• Iporã

    Polícia Rodoviária Estadual apreende mais de 12 quilos de maconha no Oeste do estado

    Polícia Rodoviária Estadual apreende mais de 12 quilos de maconha no Oeste do estado
    (Foto: PCPR)

    Mais de 12 quilos de maconha foram apreendidos por policiais militares do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), no início da tarde de terça-feira (12/02). A ação aconteceu na cidade de Iporã, no Oeste do estado, e resultou na prisão de um homem, de 19 anos.

    O rapaz teria confessado aos policiais que estava nas proximidades do posto policial acompanhando a movimentação dos militares estaduais. Durante a abordagem, uma mensagem chegou ao celular do suspeito com instruções para encontrar um segundo envolvido.

    Os policiais foram ao encontro do suspeito que, ao perceber que seria abordado, fugiu por uma estrada rural. Logo depois ele abandonou o veículo e fugiu, não sendo localizado. No veículo a equipe localizou 6,5 quilos de maconha prensada em sete tabletes e 5,8 quilos sem estar prensada, totalizando 12,3 quilos da droga.

    Diante dos fatos, o rapaz, de 19 anos, foi preso e encaminhado, juntamente com o veículo e o entorpecente, à Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos necessários.

  • Crime no Interior

    PCPR prende dois suspeitos por prática de crime de latrocínio tentado em Ampére

    PCPR prende dois suspeitos por prática de crime de latrocínio tentado em Ampére
    (Foto: PCPR)

    Operação realizada pela Polícia Civil do Paraná (PCPR) levou à prisão, na segunda-feira (10/02), de dois suspeitos de praticarem crime de latrocínio tentado ocorrido em dezembro de 2018, na cidade de Ampére, região Sudoeste do Estado.

    Além das prisões preventivas dos homens de 22 e 28 anos de idade, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados.
    Os presos estão recolhidos no Setor de Carceragem Temporária da PCPR em Francisco Beltrão.

    O Código Penal prevê pena de 20 a 30 anos para o crime de latrocínio. A tentativa é punida com a pena correspondente ao crime consumado, diminuída de um a dois terços.

    O CRIME - No dia 08 de dezembro de 2018, por volta das 21h, uma família ao sair de casa foi abordada por dois assaltantes enquanto aguardava em seu veículo o portão da garagem fechar. O motorista, com o intuito de fugir do local, acelerou seu carro e conseguiu escapar. No entanto, na fuga, um dos assaltantes efetuou um disparo de arma de fogo, que entrou pelo vidro frontal do veículo e atingiu de raspão o peito do motorista. A família não sofreu maiores lesões e os criminosos não conseguiram subtrair seus bens.

    A INVESTIGAÇÃO - O delito passou a ser desvendado após a apreensão do celular de um dos presos, o qual trazia informações de como teria sido praticado o crime. Foi solicitada a prisão preventiva dos suspeitos ao Poder Judiciário, a qual foi decretada, após ouvido o Ministério Público. Um dos investigados confessou a prática do delito em seu interrogatório. Segundo ele, o veículo seria trocado posteriormente por drogas. 

    As investigações duraram cerca de dois meses. O Inquérito Policial será agora concluído e remetido ao Ministério Público em até 10 dias.

  • Roubo de carga

    PCPR prende suspeito de receptação de carga polietileno

    PCPR prende suspeito de receptação de carga polietileno
    (Foto: PCPR)

    A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu um homem, de 47 anos, na última segunda-feira (11/02), no bairro Hortelan, em São José dos Pinhais. O indivíduo é suspeito de receptação de uma carga roubada de polietileno. 

    O roubo da carga aconteceu em um posto de combustíveis em Curitiba, no domingo (10/02), enquanto o motorista almoçava. O mesmo foi rendido e posteriormente liberado. A carga de polietileno é avaliada em R$ 131 mil. 

    O homem, que já possuía antecedente por receptação, foi autuado pelo mesmo crime. Ele foi encontra-se preso e permanece à disposição da Justiça.

