o seu disco rígido. Acredite em mim, eu já passei por este segundo cenário nada divertido. Toda uma vida digital perdida (desde arquivos pessoais, fotos, músicas, filmes, arquivos de trabalho) num HD de 500 GB por conta de uma queda boba. Uma empresa me orçou o valor de R$ 2.500,00 para recuperar o HD, ainda sem garantir 100% de eficácia. Ok. Historinha triste contada, vamos ao que interessa. Desde o meu incidente pessoal, eu tenho trabalhado apenas com arquivos na nuvem, sincronizados com o computador. E aqui vem a mágica. Sempre que falo de armazenamento em nuvem, eu gosto de lembrar da facilidade de acesso e a possibilidade de recuperação instantânea. Se o meu notebook é roubado ou sofre alguma pane, eu tenho todos os meus arquivos armazenados na nuvem. Posso acessar de qualquer outro computador. Sem falar que eu posso sincronizar em mais de um equipamento, então todos os arquivos que eu tenho em casa, eu tenho também no trabalho, isto é, estão todos na nuvem, mas sincronizados no meu notebook pessoal e no computador do trabalho. Eu salvo um arquivo em casa e quando chego no trabalho, ele está lá também. E não só isso! Com apps para smartphone, eu tenho acesso aos meus arquivos também no celular. Ajudando a escolher um serviço de armazenamento em nuvem Eu gosto de analisar as seguintes informações para escolher um serviço de armazenamento em nuvem: Capacidade total de armazenamento Dependendo da quantidade disponível, às vezes vale espalhar seus arquivos entre os serviços, colocando as músicas e vídeos no OneDrive e os documentos no DropBox, por exemplo. Eu utilizo o OneDrive como recurso principal, por ser um dos serviços mais completos, além de estar plenamente integrado ao Windows 10. Quando o serviço foi lançado, a Microsoft ofereceu bastante espaço gratuito para quem assinasse o OneDrive (na época SkyDrive), portanto eu tenho bastante espaço disponível. Além disso, se você assina um pacote do Office 365, tem direito a utilizar 5 contas. São 5 instalações do Office mais 1 TB de espaço no OneDrive para cada conta. Vale muito a pena!! Alguns serviços oferecem também aumento de espaço gratuito quando você indica pessoas a utilizarem o serviço. Para cada novo indicado que se cadastrar e utilizar, você ganha mais 500 MB de espaço gratuito no OneDrive e no DropBox, por exemplo. Tamanho máximo por arquivo De que adianta guardar seus arquivos na nuvem, se você não pode fazer o upload daquele vídeo de 750 MB? Seus filmes de 1,5 GB? Sincronização no PC Armazenamento em nuvem não tem que significar que você vai fazer upload de seus arquivos para a nuvem o tempo todo. Um bom serviço de armazenamento em nuvem tem que ter um software de sincronização. Assim você tem uma pasta no computador onde você coloca os arquivos e eles serão sincronizados automaticamente com a nuvem. Você modifica o arquivo e automaticamente ele é sincronizado com a nuvem, sem que você precise, toda vez que editar um arquivo, abrir o navegador, acessar o serviço de nuvem e fazer o upload do arquivo novamente. App para smartphone Cada vez mais estamos substituindo o computador pelos celulares e tablets. Ter acesso aos nossos arquivos nesses aparelhos também é crucial. Compartilhamento Às vezes precisamos enviar um arquivo grande pra alguém, e nem sempre o serviço de e-mail consegue enviar arquivos grandes, com 20 MB ou mais. Já existem serviços de compartilhamento de arquivos grandes, como o WeTransfer, WeSendit e outros, mas seus arquivos já estão na nuvem! Basta clicar com o botão direito nele e escolher a opção de compartilhar. Você recebe o link e envia ao seu amigo, simples assim, e ele vai baixar o arquivo diretamente da sua nuvem. Comparação dos principais serviços disponíveis Numa pesquisa rápida na internet, podemos encontrar facilmente pelo menos uns 20 bons serviços de armazenamento em nuvem, gratuitos ou pagos e focados em perfis de consumo diferentes, como empresas, pessoas físicas, ou apenas para compartilhamento de arquivos. Minha intenção é indicar aqui os serviços gratuitos que considero melhores e mais populares, citando suas principais vantagens e desvantagens. Microsoft OneDrive Armazenamento Gratuito: 5 GB. Espaço extra gratuito: até 10 GB. Tamanho dos arquivos: dependendo do navegador, pode carregar arquivos de até 10 GB. Plataformas: Web, Windows, MacOS, Android, iOS, Windows Phone. Vantagens: versão web do pacote Office, pré-instalado no Windows 10, compartilhamento fácil. Desvantagens: Sem aplicativo para Linux. Google Drive Armazenamento Gratuito: 15 GB. Tamanho dos arquivos: pode salvar arquivos de até 5 TB. Plataformas: Web, Windows, MacOS, Android, iOS. Vantagens: integração com Google Apps, ferramentas de edição, compartilhamento fácil. Desvantagens: sem aplicativo para Linux. DropBox Armazenamento Gratuito: 2 GB. Espaço extra gratuito: até 16 GB. Tamanho dos arquivos: não há limites para arquivos enviados pelo aplicativo de desktop ou por dispositivos móveis, se enviado pelo navegador, o limite é de 20 GB. Plataformas: Web, Windows, MacOS, Linux, Android, iOS, Windows Phone. Vantagens: integração com o Office 365, compartilhamento fácil. Desvantagens: não possui ferramentas de edição. Box Armazenamento Gratuito: 10 GB. Tamanho dos arquivos: para a conta gratuita, o limite por aquivo é de 250 MB. Plataformas: Web, Windows, MacOS, Android, iOS, Windows Phone, BlackBerry. Vantagens: integração com vários serviços, deixa embutir arquivos em sites. Desvantagens: sem aplicativo para Linux, somente em inglês. pCloud Armazenamento Gratuito: 10 GB. Espaço extra gratuito: até 25,5 GB. Tamanho dos arquivos: ilimitado. Plataformas: Web, Windows, MacOS, Linux, Android, iOS, Windows Phone. Vantagens: é possível fazer cópias de segurança de outras contas no pCloud, como Google Drive, DropBox, OneDrive, Facebook e Instagram. Desvantagens: não possui ferramentas de edição. Se ficar sem usar a conta por 12 meses, ela é desativada e os arquivos excluídos. Minha experiência Eu utilizo o OneDrive como armazenamento principal, e também tenho uma conta do Office 365, então tenho 1 TB de espaço disponível. Utilizo ainda o Google Drive. Ambos com sincronia no notebook de casa e no computador do trabalho. Gosto do Google Drive para utilizar e compartilhar facilmente documentos e planilhas do Google. Apesar de ter o Office disponível online no OneDrive, ainda prefiro utilizar os aplicativos instalados, pois têm mais recursos. Tenho os aplicativos no iPhone onde posso acessar rapidamente um documento, música ou vídeo nos serviços em nuvem. Tenho ainda contas no Mega, pCloud, DropBox e Box, mas apenas como recurso de emergência. Como tenho espaço de sobra no OneDrive, acabo não utilizando as outras contas. Se tiver alguma dúvida sobre estas ou outras contas de armazenamento em nuvem, sobre como utilizar, como configurar, pode postar nos comentários ou me enviar um e-mail. Ficarei muito feliz em ajudar.

Publicidade

Quem faz o blog