• Xadrez

    PRF prende na Grande Curitiba suspeito de matar ex-esposa a tiros em Guarapuava

    PRF prende na Grande Curitiba suspeito de matar ex-esposa a tiros em Guarapuava
    (Foto: PRF/Divulgação)

    A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na noite desta terça-feira (16) na BR-376 em Tijucas do Sul (PR) um homem suspeito de ter assassinado a tiros a ex-esposa na noite de ontem (15) em Guarapuava, na região centro-sul do Paraná

    O suspeito, de 46 anos de idade, dirigia uma caminhonete Ford Ranger de cor preta quando foi abordado, nas imediações da Unidade Operacional Alto da Serra, localizada no quilômetro 662 da BR-376, a cerca de 20 quilômetros da divisa com Santa Catarina.

    Os agentes da PRF tinham a informação das características do veículo e, ao avistá-lo, fizeram a abordagem, por volta das 19h30.

    O homem estava acompanhado de uma mulher de 24 anos de idade. Ambos foram encaminhados pela equipe da PRF para a Delegacia da Polícia Civil em São José dos Pinhais.

    Aos policiais rodoviários federais, o suspeito do crime de feminicídio disse que pretendia ir até o município de Gaspar (SC).

    A caminhonete, que pertence ao suspeito, foi recolhida a um pátio conveniado da PRF.

    A mulher vítima do crime, que tinha 45 anos de idade, foi morta com tiros na região do tórax e da cabeça.

  • Carro capota e motorista morre em acidente na Grande Curitiba

    Carro capota e motorista morre em acidente na Grande Curitiba
    (Foto: Rede News 24 Horas)

    Um jovem de 18 anos morreu na tarde desta terça-feira (16) em um acidente na BR-476, na Lapa (região metropolitana de Curitiba). O carro que ele dirigia capitou, saiu da pista e bateu em uma árvore.

    A ocorrência foi no km 195 da estrada, no perímetro urbano da Lapa. Segundo testemunhas, um caminhão teria esbarrado no carro, um GM Corsa Sedan preto, fazendo-o sair da pista. O carro capotou e bateu em uma árvore à margem da estrada.

    O motorista foi identificado como Gabriel Schmidt, 18 anos. Familiares do jovem foram os responsáveis pela identificação. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. A polícia vai investigar as circunstâncias do acidente.

  • Em março

    Polícia identifica três suspeitos de praticar roubo à residência em Curitiba

    Polícia identifica três suspeitos de praticar roubo à residência em Curitiba
    (Foto: Polícia Civil-PR)

    A Polícia Civil do Paraná (PCPR) identificou um homem de 22 anos e dois adolescentes suspeitos de praticar um roubo em que uma família foi amarrada e mantidas presa em um dos cômodos da casa, em Curitiba, no dia 11 de março. O mais velho do trio foi preso domingo (14) pela Polícia Militar, no momento em que saía de uma barbearia no bairro Bacacheri.

    O crime aconteceu em uma casa de alto padrão no bairro Bigorrilho. Os criminosos renderam as três pessoas da família e levaram diversos bens, como aparelhos eletrônicos, relógios de luxo e fugiram no veículo de luxo, um modelo da Land Rover. O carro foi localizado horas depois do roubo na rua Paulo Martins, no bairro Mercês.

    Com a divulgação das imagens de câmeras de monitoramento, a PCPR recebeu denúncias anônimas que auxiliaram na identificação do trio. As vítimas reconheceram os suspeitos a partir das imagens e após trabalho de investigação, a 7ª Vara Criminal de Curitiba expediu prisão preventiva contra o suspeito maior de idade.

    De acordo com registro policial, o preso já havia respondido por ato infracional de tráfico de drogas quando adolescente. Após completar a maioridade, ele foi autuado pelo menos duas vezes por roubo agravado. No momento, ele permanece custodiado pela PCPR e está à disposição da Justiça.

    Em relação aos adolescentes, o de 17 anos foi morto em confronto com a Polícia Militar durante a prática de outro crime no dia 13 de março, enquanto tentava fugir em um veículo roubado. O outro adolescente, que fará 18 anos no próximo mês, ficará sob competência do Juizado da Infância e Juventude.