  • Quadrilha

    PCPR prende suspeitos de receptação de veículo roubado em Curitiba

    PCPR prende suspeitos de receptação de veículo roubado em Curitiba
    (Foto: PCPR)

    A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu, na tarde desta terça-feira (12), dois homens, de 37 e 36 anos, suspeitos de receptação de veículo roubado e porte ilegal de arma de fogo. Eles foram flagrados na rua Rodolfo Senf, no bairro Jardim das Américas, em Curitiba, com um veículo Nissan Kicks, que havia sido tomado de assalto em janeiro deste ano.

    A PCPR chegou até os suspeitos no momento em que eram realizadas diligências para identificar suspeitos de roubos a residência na região de Curitiba. Os investigadores visualizaram os dois homens em atitude suspeita e realizaram a abordagem. Logo, foi verificado que os números do chassi não estavam de acordo com as placas. No interior do veículo, além da arma de fogo, foram encontradas diversas munições.

    O veículo localizado em posse dos suspeitos havia sido roubado no dia 5 de janeiro, no município de Tijucas do Sul. Na ocasião, uma família foi feita refém por quase uma hora, sendo que as vítimas foram amarradas e amordaçadas. Além de dois veículos, foram subtraídos diversos bens, entre produtos eletrônicos, e aproximadamente R$ 13 mil.

    O suspeito de 36 anos tinha contra si um mandado de prisão. Ele havia sido condenado por crime de roubo e estava foragido da Colônia Penal Agrícola de Piraquara. Já o outro suspeito, possui diversas passagens por roubo de veículos. Ambos foram encontra-se presos e permanecem à disposição da Justiça.

  • Estupro de vulnerável

    Polícia prende professor do Círculo Militar suspeito de estuprar criança

    A Polícia Civil do Paraná prendeu ontem (11 de fevereiro), em Curitiba, um professor de esgrima suspeito de abusar sexualmente de uma aluna de 12 anos de idade. De acordo com o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (Nucria), os crimes aconteciam durante treinamentos no Círculo Militar de Curitiba e há a suspeita de que outros alunos possam ter sido vítimas desse professor, embora apenas um caso tenha sido confirmado até aqui - o suspeito, por sua vez, nega as acusações, alegando que sequer tocava a menina durante os aquecimentos e =que a aluna e suposta vítima sofreria algum tipo de transtorno.

    Em conversa com a imprensa, o delegado José Barreto, do Nucria, comentou que a prisão do suspeito foi efetuada na residência do professor, onde também foram apreendiso um celular e um notebook. Ele fica preso temporariamente, por 30 dias, mas a prisão pode ser convertida para preventiza - sem prazo para expirar.

    "Inicialemente fizemos uma busca na residência do indiciado e o notebook e o celular dele foram apreendidos. Iremos investigar os aparelhos, verificar se tem conversa com alguma outra vítima ou outro tipo de material. Aproveitamos para fazer um apelo, inclusive: se você tem filho que esteja fazendo aula de esgrima no Círculo Militar, converse com seu filho e, se houver alguma coisa, nos procure para auxiliar nas investigações", apelou o delegado. "A partir do momento que o indivíduo se aproveita do trabalho (para cometer os abusos), acreditamos que tenha outras vítimas", explicou José Barreto, esclarecendo ainda que, por ora, há apenas uma vítima confirmada.

    A descoberta

    Os abusos teriam sido descobertos pela mãe da vítima, que estranhou o comportamento da filha, que estava tirando notas mais baixas na escola, apresentando um comportamento mais rebelde e não estava se cuidando esteticamente. "Isso tudo gerou um alerta na mãe, que resolveu conversar com a filha. A menina então se abriu e relatou todos os fatos", diz o delegado.

    Ainda segundo as investigações, os abusos aconteciam durante os treinamentos, que aconteciam a portas fechadas, em sessões individuais, três vezes por semana. Para atraír a vítima, o professor teria oferecido uma bolsa para a criança, que fazia as aulas de graça no Círculo Militar. Ao desconfiar da situação, a mãe da garota chegou a contratar uma babá para cuidar da filha, mas o suspeito, segundo relato do delegado, sempre fazia com que a mulher ficasse fora da sala onde aconteciam os treinos.

