• Câmara Municipal

    Vereadores de Curitiba criticam fechamento do comércio após agravamento da pandemia

    Câmara: vereadores pediram debate com o prefeito Rafael Greca sobre novas medidas restritivas
    Câmara: vereadores pediram debate com o prefeito Rafael Greca sobre novas medidas restritivas (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

    Os decretos estadual e municipal anunciados na última sexta-feira (26), com medidas mais restritivas no enfrentamento à pandemia da Covid-19, devido ao aumento de casos e da lotação dos leitos SUS, foram o assunto do dia na sessão de hoje da Câmara Municipal de Curitiba. A maioria dos vereadores que se manifestou alertaram para o impacto do fechamento do comércio e de outras atividades não elencadas como essenciais.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Reação

    Ratinho Jr assina carta de governadores e confronta Bolsonaro pela primeira vez na pandemia

    Ratinho Jr; em carta, governadores criticam Bolsonaro por estimular o conflito no pior momento da pandemia
    Ratinho Jr; em carta, governadores criticam Bolsonaro por estimular o conflito no pior momento da pandemia (Foto: Franklin de Freitas)

    O governador Ratinho Júnior (PSD) assinou carta com outros 15 governadores criticando a postura do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de atacar os governos estaduais pelas medidas de restrição à circulação para tentar combater o crescimento dos casos de Covid-19 no País. É a primeira vez que Ratinho Jr confronta Bolsonaro publicamente ao lado de outros governadores. Até então, o paranaense evitava críticas ao governo federal, alegando não querer “politizar” a pandemia.

    Na carta, os governadores criticam a atitude do governo federal de usar dinheiro público “a fim de produzir informação distorcida, gerar interpretações equivocadas e atacar governos locais”. As afirmações são uma reação ao movimento feito no fim de semana por Bolsonaro, que passou a divulgar em público e nas suas redes sociais que a União repassava bilhões aos Estados para que reduzissem os efeitos da pandemia do coronavírus. Isso também foi reproduzido nas redes sociais da Secretaria Especial de Comunicação (Secom) do governo.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Dança das cadeiras

    Cinthia Genguini assume a Secretaria de Comunicação de Curitiba no lugar de Mônica Santanna

    A equipe do prefeito de Curitiba Rafael Greca (DEM) teve a sua primeira baixa. A secretária de Comunicação Mônica Santana enviou um comunicado informando que deixa a pasta para retomar o seu posto na NQM Comunicação, agência que tem em sociedade com o jornalista Sérgio Wesley. 

    Em seu lugar assume Cinthia Genguini. 

    Abaixo a nota na íntegra:

    Escrevo hoje para informar que a minha gestão frente à Secretaria de Comunicação e minha participação no governo do prefeito Rafael Greca chegou ao fim.

    Fui muito feliz na Secretaria de Comunicação. Agradeço a oportunidade que me foi dada pelo prefeito.

    Agora a Cinthia Genguini será a responsável por comandar esse time.

    Eu volto para comandar a NQM, nascida há quase 25 anos, ao lado do meu sócio e amigo, Sérgio Wesley.

    Fui muito feliz nesses quatro anos e três meses que participei da gestão do prefeito Rafael Greca, meu amigo de longa data. Um orgulho fazer da sua equipe.

    Agradeço todo o apoio que recebi de cada um de vocês, bem como as críticas e sugestões, e de seus veículos.

    Foi um prazer servir Curitiba e os curitibanos.

    Se cuidem. Fiquem bem.

    Meu abraço afetuoso.

  • Boa pedida

    Seminário online da Frente Movimento debate cultura e orçamento público nesta segunda

    (Foto: Reprodução)

    A luta política do setor cultural e a questão orçamentária é o tema do primeiro debate do Seminário Cultura e Orçamento do Estado para Políticas Públicas, que acontece nesta segunda-feira (1), a partir das 10h30, de forma online nas redes sociais e é promovido pela Frente Movimento, que tem programado outros 3 debates nos dias 4, 11 e 18 de março.

     Neste primeiro debate, que tem como tema “Setor Cultural no Brasil: A Luta Política Nacional e a Questão Orçamentária”, participam a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e o doutor em direito pela USP, José Maurício Conti. A mediação será feita pela advogada, pesquisadora e doutora em Filosofia Política, Rita de Cássia Lins e Silva.