  • Carro passa atirando e deixa quatro feridos na Grande Curitiba

    Quatro pessoas ficaram feridas depois de terem sido atingidas por tiros no meio da rua em São José dos Pinhais (região metropolitana de Curitiba),. Segundo testemunhas, as quatro pessoas foram vítimas do ocupante de um veículo que passou atirando, na noite desta segunda-feira (15).

    A ocorrência foi na rua Antônio Leandro de Souza, na altura do número 44, no bairro Afonso Pena, em São José dos Pinhais. Um Palio pasosu pela rua e uma das pessoas dentro do veículo efetuou vários disparos. As vítimas dos tiros foram dois rapazes e duas mulheres.

    O caso mais grave é o de uma das mulheres, que foi socorrida e levada a um hospital em estado gravíssimo. As outras vítimas também precisaram de socorro. A outra mulher foi atingida na região da virilha. Um dos homens levou um tiro na barriga e outro foi atingido por oito disparos, mas foi hospitalizado e a princípio não corre risco de morte.

    A Polícia Civil vai investigar a motivação do atentado.

  • Sábado e domingo

    Guarda Municipal encontra drogas e prende suspeitos no Centro

    Guarda Municipal encontra drogas e prende suspeitos no Centro
    (Foto: Divulgação/GMC)

    O trabalho de patrulhamento preventivo da Guarda Municipal resultou em duas novas prisões relacionadas ao tráfico de drogas no Centro da cidade, no fim de semana.

    No sábado (13/4), um homem de 31 anos foi detido pelo Grupo de Pronto Emprego Operacional na Rua Nestor de Castro. A prisão foi feita após a denúncia de um cidadão, que informava sobre uma sacola escondida dentro de uma lixeira.

    “Quando o homem observou a viatura se aproximar, tentou fugir em direção a um ponto de ônibus, onde foi abordado, distante dez metros da lixeira em que havia escondido o pacote”, conta o guarda municipal Edgar Pinheiro.

    Dentro da sacola foram achadas 100 pedras de crack e 70 pequenos invólucros de cocaína. Com o suspeito foi encontrada a quantia de R$ 314. O homem, que já possuía duas passagens pela polícia por tráfico de drogas, foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil.

    “Esse é mais um exemplo de como a participação da sociedade é importante no combate à criminalidade. Sempre que perceber atitudes suspeitas, o cidadão pode pedir apoio ligando para o telefone de emergência 153 da Guarda Municipal”, afirma o secretário municipal da Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

    A partir da comunicação oficial, a viatura mais próxima é deslocada para verificação e para possíveis abordagens, a partir do Centro de Operações da Defesa Social (Cods).

    Já no domingo (14/4) a equipe do Grupo Tático de Motos (GTM) prendeu um homem de 21 anos suspeito de tráfico de drogas na Praça 19 de Dezembro.

    Durante a abordagem foram encontradas com o indivíduo 108 pedras de crack e a quantia de R$ 255. O suspeito também foi encaminhado à Central de Flagrantes para as medidas cabíveis.

    Patrulhamento constante

    No fim de semana anterior, a Guarda Municipal havia apreendido 480 pedras de crack dentro de uma sacola na Praça Generoso Marques. A apreensão ocorreu após uma denúncia à equipe do módulo móvel na Praça Tiradentes, em frente à Catedral Basílica de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais.

  • Investigação

    Polícia instaura inquérito para investigar delegado que atirou em bombeiro no Centro de Curitiba

    Polícia instaura inquérito para investigar delegado que atirou em bombeiro no Centro de Curitiba
    (Foto: Reprodução/TV Tarobá)

    A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o caso do delegado da corporação e presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Paraná (Adepol),  Daniel Prestes Fagundes, que atirou contra um bombeiro na madrugada de domingo (14), no Centro de Curitiba. Segundo a polícia, o inquérito foi aberto pela Central de Flagrantes e será investigado pelo 1º Distrito Policial de Curitiba.