    "Ele estaria se aproveitando das aulas, principalmente o momento do alongamento, para se aproveitar sexualmente dessa vítima. Ele aproveitava o alongamento para passar os dedos na genitália da menina, para beijar os seios dela e outras situações. Ganhava a confiança oferecendo a bolsa para não pagar as aulas de esgrima e nas aulas aproveitava para os abusos."

    Esposa do suspeito já foi informada

    Ainda segundo José Barreto, a esposa do suspeito já esteve na delegacia e foi informada sobre a situação envolvendo o seu marido. "Ela está ciente dos fatos e ficou surpresa. A esposa nunca espera uma atitude desse tipo."

    Questionado ainda sobre quais provas a Polícia Civil já teria coletado, ele citou relatos de conversas da vítima com o suspeito e a insistência com a família para que a menina sempre frequentasse as aulas, alegando que a jovem era um talento no qual se precisava investir. "O pedófilo sempre quer atrair a vítima, não vai solicitar diretamente o ato sexual. Ele vai por meio de outras situações, de outros discursos", comenta o delegado.

    O Círculo Militar também já teria sido avisado sobre a situação. Em seu depoimento, o suspeito informou ter sido dispensado pela instituição na semana passada, por conta do excesso de funcionários.

    ESCLARECIMENTO DO CLUBE

    A direção do Círculo Militar do Paraná também vem a público esclarecer os seguintes pontos.

    Sobre a ex-sócia-atleta denunciante e sua família.

    · A direção do Clube solidariza-se com a sua ex-sócia-atleta e sua família e lamenta profundamente não ter sido comunicada anteriormente sobre os fatos relatados na denúncia formalizada à polícia.

    · A direção do Clube coloca-se à disposição da ex-sócia-atleta e seus familiares para ajudar na elucidação dos fatos e na superação dos mesmos.

    Sobre o professor 

    · O professor  atuou como professor e treinador de esgrima do Clube no período de maio/2016 até o dia 6 de fevereiro de 2019, quando foi desligado do quadro de funcionários por contingenciamento financeiro.

    · Nesse período, ele treinou mais de 30 atletas, de diferentes categorias, sem nunca ter sido denunciado por qualquer ilícito ou comportamento profissional inadequado.

    · Também não houve registro de qualquer reclamação formal contra o professor nos canais de ouvidoria do clube.

    Sobre a denúncia contra o professor 

    · A direção do Clube informa que o inquérito policial tramita em Segredo de Justiça, razão pela qual não teve acesso ao exato teor das acusações que pendem contra o professor; porém, já contatou a autoridade policial e se disponibilizou a colaborar com as investigações para que a Justiça possa ser estabelecida.

    Sobre as notícias veiculadas pela Imprensa.

    · A direção do Clube informa que não oferece serviço de treinador personal em esgrima e que as aulas desta modalidade não são individuais.

    · A direção do Clube informa, ainda, que a ex-sócia-atleta denunciante e sua família nunca requisitaram o cadastramento de qualquer maior responsável para acompanhá-la no interior do Clube, seja para os treinamentos ou para os momentos de lazer.

    Sobre os atletas do Clube.

    · A direção do Clube preza pela saúde, integridade física, equilíbrio emocional e desenvolvimento integral dos seus atletas, zelando por sua segurança e bem-estar em todos os momentos, especialmente durante treinos e competições.

    · A direção do Clube destaca que, desde a sua fundação, em 1934, o Círculo Militar do Paraná é referência na formação de atletas em diferentes modalidades, muitos dos quais atingiram projeção e reconhecimento nacional e internacional.

    · A direção solidariza-se com todos os alunos e atletas do Clube, que ao longo do ano somam aproximadamente 300 praticantes das diversas modalidades desportivas, como esgrima, vôlei, basquete, natação, tênis e para-vôlei, lamentando pelo constrangimento causado pela denúncia envolvendo um ex-professor do Círculo Militar do Paraná.

    A DIREÇÃO

    Círculo Militar do Paraná


    Confira a reportagem completa

  • SUS

    Gaeco investiga irregularidade em clínica psiquiátrica de Londrina

    O Ministério Público do Paraná (MP-PR) apura suspeitas de irregularidades em uma clínica psiquiátrica de Londrina, no norte do Paraná. Na manhã desta terça-feira (12) foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão no estabelecimento e na casa dos diretores da unidade.

