Plantão de polícia

Noticiário policial produzido pela equipe do Portal Bem Paraná

Publicidade
Plantão de polícia

Delegacia de Furtos e Roubos identifica suspeito de furtar bicicletas de condomínio em Curitiba

Delegacia de Furtos e Roubos identifica suspeito de furtar bicicletas de condomínio em Curitiba
(Foto: Polícia Civil-PR)

Policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) identificaram o suspeito de furtar bicicletas de um condomínio residencial, no bairro Bacacheri, em Curitiba. As bicicletas, que haviam sido furtadas nos dias 3 e 4 de julho, foram localizadas na casa do suspeito, de 37 anos, no bairro Boa Vista. Um outro suspeito, também de 37 anos, foi autuado em flagrante pelo crime de receptação.

De acordo com o delegado-adjunto da DFR, Emmanoel David, uma equipe de investigadores recebeu uma denúncia anônima de que um homem estaria escondendo diversas bicicletas furtadas naquela região. “Os policiais foram até o local e encontraram várias bicicletas sem origem comprovada. Os suspeitos foram conduzidos para a delegacia e os objetos apreendidos”, afirma.

Os furtos registrados no início de julho ocorreram em um condomínio residencial, no Bacacheri. Toda a ação do suspeito foi registrada pelas câmeras de segurança do local. No dia 3, o homem entra no condomínio pelo portão de acesso, sem qualquer tipo de obstáculo. Ele caminha até o bicicletário e fica “à vontade” para escolher um modelo que lhe agrade.

O delegado Emmanoel David conta que o suspeito prestou serviços de pintura ao condomínio no início de maio e por isso sabia a senha de acesso do portão. “Este caso serve de alerta para os administradores de condomínios que contratam prestadores de serviços. Além de checar as referências de trabalhos anteriores, é preciso orientar os condôminos a não fornecer senhas ou chaves de acesso para funcionários temporários”, alerta o delegado.

O suspeito, que já possui passagens por dirigir embriagado e sem carteira de habilitação, deverá responder pelos crimes de furto qualificado em liberdade. Já o suspeito de receptação, que não possuia histórico criminal, deverá permanecer custodiado até o recolhimento de fiança.

DESTAQUES DOS EDITORES