    De acordo com a Polícia Militar (PM), o delegado desceu de um carro de aplicativo e ao ver o tenente, que esperava um motorista de aplicativo, disse para ele correr. Em seguida, o delegado atirou contra o bombeiro. Segundo a Polícia Civil, não houve desentendimento e o disparo teria sido para o chão, não em direção ao bombeiro. Um estilhaço teria atingindo o rapaz, que só percebeu que estava machucado quando corria.

    Depois dos disparos, Fagundes entrou em uma boate, e em seguinda em um hotel que foi cercado por policiais militares. A PM identificou a entrada do delegado por ele ter pagado o quarto com cartão de crédito. Ele estava acompanhado de uma mulher.

    Depois de abordado pelos PMs, ele foi detido e solto no início da tarde de domingo, porque não preso em flagante. Testemunhas também foram ouvidas na Central de Flagrantes. Segundo elas, o delegado estava bem alterado no momento da ocorrência.

    Antes de atirar contra o bombeiro, Fagundes teria brigado com três pessoas em um posto de combustíveis na Rua Brigadeiro Franco, na esquina com a Avenida Vicente Machado. Testemunhas disseram que ele também efetuou disparos na ocasião. Ele teria dito à PM que três homens teriam tentado o agredi-lo com skates, o que motivou os disparos “de aviso”. Para sair do local, o delegado teria ainda "rendido" um motorista de aplicativo que o levou até o local onde atirou contra o tenente dos bombeiros.

    A Polícia Civil divulgou nota sobre a ocorrência: "A Polícia Civil do Paraná (PCPR) informa que, segundo o servidor, não houve qualquer desentendimento prévio entre este e o bombeiro militar. O disparo de arma de fogo teria ocorrido em direção ao chão, sendo que estilhaço veio a atingir acidentalmente de raspão o braço do oficial que estava próximo. Todos os fatos envolvendo o servidor, ocorridos nesta madrugada, serão apurados. Irregularidades, caso verificadas, serão punidas de acordo com a legislação vigente".

    Em nota, a Adepol manifestou "seu apoio irrestrito ao associado e presidente da entidade, Dr. Daniel Prestes Fagundes, que se envolveu em uma ocorrência policial nesta madrugada". A nota informa que "após prestar os esclarecimentos, não houve prisão em flagrante. O delegado foi liberado e os fatos serão esclarecidos no inquérito policial". 

  • Violência

    Suspeito de agredir a ex-mulher é preso pela GM

    Suspeito de agredir a ex-mulher é preso pela GM
    (Foto: Divulgação/ Guarda Municipal)

    Um homem de 28 anos foi detido pela Guarda Municipal após agredir a ex-mulher na manhã desta segunda-feira (15/4). A vítima possui medida protetiva contra o ex-marido, que tem antecedentes criminais por ameaça, violência doméstica, disparo de arma de fogo, sequestro, cárcere privado e furto simples.

    A equipe de guardas foi deslocada até o terminal de ônibus Campina do Siqueira após a agressão ter sido constatada pelo sistema de segurança do local. Os vigilantes do terminal contiveram o suspeito até que a mulher conseguisse pegar um ônibus.

    Na sequência, o homem fugiu em direção ao Parque Barigui, onde foi detido pela Guarda Municipal. Na Delegacia da Mulher, a vítima registrou boletim de ocorrência contra o ex-marido.

    “Ele tinha recebido alvará de soltura há um mês”, conta o guarda Fabiano Bueno. De acordo com Bueno, não foi a primeira vez que o suspeito tinha descumprido a medida protetiva.

  • BR-277

    Após perseguição e capotamento, PRF apreende 196 quilos de maconha

    Após perseguição e capotamento, PRF apreende 196 quilos de maconha
    (Foto: PRF)

    A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 196,2 quilos de maconha na manhã desta segunda-feira (15) em Santa Terezinha de Itaipu, na região oeste do Paraná.

    A droga era transportada em automóvel Fiat Uno, que transitava pela BR-277 enquanto uma equipe da PRF concluía o atendimento de um acidente.

    Os policiais rodoviários federais desconfiaram do veículo e decidiram abordá-lo. O motorista desobedeceu a ordem de parada e tentou fugir por cerca de dois quilômetros, até perder o controle e capotar, em uma estrada rural.