    Segundo as investigações da Promotoria de Saúde, há indícios de irregularidades em prontuários médicos para receber mais dinheiro do Sistema Único de Saúde (SUS). Umas das suspeitas é de que os diretores postergavam as internações e tratamentos para conseguir mais repasses. São atendidos, em média, 200 pacientes por mês na clínica.

    O cumprimento das ordens judiciais, nesta terça, teve apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Entre os materiais apreendidos estão computadores, prontuários e outros documentos.

  • Dois suspeitos morrem em confronto com a Polícia Militar em Londrina

    Dois suspeitos morreram em confrontos com a Polícia Militar (PM) em Londrina, no norte do Paraná, na noite de segunda-feira (11). De acordo com a PM, ao ser abordado, o suspeito correu para dentro da residência, e foi perseguido pelos policiais, que mandaram ele soltar a arma. No entanto, o homem apontou a arma para os agentes, que atiraram, ainda de acordo com a corporação.

    O outro confronto foi por volta das 22h, no Conjunto União da Vitória, na zona sul de Londrina. Policiais militares faziam o patrulhamento quando desconfiaram do nervosismo do motorista de uma caminhonete.

    Os PMs iluminaram o interior do veículo durante a abordagem, e o homem apontou uma arma de fogo para eles. De acordo com a polícia, eles não tiveram alternativa e atiraram contra o suspeito, que morreu no local.

    Segundo a polícia, o carro havia sido furtado em Cambará, no Norte Pioneiro do estado. O veículo foi levado junto a arma de fogo apreendida para a Central de Flagrantes.

    O IML identificou o homem como Leandro Leal, de 35 anos. Ainda conforma a polícia, ele usava tornozeleira eletrônica.

  • Contrabando

    PRF apreende caminhonete lotada de anabolizantes no Paraná

    PRF apreende caminhonete lotada de anabolizantes no Paraná
    (Foto: PRF-PR)

    A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma caminhonete carregada com medicamentos anabolizantes importados ilegalmente do Paraguai nesta segunda-feira (11) em Cascavel, na região oeste do Paraná.

    O veículo, uma Renault Oroch, foi abordado na BR-277, por volta de 11h30 da manhã. Todo o compartimento de carga estava lotado de anabolizantes, que também ocupavam o banco traseiro e o assoalho da caminhonete.

    O motorista, de 49 anos de idade, foi preso em flagrante. O crime de importar medicamentos de forma ilegal prevê pena de 10 a 15 anos de prisão.

    A apreensão está entre as maiores desse tipo de produto já feitas pela PRF ao longo dos últimos anos no Paraná.

    Aos policiais rodoviários federais, o homem disse que saiu de Guaíra (PR) e que entregaria a carga ilícita em Curitiba, em uma academia. Morador da capital paranaense, ele declarou exercer a profissão de vigilante.

    A PRF encaminhou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Federal em Cascavel.

  • Aplicativo de emergências

    Polícia Militar lança versão do APP 190 para sistema iOS e divulga balanço de uso pela população da grande Curitiba

    Polícia Militar lança versão do APP 190 para sistema iOS e divulga balanço de uso pela população da grande Curitiba
    (Foto: PMPR)

    Na manhã desta segunda-feira (11/02), a Polícia Militar do Paraná lançou o APP 190 – Emergência Paraná para o sistema iOS e também divulgou um balanço dos quatro meses de funcionamento do aplicativo, que está em uso em Curitiba e Região Metropolitana na versão para Android, lançada no início de outubro do ano passado. Cerca de 17 mil pessoas (sendo 83 com deficiência auditiva) já baixaram a ferramenta que busca agilizar o atendimento ao cidadão, acompanhando a evolução tecnológica.

    “O aperfeiçoamento do aplicativo para o sistema iOS e os dados confirmam a política pública do governador em ter uma polícia de conectividade e com interação maior com a população paranaense. Por meio desta ferramenta, por exemplo, uma pessoa com deficiência fonoaudiólogica consegue interagir com a Polícia Militar, sem precisar de uma terceira pessoa com a capacidade de fala e audição para intermediar. Todos os outros cidadãos que usam o aplicativo também têm facilidade no repasse de informações, interação e agilidade, além do acompanhamento da ocorrência em tempo real”, destaca o Comandante-Geral da PM, coronel Péricles de Matos.