     

    Como participar

    Para participar do seminário é preciso acessar este link de inscrição: https://forms.gle/BF7jPay3zWfJKexA6. E para ter acesso à transmissão os links de acesso são: No YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCabegFRBrfbqLNBYJCHUZVg e no  Facebook: https://www.facebook.com/satedparana.

     

  • Cancela

    Em Apucarana, lideranças criticam possibilidade de instalação de mais uma praça de pedágio na região

    Pedágio: segundo deputados, distância média entre praças vai cair
    Pedágio: segundo deputados, distância média entre praças vai cair (Foto: Franklin de Freitas)

    A possibilidade da instalação de uma nova praça de cobrança entre Apucarana e Califórnia está mobilizando a população da região contra o novo modelo de pedágio proposto pelo Governo Federal para as rodovias paranaenses. Em mais uma audiência pública promovida no interior do estado, a Frente Parlamentar Sobre o Pedágio da Assembleia Legislativa do Paraná, coordenada pelo deputado Arilson Chiorato (PT), se reuniu com lideranças políticas locais, representantes do setor produtivo e da comunidade acadêmica em Apucarana, ontem.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Rodovias

    Pedágio tende a aumentar com nova modelagem, diz Frente Parlamentar

    Chiorato (PT): nova modelagem não diferem dos atuais preços praticados
    Chiorato (PT): nova modelagem não diferem dos atuais preços praticados (Foto: Dálie Felberg/Alep)

    Apesar do discurso afirmando que a nova modelagem de concessões rodoviárias proposta pelo Governo Federal vai diminuir os valores do pedágio no Paraná, os preços tendem a aumentar com o tempo. É o que disseram os deputados membros da Frente Parlamentar sobre os Pedágios da Assembleia Legislativa do Paraná, durante a audiência pública realizada ontem, em Apucarana. O encontro reuniu parlamentares e representantes de diferentes setores da sociedade contrários à nova modelagem sugerida.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Força-tarefa

    Procuradores do MPF dizem que mensagens da Lava Jato eram 'brincadeira entre colegas'

    (Foto: Franklin de Freitas)

    Procuradores que integraram a força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal (MPF) do Paraná divulgaram hoje nota alegando que as mensagens apreendidas na operação Spoofing, que investiga a ação de hackers sobre contas de autoridades no Telegram, e compartilhadas pelo Supremo Tribunal Federal com a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seriam "somente uma brincadeira entre colegas de trabalho". A nota foi divulgada em resposta ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que disse que as mensagens apontariam "perseguição" da Lava Jato contra sua família. 

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Superlotação

    Para deputado, sistema de saúde do Paraná já entrou em colapso

    De acordo com Michele Caputo, já há relatos de hospitais com 100% de sua capacidade sendo utilizada.
    De acordo com Michele Caputo, já há relatos de hospitais com 100% de sua capacidade sendo utilizada. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

    O deputado Michele Caputo (PSDB) disse hoje que o Paraná já está com a rede de saúde em colapso ao apoiar as medidas restritivas previstas no decreto 6.983/2021 assinado pelo governador Ratinho Junior e válido em todo o Estado. "Decisão acertada do governador Ratinho Junior diante da gravíssima situação da pandemia no Paraná. Vivemos o pior momento, com recorde de mortes e hospitais lotados", enfatiza o deputado, que é coordenador da Frente Parlamentar do Coronavírus.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Coronavírus

    Assembleia Legislativa fecha a partir de segunda-feira e suspende atividades

    Assembleia: medida vale até 5 de março
    Assembleia: medida vale até 5 de março (Foto: Dálie Felberg/Alep)

    O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB), anunciou hoje, que todas as atividades do Poder Legislativo estarão suspensas a partir de segunda-feira (dia 1º de março). A decisão tem o objetivo de atender as medidas restritivas de combate ao coronavírus (COVID-19) anunciadas hoje (sexta-feira, dia 26), pelo governo do Estado.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Câmara Municipal

    Dívida previdenciária da prefeitura de Curitiba levará 15 anos para ser paga

    Dívida envolve saldo ainda não pago de valores que a Prefeitura de Curitiba não recolheu de 2012 a 2016, inicialmente em R$ 502 milhões.
    Dívida envolve saldo ainda não pago de valores que a Prefeitura de Curitiba não recolheu de 2012 a 2016, inicialmente em R$ 502 milhões. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