    A equipe da PRF ajudou o motorista, de 19 anos de idade, a sair do veículo. Preso em flagrante, ele disse que pegou o carro em Foz do Iguaçu (PR) e o levaria até Curitiba.

    A PRF encaminhou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Civil em Santa Terezinha de Itaipu.

    O crime de tráfico de drogas tem pena prevista de cinco a 15 anos de prisão.

  • Polícia Civil

    Suspeitos de tentar arrombar caixa eletrônico de banco em Curitiba são presos

    Suspeitos de tentar arrombar caixa eletrônico de banco em Curitiba são presos
    Material apreendido com a dupla (Foto: Polícia Civil-PR)

    A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu em flagrante dois homens, de 18 e 34 anos, suspeitos de tentar arrombar uma agência bancária da Capital, localizada no bairro Hugo Lange, no domingo (14). A prisão aconteceu logo após o fato, no bairro Tarumã.

    A PCPR chegou até a dupla após uma denúncia anônima relatando uma movimentação suspeita por parte dos homens em frente a agência bancária. Diante do relato, policiais civis deslocaram-se até o local apontado e, de fato, observaram um veículo Clio estacionado em frente ao banco.

    Em um determinado momento, a dupla deixou o local e foi abordada pela PCPR a cinco quadras da agência bancária. Com eles, os policiais apreenderam materiais e acessórios utilizados para arrombar caixas eletrônicos. Quando questionados, o suspeitos confessaram que tentaram praticar o furto, porém desistiram em razão de uma grande movimentação de pessoas em uma loja próxima.

    Com acesso a imagens da câmera de segurança de dentro da agência bancária, a PCPR descobriu que havia uma terceira pessoa envolvida no crime, a qual ainda não foi identificada. Conforme apurado, foi possível constatar que esse indivíduo seria responsável por fazer um levantamento de qual terminal eletrônico seria estourado, enquanto Machado e Colaço fariam o corte do terminal e o furto das cédulas.

    A dupla foi autuada em flagrante por tentativa de furto qualificado e encontra-se detida à disposição da Justiça. As investigações prosseguem com o intuito de identificar e responsabilizar a terceira pessoa envolvida no crime.

  • No Interior

    Homem bate o carro, foge e esquece filho na cadeirinha o carro

    Um bebê de três meses foi abandonado pelo pai dentro do carro depois dele se envolver em um acidente em Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro. Segundo a Polícia Militar (PM), o motorista do veículo fugiu após bater em uma moto no sábado (13).

    Os moradores das proximidades de onde ocorreu o acidente encontraram o bebê sentado na cadeirinha. O Conselho Tutelar foi chamado e entregou a criança para a avó paterna, que foi até o local da batida. Segundo o Conselho, a mãe do bebê não estava no carro porque tinha viajado para Ourinhos, no interior de São Paulo, para buscar uma cesta básica.

    Um inquérito foi aberto para investigar o caso. O homem ainda não foi identificado. Segundo a PM, o carro onde estava o bebê foi apreendido porque estava com a documentação irregular. O caso será encaminhado à Promotoria da Infância e Juventude.

  • Iporã

    Policial invade carro em movimento e prende motorista com 22 tabletes de maconha

    Policial invade carro em movimento e prende motorista com 22 tabletes de maconha
    (Foto: Reprodução / Umuarama News)

    Depois de invadir um carro em movimento, atirar no condutor e ainda correr atrás dele, um polícial militar rodoviário prendeu neste domingo (14) um homem de 33 anos e apreendeu 22 tabletes de maconha no veículo que furou uma blitz na BR-323, em Iporã, no Noroeste do Paraná.

    De acordo com a polícia, o homem dirigia um veículo Citroen c4, no sentido Maringá, quando recebeu ordem de parada. O motorista acelerou, mas um dos policiais se agarrou na janela e abriu a porta do veículo. Ele teria sido arrastado por cerca de 50 metros. Durante a confusão, o policial atirou na perna do motorista que invadiu a contramão e bateu de frente contra um caminhão. O outro policial também havia atirado em um dos pneus do carro. 