    Um comparativo de outubro a dezembro dos anos 2017 e 2018 e de janeiro de 2018 e 2019 aponta que houve redução no número de ligações recebidas pelo telefone de emergência 190 e também de ocorrências geradas após lançamento do aplicativo nas áreas atendidas, no dia 02 de outubro do ano passado. Além disso, em todo o período de funcionamento não houve trote ao 190 via aplicativo.

    “Essas reduções devem-se ao fato de o solicitante entrar em contato uma vez só com a PM via aplicativo, após isso monitora sua ocorrência e vai conversando com o atendente 190, não necessitando estabelecer novo contato como é pelo sistema tradicional [o telefone 190], ou seja, é preciso ligar a cada vez que quer algum feedback sobre a solicitação”, explica o integrante Central de Operações Policiais Militares (COPOM), capitão Claudio Prus.

    NÚMEROS – Desde o início do funcionamento do aplicativo no sistema Android até o dia 02 de fevereiro foram registradas pela ferramenta 1.429 ocorrências (sendo 1.092 por perturbação do trabalho ou sossego alheio, 59 pediram abordagem de suspeitos, seguido por lesão corporal/violência doméstica [49], assim por diante). O município que mais registrou ocorrências via aplicativo foi Curitiba com 976, depois Colombo com 92 e depois São José dos Pinhais com 81, seguidos por outros 13.

    Se comparados os meses de outubro de 2017 e outubro 2018 houve redução de 12% no número de ligações recebidas pelo 190 e também de 12% no de ocorrências geradas. Isto é, caiu de 141.509 para 124.550 o número de ligações e de 32.102 para 28.405 o de ocorrências geradas. Se comparados o mês seguinte de cada ano, a redução foi de 11% para ligações recebidas (caiu de 147.234 para 131.131) e de 10% para ocorrências geradas (desceu de 33.077 para 29.700).

    A maior redução, porém, foi registrada no comparativo dos meses de dezembro em relação ao número de ligações recebidas, ou seja, caiu de 156.093 para 128.782 (-17%). Já a redução do número de ocorrências geradas, na análise deste mês, foi de apenas 4% (caiu de 34.912 para 33.672). 

    Para comparar os meses de janeiro, foram avaliados os períodos correspondentes dos anos de 2018 e 2019. O número de ligações caiu de 137.210 para 117.744 (-14%) enquanto as ocorrências geradas saíram de 31.256 para 31.052 (-1%). 

    DOWNLOAD – A ferramenta foi idealizada pela PM e o projeto recebeu apoio técnico da Companhia Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (CELEPAR), em conjunto com a Diretoria de Desenvolvimento Tecnológico e Qualidade (DDTQ) da PM, do Centro de Operações Policiais Militares (COPOM) e da Diretoria de Pessoal (DP) da Corporação.

    As pessoas podem baixar o aplicativo gratuitamente em seus celulares, desde que tenham o sistema operacional Android e, a partir de agora, também iOS. Após baixar o aplicativo, o usuário fará um cadastro rápido no portal Governo Digital, com informações pessoais (nome completo, RG, CPF, e-mail) e a partir daí será criado um perfil que armazenará todo o histórico de solicitações e atividades.

    “O aplicativo trouxe várias vantagens ao cidadão e é mais uma ferramenta oferecida que trabalha juntamente com o número de emergência 190”, descreve Prus.

  • Tráfico

    Em duas ocorrências distintas, PM apreende mais de cinco quilos de maconha no Litoral

    Os policiais militares atuantes na Operação Verão Paraná 2018/2019 apreenderam 5,3 quilos de maconha em duas ocorrências em Paranaguá (PR) e Matinhos (PR), no Litoral do Estado, no último sábado (09/02). As apreensões fazem parte das ações ostensivas da Operação Verão para reforçar a segurança durante a temporada.