    “Existe um saldo a pagar, que o contribuinte curitibano levará 15 anos para se tornar adimplente, de R$ 358 milhões. É uma dívida muito cara, [corrigida] pelo IPCA mais 6%”, alertou Vitor Puppi, secretário municipal de Finanças, em audiência pública nesta quarta-feira (24), na Câmara Municipal de Curitiba (CMC). Ele explicou aos vereadores que se trata do saldo ainda não pago de valores que a Prefeitura de Curitiba não recolheu de 2012 a 2016, inicialmente em R$ 502 milhões.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Contas públicas

    Câmara de Curitiba diz ter economizado R$ 91 milhões em 2020

    Durante o ano, a Casa poupou mais R$ 30,2 milhões e os devolveu ao Executivo
    Durante o ano, a Casa poupou mais R$ 30,2 milhões e os devolveu ao Executivo (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

    Em balanço divulgado ontem, a Câmara Municipal de Curitiba confirmou ter economizado R$ 91 milhões de seu orçamento no ano em que a pandemia do novo coronavírus atingiu a capital do Paraná. Os números foram confirmados pela diretora contábil-financeira da CMC, Aline Bogo, durante audiência pública quadrimestral de prestação de contas à população.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Rodovias

    Audiências sobre novos pedágios recebem mais de 100 contribuições em dois dias

    Pedágio: ministério alega que dinheiro arrecadado no leilão será reinvestido no Estado
    Pedágio: ministério alega que dinheiro arrecadado no leilão será reinvestido no Estado (Foto: Franklin de Freitas)

    Balanço divulgado hoje pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aponta que mais de 100 contribuições e um total de quase 13 horas nos dois dias de audiências públicas sobre as novas concessões de pedágio no Paraná. Esta foi a primeira oportunidade que o Ministério da Infraestrutura (MInfra), a ANTT e a Empresa de Planejamento e Logística (EPL) tiveram para apresentar detalhes do projeto à sociedade paranaense e ouvir sugestões para aperfeiçoamento do modelo, que prevê R$ 42 bilhões de investimentos.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Rodovias

    OAB Paraná vê consenso contra cobrança de outorga em novos pedágios

    Cassio Telles: para presidente da OAB Paraná, modelo ainda exige a disputa pelo maior valor de outorga, o qual será obviamente levado em consideração tanto quanto da estipulação da tarifa referência pelas concessionárias
    Cassio Telles: para presidente da OAB Paraná, modelo ainda exige a disputa pelo maior valor de outorga, o qual será obviamente levado em consideração tanto quanto da estipulação da tarifa referência pelas concessionárias (Foto: reprodução/You Tube)

    O presidente da OAB Paraná, Cássio Telles, afirmou ontem, que há praticamente consenso no Estado contra o modelo híbrido de concessão do pedágio, por menor tarifa e cobrança de taxa de outorga como critério de desempate para as novas concessões de rodovias. Ontem, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, propôs, em reunião com a bancada federal do Paraná, que 100% dos recursos arrecadados no leilão sejam reinvestidos nas próprias concessões.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Rodovias

    Fiep defende mudanças no modelo de concessões de novos pedágios

    João Arthur Mohr: Fiep defende desconto maior na tarifa e redução de degrau tarifário após duplicações
    João Arthur Mohr: Fiep defende desconto maior na tarifa e redução de degrau tarifário após duplicações (Foto: reprodução/TV)

    A Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) defendeu ontem ba audiência pública da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), alterações no modelo de concessões de rodovias paranaenses proposto pelo governo federal. O gerente de Assuntos Estratégicos da Fiep, João Arthur Mohr levantou questionamentos, principalmente, em relação ao sistema previsto para a escolha das concessionárias vencedoras da licitação e o percentual do degrau tarifário para o momento em que uma rodovia for duplicada.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Prejuízo

    Com pandemia, Prefeitura de Curitiba tem queda de 5,48% na receita em 2020

    Câmara:  houve queda no ISS (-7,89%), no IPTU (-2,03%) e nas taxas (-8,65%)
    Câmara: houve queda no ISS (-7,89%), no IPTU (-2,03%) e nas taxas (-8,65%) (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