    Mesmo baleado e após o acidente, o motorista tentou correr. O policial que havia invadido o carro correu atrás dele a conseguiu prendê-lo. Ao portal Umuarama News, o policial Bruno Martins contou que os policial suspeitaram do motorista por ele ter tentado esconder o veículo ao passar pelo posto policial. "Ele vinha atrás de um caminhão, vindo bem próximo do veículo, numa tentativa de se esconder, com o carro mais à margem da rodovia, para esconder a placa e não ser abordado. Quando passou o caminhão, entramos na frente do veículo e demos voz de abordagem. Ele acelerou e entrou na contramão de direção. Neste momento, o outro policial conseguiu segurar a porta do veículo. abriu a porta, mas o condutor acelerou, chegando a arrastar o policial por alguns metros na rodovia e isso tudo na contramão", conta.

    O carro só parou porque bateu contra um caminhão que vinha na direção contrária. Depois de preso, o motorista contou aos policiais que levaria a maconha para Maringá. Ele teria trazido a droga do Paraguai. Por isso, além do flagrante de resistência, o homem vai responder por tráfico internacional de drogas. A polícia informou que o veículo está em nome da esposa do suspeito.

  • Três tiros

    Policial reage a assalto, persegue e atira contra suspeito no Seminário

    Policial reage a assalto, persegue e atira contra suspeito no Seminário
    (Foto: Reprodução / Rede News 24h)

    Um policiail civil que passeava com a filha no início da tarde deste domingo teria reagido a um assalto e baleou um suspeito no cruzamento da Alameda Doutor Carlos de Carvalho com a Rua Euclides da Cunha, no bairro Batel.

    De acordo com a Polícia Militar, uma testemunha ligou para a Central 190 e relatou que havia um motociclista baleado e outro homem com uma arma na mão, no bairro Seminário. A testemunha relatou se tratar de um policial civil que reagira a uma assalto. 

    À PM, o policial contou que estava parado em sua moto com sua filha na garupa, quando foi abordado pelo homem que estava em outra moto. O policial contou que o suspeito, então, roubou seu relógio. Depois do assalto, ele deixou a filha em um local seguro e perseguiu o assaltante. O suspeito foi encontrado pelo policial na esquina da Rua Álvaro Alvim com a Rua General Mário Tourinho, no bairro Seminário. 

    O suspeito, de 22 anos, foi baleado com três tiros. Uma segunda pessoa que teria participado do assalto conseguiu fugir. Uma arma que estaria em posse do suspeito baleado foi apreendida. Baleado, o rapaz de 22 anos foi encaminhado pelo Siate ao Pronto Socorro do Hoispital Evangélico, em Curitiba.

    A Polícia Civil deve investigar o caso. 

  • Depoimento

    Após atirar em bombeiro, presidente da associação dos delegados é liberado

    Após atirar em bombeiro, presidente da associação dos delegados é liberado
    (Foto: Reprodução / TV Tarobá )

    Depois de atingir um tenente do Corpo de Bombeiros com um tiro no fim da madrugada deste domingo (14), o presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Paraná (Adepol), delegado de Polícia Civil Daniel Prestes Fagundes, foi liberado na delegacia. Fagundes foi ouvido na Central de Flagrantes, no Centro de Curitiba. A reportagem tenta contato com a Polícia Civil para que a ocorrência seja esclarecida. 

    Em nota, a Adepol manifestou "seu apoio irrestrito ao associado e presidente da entidade, Dr. Daniel Prestes Fagundes, que se envolveu em uma ocorrência policial nesta madrugada". A nota informa que "após prestar os esclarecimentos, não houve prisão em flagrante. O delegado foi liberado e os fatos serão esclarecidos no inquérito policial". 

    O presidente da Adepol foi preso na madrugada deste domingo após atirar contra um oficial dos bombeiros no Centro de Curitiba, De acordo com a Polícia Militar (PM), o delegado desceu de um carro de aplicativo e ao ver o tenente, que esperava um motorista de aplicativo, disse para ele correr. Em seguida, o delegado atirou contra o bombeiro.