    A primeira situação foi no início da manhã, no bairro Posto Seguro. Os policiais militares receberam denúncias de que uma mulher possuía uma quantidade de drogas em sua casa, local que já foi alvo de outras denúncias sobre o tráfico de drogas. Uma equipe foi até o local verificar as informações e abordou a suspeita em frente à sua casa.

    Foi feita a abordagem e durante a vistoria foram encontrados quatro tabletes de maconha (3,6 quilos) dentro da geladeira. Em outro local da casa havia duas garrafas com loló, um invólucro de cocaína e R$ 172,00 em dinheiro. Após os procedimentos, a moradora foi levada à 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá para os devidos procedimentos.

    Já em Matinhos (PR), uma equipe da PM que patrulhava pelo bairro Rio da Onça após receber denúncias de que um homem escondia drogas num campo de futebol. Os policiais flagraram um adolescente se comportando de maneira suspeita e procederam a abordagem, sendo localizados dois tabletes de maconha (1,7 quilo). O rapaz foi levado à Delegacia de Matinhos para os devidos procedimentos.

  • Interior

    Veículo é flagrado com drogas escondidas dentro de tanque de combustível em Cafezal do Sul

    Veículo é flagrado com drogas escondidas dentro de tanque de combustível em Cafezal do Sul
    (Foto: PMPR)

    Um homem, de 50 anos, foi preso ao ser flagrado pelos policiais militares da 3ª Companhia do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) com quase 17 quilos de maconha escondidos num fundo falso do tanque de combustíveis do carro na manhã de domingo (10/02), na cidade de Cafezal do Sul (PR). O destino do suspeita era o interior de São Paulo.

     

    A abordagem ao veículo foi na PR 323, no quilômetro 327, quando os policiais militares se deslocavam para uma operação. De acordo com as informações, o motorista teria informado à equipe policial que estaria vindo de Guaíra com destino a Barra Bonita, em São Paulo. Foi feita a vistoria padrão até que os policiais perceberam algo no tanque de combustível.

     

    Durante a checagem foi descoberto um fundo falso onde havia 61 tabletes de maconha, que pesados totalizaram 16,3 quilos de droga. O motorista acabou preso e foi encaminhado à Delegacia de Iporã para as medidas cabíveis.

  • Furtos e roubos de veículos

    Homem suspeito de roubar carros zero de concessionária é preso em Curitiba

    A Polícia Civil prendeu, nesta manhã de segunda-feira, 11, um homem de 31 anos suspeito de furtar carros zero quilômetro de concessionárias em Curitiba.  A prisão ocorreu nesta manhã, no bairro Santa Cândida, em Curitiba, durante uma operação comandada pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos.

    De acordo com as investigações, que começaram no ano passado, o homem entrava despercebido nas concessionárias e furtava os veículos.

    A Polícia Civil tem ciência de quatro carros furtados por ele e estima que o prejuízo chegue a R$ 600 mil. Agora, as investigações continuam para apurar quem receptava esses veículos.

    O homem deve responder por furto qualificado.

  • Campina Grande do Sul

    Guarda Municipal recupera carro roubado

    Na madrugada do dia 10/02/2019 uma equipe do GOTE que patrulhava a Rodovia do Caqui se deparou com um veículo Jeep Cherokee, com alerta de roubo.

    O alerta já havia sido repassado anteriormente na rede, o veículo havia sido roubado em São José dos Pinhais e seu alerta relatava que homens fortemente armados teriam invadido uma residência, portando inclusive fuzis, teriam feito a família de refém e fugido com o veículo e pertences das vítimas.

    Dentro do carro ainda foram encontrados um televisor e um celular pertencente a vítima.

    Como ainda não havia sido feito boletim de ocorrência, a equipe entrou em contato com a GM de São José dos Pinhais que atendeu a ocorrência de roubo naquele município, que por sua vez contatou o proprietário, que retirou o veículo no local.

  • Rodovia

    Motociclista morre na BR-476, em Araucária, ao cair da moto

    Motociclista morre na BR-476, em Araucária, ao cair da moto
    (Foto: PRF-PR)

    Motociclista, de 22 anos, morre ao caira da motocicleta na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O acidente foi registrado na madrugada desta segunda-feira (11), na BR-476, no quilômetro 150, em Araucária. De acordo com as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu por volta de 2h30.