    A prefeitura de Curitiba fechou o ano de 2020 com uma queda real de 5,48% nas receitas, que somaram 8,47 bilhões no ano - R$ 103 milhões a menos que em 2019, numa variação nominal (sem contar a inflação) de 1,2%. Os números foram apresentados ontem em audiência pública na Câmara de Vereadores pelo secretário de Finanças da Capital, Vitor Puppi. Segundo ele, m maio e junho, quando a arrecadação do principal tributo, o Imposto Sobre Serviços (ISS), caiu, respectivamente, 23,2% e 24,2%, havia “uma sensação de verdadeira hecatombe do ponto de vista financeiro”. Só que a economia reagiu ao longo de 2020, “(então) nós tivemos um decréscimo (na arrecadação), sim, mas graças a Deus, não tão expressivo”.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Concessões

    Deputado Soldado Fruet diz que ministério admite 'caos' nas rodovias do Paraná se leilão demorar

    Fruet (PROS): contratos atuais terminam em novembro
    Fruet (PROS): contratos atuais terminam em novembro (Foto: Dálie Felberg/Alep)

    Na audiência pública sobre as novas concessões rodoviárias do Paraná, realizada ontem pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o deputado estadual Soldado Fruet (PROS) questionou os representantes do Governo Federal sobre o que ocorrerá com as atuais concessões de rodovias do Anel de Integração caso o processo para contratação das novas pedageiras não seja concluído até o final de novembro, quando se encerram os contratos vigentes. "As respostas que recebi apontam para cenários muito preocupantes aos usuários de rodovias se demorar o trâmite para definir as novas concessionárias”, alertou o parlamentar.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • UFPR

    Deputado Galo é contra CPI do concurso da Polícia Civil

    Galo (Pode): UFPR "não pode ser colocada em xeque por um erro acontecido em um departamento"
    Galo (Pode): UFPR "não pode ser colocada em xeque por um erro acontecido em um departamento" (Foto: Dálie Felberg/Alep)

    O deputado Galo (PODE), utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná na manhã de ontem para se manifestar contrário a criação de uma CPI para apurar as causas da suspensão do concurso da Polícia Civil que estava marcado para o último final de semana.

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Imunização

    Deputados defendem que governo do Paraná compre vacinas contra a Covid-19

    Para deputados, Paraná não pode mais ficar esperando vacinas do governo federal
    Para deputados, Paraná não pode mais ficar esperando vacinas do governo federal (Foto: Franklin de Freitas)

    A escalada de casos e mortes causadas pela pandemia do novo coronavírus foi discutida na sessão de ontem da Assembleia Legislativa. O deputado Michele Caputo (PSDB) afirmou que só a vacinação em massa pode conter o aumento de contágios. “O Supremo Tribunal Federal autorizou que estados e municípios adquiram vacinas. O Paraná tem escopo para isso. São R$ 100 milhões destinados pela Assembleia e outros R$ 100 milhões do governo estadual”, frisou. O deputado Goura (PDT) também ressaltou a necessidade de vacinação. “É importante que o governo agilize a compra de vacinas”, disse. “O mais importante é salvarmos vidas neste momento”, completou o deputado Tadeu Veneri (PT).

    Clique aqui para ler esse post completo.

  • Rodovias

    'Taxa de outorga vai ficar com concessionárias', critica deputado sobre nova proposta de pedágio

    Romanelli: para deputado, modelo proposto pelo Ministério da Infraestrutura não difere do pedágio atual
    Romanelli: para deputado, modelo proposto pelo Ministério da Infraestrutura não difere do pedágio atual (Foto: divulgação)

    O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) afirmou hoje que a proposta de concessão de rodovias que o Ministério da Infraestrutura quer implantar no Paraná não difere do modelo atual de pedágio no Estado. Segundo ele, o conceito é o mesmo, de uma concessão onerosa, que cria uma taxa de outorga que será paga pelos paranaenses.

    Romanelli se manifestou durante audiência pública realizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). “Não há nenhuma razão para acreditar que este processo é diferente do que existe hoje”, sustentou ele. O deputado afirmou ainda que, mesmo que 100% do valor da outorga fique no Paraná, isso não beneficia os usuários. “A taxa de outorga vai ficar com a concessionária”.

    Clique aqui para ler esse post completo.