    Segundo a Polícia Civil, não houve desentendimento e o disparo teria sido para o chão, não em direção ao bombeiro. Um estilhaço teria atingindo o rapaz, que só percebeu que estava machucado quando corria. 

    Depois dos disparos, Fagundes entrou em uma boate, e em seguinda em um hotel que foi cercado por policiais militares. A PM identificou a entrada do delegado por ele ter pagado o quarto com cartão de crédito. Ele estava acompanhado de uma mulher.

    Depois de abordado pelos PMs, ele foi detido. Testemunhas também foram ouvidas na Central de Flagrantes. Segundo elas, o delegado estava bem alterado no momento da ocorrência.

    Antes de atirar contra o bombeiro, Fagundes teria brigado com três pessoas em um posto de combustíveis na Rua Brigadeiro Franco, na esquina com a Avenida Vicente Machado. Testemunhas disseram que ele também efetuou disparos na ocasião. Ele teria dito à PM que três homens teriam tentado o agredi-lo com skates, o que motivou os disparos “de aviso”. Para sair do local, o delegado teria ainda "rendido" um motorista de aplicativo que o levou até o local onde atirou contra o tenente dos bombeiros. 

    A Polícia Civil divulgou nota sobre a ocorrência: "A Polícia Civil do Paraná (PCPR) informa que, segundo o servidor, não houve qualquer desentendimento prévio entre este e o bombeiro militar. O disparo de arma de fogo teria ocorrido em direção ao chão, sendo que estilhaço veio a atingir acidentalmente de raspão o braço do oficial que estava próximo. Todos os fatos envolvendo o servidor, ocorridos nesta madrugada, serão apurados. Irregularidades, caso verificadas, serão punidas de acordo com a legislação vigente".

  • Mistérios

    Dois cadáveres são encontrados em rios neste domingo na RMC

    Foram encontrados na manhã deste domingo (14) dos corpos em rios de Curitiba e Região. Nenhum deles foi identificado ainda. O primeiro foi  o de um homem, de aproximadamente 30 anos, encontrado por volta das 10h45 dentro de um rio na Rua Leocadio Moscalewski Lacerda, no Ganchinho, em Curitiba. 

    O segundo corpo, também de um homem, foi encontrado por volta do meio-dia  em um córrego na Rua Pedro Gonsh, em Colombo.  O corpo estava em estado de decomposição avançado,

    Os dois corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. 

  • Em ônibus

    PF prende homem por tráfico de acessórios para armas em Foz do Iguaçu

    PF prende homem por tráfico de acessórios para armas em Foz do Iguaçu
    (Foto: Divulgação/PF)

    A Polícia Federal (PF) prendeu na noite de ontem (13) um homem por tráfico internacional de acessórios para armas de fogo. A prisão foi realizada em Foz do Iguaçu (PR), onde os agentes encontraram 124 miras telescópicas, três dispositivos de pontaria e 20 recipientes de spray de pimenta. Os objetos estavam no bagageiro de um ônibus que seguia para Balneário Camboriú (SC).

    De acordo com a PF, o responsável pela bagagem confessou que comprou o armamento no Paraguai e venderia os objetos ilegais em Itajaí (SC) e Balneário Camboriú. O acusado está preso na delegacia da PF em Foz do Iguaçu.

    O crime de tráfico internacional de acessório de arma de fogo de uso restrito tem pena mínima de 6 anos e máxima de 12 anos de prisão.

  • Acidente

    Motorista bate carro em poste, capota e some na Linha Verde

    Motorista bate carro em poste, capota e some  na Linha Verde
    (Foto: Rede News 24 Horas)

    Um carro derrubou um poste e depois capotou na Linha Verde (BR-376) ,no Capão Raso, em Curitiba, por volta das 7 hora deste domingo (14). Aparentemente, ninguém ficou ferido, já que o motorista fugiu do local.  

    Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista escapou de fazer fazer exame de bafômetro, mas o dono do carro terá que pagar o poste.  