    O corpo da vítima, que conforme a polícia, era estudante de engenharia civil, foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML).

  • Estrada

    Caminhão atropela homem na BR-376, em São José dos Pinhais

    Caminhão atropela homem na BR-376, em São José dos Pinhais
    (Foto: PRF-PR)

    Um rapaz de aproximadamente 20 anos morreu atropelado na manhã desta segunda-feira (11), na BR-376, na altura do quilômetro 617, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). De acordo com as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima foi atingida por um caminhão e morreu na hora.

    De acordo com o relato do condutor do caminhão, não houve tempo de frear. 

    O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML).

  • Trânsito

    Quatro pessoas ficam feridas em acidente em Santa Felicidade

    Quatro pessoas ficaram feridas em um acidente de carro ocorrido neste domingo, 10, em Santa Felicidade, nas ruas João Batista Casagrande e Luiz Pelegrini. 

    Segundo testemunhas, o motorista de um Fiat não teria respeitado a prefencial em um cruzamento e colidido contra um Honda Civic.

    Duas das vítimas ficaram presas às ferragens e os socorristas tiveram que serrar o teto do carro para conseguir tirá-las. 

    As quatro vítimas foram encaminhadas aos Hospitais Evangélico e Trabalhador, em Curitiba, com ferimentos leves.

  • Um foragido

    Preso foge de cela de delegacia em Piraquara

    Preso foge de cela de delegacia em Piraquara
    (Foto: Rede News 24 Horas)

    Um preso fugiu da Delegacia de Polícia Civil de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), neste domingo, 10.

    Um policial de plantão estava olhando as câmeras de segurança quando viu uma movimentação no local onde os presos tomam sol.

    Para fugir, os presos serraram as grades da cela e entraram no solário. Tem um ginásio de esportes ao lado. E, o preso que conseguiu fugir pulou o muro e conseguiu fugir. 

    A polícia fez buscas na região, mas até a publicação desta reportagem o preso não havia sido localizado.

     

  • Incêndio

    Fogo destrói aviário no bairro Bacacheri, em Curitiba

    Fogo destrói aviário no bairro Bacacheri, em Curitiba
    Bombeiros apagam fogo do aviário (Foto: Reprodução de vídeo)

    Um incêndio destruiu o aviário Solar, localizado no bairro Bacacheri, em Curitiba. O fogo começou na manhã deste domingo (10) e foi controlado pelos bombeiros, mas o imóvel ficou destruído.

    O aviário estava localizado na rua Francisco M. Alzibu, no bairro Bacacheri. Segundo informações preliminares, não há vítimas. Alguns animais, contudo, acabaram afetados. Um barracão de madeira, que fica no terreno, foi totalmente destruído.

    Ao lado do aviário há um restaurante e uma casa. Os dois ficaram com risco de pegar fogo também, mas as chamas foram controladas antes disso. Porém, o restaurante, que abriria normalmente aos domingos e serve costela de fogo de chão, teve que fechar as portas.

    As causas do incêndio ainda serão apuradas. 

  • Plantão de Polícia

    Atirador invade casa e mata homem a tiros em Almirante Tamandaré

    Um homem foi morto dentro de casa na manhã deste domingo (10) em Almirante Tamandaré (Região Metropolitana de Curitiba). Ele estava em casa quando um atirador invadiu o local e disparou.

    A ocorrência foi na Rua Juvenil de Oliveira, na Vila Raquel, em Almirante Tamandaré. Segundo a Polícia Militar, a vítima foi identificada como Jackson Novacki, vulgo “Binho”. Ele usava camiseta vermelha, bermuda azul e tênis branco. Testemunhas disseram que um atirador entrou na casa, perguntou pelo “Binho” e, ao achá-lo, deu quatro tiros. As balas atingiram cabeça e tórax. A vítima morreu na hora. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, mas não havia mais nada a fazer.

    O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal. O atirador não foi encontrado. A polícia vai investigar a motivação do crime.

     

     

DESTAQUES DOS EDITORES