  • Domingo de manhã

    Passageiros se revoltam e batem em assaltante de ônibus em Campo Largo

    Um assaltante de ônibus se deu mal na manhã deste domingo (14) em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba. Armado com uma faca, ele atacou o ônibus no km 122 da BR-277, pegou R$ 100 do cobrador e carteiras e celulares dos passageiros. Foi quando um passageiro deu um soco no rosto do assaltante, que caiu para fora do ônibus. Outros passageiros também resolveram bater no assaltante. Eles também pegaram os pertences roubados de volta. Só então, a Polícia Militar foi acionada. Antes de ir para a delegacia do município, o assaltante teve que ser atendido no hospital.

  • Flagrante

    Delegado atira em bombeiro no Centro de Curitiba e é preso após ser cercado pela PM

    Delegado atira em bombeiro no Centro de Curitiba e é preso após ser cercado pela PM
    Central de Flagrantes (Foto: Colaboração)

    O presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Paraná (Adepol), delegado da Polícia Civil Daniel Prestes Fagundes, foi preso na madrugada deste domingo (14) após atirar contra um oficial dos bombeiros no Centro de Curitiba, De acordo com a Polícia Militar, o delegado desceu de um carro de aplicativo e ao ver o oficial, que também esperava um motorista de aplicativo, disse para ele correr e atirou contra ele. Segundo a Polícia Civil, a informação preliminar é de que não houve desentendimento e o disparo teria sido para o chão, não em direção ao bombeiro, mas um estilhaço teria atingindo ele, que só percebeu que estava machucado quando corria. 

    Depois dos disparos, Fagundes entrou em um hotel, que foi cercado por policiais militares. Ele foi detido e está na Central de Flagrantes. Neste momento, o caso ainda está na Central de Flagrantes. Há informação de que testemunhas também estão no local. Segundo elas, o delegado estava bem alterado no momento da ocorrência.

    Há informações de que o mesmo delegado teria brigado com três pessoas em um posto de gasolina na Rua Brigadeiro Franco.

    A Polícia Civil divulgou nota sobre a ocorrência: "A Polícia Civil do Paraná (PCPR) informa que, segundo o servidor, não houve qualquer desentendimento prévio entre este e o bombeiro militar. O disparo de arma de fogo teria ocorrido em direção ao chão, sendo que estilhaço veio a atingir acidentalmente de raspão o braço do oficial que estava próximo. Todos os fatos envolvendo o servidor, ocorridos nesta madrugada, serão apurados. Irregularidades, caso verificadas, serão punidas de acordo com a legislação vigente".

  • Tiros

    Homem vai tentar jogar celular para dentro de presídio em Piraquara e acaba morto

    Dois homens que tentavam jogar celulares para dentro da Penitenciária Estadual de Piraquara 2 (PEP2) na madrugada deste domingo (14) se deram mal. Um deles acabou morto atingido por tiros disparados por um policial na guarita da penitenciária. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal e não foi identificado até as 9 horas deste domingo. 

    Quando percebeu a movimentação, o policial acendeu as luzes. Foi quando um dos homens começou a atirar. Na troca de tiros, umd eles acabou morto. Vários policiais militares e também integrantes da segurança do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) cercaram a PEP 2, mas mesmo assim o segundo homem fugiu pela mata. Os policiais encontraram uma sacola cheia de celulares do lado de fora da prisão.

  • Acabou preso

    Rapaz bota fogo no próprio carro em Quatro Barras. Saiba o motivo

    Rapaz bota fogo no próprio carro em Quatro Barras. Saiba o motivo
    (Foto: Guarda Municipal de Quatro Barras)

    Um rapaz de 24 anos incendiou o próprio carro na manhã deste sábado (13) na Rua Maria Valaski, no Jardim Pinheiros, em quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba. O rapaz foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia do município. A Guarda Municipal conseguiu apagar o fogo rapidamente com um caminhão-pipa da prrefeitiura e ninguém ficou ferido.

    De acordo com informações da Guarda Municipal, o rapaz disse que colocou fogo no carro porque estava irritado com uma discussão com a namorada. Os guardas também confirmararam que ele estava bem alterado e violento. 

DESTAQUES DOS EDITORES